Anomura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaAnomura
Ocorrência: Predefinição:Fossil range
O bernardo-eremita Dardanus megistos.

O bernardo-eremita Dardanus megistos.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Malacostraca
Ordem: Decapoda
Subordem: Pleocyemata
Infraordem: Anomura
Macleay, 1838
Superfamílias

Anomura (por vezes Anomala) é um agrupamento taxonómico com a categoria de infraordem que inclui um conjunto de superfamílias de crustáceo decápodes, incluindo os caranguejos-eremitas e outros. Apesar de muitas das espécies de Anomura serem designadas pelo nome comum de caranguejos, todos os verdadeiros caranguejos estão incluídos no grupo-irmão dos Anomura, os Brachyura (os dois grupos formam em conjunto o clado Meiura).[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

O nome Anomura deriva de uma antiga classificação na qual os decápodes reptantes eram divididos em Macrura (com caudas longas), Brachyura (com caudas curtas) e Anomura (com outros tipos de cauda). O nome alternativo Anomala reflecte a variedade pouco usual de formas que estão incluídas no agrupamento. Apesar de todos os caranguejos partilharem óbvias semelhanças morfológicas, os vários grupos de Anomura são notavelmente dissimilares.[2]

O grupo foi moldado por diversas etapas de carcinização – o desenvolvimento da morfologia corporal típica dos caranguejos.[3] Em consequência, os Lithodidae (caranguejos-reais), Porcellanidae (caranguejos-de-porcelana) e os Lomisidae são todos resultado de diferentes etapas de carcinização.[3]

Como os restantes decápodes (literalmente dez-pernas), os Anomura apresentam dez pereiópodes, mas o último par está reduzido em tamanho e está frequentemente localizado no interior da câmara branquial (debaixo da carapaça) para ser usado na limpeza das brânquias.[2][4] Como esta disposição dos apêndices corporais é muito rara entre os verdadeiros caranguejos (mas existe, como por exemplo na pequena família Hexapodidae),[5] um "caranguejo" com apenas oito pereiópodes visíveis é geralmente um membro dos Anomura.[2]

Com base nos dados morfológicos e de filogenia molecular há aceitação generalizada que os Anomura e os Brachyura (verdadeiros caranguejos) são grupos irmãos, formando conjuntamente o clado Meiura.[3]

Classificação[editar | editar código-fonte]

A infraordem Anomura está dividida em nove superfamílias:[6][7][8]

Superfamília Membros Famílias .
Aegloidea Aegla Aeglidae
Chirostyloidea Chirostylidae
Eumunididae
Kiwaidae
Eumunida picta.jpg
Eumunida picta
Eocarcinoidea Eocarcinus
Platykotta
Eocarcinidae
Platykottidae
Galatheoidea caranguejos-porcelana Galatheidae
Munididae
Munidopsidae
Porcellanidae
Retrorsichelidae
Munidopsis tridentata.jpg
Munidopsis serricornis
(Munidopsidae)
Hippoidea caranguejos-da-areia Albuneidae
Blepharipodidae
Hippidae
Blepharipoda.jpg
Blepharipoda occidentalis
(Blepharipodidae)
Lithodoidea caranguejos-reais Hapalogastridae
Lithodidae
Dessus.lithodes.santolla.JPG
Lithodes santolla
(Lithodidae)
Lomisoidea Lomisidae Lomis hirta Graham Milledge.jpeg
Lomis hirta.
Paguroidea caranguejos-eremita Coenobitidae
Diogenidae
Paguridae
Parapaguridae
Parapylochelidae
Pylochelidae
Pylojacquesidae
Caribbean hermit crab.JPG
Coenobita clypeatus
(Coenobitidae)

O mais antigo fóssil atribuído ao grupo Anomura pertence ao género Platykotta, do NorianoRético dos Emirados Árabes Unidos.[7]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Gerhard Scholtz & Stefan Richter (1995). «Phylogenetic systematics of the reptantian Decapoda (Crustacea, Malacostraca)» (PDF). Zoological Journal of the Linnean Society. 113 (3): 289–328. doi:10.1111/j.1096-3642.1995.tb00936.x 
  2. a b c Gary Poore (2004). «Anomura – hermit crabs, porcelain crabs and squat lobsters». Marine Decapod Crustacea of Southern Australia: a Guide to Identification. [S.l.]: CSIRO Publishing. pp. 215–287. ISBN 978-0-643-09925-8 
  3. a b c Shane T. Ahyong, Kareen E. Schnabel & Elizabeth W. Maas (2009). «Anomuran phylogeny: new insights from molecular data». In: Joel W. Martin, Keith A. Crandall & Darryl L. Felder. Decapod Crustacean Phylogenetics. Col: Crustacean issues. 18. [S.l.]: CRC Press. pp. 399–414. ISBN 978-1-4200-9258-5. doi:10.1201/9781420092592-c20 
  4. Jonas Keiler & Stefan Richter (2011). «Morphological diversity of setae on the grooming legs in Anomala (Decapoda: Reptantia) revealed by scanning electron microscopy». Zoologischer Anzeiger. 250 (4): 343–366. doi:10.1016/j.jcz.2011.04.004 
  5. Carrie E. Schweitzer & Rodney M. Feldmann (2001). «Differentiation of the fossil Hexapodidae Miers, 1886 (Decapoda: Brachyura) from similar forms» (PDF). Journal of Paleontology. 75 (2): 330–345. doi:10.1666/0022-3360(2001)075<0330:DOTFHM>2.0.CO;2 
  6. Sammy De Grave, N. Dean Pentcheff, Shane T. Ahyong; et al. (2009). «A classification of living and fossil genera of decapod crustaceans» (PDF). Raffles Bulletin of Zoology. Suppl. 21: 1–109 
  7. a b Jérôme Chablais, Rodney M. Feldmann & Carrie E. Schweitzer (2011). «A new Triassic decapod, Platykotta akaina, from the Arabian shelf of the northern United Arab Emirates: earliest occurrence of the Anomura» (PDF). Paläontologische Zeitschrift. 85: 93–102. doi:10.1007/s12542-010-0080-y 
  8. K. E. Schnabel, S. T. Ahyong & E. W. Maas (2011). «Galatheoidea are not monophyletic – molecular and morphological phylogeny of the squat lobsters (Decapoda: Anomura) with recognition of a new superfamily». Molecular Phylogenetics and Evolution. 58 (2): 157–168. PMID 21095236. doi:10.1016/j.ympev.2010.11.011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Anomura
Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Anomura