Quintino Sebastião

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Quintino Sebastião
Nascimento 1940 (79 anos)
Nacionalidade Portugal portuguesa

Quintino Sebastião (n. Portugal, 1940) é um escultor, professor e artista plástico português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Como escultor[1][2][3][4][5][6], e sendo uma das "personalidades marcantes do nosso meio artístico[7]" e "bem influente na formação artística em Lisboa (Sociedade Nacional de Belas Artes)"[8], Quintino Sebastião expôs, individual e coletivamente[9], em galerias, salões e bienais de arte moderna, em Portugal e no estrangeiro. Algumas das suas obras encontram-se expostas publicamente como Tocar o Sol, na Costa da Caparica, e O Presente e o Futuro, em Torres Vedras.

Enquanto estudante, teve como mestre o escultor Jorge Vieira, fator determinante na sua formação. Nas décadas de 1960 e 1970, também criou cenários e adereços para teatro, televisão e cinema. Em 1977, iniciou a sua carreira docente no Curso de Formação Artística, na Sociedade Nacional de Belas Artes. Em 1986, baseando-se numa inovadora proposta pedagógica na sequência de uma anterior experiência conjunta com o professor pintor Rolando Sá Nogueira, concebeu e implementou o Curso de Desenho a convite da Direção então presidida pelo pintor e critico de arte Fernando Azevedo. Curso que coordenou e onde lecionou durante 22 anos.

Arte Pública[editar | editar código-fonte]

Exposições (Selecção)[editar | editar código-fonte]

  • Exposição “ENCONTRO” (1967) – Cascais, Portugal
  • Salão “GUÉRIN de ARTES PLÁSTICAS” (1968) – Lisboa
  • VII Salão de “ARTE MODERNA”. (1969) – Junta de Turismo da Costa do Sol – Estoril, Portugal
  • Salão “PRIMAVERA” (1970) – Junta de Turismo da Costa do Sol – Estoril, Portugal
  • 1º Salão de “ARTE de LAGOS” (1970) – Lagos, Portugal    
  • VIII Salão de “ARTE MODERNA” (1970) – Junta de Turismo da Costa do Sol – Estoril, Portugal
  • 1º Salão de “ARTES PLÁSTICAS de LEIRIA” (1970) – Leiria, Portugal
  • III Bienal Internacional do “DESPORTO nas BELAS ARTES” (1971) – Barcelona, Espanha
  • V Salão de “ARTE MODERNA da CIDADE de LUANDA”(1971) – Luanda, Angola
  • 1ª Exposição “MÚLTILOS de ARTE”. Galeria S. Francisco (1972) – Lisboa, Portugal
  • 2ª Exposição “MÚLTIPLOS de ARTE”. Galeria S. Francisco (1973) – Lisboa, Portugal
  • Exposição “SALÃO de MARÇO” (1974) Sociedade Nacional de Belas Artes – Lisboa, Portugal
  • Exposição "CONFRONTO I: exposição colectiva de desenho, gravura, pintura e escultura" (1974), Grafil Galeria de Arte, Lisboa, Portugal [10]
  • Exposição “PERSPECTIVA 74”. Sociedade Nacional de Belas Artes (1974) – Lisboa, Portugal
  • Exposição “ARTE ACTUAL PORTUGUESA” – 1º Festival Internacional. do Algarve (1974) – Vilamoura, Portugal
  • Exposição “XIII Festival Internacional da Juventude”. autor convidado (1978) - Havana, Cuba
  • Exposição Homenagem “CENTENÁRIO do NASCIMENTO de PICASSO”. Sociedade Nacional de Belas Artes (1981)– Lisboa, Portugal    
  • MUSEU TAVARES PROENÇA – Castelo Branco, Portugal
  • Salão “O PAPEL COMO SUPORTE”. Sociedade Nacional de Belas Artes – (1982) Lisboa, Portugal
  • Salão de “ARTE MODERNA”. Sociedade Nacional de Belas Artes (1982)– Lisboa, Portugal
  • Salão de “ARTE de LAGOS” (1982) – Lagos, Portugal                
  • I Exposição Nacional “ARTE MODERNA ARUS” (1982/1983) – Porto e Lisboa, Portugal
  • Exposição Individual “GALERIA S. FRANCISCO” (1983) – Lisboa, Portugal
  • Exposição “EIAM’84” I Exposição Ibérica de Arte Moderna – (1984) Campo Maior, Portugal, e Museu de Arte Contemporaneo - Cáceres, Espanha
  • Exposição Nacional do “PEQUENO FORMATO” (1984) Cooperativa Árvore – Porto, Portugal
  • Salão de “ARTE de LAGOS” (1984) – Lagos, Portugal     
  • Exposição “ARLETE” (1986) Sociedade Portuguesa Artes Letras . Monumento às Descobertas – Lisboa, Portugal
  • Exposição “80 ANOS de ARTE MODERNA PORTUGUESA” (1987) Galeria São Bento – Lisboa, Portugal
  • Exposição “A MULHER na ARTE CONTEMPORÂNEA PORTUGUESA (1988) Casino do Estoril – Estoril, Portugal
  • Salão de Verão “ARTE 89” (1989) Sociedade Nacional de Belas Artes – Lisboa, Portugal
  • Exposição “PEQUENO FORMATO” (1996) Sociedade Nacional de Belas Artes – Lisboa, Portugal
  • Painel Comemorativo dos “111 ANOS do NASCIMENTO de FERNANDO PESSOA” (1999) – Lisboa, Portugal
  • Monumento ao Poder Local “TOCAR O SOL” (2001) Arte Pública – Almada, Portugal [11][12][13][14][15]
  • Exposição CENTENÁRIO da Sociedade Nacional de Belas Artes “100 ANOS 100 ARTISTAS” (2002) Sociedade Nacional de Belas Artes – Lisboa, Portugal
  • Exposição ARTE PÚBLICA EM ALMADA (2004) Casa da Cerca (Centro de Arte Contemporânea - Almada) – Almada, Portugal
  • Escultura “O PRESENTE E FUTURO” (2006) Catefica – Torres Vedras, Portugal
  • Exposição “ESCULTURA com AFECTOS” (2007) Armazém das Artes – Alcobaça, Portugal[16]
  • Exposição “ESCULTURA com AFECTOS” (2007) Sociedade Nacional de Belas Artes – Lisboa, Portugal
  • Exposição “PINTURA COM AFECTOS” (2009) Armazém das Artes - Alcobaça, Portugal                                    
  • Exposição “TRIENAL de DESENHO” (2012) Armazém das Artes e Mosteiro de Alcobaça - Alcobaça, Portugal[17]
  • A Escultura “O PRESENTE E FUTURO” (2015) em outubro mudou para o novo Espaço Público do Parque Choupal - Torres Vedras, Portugal [18][19]

Referências

  1. PAMPLONA, Fernando de (2000). Dicionário de pintores e escultores portugueses ou que trabalharam em Portugal. V 4ª ed. Barcelos: Livraria Civilização Editora. p. 157 
  2. TAVARES, Cristina Azevedo (1994). «Sociedade Nacional de Belas Artes». In: Santana, Francisco; Lucena, Eduardo. Dicionário da história de Lisboa. VIII. Lisboa: Carlos Quintas & Associados-Consultores. p. 885 
  3. GONÇALVES, Rui Mário; DIAS, Francisco Silva (1985). 10 anos de Artes Plásticas e Arquitectura em Portugal: 1974-1984. Col: Coleção Nosso Mundo. Lisboa: Editorial Caminho. p. 19 
  4. TANNOCK, Michael (1978). Portuguese 20th century artists: a biographical dictionary. Chichester: Phillimore. p. 355 
  5. GONÇALVES, Rui Mário (1991). Pintura e Escultura em Portugal: 1940/1980. Col: Biblioteca Breve. Série Artes Visuais. Vol. 44 3ª ed. ed. Lisboa: Instituto de Cultura e Língua Portuguesa . Ministério da Educação. p. 99 
  6. DIAS, Pedro; MARKL, Dagoberto (1986). História da arte em Portugal. Lisboa: Publicações Alfa 
  7. «Sociedade Nacional de Belas Artes». www.snba.pt 
  8. QUEIROZ, João Paulo (2 de maio de 2016). «Criação: da totalidade à hibridação». Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Revista Estúdio - Artistas sobre outras Obras. 7 (14): 12 
  9. NOGUEIRA, Isabel (2015). Artes plásticas e crítica de arte em Portugal 2ª ed. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra. p. 51 
  10. «Cartazes: Grafil Galeria de Arte - "Confronto I" : exposição colectiva de desenho, gravura, pintura e escultura». Universidade de Aveiro 
  11. LIMA, Filomena Maria Figueira Freire de (2006). Inventário iconográfico e documental: escultura em espaços públicos de Almada [1936-2005] (Mestrado) (PDF). [S.l.]: Universidade de Lisboa. p. 141-143 
  12. SILVA, Sérgio Vicente Pereira da. «Monumento e representação social em Almada 25 anos de poder local, 1976-2001» (PDF). CR POLIS Universitat de Barcelona. On the waterfront - Portugal: Urban Design and Public Art [I]: 112 
  13. CIRILLO, Aparecido José (2 de maio de 2016). «O redondo, o interior e o exterior: materializações do desejo na escultura monumento 'Tocar o Sol', de Quintino Sebastião». Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Revista Estúdio - Artistas sobre outras Obras. 7 (14): 54 - 64 
  14. AURÉLIO, José; AZEVEDO, Fernando de (2002). 25 anos do Poder Local 1976-2001. Almada: Câmara Municipal de Almada. pp. 8, 15–18 
  15. RIBEIRO, Ana Isabel; ABREU, José Guilherme de (2004). Arte pública no concelho de Almada. Almada: Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea. pp. 70–71, 133 
  16. LOPES, Mário (14 de maio de 2007). «Armazém das Artes abre ao público primeira exposição de escultura em Alcobaça». www.tintafresca.net. Tinta Fresca - jornal de arte, cultura e cidadania 
  17. da Redação (21 de outubro de 2012). «Trienal de Desenho: Desenhos de Escultores». Gazeta das Caldas 
  18. «O presente e o futuro». Câmara Municipal de Torres Vedras. 1 de novembro de 2015 
  19. «CHOUPAL (RE)NASCEU!». Câmara Municipal de Torres Vedras. 29 de setembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.