R.I.P.D.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
R.I.P.D.
R.I.P.D. - Agentes do Outro Mundo (PT)
R.I.P.D. - Agentes do Além (BR)
 Estados Unidos
2013 •  Cor •  96 min 
Direção Robert Schwentke
Produção David Dobkin
Peter M. Lenkov
Neal H. Moritz
Mike Richardson
Roteiro Phil Hay
Matt Manfredi
História David Dobkin
Phil Hay
Matt Manfredi
Elenco Jeff Bridges
Ryan Reynolds
Kevin Bacon
Mary-Louise Parker
Stephanie Szostak
Gênero comédia
ação
aventura
Música Christophe Beck
Cinematografia Alwin Küchler
Edição Mark Helfrich
Companhia(s) produtora(s) Dark Horse Entertainment
Original Film
Relativity Media
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Brasil 27 de setembro de 2013
Estados Unidos 19 de Julho de 2013
Alemanha29 de Agosto de 2013
França 31 de Julho de 2013
Idioma inglês
Orçamento U$S 130 milhões
Receita U$S 78,3 milhões
Página no IMDb (em inglês)

R.I.P.D. (R.I.P.D - Agentes do Além. (título no Brasil) ou R.I.P.D. - Agentes do Outro Mundo (título em Portugal)) é um filme estadunidense de 2013 dirigido por Robert Schwentke e escrito por Phil Hay e Matt Manfredi. O filme tem como gênero comédia ação e aventura e é baseado na série de quadrinhos Rest in Peace Department ou Departamento Descanse em Paz. O elenco tem como estrelas Jeff Bridges e Ryan Reynolds. A fotografia principal do filme foi concluída em 28 de janeiro de 2012 e o filme foi previsto para ser lançado em 28 de junho de 2013, mais foi adiado para 19 de julho de 2013. O filme recebeu críticas negativas da crítica e foi uma bomba nas bilheterias

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O policial Nick Walker (Reynolds) é morto por seu parceiro de campo Bobby Hayes (Bacon) e acaba entrando numa equipe de agentes mortos-vivos chamado de R.I.P.D. (Rest in Peace Department). Agora junto a seu novo colega Roy Pulshiper (Brigdes) eles terão que achar um portao que se for aberto poderá trazer muitos mortos-vivos para a terra. Nick terá que desconfiar dos seus conhecidos tanto vivos quanto mortos até das pessoas mais proximas. Ele e Roy terão que salvar a terra disfarçados de pessoas normais para salvar Boston e o mundo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Jeff Bridges como Roycephus "Roy" Pulsipher, um marechal dos Estados Unidos e ex-soldado americano da guerra civil soldado do Oeste Selvagem e diretor veterano da R.I.P.D.
  • Ryan Reynolds como Nick Walker, um sargento-detetive do Departamento de Polícia de Boston que é assassinado e se torna parceiro de Roy Pulsipher.
  • Kevin Bacon como Bobby Hayes, um tenente detetive do Departamento de Polícia de Boston que está em conluio com os mortos.
  • Mary-Louise Parker como Mildred Proctor, Chefe do Departamento de Polícia de Boston R.I.P.D.
  • Stephanie Szostak como Julia Walker, a esposa de Nick e viúva.
  • James Hong como vovô Jerry Chen, 1º avatar de Nick
  • Marisa Miller como Opal Pavlenko, avatar de Roy
  • Devin Ratray como Pulaski
  • Robert Knepper como Stanley Nawlicki, um deado
  • Mike O'Malley como Elliot, operador de painel de controle do Fenway Park
  • Larry Joe Campbell como Diretor de Murphy
  • Piper Mackenzie Harris como Garota com aparelho, 2º avatar de Nick
  • Toby Huss, Mike Judge e Jon Olson como Vozes dos deados

Zach Galifianakis foi originalmente escalado como Roy Pulsipher, mas desistiu devido a conflitos de agenda. Jodie Foster foi originalmente considerado para o papel de Proctor, mas no final, Mary-Louise Parker foi estrelada.

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme arrecadou US$33,618,855 nos Estados Unidos, e US$44,705,365 no restante do mundo, totalizando a arrecadação de US$78,324,220. O filme tem sido rotulado como uma bomba nas bilheterias, com a arrecadação no fim de semana de estréia ficando em menos de 10% do orçamento do filme de 130 milhões de produção, e a arrecadação final bruta igual a pouco mais de metade do orçamento. Após o final da temporada de exibição nos cinemas foi considerado uma das produções com o pior resultado financeiro da história. [1][2][3][4]

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]