Jodie Foster

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Jodie Foster
Jodie Foster nos Prêmios César em 2011.
Nome completo Alicia Christian Foster
Nascimento 19 de novembro de 1962 (58 anos)
Los Angeles, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Ocupação Atriz, cineasta, produtora de cinema
Oscares da Academia
Melhor Atriz
1989 - The Accused
1992 - The Silence of the Lambs
Globos de Ouro
Melhor Atriz em Cinema - Drama
1989 - The Accused
1992 - The Silence of the Lambs
Melhor Atriz Coadjuvante em Cinema
2021 - The Mauritanian
Prémio Cecil B. DeMille
2013 - Prêmio Honorário
Prémios Screen Actors Guild
Melhor Atriz Principal
1995 - Nell
Prémios BAFTA
Melhor Atriz Coadjuvante
1977 - Bugsy Malone / Taxi Driver
Melhor Atriz
1992 - The Silence of the Lambs
Prêmio Stanley Kubrick Britannia
2016 – Pelo Conjunto Da Obra
Festival de Cannes
Palma de Ouro
2021 - Prêmio Honorário
Prémios National Board of Review
Melhor Atriz
1988 - The Accused
Outros prêmios
David di Donatello de Melhor Atriz Estrangeira
1989 - The Accused
1995 - Nell

Alicia Christian "Jodie" Foster (Los Angeles, 19 de novembro de 1962) é uma atriz, diretora e produtora de cinema norte-americana. Ela já recebeu dois Oscars, três BAFTA Film Award, três Globos de Ouro e o Prêmio Cecil B. DeMille. Por seu trabalho como diretora, foi indicada ao Emmy Award.

Foster começou sua carreira profissional como modelo infantil quando tinha três anos de idade e fez sua estreia como atriz em 1968 na sitcom Mayberry RFD. No final dos anos 1960 e início dos anos 1970, ela trabalhou em várias séries de televisão e fez sua estreia no cinema com Napoleão e Samantha (1972).[1] Após as suas aparições no musical Tom Sawyer (1973) e na comédia dramática Alice Não Mora Mais Aqui de Martin Scorsese, ela protagonizou o thriller psicológico Taxi Driver – Motorista de Táxi (1976); recebendo uma indicação ao Oscar de melhor atriz coadjuvante. Seus outros papéis quando adolescente incluem o musical Bugsy Malone - Quando as Metralhadoras Cospem (1976) e o thriller A Menina do Fim da Rua (1976). Ela se tornou ainda mais popular ao estrelar Um Dia Muito Louco (1976) e Candleshoe, O Segredo da Mansão (1977), bem como O Circo da Morte (1980) e Gatinhas (1980).

Foster ganhou a aclamação da crítica por sua interpretação em Acusados (1988), pelo qual ela ganhou o Oscar de melhor atriz.[2] Três anos depois ganhou novamente o Oscar pelo papel de Clarice Starling em O Silêncio dos Inocentes (1991).[3] Em 1991, ela assumiu a direção do filme Mentes Que Brilham, depois fundou a sua própria produtora, a Egg Pictures, em 1992.[4] A primeira produção da empresa foi Nell (1994), no qual ela também desempenhou o papel-título, ganhando sua quarta indicação ao Oscar. Entre seus outros filmes de sucesso na década de 1990 destacam-se Sommersby - O Retorno de um Estranho (1993), a comédia Maverick (1994), o filme de ficção científica Contato (1997) e o drama de época Anna e o Rei (1999).

Apesar de contratempos na carreira no início dos anos 2000, incluindo o fechamento de sua produtora, Foster estrelou quatro filmes de sucesso comercial: O Quarto do Pânico (2002), Plano de Voo (2005), O Plano Perfeito (2006) e Valente (2007). Na década de 2010, ela concentrou sua carreira como cineasta, dirigindo os filmes Um Novo Despertar (2011) e Jogo do Dinheiro (2016), bem como episódios para a série de televisão da Netflix, Orange Is the New Black, House of Cards e Black Mirror.[5] Ela também estrelou os filmes Deus da Carnificina (2011), Elysium (2013) e Hotel Artemis (2018).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Jodie começou a sua vida artística com anúncios de televisão para a Coppertone aos três anos de idade e, durante a infância, fez diversos papéis em séries de televisão e filmes infantis da Disney.

Aos treze anos, fazendo o papel da prostituta adolescente Íris Steensma no filme Taxi Driver, de Martin Scorsese, contracenando com Robert De Niro, Jodie alcançou fama mundial com o sucesso do filme e com uma indicação ao Oscar de melhor atriz (coadjuvante/secundária). Poucos anos depois, a tentativa de assassinato do presidente dos Estados Unidos Ronald Reagan, baleado por um psicopata chamado John Hinckley, lhe causaria um grave conflito emocional e psicológico, com a revelação feita por Hinckley de que o ato visava chamar a atenção de Jodie, por quem tinha uma obsessão amorosa e a quem seguia de longe há meses no campus da Universidade de Yale, onde ela estudava, e que havia assistido Taxi Driver por mais de quarenta vezes apenas para vê-la na tela.

Ao contrário de atrizes mirins que tiveram grande popularidade e sucesso na infância, sem conseguir o mesmo após a transição para a vida adulta, como Shirley Temple e Tatum O'Neal, Jodie estabeleceu-se no mundo do cinema de Hollywood alcançando o primeiro grande momento como atriz adulta em 1988, ao ganhar o oscar de melhor atriz pelo filme The Accused, no qual representava Sarah Tobias, garota liberal que, estuprada em um bar, lutava pela condenação dos acusados.

O grande momento da carreira, entretanto, viria em 1991, ao conquistar o segundo Oscar como a agente do FBI Clarice Starling no sucesso The Silence of the Lambs[6], no qual contracenou com Anthony Hopkins, que também ganharia o Oscar de melhor ator (o filme também levou o prêmio de melhor filme e melhor diretor).

Jodie Foster ainda encenou Sommersby, Nell, Contact e Panic Room, entre outros trabalhos dos quais também foi produtora e diretora. Seu trabalho em Contact, baseado no best-seller do astrônomo Carl Sagan, lhe rendeu uma homenagem da comunidade científica, que batizou um asteroide de 17744 Jodiefoster.

Nos últimos anos, Jodie Foster tem cada vez mais intercalado o trabalho de atriz com o de produtora - que ela estreou em Nell, de 1994 - e lhe permitiu fundar sua própria companhia de produção cinematográfica em Los Angeles, a Egg Pictures.

Foster aos 12 anos, em foto promocional da série de TV Paper Moon

Em 4 de maio de 2016 a atriz foi contemplada com sua estrela na Calçada da Fama de Hollywood[7]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em entrevistas, Foster raramente fala sobre sua vida privada, pois valoriza a privacidade acima de tudo devido ao fato de ter passado a maior parte de sua vida no olho do público.[8] Ela mora em Los Angeles,[9] e teve dois filhos, Charles "Charlie" Foster (nascido em 1998) e Christopher "Kit" Foster (nascido em 2001), apesar de que a paternidade deles nunca foi revelada publicamente,[10] enquanto era namorada da produtora de filmes Cydney Bernard. Ambas conheceram-se nas gravações de Sommersby (1993) e a relação durou de 1993 a 2008.[11] Em abril de 2014, Foster casou-se com a atriz e fotografa Alexandra Hedison. Em 2011, afirmou que ter filhos fez com que ela assumisse menos projetos: "É um grande sacrifício sair de casa. Eu quero certificar-me de que sinto-me apaixonada pelos filmes que faço porque é um grande sacrifício ... Mesmo que se pegue um filme com uma média de quatro meses - têm-se três semanas de preparação, compromissos com a imprensa aqui [nos Estados Unidos] e no exterior, capas de revistas, eventos e estreias - são oito meses em um ano fora de casa. Isso é muito longo. Se fizer dois filmes, nunca verás teus filhos".[12] A orientação sexual de Foster tornou-se assunto de especulação pública em 1991, quando ativistas que protestavam contra a suposta homofobia em The Silence of the Lambs (1991) alegaram, em artigos de publicações como OutWeek e The Village Voice, que ela era uma lésbica "no armário". Em 2007, durante um café da manhã em sua homenagem intitulado "The Women in Entertainment" — que fez tributo às 100 Mulheres mais Poderosas do Entretenimento, do The Hollywood Reporter, a atriz confirmou que estava em um relacionamento lésbico com Bernard há muito tempo.

"Gostaria de agradecer à minha bela Cydney por aguentar comigo tanto o bom como o mau. [...] Sempre me senti uma impostora...".

— Foster ao assumir seu relacionamento lésbico.[13]

Jodie Foster no Oscar 1989.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Filmografia de Jodie Foster

A atriz, que já havia ganhado dois prêmios Globo de Ouro (em 1988, por "Acusados" e "O Silêncio dos Inocentes" de 1991), em 2013 recebeu a premiação especial Cecil B. DeMille pelo conjunto de sua obra.[14]

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Óscar[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Resultado
1977 Melhor Atriz Coadjuvante Taxi Driver Indicado
1989 Melhor Atriz The Accused Venceu
1992 The Silence of the Lambs Venceu
1995 Nell Indicado

Globo de Ouro[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Resultado
1977 Melhor Atriz em Cinema - Comédia ou Musical Freaky Friday Indicado
1989 Melhor Atriz em Cinema - Drama The Accused Venceu
1992 The Silence of the Lambs Venceu
1995 Melhor Filme - Drama Nell Indicado
Melhor Atriz em Cinema - Drama Indicado
1998 Contact Indicado
1999 Melhor Minissérie ou Telefilme The Baby Dance Indicado
2008 Melhor Atriz em Cinema - Drama The Brave One Indicado
2012 Melhor Atriz em Cinema - Comédia ou Musical Carnage Indicado
2013 Prêmio Cecil B. DeMille Pelo Conjunto da Obra Venceu
2021 Melhor Atriz Coadjuvante em Cinema The Mauritanian Venceu

Referências

  1. «Films and Filming». Hansom Books. Consultado em 26 de fevereiro de 2021 
  2. Oscars.org (29 de março de 1989). «ACADEMY AWARDS ACCEPTANCE SPEECH DATABASE». Academy of Motion Picture Arts and Sciences (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2021 
  3. RACHEL LABONTE (15 de fevereiro de 2021). «Why Jodie Foster Won't Play Silence of the Lambs' Clarice Again». Screen Rant (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2021 
  4. Mark Harris (2 de abril de 1993). «Jodie Foster: Meet the New Boss». People (em inglês). Consultado em 26 de fevereiro de 2021 
  5. «VÍDEO: Netflix divulga trailer de episódio de Black Mirror dirigido por Jodie Foster». GaúchaZH. 25 de novembro de 2017. Consultado em 26 de fevereiro de 2021 
  6. «SHOWBIZ/Movies». CNN (em inglês). cnn.com 
  7. «Jodie Foster brilla en el Paseo de la Fama». EL PAÍS (em espanhol). 5 de maio de 2016. Consultado em 5 de maio de 2016 
  8. «Actress-director Jodie Foster publicly comes out as gay at Globes». UPI (em inglês) 
  9. «Jodie Foster: What I've Learned». Esquire (em inglês). 14 de dezembro de 2010 
  10. «Nasce o segundo filho da atriz Jodie Foster». Folha UOL. 3 de outubro de 2001 
  11. Duboff, Josh. «Jodie Foster Marries Photographer Alexandra Hedison». HWD (em inglês) 
  12. «Interview: Jodie Foster, actress in The Beaver». www.scotsman.com (em inglês). Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  13. «Jodie assume relação lésbica» (em inglês) 
  14. Redação G1 (14 de janeiro de 2013). «'Não vou sair do armário aqui', diz Jodie Foster ao levar Globo de Ouro». G1. Consultado em 6 de fevereiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Jodie Foster
Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Jodie Foster