Samuel L. Jackson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Samuel L. Jackson
Samuel L. Jackson na San Diego Comic-Con 2014
Nome completo Samuel Leroy Jackson
Nascimento 21 de dezembro de 1948 (67 anos)
Washington, DC
Nacionalidade Povo dos Estados Unidos norte-americano
Ocupação ator e produtor
Cônjuge Latanya Richardson (1981 - presente)
Prémios BAFTA
Melhor Ator Coadjuvante
1995 - Pulp Fiction
Festival de Cannes
Melhor Ator
1992 - Jungle Fever
Festival de Berlim
Melhor Ator
1997 - Jackie Brown
Página oficial
IMDb: (inglês)

Samuel Leroy Jackson (Washington, DC, 21 de dezembro de 1948) é um ator e produtor estadunidense. Alcançou a fama no início da década de 1990.

É casado com Latanya Richardson e tem uma filha. Fã de esportes, o ator é torcedor fanático do Atlanta Falcons na National Football League e costuma dedicar-se ao golfe.[carece de fontes?] Recebeu diversos prêmios por suas atuações cinematográficas, e atua em diversas mídias além de filmes: séries de televisão, e dublar videogames, etc. Samuel declarou que os filmes permitem-no "fazer coisas que via quando criança".[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Embora tendo nascido na capital estadunidense, cresceu como filho único em Chattanooga, no Tennessee, com sua mãe, Elizabeth Jackson (nome de solteira Montgomery), que trabalhava numa fábrica e depois foi fornecedora de materiais para uma instituição mental, com seus avós maternos e parentes.[2][3] Seu pai viveu longe da família, em Kansas City (Missouri), onde morreu de alcoolismo; Jackson viu o pai somente duas vezes na vida.[2][4]

Em Chattannooga estudou na Riverside High (atualmente denominada Chattanooga School for the Arts and Sciences), uma escola segregada onde, durante alguns anos, tocou trompa e trompete, na orquestra escolar.[5] Fez faculdade na Morehouse College, de Atlanta, onde co-fundou um grupo chamado "Just Us Theater".[2] Formou-se em 1972.[6]

Ativismo pelos direitos civis[editar | editar código-fonte]

Depois do assassinato em 1968 do líder pacifista pela igualdade racial nos Estados Unidos, Martin Luther King Jr., Jackson participou do funeral como um dos recepcionistas.[7] Dali voou para Memphis, para participar da marcha pela igualdade. Numa entrevista na revista Parade, Jackson revelou: "Eu estava com raiva por causa do assassinato, mas não fiquei chocado com isto. Eu sabia que a mudança levaria a algo diferente - não a protestos pacíficos, não uma coexistência tranquila."[8][9]

Em 1969 Jackson e muitos outros estudantes mantiveram presos como reféns no Campus vários membros do Morehouse College (inclusive o Sr. Martin Luther King), exigindo mudanças no currículo e na administração escolares.[10] O colégio aceitou algumas das reivindicações, mas Jackson foi suspenso por dois anos em consequência de seus atos (embora para lá retornasse, obtendo o seu bacharelado em Artes Dramáticas, em 1972).[11]

Jackson decidiu permanecer em Atlanta, junto a Stokely Carmichael, H. Rap Brown e outros ativistas do movimento Black Power.[9] Na mesma entrevista à Parade, ele revelou que sentiu seu envolvimento com o movimento aumentar, especialmente quando o grupo começou a comprar armas.[9] Mas, antes de se envolver em qualquer luta armada significante, sua mãe o enviou para Los Angeles, depois que o FBI informou que morreria dentro de um ano se continuasse envolvido com o Black Power.[9]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

L. Jackson com a esposa, Latanya Richardson, em viagem à base de Pearl Harbor.

Jackson casou-se com a atriz Latanya Richardson, que conhecera ainda nos tempos do Morehouse College.[2][10] O casal, que vive em Los Angeles, tem uma filha - Zoe - nascida em 1982. Jackson é um fã de futebol americano e torce para o Atlanta Falcons, e de basquetebol, tendo especial predileção pelas equipes do Toronto Raptors e dos Harlem Globetrotters.[12] Apesar de o futebol não ser muito popular nos Estados Unidos, é torcedor do Liverpool F.C., time que conheceu durante as filmagens de The 51st State na cidade inglesa de Liverpool.[13]

Jackson, durante partida de golfe.

É um entusiasta jogador de golfe, esporte que aprendeu a jogar e apreciar.[2] Declarou certa feita que, se tivesse de escolher outra carreira, tentaria "jogar golfe na PGA tour"[14] e que no campo de golfe é o único lugar em que pode ir "vestido como um gigolô e ser perfeitamente aceito".[5][15] Ele declarou, numa entrevista, que seus contratos de filmagem têm uma cláusula que o permitem jogar golfe duas vezes por semana.[16]

Numa entrevista, revelou que assiste a todos os seus filmes, como um espectador normal que paga ingresso nos cinemas e que "até nos meus anos de teatro desejava assistir às minhas peças, enquanto estava atuando! Eu cuido de vigiar meu próprio trabalho".[17][18] Sobre esse senso crítico de observar seus próprios trabalhos, Jackson declarou, comparando o trabalho nos filmes e no teatro, que "Um dá gratificação imediata, e outro, a longo prazo. No teatro você faz algo que tem começo, meio e fim todos os dias. E sente que está dividindo sua energia com o público. Ao fazer cinema, você tem que ter auto-confiança e sentir quando a cena está certa."[19] Ele também gosta de colecionar os bonecos dos personagens dos filmes em que atua ou dubla, como Jules Winnfield, Shaft, Mace Windu, e Frozone.[20]

Jackson é calvo na vida real, embora nos seus filmes goste de usar perucas pouco usuais nos seus filmes.[21] Para o filme Black Snake Moan, permitiram que ele escolhesse o penteado para seu personagem.[16] É fã de quadrinhos e de anime.[22]

Em 2002 irritou-se com a acusação de que o personagem Jar Jar Binks tinha conotação racista por conta do sotaque jamaicano, declarou "Ele é um alienígena. Deixem o coitado em paz e curtam o filme."[23] Durante o Festival de Cinema do Rio, em 2003, declarou-se favorável ao porte de armas, e que possuía uma.[24]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Filme Papel Título em português Obs.
1972 Together for Days[25] Stan[26]
1977 The Displaced Person Sulk
1981 Ragtime[27] Membro da gangue nº 2[28] Na Época do Ragtime
1987 Eddie Murphy Raw[29] Tio de Eddie[29] br: Eddie Murphy Sem Censura Aparece brevemente no esquete que precede as cenas do show.[29]
1988 Coming to America[28] Assaltante[28] Um Príncipe em Nova York
School Daze[30] Leeds[30]
1989 Do the Right Thing[31] Mister Señor Love Daddy[31] br: Faça a Coisa Certa
The Exorcist III[32] Homem cego do sonho[33]
Sea of Love[32] Homem negro[33]
1990 Goodfellas[34] Parnell Steven "Stacks" Edwards[35] br: Os Bons Companheiros
Mo' Better Blues[36] Madlock[37] br: Mais e Melhores Blues
Def by Temptation[38] Ministro Garth[37]
Betsy's Wedding[33] Operador de táxi[33]
A Shock to the System[37] Ulysses
Woman Andarilho Uma Linda Mulher Samuel aparece na última cena do filme, caminhando pela rua como um andarilho e narrando
The Return of Superfly[39] Nate Cabot[37]
1991 Strictly Business[40] Monroe[37] Hooks, KevinKevin Hooks[41]
Jungle Fever[42] Gator Purify[42]
1992 Juice[26] Trip[37]
Patriot Games[43] LCDR Robby Jackson[43]
White Sands[44] Greg Meeker[45]
Jumpin' at the Boneyard[26] Sr. Simpson[46]
Johnny Suede[47] B-Bop[48]
Fathers & Sons[49] Marshall[49]
1993 True Romance[50] Big Don[26]
Menace II Society Tat Lawson[51]
Loaded Weapon 1[26] Sgt. Wes Luger[26]
Amos & Andrew[52] Andrew Sterling[52]
Jurassic Park[26] John Raymond Arnold[26]
The Meteor Man[37] Dre[37]
1994 Fresh[53] Sam[53] Yakin, BoazBoaz Yakin[53]
Pulp Fiction[54] Jules Winnfield[54] Independent Spirit Award de melhor ator
Indicado - Óscar de melhor ator secundário
Against The Wall[55] Jamaal Filme para a televisão[55]
The New Age[56] Dale[56]
Hail Caesar[57] Mailman[37] Part. especial[57]
Assault at West Point: The Court-Martial of Johnson Whittaker[58]
1995 Kiss of Death[59] Calvin Hart[59]
Die Hard with a Vengeance[60] Zeus Carver[60]
Losing Isaiah[61] Kadar Lewis[61]
Fluke[62] Rumbo[62] Voz[62]
1996 The Great White Hype[63] Rev. Fred Sultan[63]
A Time to Kill[26] Carl Lee Hailey[52]
The Long Kiss Goodnight[64] Mitch Henessey[64]
Hard Eight[65] Jimmy[65]
Trees Lounge[52] Wendell
Teens and Guns: Preventing Violence[37] Para uso em escolas[66]
The Search for One-eye Jimmy[67] Coronel Ron[67]
1997 One Eight Seven[68] Trevor Garfield[68]
Eve's Bayou[26] Louis Batiste[26] Primeiro trabalho como produtor[26]
Jackie Brown[69] Ordell Robbie[26]
1998 Sphere[70] Harry Adams[70]
The Negotiator[71] Ten. Danny Roman[71]
The Red Violin[72] Charles Morritz[72]
Out of Sight[73] Con man[73] Soderbergh, StevenSteven Soderbergh[73] Uncredited cameo[73]
1999 Star Wars Episode I: The Phantom Menace[74] Mace Windu[74]
Deep Blue Sea[75] Russell Franklin[75]
The Black And The White Wesley 'Wez' Willis
2000 Rules of Engagement[76] Cel. Terry L. Childers[76]
Shaft[77] John Shaft[77]
Unbreakable[78] Elijah Price[79]
2001 The Caveman's Valentine[80] Romulus Ledbetter[80] Produtor executivo[26]
2002 Changing Lanes[81] Doyle Gipson[81]
Star Wars Episode II: Attack of the Clones[74] Mace Windu[74]
xXx[26] Agente Augustus Gibbons[26] Triplo X
The 51st State (Formula 51)[82] Elmo McElroy[82]
2003 Basic[83] Sergeant Nathan West[83]
S.W.A.T.[84] Sgt. Dan 'Hondo' Harrelson[84] S.W.A.T. - Comando Especial
No Good Deed[85] Jack Friar[85]
2004 Twisted[86] John Mills[86]
Kill Bill Vol. 2[26] Rufus[26] Kill Bill: Volume 2
The Incredibles[87] Lucius Best/Frozone (Lúcio Barro/Gelado)[87] Os Incríveis Voz
In My Country[88] Langston Whitfield[88]
Unforgivable Blackness: The Rise and Fall of Jack Johnson[89] Jack Johnson[89] Voz[89]
The N-Word[90] Ele próprio[90]
2005 Coach Carter[91] Treinador Ken Carter[91]
xXx: State of the Union[26] Agente Augustus Gibbons[26] xXx 2 - Estado de Emergência
Star Wars Episode III: Revenge of the Sith[74] Mace Windu[74] Star Wars Episódio III: A Vingança dos Sith
The Man[92] Derrick Vann[92]
2006 Freedomland[93] Lorenzo Council[93]
Snakes on a Plane[26] Neville Flynn[26]
Home of the Brave[94] Will Marsh[94]
2007 Farce of the Penguins[95] Narrator[95] Voz[95]
Black Snake Moan[96] Lazarus Woods[97] Também cantou na trilha sonora[26]
1408[98] Gerald Olin[98]
Resurrecting the Champ[99] Bob Satterfield[99]
Cleaner[100] Tom Cutler[101]
2008 Jumper[102] Agente Roland Cox[103] Jumper
Iron Man[104] Nick Fury[104] br: Homem de Ferro Participação especial não-creditada[104]
Star Wars: The Clone Wars[105] Mace Windu[105] Voz[105]
Lakeview Terrace[106] Abel Turner[106]
Soul Men[107] Louis Hinds[107]
The Spirit[108] The Octopus[108]
2009 Astro Boy Zog Voz
Inglourious Basterds[104] Narrador[104] br: Bastardos Inglórios Voz apenas, não-creditado
2010 Mother and Child Paul br: Destinos Ligados
Unthinkable H br: Ameaça Terrorista
Iron Man 2[104] Nick Fury[104] br: Homem de Ferro 2
The Other Guys[109] Detetive Highsmith
Vengeance: A Love Story[110] John Dromoor
2011 Thor Nick Fury Participação especial não-creditada
Captain America: The First Avenger br: Capitão América: O Primeiro Vingador
2012 Meeting Evil murder br: Encontro Maligno
The Samaritan Foley br: O Samaritano
The Avengers[111] Nick Fury br: Os Vingadores
Django Unchained[112] Stephen br: Django Livre
2014 Robocop Pat Novak br: RoboCop[113]
Captain America: The Winter Soldier Nick Fury br: Capitão América 2 - O Soldado Invernal
2015 Avengers: Age of Ultron br: Vingadores: A Era de Ultron
Kingsman: The Secret Service Valentine br: Kingsman: Serviço Secreto
The Hateful Eight Major Marquis Warren br: Os Oito Odiados
2016 Miss Peregrine's Home for Peculiar Children Barron
Cell Tom McCourt br: Celular

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Obs.
1978 The Trial of the Moke[114]
1987 Uncle Tom's Cabin George
1989 Dead Man Out[115] Calvin Fredricks[37]
1991 Law & Order Taggert Episódio "The Violence of Summer"
1992 Ghostwriter Reggie Jenkins
1995 Shaquille O'Neal: Larger than Life[116] Narrador[116]
1997 Happily Ever After: Fairy Tales for Every Child O Prefeito (voz) Episódio "The Pied Piper"
Off the Menu: The Last Days of Chasen's[37]
Shari Springer Berman, Robert Pulcini[117]
The Directors: John Frankenheimer[118] Robert J. Emery[118]
1999 Forever Hollywood[37] Todd McCarthy, Arnold Glassman[119]
2001 The Proud Family Joseph (voz) Episódio "Seven Days of Kwanzaa"
2002 Fighting for Freedom: Revolution & Civil War[37] Narrador[37]
The Art of Action: Martial Arts in the Movies[120] Apresentador[120]
Unchained Memories: Readings from the Slave Narratives[121] Ed Bell[121]
2005–2010 The Boondocks Gin Rummy Voz em cinco episódios
2005 Extras Ele próprio Episódio "Samuel L Jackson"
2006 Honor Deferred[122] Narrador[122]
2007 Afro Samurai Afro Samurai/Ninja Ninja Voz, produtor executivo
Respect Yourself: The Stax Records Story[123] Narrador[123] John Walker[124]
Stax 50th Anniversary Concert[125] David Leonard[125]
2009 Afro Samurai: Resurrection Afro Samurai/Ninja Ninja Voz, produtor
Un-broke: What You Need to Know About Money Autor de livros de auto-ajuda Especial para a televisão
2011 The Sunset Limited Black
2013 Agents of S.H.I.E.L.D. Nick Fury 1ª temporada, 2º episódio e 22º episódio (Season Finale)

Videogame[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
2004 Grand Theft Auto: San Andreas[126] Frank Tenpenny
The Incredibles Lucius Best/Frozone (Lúcio Barro/Gelado)
2008 Afro Samurai/Ninja Ninja Afro Samurai
2010 Iron Man 2[127] Nick Fury

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade. Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
  • Indicação ao Oscar de Melhor Ator (coadjuvante/secundário), por Pulp Fiction - Tempo de Violência (1994).
  • Indicação ao Globo de Ouro de Melhor Ator - Comédia/Musical, por Jackie Brown (1997).
  • Indicação ao Globo de Ouro de Melhor Ator - Filme para TV / Mini-série, por Attica: A Solução Final (1994).
  • Duas indicações ao Globo de Ouro de Melhor Ator (coadjuvante/secundário), por Pulp Fiction - Tempo de Violência (1994) e Tempo de Matar (1996).
  • BAFTA[desambiguação necessária] de Melhor Ator (coadjuvante/secundário), por Pulp Fiction - Tempo de Violência (1994).
  • Independent Spirit Awards de Melhor Filme de Estreia, por Amores Divididos (1997).
  • Independent Spirit Awards de Melhor Ator, por Pulp Fiction - Tempo de Violência (1994).
  • Indicação ao Independent Spirit Awards de Melhor Ator (coadjuvante/secundário), por Sydney (1996).
  • Prêmio de Melhor Ator (coadjuvante/secundário), no Festival de Cannes, por Febre da Selva (1991).
  • Urso de Prata de Melhor Ator, no Festival de Berlim, por Jackie Brown (1997).
  • Indicação ao MTV Movie Awards de Melhor Ator, por Jackie Brown (1997).
  • Indicação ao MTV Movie Awards de Melhor Dupla, por Pulp Fiction - Tempo de Violência (1994).
  • Indicação ao MTV Movie Awards de o Mais Bem Vestido, por Shaft (2000).
  • Spike Video Game Awards (agora chamado The Game Awards) de Melhor Interpretação por Grand Theft Auto:San Andreas (2004).

Referências

  1. Dawson, Angela (2006-08-25). «Samuel L. Jackson shares some of his thoughts on acting, his new movie and his biggest phobia» (em inglês) Sun2Surf [S.l.] Consultado em 2008-05-14. 
  2. a b c d e Stated in interview on Inside the Actors Studio, 2002
  3. Kay, Karen (2004-10-13). «Golf: From coke addict to golf addict: How Samuel L Jackson found salvation on fairways to reven; Karen Kay talks to the American actor who has been so badly bitten by the craze that has swept Roliude tete rí rés ite uraiten into contracts that he must have time out from filming to play twice a week» The Independent [S.l.] Consultado em 2008-05-14. 
  4. Rochlin, Margy (1997-11-02). «FILM; Tough Guy Finds His Warm and Fuzzy Side» The New York Times [S.l.] Consultado em 2008-05-14. 
  5. a b «Samuel L. Jackson Biography». tiscali.film & tv. Consultado em 14 de maio de 2008. 
  6. Edelman, Rob. «Samuel L. Jackson». Film Reference. Consultado em 14 de maio de 2008. 
  7. Smiley, Tavis (2006-02-24). «Samuel L. Jackson». Tavis Smiley. Consultado em 14 de maio de 2006. 
  8. Uma tradução livre para: "I was angry about the assassination, but I wasn’t shocked by it. I knew that change was going to take something different—not sit-ins, not peaceful coexistence."
  9. a b c d Rader, Dotson (2005-01-09). «He Found His Voice (Film actor Samuel L. Jackson)» Parade.com [S.l.] Consultado em 2008-05-14. 
  10. a b «Samuel L. Jackson». Thespian Net. Consultado em 14 de maio de 2008. 
  11. «Samuel L. Jackson». Yahoo Movies.com. Consultado em 14 de maio de 2008. 
  12. Govani, Shinan (2006-11-04). «Raptors provide Jackson's action» (em inglês) The Windsor Star [S.l.] Consultado em 2008-05-14. 
  13. «Celebrity Evertonians». ToffeeWeb.com. Consultado em 14 de maio de 2008. 
  14. «Samuel L. Jackson: Samurai and snakes» CNN.com [S.l.] 
  15. Tradução livre para: "can go dressed as a pimp and fit in perfectly".
  16. a b Topel, Fred (2007-02-20). «Moaning MF'n Snakes». Crave Online. Consultado em 14 de maio de 2008. 
  17. Livre tradução para: "Even during my theater years, I wished I could watch the plays I was in - while I was in them! I dig watching myself work."
  18. Tyrangiel, Josh (2006-08-07). «His Own Best Fan» Time.com [S.l.] Consultado em 2008-05-14. 
  19. «Entrevista».  (em português), Folha de S.Paulo, 1-7-2002 (página acessada em 03 de junho de 2008)
  20. «Celebrity Spotlight: Samuel L. Jackson». LongIslandPress.com. 2005-05-18. Consultado em 14 de maio de 2008. 
  21. «Men Hall of Fame». Bald R Us. Consultado em 14 de maio de 2008. 
  22. Walters, Mark (July 2006). «SAMUEL L. JACKSON talks SNAKES ON A PLANE». BigFanBoy.com. Consultado em 14 de maio de 2008. 
  23. «Citação». , revista Veja, 5-6-2002 (página acessada em 03 de junho de 2008).
  24. «Citação». , revista Veja de 08-10-2003 (página acessada em 3 de junho de 2008)
  25. «Samuel L. Jackson Leaves His Prints in Hollywood». Fox News. 31 de janeiro de 2006. Consultado em 19-5-2009. 
  26. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w «SAMUEL L JACKSON». The Biography Channel. Consultado em 21-5-2009. 
  27. Schaefer, Stephen (26 de novembro de 2008,). «Cinematheque salutes Samuel L. Jackson». Variety. Consultado em 19-5-2009. 
  28. a b c Spelling, Ian (4 de novembro de 2008). «Soul survivor». The Record. Consultado em 20-5-2009. 
  29. a b c Barrick, Lucy (1 de novembro de 1999). «Work experience – the stars before they were famous». The Guardian. Londres. Consultado em 19-5-2009. 
  30. a b Suggs, Ernie (15 de agosto de 2002). «Black-college alums find success in Hollywood.». BlackVoices.com & Black Voices Quarterly. Consultado em 20-5-2009. 
  31. a b Eberson, Sharon (20 de agosto de 2006). «The definition of cool? Samuel L. Jackson». Pittsburgh Post-Gazette. Consultado em 20-5-2009. 
  32. a b Rader, Dotson (9 de janeiro de 2005). «He Found His Voice (Film actor Samuel L. Jackson)». Parade Magazine. Consultado em 20-5-2009. 
  33. a b c d Malkin, Marc (2 de dezembro de 2008). «Justin Timberlake's Man Love for Samuel L. Jackson». E! Online. Consultado em 21-5-2009. 
  34. Williams, Lena (9 de junho de 1991). «UP AND COMING; Samuel L. Jackson: Out of Lee's 'Jungle,' Into the Limelight». The New York Times. Consultado em 19-5-2009. 
  35. Hamann, John (21 de setembro de 2008). «Weekend Wrap-Up». Box Office Prophets. Consultado em 20-5-2009. 
  36. Fretts, Bruce. «The Making of a Hit Man». Entertainment Weekly. Consultado em 20-5-2009. 
  37. a b c d e f g h i j k l m n o «Samuel L. Jackson › Filmography». MTV. Consultado em 21-5-2009. 
  38. Westbrook, Caroline (7 de novembro de 2003). «Lloyd Kaufman». Something Jewish. Consultado em 20-5-2009. 
  39. Ellington, Barbara (26 de março de 2006). «'A Song for You'». Jamaica Gleaner. Consultado em 21-5-2009. 
  40. Ross, Dalton; Bruce Fretts, Marc Bernardin, Dan Snierson, Jessica Shaw (Mar 14, 2003). «What to Watch for week of March 10». Entertainment Weekly. Consultado em 20-5-2009. 
  41. Hinson, Hal (November 08, 1991). «‘Strictly Business’ (R)». Washington Post. Consultado em 20-5-2009. 
  42. a b Lisa, Rosen (3 de dezembro de 2008). «Colleagues praise Samuel L. Jackson at American Cinematheque». Los Angeles Times. Consultado em 20-5-2009. 
  43. a b Noyce, Phillip (30 de outubro de 2000). «Work experience». The Guardian. London. Consultado em 21-5-2009. 
  44. Travers, Peter (18 de abril de 2001). «White Sands». Rolling Stone. Consultado em 21-5-2009. 
  45. Barclay, Barclay (May 11, 1993). «'White Sands' tells of murder in Mexico». Rome News-Tribune. Consultado em 21-5-2009.  [ligação inativa]
  46. Canby, Vincent (18 de setembro de 1992). «Review/Film; Two Brothers in the Bronx On a Round of Emptiness». The New York Times. Consultado em 21-5-2009. 
  47. Peter, Travers (Feb 14, 2001). «www.rollingstone.com/reviews/dvd/5947431/review/5947432/johnny_suede». Rolling Stone. Consultado em 21-5-2009. 
  48. Wilmington, Michael (21 de agosto de 1992). «MOVIE REVIEWS `Suede' Takes a Walk in Dean's Shoes». Los Angeles Times. p. 6. Consultado em 21-5-2009. 
  49. a b «Fathers and Sons». Variety. Consultado em 21-5-2009.  [ligação inativa]
  50. Blacklock, Mark (20 de fevereiro de 2009). «Win True Romance on DVD». The Telegraph. London. Consultado em 21-5-2009. 
  51. «A Ghetto Goodfellas». Film Stew. 22 de junho de 2005. Consultado em 21-5-2009. 
  52. a b c d Rochlin, Margy (2 de novembro de 1997). «FILM; Tough Guy Finds His Warm and Fuzzy Side». The New York Times. Consultado em 21-5-2009. 
  53. a b c Travers, Peter (13 de fevereiro de 2001). «Fresh». Rolling Stone. Consultado em 21-5-2009. 
  54. a b «Pulp Fiction». Rolling Stone. 8 de dezembro de 2000. Consultado em 21-5-2009. 
  55. a b Kennedy, Randy. «Against the Wall (1994)». The New York Times. Consultado em 21-5-2009. 
  56. a b Maslin, Janet (16 de setembro de 1994). «The New Age (1994)». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  57. a b Bickley, Claire. «No longer nerd prince». Jam!. Consultado em 4-6-2009. 
  58. «Assault at West Point: The Court-Martial of Johnson Whittaker (1994)». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  59. a b Turan, Kenneth (6 de abril de 1996). «Kiss of Death». Baltimore Sun. Consultado em 21-5-2009. 
  60. a b Ranier, Peter (19 de maio de 1995). «Rev. of Die Hard With a Vengeance». Los Angeles Times (via Hartford Courant). Consultado em 21-5-2009.  [ligação inativa]
  61. a b Maslin, Janet. «Losing Isaiah (1995)». The New York Times. Consultado em 21-5-2009. 
  62. a b c James, Caryn. «Fluke (1995)». The New York Times. Consultado em 21-5-2009. 
  63. a b Tucker, Ken. «The Great White Hype (1996)». Entertainment Weekly. Consultado em 21-5-2009. 
  64. a b Thomas, Kevin (11 de outubro de 1996). «Rev. of The Long Kiss Goodnight». Los Angeles Times. Consultado em 21-5-2009.  [ligação inativa]
  65. a b McManus, Kevin (28 de fevereiro de 1997). «Rev. of Hard Eight». Washington Post. Consultado em 21-5-2009. 
  66. «Teens and Guns: Preventing Violence» (PDF). Described and Captioned Media Program. Consultado em 4-6-2009. 
  67. a b Holden, Stephen (21 de junho de 1996). «Rev. of The Search For One-Eye Jimmy (1996)». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  68. a b Genzlinger, Neil (7 de setembro de 2003). «Movies: Critic's Choice». The New York Times. Consultado em 21-5-2009. 
  69. Gilbey, Ryan (21 de março de 1998). «New films: reviews». The Independent. Londres. Consultado em 21-5-2009. 
  70. a b Maslin, Janet. «Sphere (1998)». The New York Times. Consultado em 21-5-2009. 
  71. a b Turan, Kenneth (28 de julho de 1998). «Rev. of The Negotiator». Los Angeles Times. Consultado em 21-5-2009.  [ligação inativa]
  72. a b Sragow, Michael (1 de julho de 1999). «"Making film is making music"». Salon. Consultado em 21-5-2009. 
  73. a b c d Quinn, Anthony (26 de novembro de 1998). «Film: The Big Pictures: The sheer sexiness of strangers». The Independent. Londres. Consultado em 4-6-2009. 
  74. a b c d e f Downey, Ryan J.; Jeff Cornell (25 de junho de 2003). «On Death's Door, Samuel L. Jackson Just Wants To Keep His Lightsaber». MTV. Consultado em 21-5-2009. 
  75. a b Stephen, Holden. «Deep Blue Sea (1999)». The New York Times. Consultado em 21-5-2009. 
  76. a b Mitchell, Elvis. «Rules of Engagement (2000)». The New York Times. Consultado em 21-5-2009. 
  77. a b LaSalle, Mick (16 de junho de 2000). «So Bad, So Good». San Francisco Chronicle. Consultado em 21-5-2009. 
  78. «MOVIE GUIDE». New York Times. December 1, 2000. Consultado em 20-5-2009. 
  79. «The best Samuel L. Jackson scene». The Guardian. Londres. 17 de janeiro de 2001. Consultado em 20-5-2009. 
  80. a b Garrett, Kellye M. (25 de fevereiro de 2001). «The Caveman Approach». New York Daily News. Consultado em 21-5-2009. 
  81. a b Goldsworthy, Fred. «Rev. of Changing Lanes». ABC[desambiguação necessária]. Consultado em 21-5-2009. 
  82. a b «Rev. of Formula 51». Hartford Courant. 18 de outubro de 2002. Consultado em 22-5-2009. 
  83. a b Conn, Kathleen (1 de junho de 2003). «Travolta Gets Down to the Basics in Interview». Boston College Heights. Consultado em 22-5-2009. 
  84. a b «S.W.A.T. takes a good thing too far». CTV News. 6 de agosto de 2003. Consultado em 22-5-2009. 
  85. a b «No Good Deed (2002)». The New York Times. Consultado em 22-5-2009. 
  86. a b Scott, A. O. (27 de fevereiro de 2004). «Watching Old Lovers Turn Into Dead Ones». The New York Times. Consultado em 22-5-2009.  [ligação inativa]
  87. a b Zacharek, Stephanie. «Rev. of The Incredibles». Salon. Consultado em 22-5-2009. 
  88. a b Overstreet, Jeffrey (11 de março de 2005). «Rev. of In My Country». Christianity Today. Consultado em 22-5-2009. 
  89. a b c Holden, Stephen (9 de outubro de 2004). «Downed for Smashing the Color Bar». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  90. a b Bianculli, David (1 de julho de 2004). «A-List Celebs Explore Roots of The N-Word». New York Daily News. Consultado em 4-6-2009. 
  91. a b Scott, A. O. «Coach Carter (2005)». The New York Times. Consultado em 22-5-2009. 
  92. a b Outhier, Craig (9 de setembro de 2005). «Levy, Jackson can’t save emasculated The Man». East Valley Tribune. Consultado em 4-6-2009.  [ligação inativa]
  93. a b Batson-Savage, Tanya (7 de abril de 2006). «Freedomland--takes on too much». Jamaica Gleaner. Consultado em 4-6-2009. 
  94. a b Stephen, Holden (15 de dezembro de 2006). «Home of the Brave (2006)». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  95. a b c «Jackson narrates Farce of the Penguins». Time Out. 24 de março de 2006. Consultado em 4-6-2009. 
  96. Macdonald, Moira (27 de julho de 2005). «Creative urge drives Hustle director and his old-school anti-hero». The Seattle Times. Consultado em 4-6-2009. 
  97. «Casting Call For Craig Brewer’s Black Moan Snake at The Pyramid». Memphis Rap. 22 de agosto de 2005. Consultado em 4-6-2009. 
  98. a b Thomson, Desson (22 de junho de 2007). «Creepy 1408: It's Worth Checking Into». The Washington Post. Consultado em 4-6-2009. 
  99. a b Hart, Hugh (19 de agosto de 2007). «Rod Lurie makes a comeback with Resurrecting the Champ». San Francisco Chronicle. Consultado em 4-6-2009. 
  100. Hale, Mike. «Cleaner (2007)». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  101. «New on DVD». Chicago Daily Herald. 30 de maio de 2008. Consultado em 4-6-2009. 
  102. Phillips, Michael. «'Jumper' (starring Hayden Christensen and Samuel L. Jackson) – 1 1/2 stars». Hartford Courant (from Chicago Tribune). Consultado em 4-6-2009. 
  103. «Win a pair of English Cinema Tickets!». Wiener Zeitung. Consultado em 4-6-2009. 
  104. a b c d e f g Ajirire, Tosin (editor) (31 de janeiro de 2009). «I pray everyday but don't go to church on Sundays». Daily Sun. Consultado em 4-6-2009. 
  105. a b c Barnard, Linda (15 de agosto de 2008). «'Star Wars: The Clone Wars' a clunky effort». Toronto Star. Consultado em 19-5-2009. 
  106. a b Foundas, Scott (16 de setembro de 2008). «Lakeview Terrace: Samuel L. Jackson and Patrick Wilson suffer from racial tension in the latest from Neil LaBute». Phoenix New Times. Consultado em 4-6-2009. 
  107. a b Moore, Roger (5 de novembro de 2008). «Movie review: Soul Men--3 out of 5 stars». Orlando Sentinel. Consultado em 4-6-2009. 
  108. a b Applebaum, Stephen (22 de dezembro de 2008). «Frank Miller interview: It's no sin». The Scotsman. Consultado em 21-5-2009. 
  109. Michael Fleming (22 de setembro de 2009). «Columbia gets its 'Guys'». Variety. Consultado em 8-10-2009. 
  110. Hinds, Julie (23 de abril de 2009). «Samuel L. Jackson film to be shot in Michigan». Detroit Free Press. Consultado em 4-6-2009.  [ligação inativa]
  111. [1]
  112. [2]
  113. [3]
  114. «The Trial of the Moke (1978)». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  115. O'Connor, John J. «Dead Man Out». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  116. a b «Shaquille O'Neal: Larger than Life». AMC. Consultado em 4-6-2009. 
  117. Van Gelder, Lawrence. «Off the Menu: The Last Days of Chasen's (1997)». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  118. a b «The Directors: John Frankenheimer:Synopsis». MSN Movies. Consultado em 4-6-2009. 
  119. Harmetz, Aljean. «Forever Hollywood (1999)». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  120. a b Bates, Mack (29 de janeiro de 2002). «The Art of Action: Martial Arts in the Movies». The Leader. Consultado em 4-6-2009. 
  121. a b «Unchained Memories: Readings from the Slave Narratives». HBO. Consultado em 4-6-2009. 
  122. a b «History Channel honors black WWII soldier». Dominican Today. 8 de fevereiro de 2006. Consultado em 4-6-2009. 
  123. a b «Watch This: Respect Yourself: The Stax Records Story». Seattle Post Intelligencer. 2 de outubro de 2007. Consultado em 4-6-2009. 
  124. Bellafante, Gina (1 de agosto de 2007). «Cutting a Tumultuous Era’s Soul Soundtrack». The New York Times. Consultado em 4-6-2009. 
  125. a b «Stax 50th Anniversary Concert:Overview». MSN Movies. Consultado em 4-6-2009. 
  126. «Samuel L. Jackson, James Woods lead San Andreas' all-star cast».  GameSpot
  127. «Iron Man 2: The Video Game Gets Talented». Sega.com. Consultado em 2010-05-08. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Samuel L. Jackson
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Samuel L. Jackson

Em inglês: