Ethan Hawke

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ethan Hawke
Hawke em 2018.
Nome completo Ethan Green Hawke
Nascimento 6 de novembro de 1970 (50 anos)
Austin, Texas
 Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Ocupação Ator, escritor e cineasta
Atividade 1985–presente
Cônjuge Uma Thurman (1998–2003)
Ryan Shawhughes (2008–presente)
Filho(s) 4
Outros prêmios
Prêmio Donostia do Festival de San Sebastián
2016 - Prêmio Honorário[1]

Ethan Green Hawke (Austin, 6 de novembro de 1970) é um ator, escritor e cineasta norte-americano.[2] Já foi indicado quatro vezes ao Oscar, duas na categoria de Melhor Ator Coadjuvante, por Training Day e Boyhood, e duas na categoria de Melhor Roteiro Adaptado pelos filmes Before Sunset e Before Midnight, que lhe renderam fama e aclamação da crítica.[3][4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ethan Green Hawke nasceu em Austin, no Texas, nos Estados Unidos, no dia 6 de novembro de 1970. Sua mãe, Leslie Hawke, casou-se aos dezessete anos com James Hawke e, quando Ethan Hawke tinha quatro anos, separaram-se. Ethan foi criado, desde então, pela mãe. Os dois se mudaram diversas vezes, até se estabelecer na cidade de Nova Iorque. Ethan estudou no Instituto Colegial Packer, no bairro de Brooklyn Heights. A mãe de Ethan se casou novamente quando Ethan tinha dez anos, e a família se mudou para West Windsor, em New Jersey.[5] Lá, Ethan estudou na escola pública West Windsor Plainsboro.[6] Em seguida, foi transferido para a escola Hun de Princeton,[7] onde se graduou em 1988.[8]

Na escola, Ethan desejava ser escritor, mas acabou desenvolvendo um interesse pela carreira de ator. Ele fez sua estreia como ator aos treze anos, na peça "Santa Joana", de George Bernard Shaw, no teatro McCarter.[9] Também atuou nas peças "Me encontre em São Luís" e "Você não pode levar isso com você", na escola West Windsor Plainsboro.[10] Na escola Hun, Ethan frequentou aulas de teatro no teatro McCarter, no câmpus de Princeton.[11] Depois de completar o ensino médio, Ethan estudou teatro na Universidade Carnegie Mellon, em Pittsburgh. Ele abandonou o curso quando foi escolhido para atuar no filme "Sociedade dos Poetas Mortos", em 1989. Estudou língua inglesa na Universidade de Nova Iorque durante dois anos, mas abandonou o curso para procurar novos papéis dramáticos.

Foi casado com a atriz Uma Thurman. Ele a conheceu nos bastidores do filme Gattaca (1997) e tem, com ela, um casal de filhos: Maya Hawke (8 de Julho de 1998) e Levon Roan Thurman-Hawke (15 de Janeiro de 2002). Em 2003, Thurman e Ethan se separaram e, um ano depois, se divorciaram. Em junho de 2008, Ethan Hawke casou-se com Ryan Shawhughes (hoje Ryan Hawke), que fora babá de seus filhos, com quem teve duas filhas, Clementine Jane Hawke (18 de julho de 2008) e Indiana Hawke (07 de agosto de 2011).

Hawke vendeu sua casa localizada em Manhattan, em Nova Iorque, e comprou uma casa em Dean Street, 247 em Boerum Hill, no Brooklyn, também em Nova Iorque.

É proprietário de uma pequena ilha em Tracadie, na Nova Escócia.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Hawke no Festival Internacional de Cinema de Toronto de 2007.

Aos catorze anos, Hawke participou de seu primeiro teste de elenco,[12] conseguindo seu primeiro papel no filme "Explorers" (1985), de Joe Dante, onde interpretou um aluno obcecado por alienígenas, ao lado de River Phoenix.[13] O filme foi bem-recebido pela crítica,[14] mas teve um fraco desempenho nas bilheterias, o que frustrou Ethan e o levou a parar de atuar por algum tempo. Posteriormente, Ethan diria que foi uma frustração difícil de ser suportada por uma criança, e que, por isso, ele nunca recomendaria que uma criança atuasse.[15]

Em 1989, voltou à telona para atuar em "Sociedade dos Poetas Mortos" com Robin Williams e Robert Sean Leonard. O filme foi elogiado,[16] recebendo o BAFTA de melhor filme e sendo indicado para o Oscar de melhor filme.[17][18] Com uma receita de 235 000 000 de dólares estadunidenses, o filme continua sendo o de maior retorno financeiro da carreira de Ethan. Posteriormente, Ethan diria que as oportunidades que lhe foram oferecidas por causa do filme foram cruciais para que ele continuasse atuando:

Eu não queria ser um ator, e voltei para a faculdade. Mas o sucesso do filme foi tão grande que eu passei a receber ofertas para trabalhar em filmes interessantes, e me pareceu estúpido tentar qualquer outra coisa.[19]

Enquanto filmava "Sociedade dos Poetas Mortos", ele fez um teste para o que seria seu trabalho seguinte, a comédia Dad (1989), onde ele interpretou o filho de Ted Danson e o neto de Jack Lemmon.[20] Seu filme seguinte, White Fang (1991), foi seu primeiro papel como protagonista. O filme era uma adaptação da obra homônima de Jack London, e mostrava Ethan como Jack Conroy, um caçador de ouro do Yukon que se torna amigo de um cão-lobo (interpretado por Jed). Ele apareceu no filme A midnight clear (1992), de Keith Gordon, um filme de guerra baseado na obra homônima de William Wharton.[21] Ethan descreveu o teatro como seu "primeiro amor",[22] um lugar onde ele é "livre para ser mais criativo".[23] Ethan fez sua estreia na Brodway em 1992, interpretando o dramaturgo Konstantin Treplev na peça A Gaivota, de Anton Tchekhov, no teatro do Liceu, em Manhattan.[24] Em 1993, Ethan foi o cofundador e o diretor artístico do Malaparte, uma companhia de teatro de Manhattan, que durou até 2000.[25][26] No drama Alive (1993), uma adaptação da obra de não ficção Alive: The Story of the Andes Survivors (1974), de Piers Paul Read, Ethan interpretou Fernando Parrado, um dos sobreviventes do voo 571 da Força Aérea Uruguaia, que caiu na cordilheira dos Andes.[27]

O trabalho seguinte de Ethan foi o drama da geração X Reality Bites (1994), no qual interpretou Troy, um preguiçoso que zomba das ambições de sua namorada, interpretada por Winona Ryder. Ethan dirigiu um videoclipe de uma música do filme, Stay (I Missed You), de Lisa Loeb. Na época, Lisa pertencia à mesma companhia teatral à qual pertencia Ethan.

Em 1995, decidiu fazer o filme "Antes do Amanhecer", com Julie Delpy, sob a direção de Richard Linklater. Este filme foi o início de uma grande amizade com Delpy e Linklater. O filme conta a história de um jovem estadunidense (Ethan) e uma jovem francesa (Delpy) que se encontram num trem e desembarcam em Viena, onde passam a noite explorando a cidade e se conhecendo um ao outro.[28] Nesse ano, Ethan participou da peça "Garoto enterrado", de Sam Shepard, dirigida por Gary Sinise, no teatro do Lobo da Estepe, em Chicago.[29]

Em 1996, publicou sua primeira novela, The Hottest State, que conta um caso de amor entre um jovem ator e uma cantora. Sobre a novela, Ethan disse:

Escrever o livro teve a ver com largar o colégio e virar um ator. Eu não queria ver a minha vida passar e não fazer nada a não ser seguir o roteiro. Eu queria fazer alguma coisa diferente. Definitivamente, foi a coisa mais apavorante que já fiz. E também uma das melhores coisas que já fiz.[30]

Em 1997, dirigido por Andrew Niccol, Hawke protagonizou o filme "Gattaca, a Experiência Genética", com Uma Thurma. No filme, Ethan interpreta um homem que se infiltra numa sociedade de pessoas geneticamente perfeitas. Hawke e Thurman casaram-se em maio de 1998 e a filha deles, Maya Ray Thurman Hawke, nasceu no mesmo ano. Em 1998, junto com Gwyneth Paltrow e Robert De Niro, apareceu no filme Grandes Esperanças, uma adaptação contemporânea da novela homônima de Charles Dickens dirigida por Alfonso Cuarón.[31] No mesmo ano, colaborou com Linklater no filme The Newton Boys, baseado na história real da gangue Newton.[32] Em 1999, estrelou o filme Snow Falling on Cedars, baseado na novela homônima de David Guterson.[33] No mesmo ano, estrelou a peça "Caminho real", de Tennessee Williams, no papel de Kilroy, no festival de teatro de Williamstown, em Massachusetts.[34]

Em 2000, interpretou Hamlet em uma versão moderna da obra homônima de Shakespeare, dirigida por Michael Almereyda, que foi filmada em Nova York, próximo da casa do casal. O filme procurou transportar a trama para a Nova Iorque dos dias de hoje, o que, segundo Ethan, tornou, a história, mais "acessível e vital".[35]

Mais uma vez sob a direção de Linklater, Hawke fez, em 2001, dois filmes: "Tape", com a mulher Uma Thurman e o amigo Sean Leonard; e Waking Life.[36][37] Neste último filme, Ethan fez uma cena com Julie Delpy, revivendo os diálogos de "Antes do Amanhecer".[38]Tape foi um filme gravado em tempo real, baseado numa peça de Stephen Belber. Ele acontece inteiramente num quarto de motel, e possui apenas três personagens.[39] Ethan disse que foi seu "primeiro filme adulto".[40] No mesmo ano, Hawke fez Training Day, com Denzel Washington, sob a direção de Antonie Fuqua, onde foi indicado ao Óscar de melhor ator coadjuvante. No filme, Ethan interpretou o policial novato Jake Hoyt, que trabalhava junto com Denzel, ambos policiais especializados em drogas do Departamento de Polícia de Los Angeles, atuando na Los Angeles meridional.[41] O filme foi um grande sucesso comercial, e arrecadou 104 000 000 de dólares estadunidenses no mundo inteiro. Ethan disse que o filme foi sua "melhor experiência em Hollywood".[42]

Ethan fez sua estreia como diretor em Chelsea Walls (2001), um filme independente que conta a história de cinco artistas iniciantes que vivem no famoso hotel Chelsea.[43] Embora bem-recebido pela crítica, obteve um mau resultado comercial.[44] O bebê Levon Roan Thurman Hawke nasceu em janeiro de 2002. Em 2002, Ethan publicou sua segunda novela: "Quarta-feira de cinzas". A novela entrou na lista dos livros mais vendidos do jornal The New York Times.[45] Ela contava a história de um soldado desertor e sua namorada grávida.[46] Em 2003, Ethan fez uma aparição na segunda temporada da série de tevê Alias, interpretando um misterioso agente da Agência Central de Inteligência.[47] No mesmo ano, Ethan retornou à Broadway na peça Henrique IV, Parte 1, interpretando Henry Percy.[48]

Em 2004, Hawke voltou à telona em "Taking Lives", com Angelina Jolie, e Before Sunset.[49] Este último filme foi coescrito por Linklater, Ethan e Julie Delpy. Ethan disse que foi um de seus filmes favoritos, um "romance para realistas".[50][51] Neste mesmo ano, surgiram os rumores de que o casamento de Ethan Hawke com Uma Thurman não ia bem. De acordo com a imprensa americana, o casal tinha um acordo que previa que, quando um estivesse filmando fora, o outro ficaria em Nova Iorque com os filhos. Mas, em 2004, Hawke estava filmando no Canadá e Uma filmava "Paycheck" com Ben Afleck, fora da cidade também. Os jornais americanos publicaram fotos de Hawke com uma modelo canadense e isto foi a gota d'água para o fim do casamento.

Hawke em 2008.

Filho de pais separados, Hawke declarou que o divórcio era a última coisa que ele queria. Emagreceu cerca de 20 kg e só não entrou em processo depressivo porque, segundo o ator, mergulhou no trabalho com os amigos Delpy e Linklater para filmar "Antes do Pôr do Sol", sequência de "Antes do Amanhecer". Este filme rendeu, aos três, uma indicação ao Oscar de melhor roteiro em 2004.

Em 2005, estrelou o filme de ação Assault on Precint 13, uma refilmagem do filme homônimo de 1976 de John Carpenter.[52] No mesmo ano, atuou no filme Lord of War, no papel de um agente da Interpol que caça um negociante de armas interpretado por Nicolas Cage.[53] Também em 2005, estrelou a comédia Hurlyburly, de David Rabe, no off-Broadway.[54]

Em 2006, fez um pequeno papel no filme Fast Food Nation, dirigido por Linklater, baseado no livro homônimo de 2001 de Eric Schlosser.[55] No mesmo ano, dirigiu seu segundo filme: The Hottest State, baseado na sua novela homônima de 1996. De novembro de 2006 a maio de 2007, estrelou a peça de oito horas de duração "A costa da utopia", de Tom Stoppard, no papel de Mikhail Bakunin, no teatro Vivian Beaumont, no Lincoln Center de Nova Iorque.[56] Em novembro de 2007, ele dirigiu "Coisas que queremos", uma peça em dois atos de Jonathan Marc Sherman, para a companhia teatral off-Broadway dirigida por atores "O novo grupo".[57]

Em 2007, Hawke atuou no melodrama "Antes que o Diabo Saiba que Você Morreu", ao lado de Philip Seymon Haffman e dirigido pelo lendário Sidney Lumet (Sérpico, Doze Homens e Uma Sentença...).[58]

Ainda na linha dos filmes independentes, em 2008 filmou "What doesn't kill You" (Redes do Crime) com Mark Ruffalo, e "Staten Island" com o amigo Vincent D'Onofrio.[59]

Em 2009, Hawke fez parte do projeto de teatro dirigido por Sam Mendes (Beleza Americana) e viajou com as peças "O Jardim das Cerejeiras", do escritor russo Anton Tchekhov, e "The Winter's Tale", de Shakespeare. O projeto iniciou no Brooklyn, percorreu várias cidades da Europa e Ásia e encerrou em Londres.[60] Ainda em 2009, atuou em "Brooklyn's Finest" (Atraídos pelo Crime) com Richard Gere.[61] E em New York, I Love You.

Em 2010, Hawke atuou no filme de vampiros "Daybreakers".[62] Segundo Hawke, o filme foi concebido utilizando o modelo da velha escola de filmes de vampiros e isto o diferencia dos filmes modernos como Crepúsculo, entre outros. No mesmo ano, dirigiu a peça "A Lie of The Mind", de Sam Shepard, e foi indicado ao Drama Desk Award na categoria "diretor excepcional".[63] Ethan disse que foi atraído pela peça devido à sua abordagem sobre "a natureza da realidade", e sua "estranha mistura de humor e misticismo".[64] De dezembro de 2010 a fevereiro de 2011, Ethan estrelou a peça "Sangue de uma pedra", de Tommy Nohilly.[65]

Em 2011, estreou a minissérie de tevê "Moby Dick", baseada na obra homônima de Herman Melville. Ethan interpretava Starbuck, o ajudante do capitão Ahab (William Hurt).[66] No mesmo ano, estrelou o filme "The Woman in the Fifth" ao lado de Kristin Scott Thomas.[67][68]

Em 2012, estreou no gênero de horror com Sinister, do diretor Scott Derrickson, que arrecadou 87 000 000 de dólares estadunidenses no mundo todo.[69] Na semana anterior ao lançamento do filme nos Estados Unidos, Ethan explicou que nunca havia sido atraído por esse gênero de filme, mas acabou sendo convencido pelo produtor do filme, Jason Blum:

Quando eu era mais jovem, dirigi uma companhia teatral com esse cara, Jason Blum. Ele adorava filmes de terror, e chegou a criar um subgênero: atividade paranormal. Ele ficava tentando me convencer a gostar do gênero. Eu lhe respondia dizendo que nunca havia visto um filme do gênero com um grande personagem e um grande diretor. Então, ele me convenceu a participar de seu filme.[70]

Ainda em 2012, Ethan interpretou o personagem título na peça Ivanov, de Anton Chekhov.[71]

No início de 2013, Ethan estrelou e dirigiu a peça Clive, inspirada pela peça "Baal", de Bertolt Bretch, e escrita por Jonathan Marc Sherman.[72]

Em 24 de outubro de 2013, Ethan Hawke voltou à Broadway para interpretar o papel título em "Macbeth" no teatro do Centro Lincoln, dirigido por Jack O'Brien. Durante o ano, Ethan estrelou três filmes de gêneros diferentes. Antes da Meia-Noite foi o terceiro filme da série iniciada com "Antes do amanhecer".[73] The Purge mostrava um Estados Unidos do futuro onde o crime era legal durante uma noite do ano. O terceiro filme foi Getaway, que foi um fracasso financeiro.[74]

Em 2014, foi lançado Boyhood, de Linklater. O filme foi filmado durante doze anos.[75] Ele acompanha a vida de um garoto estadunidense dos seis aos dezoito anos, e Ethan interpreta o pai do garoto. Ethan declarou que, no início, não acho que ele fosse um "filme propriamente dito", mas sim um "experimento cinematográfico radical dos anos 1960, ou algo do gênero".[76]

Em seguida, Ethan trabalhou novamente com os irmãos Spierig no thriller de ficção científica O Predestinado (2016), no qual Ethan interpreta um agente viajante do tempo em sua última missão.[77] Então, Ethan se reuniu ao diretor de Gattaca, Andrew Niccol, para fazer Good Kill (2014). Neste filme moderno de guerra, Ethan interpreta um piloto de drone com problemas de consciência.[78] Ainda em 2014, Ethan trabalhou no filme Cymbeline, que o reuniu ao coastro do filme Assault on Precinct 17, John Leguizamo.

Em setembro de 2014, o primeiro documentário de Ethan, Seymour: an Introduction, estreou no Festival Internacional de Cinema de Toronto, conseguindo a terceira posição na categoria melhor documentário por escolha popular.[79] Concebido depois de um jantar em que estavam presentes tanto Ethan quanto Bernstein, o filme é um perfil do músico clássico Seymour Bernstein. Seymour disse que é uma pessoa discreta, porém não pôde resistir ao cativante convite do diretor Ethan. Durante as filmagens, Ethan e Seymour se tornaram amigos, e o pianista chegou a tocar num dos grupos teatrais de Ethan.

Na edição seguinte do festival, Ethan apresentou dois filmes estreantes.[80][81] No filme Born to Be Blue, de Robert Budreau, Ethan interpretou o músico de jazz Chet Baker.[82] O filme se passa no final da década de 1960 e foca na tumultuada volta do artista aos palcos, assolado pelo vício da heroína.[83] O outro filme era a comédia romântica Maggie's Plan, de Rebecca Miller, onde Ethan era um antropólogo e aspirante a novelista, contracenando com Greta Gerwig e Julianne Moore.[84] Seus outros filmes nesse ano incluíram o drama Ten Thousand Saints e o thriller psicológico Regressão, com Emma Watson. Em novembro de 2015, Ethan publicou sua terceira novela, Rules for a Knight, na forma de uma carta de um pai a seus quatro filhos sobre os valores morais na vida.[85]

Em 2016, Ethan estrelou o western In a Valley of Violence, de Ti West, no qual interpreta um vagabundo que procura vingança numa pequena cidade comandada pelo Marechal (John Travolta).[86] A seguir, ele interpretou dois personagens desagradáveis: um abusivo pai de um talentoso jogador de beisebol em The Phenom, e o duro esposo da pintora Maud Lewis (interpretada por Sally Hawkins) no filme Maudie. A seguir, ele se uniu novamente ao diretor de Training Day Antoine Fuqua e ao ator Denzel Washington para fazer The Magnificent Seven, um remake do filme homônimo de 1960.[87] No dia 7 de junho, seu quarto livro, Indeh: A Story of the Apache Wars, uma história em quadrinhos que ele escreveu com o artista Greg Ruth, foi lançado.[88]

Em 2017, Ethan fez uma participação no filme de ficção científica Valerian e a Cidade dos Mil Planetas, de Luc Besson;[89] e estrelou o drama First Reformed, interpretando um ex-capelão militar torturado pela morte de seu filho, que ele havia incentivado a se alistar nas forças armadas, e obcecado pelo aquecimento global.[90][91]

Em 2018, Ethan estreou dois filmes no Festival Sundance de Cinema.[92] Em Juliet, Naked, uma comédia romântica baseada no livro homônimo de Nick Hornby, Ethan aparece como um obscuro músico de roque cujo álbum homônimo coloca a trama em movimento.[93] Ethan fez uma aparição em Blaze, baseado na vida do pouco conhecido cantor country Blaze Foley.[94] Ethan estrelou o filme Stockholm, de Budreau, que estreou no Festival de Cinema de Tribeca.[95] Ethan participou do filme The Kid (2019), de Vincent D'Onofrio.[96]

Em 2019, Ethan e Jason Blum adaptaram o livro The good lord bird na minissérie televisiva homônima.[97][98][99][100] Na minissérie, Ethan interpreta o abolicionista John Brown, junto com Daveed Diggs, Ellar Coltrane e Maya Hawke. No mesmo ano, Ethan retornou à Broadway na reencenação da peça "Oeste verdadeiro", de Sam Shepard, coestrelada por Paul Dano.

No filme biográfico Tesla (2020), Ethan interpreta o personagem título, o inventor Nikola Tesla. Em 2020, foi anunciado que Ethan faria parte do elenco do filme The northman, de Robert Egger, junto com Nicole Kidman, Anya Taylor-Joy e Willem Dafoe.[101] O filme, um épico viking que se passa no século X, foi filmado em novembro de 2020 na Irlanda.[102]

A terceira novela de Ethan, A bright ray of darkness, está prevista para ser lançada em fevereiro de 2021.[103]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Ethan vive em Boerum Hill, uma região do Brooklyn, em Nova Iorque.[104] Também possui uma pequena ilha na Nova Escócia, no Canadá.[105] Ele é primo distante de Tennessee Williams por parte de pai.[106][107]

Em 1 de maio de 1998, Ethan se casou com Uma Thurman,[108] que ele havia conhecido no set de filmagens de Gattaca em 1996.[109] Eles têm dois filhos: Maya (1998) e Devon (2002).[110][111] O casal se separou em 2003 em meio a alegações sobre infidelidade de Ethan,[112] e iniciou o processo de divórcio no ano seguinte.[113] O divórcio foi completado em agosto de 2005.[114]

Em 2008, Ethan se casou com Ryan Shawhughes,[115][116] que havia trabalhado brevemente como babá dos filhos de Ethan e Uma antes de se graduar na Universidade Columbia.[117][118] Ethan negou que o casamento com Uma terminou por causa de Ryan.[119] Ethan e Ryan possuem duas filhas.[120]

Ethan se considera um feminista, e já criticou o mundo do cinema, que considera "um clube de garotos".[121][122] Ethan já denunciou reiteradas vezes o que ele percebe como uma ênfase exagerada na monogamia nos relacionamentos românticos:

As pessoas têm visões muito infantis sobre monogamia e fidelidade. 'Ele traiu, então é mau', 'ela traiu, então é má', mas as pessoas não reconhecem que a espécie humana não é monogâmica. A fidelidade sexual não pode ser a única coisa em que se baseia uma relação. Se você realmente ama alguém, então que você quer que isso cresça, mas você não pode definir isso. Isso simplesmente acontece.[123][124]

Ethan apoia, há longo tempo, o fundo Doe, que ajuda pessoas sem-teto a obter moradia e emprego.[125] Ele já foi copresidente do Comitê dos Jovens Leões da Biblioteca Pública de Nova Iorque, uma das maiores organizações filantrópicas da cidade.[126] Em 2001, Ethan foi cofundador do Prêmio de Ficção dos Jovens Leões, um prêmio anual por realizações em ficção de escritores abaixo dos 35 anos.[127][128] Em novembro de 2010, ele recebeu o título de Leão da Biblioteca por parte da Biblioteca Pública de Nova Iorque.[129] Em maio de 2016, Ethan passou a fazer parte do comitê administrativo da biblioteca.[130]

Ethan apoia o Partido Democrata,[131] e apoiou Bill Bradley, John Kerry, Barack Obama e Hillary Clinton para a presidência dos Estados Unidos em 2000, 2004, 2008 e 2016, respectivamente.[132][133][134][135] Também é ativista dos direitos homossexuais; em março de 2011, ele e sua esposa lançaram um vídeo apoiando o casamento homossexual no estado de Nova Iorque.

Em uma entrevista em outubro de 2012, Ethan disse que prefere grande arte a política, explicando que sua escolha mostra "o quão pouco" ele se interessa pela última:

Penso sobre as primeiras pessoas da nossa geração que fizeram grande arte. Vejo Michael Chabon escrever um grande livro; quando vejo Philip Seymour Hoffman fazer Morte de um Vendedor no ano passado - vejo pessoas de minha geração se realizando completamente em seu trabalho, e acho isso realmente excitante. Mas, política? Não sei. Paul Ryan não é, certamente, meu homem.[136]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

A caucasian male with light brown hair and light brown sttuble is facing to the left. He is wearing a red shirt, with a white t-shirt visible underneath. The red shirt has a white pattern on the shoulders.
Hawke na estréia de The Hottest State, 2007

Década de 2020[editar | editar código-fonte]

  • a ser definido - The Northman
  • a ser definido - The Guilty
  • 2020 - Tesla (Nikola Tesla)
  • 2020 - Cut Throat City (Jackson Symms)

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

  • 2019 - The Kid (Pat Garrett)
  • 2019 - Adopt a Highway (Russell Millings)
  • 2019 - The Truth (Hank)
  • 2018 - Juliet, Naked (Tucker Crowe)
  • 2018 - Blaze (Radio DJ)
  • 2018 - Stockholm (Kaj Hansson / Lars Nystrom)
  • 2017 - Valerian e a Cidade dos Mil Planetas (Jolly, o Cafetão)
  • 2017 - First Reformed (reverendo Ernst Toller)
  • 2017 - 24 Hours to Live (Travis Conrad)
  • 2016 - Maudie (Everett Lewis)
  • 2016 - No Vale da Violência (Paul)
  • 2016 - The Magnificent Seven (Sete Homens e um Destino.........Goodnight Robicheaux)
  • 2016 - The Phenom (Hopper Gibson Sr.)
  • 2016 - Invasion! (Cosmos)
  • 2015 - Ten Thousand Saints (Les Keffy)
  • 2015 - Maggie's Plan (John Harding)
  • 2015 - Born to Be Blue (Chet Baker)
  • 2015 - Regressão (Bruce Kenner)
  • 2014 - O predestinado (O predestinado..... Agente Doe)
  • 2014 - Cymbeline (Iachimo)
  • 2014 - Boyhood (Mason Evans Sr.)
  • 2014- Good Kill (major Thomas Egan)
  • 2014 - Seymour: an Introduction (ele mesmo)
  • 2013 - The Purge (Uma Noite de Crime..... James Sandin)
  • 2013 - Before Midnight (Antes da Meia-Noite..... Jesse Wallace)
  • 2013 - Getaway (Resgate em Alta Velocidade..... Brent Magna)
  • 2012 - Sinister (A Entidade..... Ellison Oswalt)
  • 2012 - Mea Maxima Culpa: Silence in the House of God (Minha máxima culpa.... Pat)
  • 2012 - Total Recall (Carl Hauser)
  • 2011 - The Woman in the Fifth (Estranha Obsessão..... Tom Ricks)

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Hawke no Festival de Veneza em 2009.
  • 2009 - Brooklyn's Finest (Atraídos pelo Crime..... Detetive Salvatore 'Sal' Procida)
  • 2009 - Daybreakers (2019 - O Ano da Extinção..... Edward Dalton)
  • 2009 - Corso: The Last Beat (Documentário..... Narrador - ele mesmo)
  • 2009 - Staten Island (Cidade do Crime..... Sully Halverson)
  • 2009 - New York, I Love You (Nova Iorque, Eu te Amo..... Simon Tam - escritor)
  • 2008 - Chelsea on the Rocks (Documentário - ele mesmo)
  • 2008 - What doesn't kill you (Redes do crime..... Paulie McDougan)
  • 2007 - Before the Devil Knows You're Dead (Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto..... Henry Hanson)
  • 2006 - Fast Food Nation (Nação Fast Food - Uma Rede de Corrupção..... Pete)
  • 2006 - The Hottest State (Um Amor Jovem..... Vince)
  • 2006 - One Last Thing...
  • 2005 - Lord of War (O Senhor das Armas..... Jack Valentine)
  • 2005 - Assault on Precinct 13 (Assalto à 13ª DP..... Jake Roenick)
  • 2004 - Taking Lives (Roubando vidas..... James Costa / Martin Asher)
  • 2004 - Before Sunset (Antes do Pôr do Sol..... Jesse Wallace)
  • 2002 - The Jimmy Show (O Show da Vida..... Ray)
  • 2001 - Chelsea Walls (As paredes do Chelsea Hotel - Dramas e Sonhos..... Diretor)
  • 2001 - Training Day (Dia de treinamento..... Jake Hoyt)
  • 2001 - Tape (Amargo reencontro..... Vince)
  • 2001 - Waking Life (Jesse Wallace)
  • 2000 - Hamlet (Hamlet..... Hamlet)

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

  • 1999 - Snow Falling on Cedars (Neve sobre os cedros..... Ishmael Chambers)
  • 1999 - Joe the King (Aprendendo a Viver..... Len Coles)
  • 1999 - The Velocity of Gary (A velocidade de Gary..... Nat)
  • 1998 - The Newton Boys (Newton Boys - Os irmãos fora-da-lei..... Jess Newton)
  • 1998 - Great Expectations (Grandes esperanças.....Finnegan Bell - Finn)
  • 1997 - Gattaca (Gattaca - Experiência genética..... Vicent Freeman)
  • 1995 - Search and Destroy (Cercar e destruir..... Roger)
  • 1995 - Before Sunrise (Antes do Amanhecer..... Jesse Wallace)
  • 1994 - Straight to one
  • 1994 - White Fang II: Myth of the White Wolf (Caninos brancos II - A lenda do lobo branco..... Jack Conroy)
  • 1994 - Floundering (Jimmy)
  • 1994 - Quiz Show (Quiz Show - A verdade dos bastidores..... estudante de Dom Quixote)
  • 1994 - Reality Bites (Caindo na real..... Troy Dyer)
  • 1993 - Alive (Vivos..... Nando Parrado)
  • 1993 - Rich in Love (Uma razão para o amor..... Wayne Frobiness)
  • 1992 - Waterland (Terra d'água..... Matthew Price)
  • 1992 - A Midnight Clear (Noites calmas / Patrulha sem Nome..... Sgt. Will Knott)
  • 1991 - Mystery Date (Que garota, que noite..... Tom McHugh)
  • 1991 - White Fang (Caninos brancos..... Jack Conroy)

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

  • 1989 - Dead Poets Society (O Clube dos Poetas Mortos..... Todd Anderson)
  • 1989 - Dad (Meu Pai, uma lição de vida..... Billy Tremont)
  • 1988 - Lion's Den (Chris)
  • 1985 - Explorers (Viagem ao mundo dos sonhos..... Ben Crandall)

TV[editar | editar código-fonte]

  • 2020 - The Good Lord Bird (John Brown)
  • 2019 - The Purge (James Sandin)
  • 2015 - Exit Strategy (Eric Shaw)
  • 2011 - Moby Dick (Seriado de TV..... Starbuck)
  • 2007 - Robot Chicken (episódio Squaw Bury Shortcake..... Godzilla Jr. / Jason)
  • 2003 - Alias (Seriado de TV - 2ª Temporada - Episódio: "Double Agent"..... Agente da CIA James L. Lennox)

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • 2019 - True West - Lee - Teatro American Airlines, na Broadway
  • 2013-14 - Macbeth - Macbeth (personagem) - Teatro Vivian Beaumont, na Broadway - Direção: Jack O'Brien
  • 2013 - Clive - Clive - Teatro Acorn - inspirado por Baal, de Bertolt Brecht e escrito por Jonathan Marc Sherman
  • 2012 - Ivanov - Nikolai Ivanov - Classic Stage Company
  • 2011 - Blood from a stone - Travis - Teatro Acorn
  • 2010 - A lie of the mind - direção - Teatro Acorn
  • 2009 - O Jardim das Cerejeiras, de Chekhov, como Peter Trofimov - Direção: Sam Mendes
  • 2009 - The Winter's Tale, de Shakespeare, como Autolycus - Direção: Sam Mendes
  • 2007 - Things We Want - direção - teatro Acorn
  • 2006-07 - The coast of utopia - Michael Bakunin - teatro Vivian Beaumont, na Broadway
  • 2005 - Hurlyburly - Eddie - teatro Acorn
  • 2003-04 - Henrique IV, Parte 1 - Henry Percy - teatro Vivian Beaumont
  • 2001 - The late Henry Moss - Ray Moss - Peter Norton Space
  • 1999 - Camino Real - Kilroy - festival de teatro de Williamstown
  • 1993 - Sophistry - Xavier "Ex" Reynolds - Playwrights Horizons
  • 1992-93 - A Gaivota - Konstantin Treplev - teatro Lyceum
  • 1991 - Casanova - jovem Giacomo Casanova - The Public Theater

Diretor[editar | editar código-fonte]

Cinema

  • 2006 - The Hottest State (Um amor jovem)
  • 2001 - Chelsea Walls (As paredes do Chelsea Hotel)
  • 1994 - Straight to One (Curta-metragem)

Teatro

  • 2013 - Clive
  • 2010 - The Lie of the Mind (Teatro)

Roteirista[editar | editar código-fonte]

  • 2013 - Before Midnight (Antes da Meia-Noite)
  • 2006 - The Hottest State (Um Amor Jovem)
  • 2004 - Before Sunset (Antes do Pôr-do-Sol)
  • 1994 - Straight to One (Curta-metragem)

Escritor[editar | editar código-fonte]

  • 2016 - Indeh: A Story of the Apache Wars[137]
  • 2015 - Rules for a Knight (Código de um cavaleiro)[138]
  • 2009 - The Last Outlaw Poet - Rolling Stone (1076)[139]
  • 2002 - Ash Wednesday (Quarta-feira de cinzas)[140]
  • 1996 - The Hottest State (Um amor jovem)

Co-Apresentador do Oscar[editar | editar código-fonte]

  • The 72nd Annual Academy Awards (2000) - Melhor Documentário
  • The 74th Annual Academy Awards (2002) - Prêmios de Roteiro

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar

  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante por Dia de treinamento, em 2001.
  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes do pôr-do-sol, em 2004.
  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante por Boyhood - da infância a juventude, em 2014.

Globo de Ouro

  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante por Boyhood - da infância a juventude, em 2014.

Hollywood Film Festival

  • Venceu Screenwriters of the year Antes da Meia-Noite, em 2013.

Critics’ Choice Awards

  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Venceu Louis XIII Genius Award - Melhor Trilogia pelos filmes Before's (Sunrise, Sunset e Midnight), em 16/01/2014.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Screen Actors Guild Awards (SAG)

  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante por Dia de treinamento, em 2001.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante por Boyhood, em 2014.

Writers Guild of America Awards

  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.

Independent Spirit Awards

  • Indicado na categoria de Melhor Roteiro por Antes do pôr-do-sol, em 2004.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante por Boyhood, em 2014.

New York Film Critics Circle Awards

  • Venceu na categoria de Melhor Ator por First Reformed (2018).

MTV Movie Awards

  • Indicado a Melhor Beijo: Caindo na real, em 1994.
  • Indicado a Melhor Beijo: Antes do amanhecer, em 1995.

New York Film Critics Online

  • Indicado a Melhor Fotografia Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Venceu a Melhor Filme de 2013 Antes da Meia-Noite, em 2013.

Boston Online Film Critics Association Awards

  • Venceu Melhor Roteiro Antes da Meia-Noite, em 2013.

Los Angeles Film Critics Association Awards

  • Venceu Melhor Roteiro Antes da Meia-Noite, em 2013.

San Diego Film Critics Society Awards

  • Venceu Melhor Roteiro Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Indiana Film Critics Association

  • Indicado a Melhor Filme Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Venceu Melhor Roteiro Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • 2o.colocado na categoria Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

National Society of Film Critics

  • Venceu Melhor Roteiro Antes da Meia-Noite, em 2013.

Austin Film Critics Association Awards

  • Indicado a Melhor Filme por Antes da Meia-Noite, em 2013.

Boston Online Film Critics Association

  • Venceu na categoria de Melhor Roteiro por Antes da Meia-Noite, em 2013.

Chicago Film Critics Association Awards

  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.

Dallas-Fort Worth Film Critics Association

  • 3o.colocado na categoria Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Detroit Film Critics Society

  • Indicado na categoria de Melhor Filme por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado na categoria de Melhor Roteiro por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Gotham Independent Film Awards

  • Indicado a Melhor Filme por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Ator Boyhood, em 2014.
  • Venceu a Melhor Ator por First Reformed, em 2018.

Houston Film Critics Society Awards

  • Indicado a Melhor Filme por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Roteiro por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

London Film Critics Circle

  • Indicação PENDENTE a Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Online Film Critics Society Awards

  • Indicado a Melhor Filme por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante por Boyhood, em 2014.

Phoenix Film Critics Society

  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

San Francisco Film Critics Circle Awards

  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Satellite Awards

  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante por Boyhood, em 2014.
  • Indicação PENDENTE a Melhor Ator - Drama por First Reformed em 2019.

St. Louis Gateway Film Critics Association Awards

  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Washington D.C. Area Film Critics Association Awards

  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.
  • Indicado a Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Toronto Film Critics Association

  • Indicado a Melhor Roteiro Adaptado por Antes da Meia-Noite, em 2013.

North Carolina Film Critics Association

  • Indicação PENDENTE a Melhor Ator Coadjuvante Boyhood, em 2014.

Referências

  1. «Donostia Awards» (em inglês). Donostia Awards. Consultado em 24 de fevereiro de 2019 
  2. «Ethan Hawke Biography». Turner Classic Movies. Consultado em 20 de março de 2011 
  3. James, Caryn (18 de fevereiro de 1994). «Coming of Age in Snippets: Life as a Twentysomething». The New York Times. Consultado em 19 de outubro de 2012 
  4. Rickey, Carrie (3 de abril de 1994). «Generation X Turns Its Back». The Philadelphia Inquirer. p. L01. Consultado em 23 de maio de 2011 
  5. «Ethan Hawke - Biography». Consultado em 13 de dezembro de 2020 
  6. «Ethan Hawke - Biography». Consultado em 13 de dezembro de 2020 
  7. Hurlburt, Roger (25 de junho de 1989). "Earning His Wings". [S.l.]: South Florida Sun-Sentinel. pp. 3f  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  8. "The Ultimate New Jersey High School Yearbook — A-K". [S.l.]: The Star-Ledger. 7 de junho de 1998. 1 páginas  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  9. {{citar web|URL=https://www.theguardian.com/film/2000/dec/08/culture.features1%7Ctítulo=Ethan Hawke: I never wanted to be a movie star|autor=Emma Brockes|data=8 de dezembro de 2000|publicado=|acessodata=14 de dezembro de 2020}
  10. Vadeboncoeur, Joan (22 de janeiro de 1995). "Despite Film Success, Hawke Keeps A Keen Eye On Theater". [S.l.]: Syracuse Herald American. 17 páginas  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  11. Vadeboncoeur, Joan (22 de janeiro de 1995). "Despite Film Success, Hawke Keeps A Keen Eye On Theater". [S.l.]: Syracuse Herald American. 17 páginas  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  12. Dan Halpern (8 de outubro de 2005). «Another sunrise». Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  13. Janet Maslin (12 de julho de 1985). «THE SCREEN: 'EXPLORERS'». Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  14. «Rotten Tomatoes». 12 de julho de 1985. Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  15. Kennedy, Dana (14 de abril de 2002). "The Payoff for Ethan Hawke". [S.l.]: The New York Times  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  16. «Dead Poets Society». Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  17. «Film». Consultado em 14 de dezembro de 2020  Texto " Film in 1990" ignorado (ajuda)
  18. «THE 62ND ACADEMY AWARDS». Consultado em 14 de dezembro de 2020  Texto " 1990" ignorado (ajuda)
  19. Dan Halpern (8 de outubro de 2005). «Another sunrise». Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  20. Kennedy, Dana (14 de abril de 2002). "The Payoff for Ethan Hawke". [S.l.]: The New York Times  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  21. Rotten Tomatoes. «A midnight clear». Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  22. Gregory Kirschling (24 de agosto de 2007). «Spotlight on Ethan Hawke». Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  23. Yvonne Villarreal (7 de janeiro de 2010). «Ethan Hawke is always in development». Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  24. Rich, Frank (30 de novembro de 1992). "Review/Theater: The Seagull; A Vain Little World Of Art and Artists, Painted by Chekhov". [S.l.]: The New York Times. 1 páginas  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  25. «Ethan Hawke - Biography». Consultado em 26 de dezembro de 2020 
  26. Beth Landman e Ian Spiegelman (15 de maio de 2000). «For Scorsese, the Gang's All … There». Consultado em 26 de dezembro de 2020 
  27. Roger Ebert (15 de janeiro de 1993). «Alive». Consultado em 14 de dezembro de 2020 
  28. Mick LaSalle (27 de janeiro de 1995). «An Extraordinary Day Dawns `Before Sunrise'». Consultado em 15 de dezembro de 2020 
  29. «Buried child». Consultado em 26 de dezembro de 2020 
  30. Dan Halpern (8 de outubro de 2005). «Another sunrise». Consultado em 15 de dezembro de 2020 
  31. Paul Tatara. «Review: What the Dickens is 'Great Expectations'?». Consultado em 15 de dezembro de 2020 
  32. Peter Stack (27 de março de 1998). «Bank-Robbing `Newton' Brothers Show Boys Will Be Boys». Consultado em 15 de dezembro de 2020 
  33. Paul Clinton (7 de janeiro de 2000). «Review: 'Snow Falling on Cedars' a visual feast». Consultado em 15 de dezembro de 2020 
  34. Brantley, Ben (28 de junho de 1999). "Theater Review; Lost Souls, Not So Different From Their Creator". [S.l.]: The New York Times  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  35. Dominguez, Robert (11 de maio de 2000). "A Renaissance Man tackles Shakespeare 'Hamlet's' Ethan Hawke has more on his mind than movie stardom". [S.l.]: Daily News  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  36. «Waking Life». Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  37. «Tape». Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  38. "Surreal Adventures Somewhere Near the Land of Nod". [S.l.]: The New York Times. 12 de outubro de 2001  Texto "Holden, Stephen" ignorado (ajuda); Verifique data em: |ano= (ajuda)
  39. Denby, David (12 de novembro de 2001). Tape. [S.l.]: The New Yorker  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  40. Hendricks, Brian (julho de 2009). Ethan Hawke. [S.l.]: Hobo Magazine  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  41. «Training Day». Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  42. Dan Halpern (8 de outubro de 2005). «Another sunrise». Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  43. Dione, Bruce (6 de maio de 2002). "The Film File: Chelsea Walls". [S.l.]: The New Yorker  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  44. «Chelsea Walls». Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  45. "Best Sellers; Hardcover Fiction". [S.l.]: The New York Times Book Review. 11 de agosto de 2002  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  46. Dan Halpern (8 de outubro de 2005). «Another sunrise». Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  47. Hiatt, Brian (26 de novembro de 2002). Hawke Eye. [S.l.]: Entertainment Weekly  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  48. John Simon (20 de novembro de 2003). «Star Turns». Consultado em 26 de dezembro de 2020 
  49. «Before Sunset». Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  50. Shawn Adler (5 de julho de 2007). «Ethan Hawke Laments Lost 'Before Sunset' Threequel». Consultado em 16 de dezembro de 2020 
  51. Marshall, Lee (19 de julho de 2004). Love that goes with the flow. [S.l.]: London: The Daily Telegraph  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  52. «Assault on Precinct 13». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  53. Andy Jacobs (13 de outubro de 2005). «Lord Of War (2005)». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  54. Brantley, Ben (21 de abril de 2005). "Sloppy Losers With Fried Brains Hunt for Clarity". [S.l.]: The New York Times  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  55. Sandra Hall (26 de outubro de 2006). «Fast Food Nation». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  56. Jeremy McCarter (23 de fevereiro de 2007). «Arise, Ye Prisoners of Tom Stoppard». Consultado em 26 de dezembro de 2020 
  57. Jeremy McCarter (15 de novembro de 2007). «We've Seen the Lights Go Out on Broadway». Consultado em 26 de dezembro de 2020 
  58. Ellen McCarthy (2 de novembro de 2007). «Ethan Hawke's Deal With the 'Devil'». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  59. Webster, Andy (20 de novembro de 2009). Movie Reviews: Staten Island. [S.l.]: The New York Times  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  60. Hodson, Heather (8 de maio de 2009). "Sam Mendes and Kevin Spacey: The Bridge Project". [S.l.]: The Daily Telegraph. London.  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  61. Neumaier, John (5 de março de 2010). "Brooklyn's Finest' star Ethan Hawke perfectly conveys constant threat of job with New York police". [S.l.]: Daily News  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  62. «Ethan Hawke dons fangs for Daybreakers». 4 de janeiro de 2010. Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  63. Adam Sternbergh (29 de janeiro de 2010). «The Ethan Hawke Actors Studio». Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  64. Healy, Patrick (27 de janeiro de 2010). "New Search for the Truth in 'A Lie'. [S.l.]: The New York Times  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  65. Elisabeth Vincentelli (13 de janeiro de 2011). «The women of 'Blood from a Stone'». Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  66. «Moby Dick». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  67. Preston, John (10 de junho de 2010). «Ethan Hawke Interview». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  68. «The Woman in the Fifth: Toronto Review». 13 de setembro de 2011. Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  69. «Sinister (2012)». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  70. Mike Ryan (9 de outubro de 2012). «Ethan Hawke, 'Sinister' Star, On The Disappointment Of Post-'Reality Bites' Generation X». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  71. Gordon Cox (31 de maio de 2012). «Hawke, Sheik set for CSC». Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  72. Healy, Patrick (22 de maio de 2012). "Ethan Hawke Will Star in and Direct New Play for New Group". [S.l.: s.n.]  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  73. «'Before Midnight,' Love Darkens And Deepens». 30 de maio de 2013. Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  74. «Getaway». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  75. Dave McNary (27 de março de 2014). «Richard Linklater's 'Boyhood' Set for Summer Release». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  76. Jason Hughes (3 de dezembro de 2014). «Ethan Hawke Didn't Expect 'Boyhood' to Win Awards or Be Critically Acclaimed (Video)». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  77. Jeff Labrecque (27 de julho de 2017). «SXSW: 11 must-see movies on the menu in Texas». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  78. «'Good Kill': Venice Review». 5 de setembro de 2014. Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  79. Nigel M. Smith (14 de setembro de 2014). «'The Imitation Game' Wins the People's Choice Award at the Toronto International Film Festival». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  80. «Born to be blue». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  81. «Maggie's plan». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  82. Joe Queenan (20 de julho de 2016). «Born to Be Blue: Ethan Hawke on the fast life and mysterious death of Chet Baker». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  83. Alex Godfrey (29 de novembro de 2014). «Ethan Hawke: 'Mining your life is the only way to stumble on anything real'». Consultado em 18 de dezembro de 2020 
  84. Roeper, Richard (26 de maio de 2016). «"'Maggie's Plan': As smart and funny as vintage Woody Allen"». Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  85. Eric Lach (9 de novembro de 2015). «Ethan Hawke Explains His Thing for Knights». Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  86. «In a Valley of Violence». Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  87. Barry Hertz (6 de setembro de 2016). «How Ethan Hawke survived Hollywood». Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  88. Ross Johnson (6 de junho de 2016). «Ethan Hawke's Indeh Is a Graphic Novel History of Two Peoples». Consultado em 22 de dezembro de 2020 
  89. Abraham Riesman. «Luc Besson, Utopian Spaceman». Consultado em 24 de dezembro de 2020 
  90. «First Reformed». Consultado em 24 de dezembro de 2020 
  91. Dave McNary (15 de setembro de 2017). «Ethan Hawke-Amanda Seyfried Thriller 'First Reformed' Bought by A24 for U.S.». Consultado em 24 de dezembro de 2020 
  92. Peter Debruge (29 de novembro de 2017). «Sundance Film Festival Unveils Full 2018 Features Lineup». Consultado em 24 de dezembro de 2020 
  93. Owen Gleiberman (19 de janeiro de 2018). «Film Review: 'Juliet, Naked'». Consultado em 24 de dezembro de 2020 
  94. Jeffrey Fleshman (8 de junho de 2017). «Ethan Hawke lets us in his editing room and reveals what Philip Seymour Hoffman taught him». Consultado em 24 de dezembro de 2020 
  95. Joey Nolfl (7 de março de 2018). «Tribeca Film Festival lineup features Sarah Jessica Parker drama, Liz Garbus NYT doc series». Consultado em 24 de dezembro de 2020 
  96. Mike Fleming Jr (20 de setembro de 2017). «Vincent D'Onofrio Sets Jake Schur In Title Role Of 'The Kid'». Consultado em 24 de dezembro de 2020 
  97. Brent Lang. «Ethan Hawke, Jason Blum Adapting 'The Good Lord Bird' for TV (EXCLUSIVE)». Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  98. «Academy Award(R) Nominee Ethan Hawke to Executive Produce and Star in Showtime(R) Limited Series "Good Lord Bird"». Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  99. «Showtime Taps Tony Winner Daveed Diggs and Wyatt Russell in "The Good Lord Bird"». Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  100. Klaritza Rico.   Parâmetro desconhecido |https://variety.com/2020/tv/news/tv-news-roundup-showtime-good-lord-bird-premiere-trailer-1234604974/título= ignorado (ajuda); Em falta ou vazio |título= (ajuda);
  101. Joey Nolfl (21 de agosto de 2020). «Björk joins Nicole Kidman in Robert Eggers' Viking movie The Northman». Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  102. Zack Sharf (5 de novembro de 2020). «Robert Eggers' 'Northman' Terrifies Kidman, Taylor-Joy Says You've Never Seen Anything Like It». Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  103. «A bright ray of darkness». Consultado em 25 de dezembro de 2020 
  104. Jessica Dalley (5 de abril de 2013). «Ethan Hawke Leaves Chelsea For $3.9M Boerum Hill Townhouse». Consultado em 27 de dezembro de 2020 
  105. Dobbins, Amanda (5 de junho de 2013). "Ethan Hawke Explains Island Shopping, Tang". [S.l.]: New York  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  106. Solomon, Deborah (16 de setembro de 2007). "Renaissance Man?". [S.l.]: The New York Times  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  107. Carr, David (10 de janeiro de 2013). In his confort zone. [S.l.]: The New York Times  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  108. Cheng, Kipp; Chang, Suna (15 de maio de 1998). Monitor. [S.l.]: Entertainment Weekly  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  109. Rohrer, Trish Deitch (junho de 2000). The great dane. [S.l.]: Los Angeles magazine. 80 páginas  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  110. Obituaries. [S.l.]: Fort-Worth Star-Telegram. 14 de outubro de 2005. pp. B5  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  111. Josh Eells (24 de março de 2016). «Ethan Hawke on Biopics, Chet Baker, and Breaking Out». Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  112. «Halle and hubby separate; Uma 'holding up' after Ethan split; Will Smith parties in London». 2 de outubro de 2003. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  113. Dan Halpern (8 de outubro de 2005). «Another sunrise». Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  114. Stephen M. Silverman (7 de outubro de 2005). «Uma Calls Split from Ethan 'Excruciating'». Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  115. Vozick-Levinson, Simon (18 de julho de 2018). Monitor. [S.l.]: Entertainment Weekly  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  116. Garratt, Sheryl (8 de outubro de 2012). Ethan Hawke Interview. [S.l.]: The Daily Telegraph  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  117. Garratt, Sheryl (8 de outubro de 2012). Ethan Hawke Interview. [S.l.]: The Daily Telegraph  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  118. Laura Barton (16 de maio de 2009). «Desperately seeking Ethan». Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  119. Laura Barton (16 de maio de 2009). «Desperately seeking Ethan». Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  120. «Ethan Hawke and wife welcome daughter Clementine». Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  121. «Ethan Hawke: 25 Things You Don't Know About Me». 13 de julho de 2014. Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  122. Jennifer Maas (13 de maio de 2015). «Ethan Hawke speaks out on the 'boys club' in Hollywood». Consultado em 28 de dezembro de 2020 
  123. Tim Teeman (5 de novembro de 2013). «THE LOOK: MR ETHAN HAWKE». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  124. Mickey Rapkin (16 de agosto de 2013). «Ethan Hawke: What I've Learned About Life…And Marriage». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  125. Anna Stewart (28 de julho de 2010). «Ethan Hawke does right by Doe». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  126. Irina Aleksander (1 de abril de 2008). «Who's Who in Charity: New York's Most Powerful Philanthropic Boards». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  127. «Young Lions Fiction Award». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  128. Adrienne Gaffney (17 de março de 2009). «Disproving the Notion That Kids These Days Only Write in Tweets». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  129. «2010 Library Lions Malcolm Gladwell, Ethan Hawke, Paul LeClerc, Steve Martin, and Zadie Smith Fêted on Monday, November 1». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  130. «The New York Public Library Adds Ethan Hawke To Its Board of Trustees». 12 de maio de 2016. Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  131. Kresse, Jim (28 de setembro de 2001). "Tragedy also makes for strange bedfellows". [S.l.]: The Spokesman-Review. pp. D2  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  132. Devin Leonard (27 de setembro de 1999). «Can Dollar Bill Bradley Dunk Al Gore?». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  133. Pulumbarit, Oliver M. (23 de outubro de 2004). "Super Exclusive Interview". [S.l.]: Philippine Daily Inquirer. 1 páginas  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  134. Lorena Blas (5 de novembro de 2008). «Celebrities, including an unexpected one, celebrate Obama's win». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  135. Natalie Evans-Harding (16 de dezembro de 2017). «Ethan Hawke: 'The most romantic thing I've done is have sex'». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  136. Mike Ryan (9 de outubro de 2012). «Ethan Hawke, 'Sinister' Star, On The Disappointment Of Post-'Reality Bites' Generation X». Consultado em 30 de dezembro de 2020 
  137. «Indeh: A Story of the Apache Wars». Consultado em 2 de janeiro de 2021 
  138. «Rules for a Knight: The Last Letter of Sir Thomas Lemuel Hawke». Consultado em 2 de janeiro de 2021 
  139. Ethan Hawke (7 de abril de 2009). «The Last Outlaw Poet». Consultado em 2 de janeiro de 2021 
  140. Ethan Hawke. «Ash Wednesday : a novel». Consultado em 2 de janeiro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]