Bradley Cooper

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Bradley Cooper
Cooper em 2009
Nome completo Bradley Charles Cooper
Nascimento 5 de janeiro de 1975 (43 anos)
Filadélfia, Pensilvânia, Estados Unidos
Ocupação Ator
produtor
Atividade 1999–presente
Cônjuge Jennifer Esposito (2006–2007)
Filho(s) 1
Prémios Screen Actors Guild
Melhor Elenco em Cinema
2014 – American Hustle
Prémios National Board of Review
Melhor Ator
2013 - Silver Linings Playbook
Outros prêmios
Satellite Award de Melhor Ator
2013 - Silver Linings Playbook
Página oficial
IMDb: (inglês)

Bradley Charles Cooper (Filadélfia, 5 de janeiro de 1975) é um ator e produtor americano. Começou sua carreira como convidado na série de televisão Sex and the City em 1999. Após ter concluído o Mestrado em Belas Artes em Atuação na Actors Studio no ano seguinte, realizou sua primeira aparição no cinema no filme Wet Hot American Summer (2001); ganhou algum reconhecimento como Will Tippin na telessérie Alias (2001–2006). O artista fez sua estreia no cinema de Hollywood em Wedding Crashers (2005), e continuou a fazer aparições tanto filmes como em séries televisivas.

Cooper logrou fama em 2009 por interpretar Phil Wenneck na comédia The Hangover (e suas sequências), pela qual foi nomeado ao Prêmio MTV Movie de Melhor Performance Cômica e ao Prêmio Satellite de Melhor Ator em Filme de Comédia ou Musical. Contudo, no mesmo ano, também ganhou um Framboesa de Ouro com Sandra Bullock por sua atuação em All About Steve. Nos dois anos seguintes, o ator recebeu diversas indicações a variados prêmios por suas performances em filmes como The A-Team (2010), Limitless e The Hangover Part II (ambos em 2011). Em 2012, recebeu aclamação por parte dos críticos especializados por sua interpretação como Pat Solitano no filme Silver Linings Playbook, pelo qual alcançou sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Ator e aos prêmios BAFTA, Globo de Ouro e Screen Actors Guild na mesma categoria e ganhou o National Board of Review. Pelo seu papel como o agente Richard DiMaso, em American Hustle (2013), recebeu sua segunda indicação ao Oscar, BAFTA, Globo de Ouro e Satellite — além dos Prêmios Critics' Choice Movie e Teen Choice, só que desta vez, na categoria de Melhor Ator Coadjuvante; em conjunto com seus colegas, ganhou Melhor Elenco em Cinema na 20.ª edição dos Prêmios Screen Actors Guild.

No ano de 2014, ele estrelou os filmes Guardians of the Galaxy, Serena e American Sniper, nos quais interpretou Rocket Raccoon, George Pemberton e Chris Kyle, respectivamente. Por este último principalmente, foi congratulado pela crítica cinematográfica e novamente nomeado ao Oscar de Melhor Ator e Melhor Filme, tornado-o o décimo ator na história a receber uma indicação ao prêmio em categoria de atuação por três anos consecutivos. Seus próximos sucessos foram em Aloha, Joy (ambos de 2015), War Dogs (2016), Guardians of the Galaxy Vol. 2 (2017) e Avengers: Infinity War (2018). No teatro, ganhou destaque por sua performance como Joseph Merrick na peça The Elephant Man, exibida na Broadway. O papel rendeu-lhe indicações a múltiplos prêmios, como Drama Desk, Dorian e Tony. Até julho de 2018, ele era a décima quinta pessoa de maior bilheteria de todos os tempos na América do Norte, com seus filmes fazendo mais de 3,6 bilhões de dólares.

Como uma figura pública, Cooper é citado como uma das pessoas mais influentes e poderosas na indústria de entretenimento americana, assim como o homem mais atraente do mundo por vários meios de comunicação, os quais consideram-no um símbolo sexual. Em 2011, a revista People nomeou-o o Homem Mais Sensual do Mundo. Entre os anos de 2013 e 2015, foi um dos atores mais bem pagos do mundo, além de ter aparecido na lista Celebrity 100 da Forbes em duas ocasiões e na lista da Time das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2015.

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Bradley Charles Cooper nasceu em 5 de janeiro de 1975, na Filadélfia, e cresceu nas proximidades de Jenkintown, Pensilvânia.[1][2][3] Sua mãe, Gloria Cooper (sobrenome de solteira Campano),[4] trabalhou para a filial local da NBC; seu pai, Charles Cooper, trabalhou como corretor para o banco Merrill Lynch.[5] Do lado paterno, é descendente de irlandeses. Por outro lado, a mãe do artista é de ascendência italiana (oriundos de Abruzos e Nápoles);[6] ele tem uma irmã mais velha, Holly,[7] e foi criado na religião católica romana.[8][9] Logo após seu nascimento, sofreu de colesteatoma em seu ouvido e teve seu tímpano perfurado quando criança.[10]

O Actors Studio, onde Cooper estudou atuação.

Relembrando sua infância, Cooper disse que as pessoas dificilmente o achava bonito; na verdade, elas pensavam que ele era uma garota — opinião com a qual o próprio também concordava, e julgou que isso talvez foi pelo fato de que sua mãe mantinha seu cabelo muito longo.[9] O jovem se destacou no basquete, e, pelo motivo de que gostava de culinária, sempre cozinhava para seus amigos e se orgulhava de seus dotes.[11] Inicialmente, tinha intuito de frequentar uma academia militar e se mudar para o Japão a fim de se tornar um ninja.[12] Em tenra idade, seu pai lho apresentou a filmes como The Elephant Man (1980),[7] os quais inspiraram-no a ser ator.[13] Ao saber de sua intenção, seus genitores mostraram-se receosos com relação à carreira, mas ulteriormente mudaram suas percepções quando viram o filho desempenhar o papel de Joseph Merrick em uma passagem da peça teatral The Elephant Man.[7]

Enquanto frequentava a escola particular Germantown Academy, Cooper trabalhou no jornal Philadelphia Daily News.[14] Ele afirmou que não era nem "o aluno mais inteligente" nem "o garoto mais legal".[15] Depois de se formar na turma de 1993, ingressou na Universidade de Villanova, na qual estudou por apenas um ano antes que fosse transferido para a Universidade de Georgetown,[16][17] onde tornou-se fluente em francês e por intermédio da qual passou seis meses como estudante de intercâmbio em Aix-en-Provence, na França;[18][19] formou-se como Bacharel de Artes em Inglês em 1997. O artista foi membro da equipe de remo Georgetown Hoyas e atuou com o grupo de teatro Nomadic Theatre.[20][21] Em sua estreia na televisão, que aconteceu na série Sex and the City, em 1999, ele fez uma breve aparição ao lado de Sarah Jessica Parker.[22] Em seguida, foi apresentador do seriado sobre viagens Globe Trekker (2000), o qual o levou a países como Peru e Croácia.[10][23]

Pouco tempo depois, Cooper interessou-se pela carreira diplomática quando fez o teste para a pós-graduação de master class no Actors Studio e foi aprovado por James Lipton.[24] Em 2000, ele recebeu um diploma de Mestrado em Belas Artes em Atuação da Actors Studio Drama School na The New School, em Nova Iorque,[25] onde estudou com a treinadora Elizabeth Kemp, sobre quem comentou: "Eu nunca fui capaz de relaxar na minha vida antes dela". Ela, posteriormente, o aconselhou em muitos filmes em que ele estrelou.[26] Enquanto estudava na cidade, o artista trabalhou como porteiro no Hotel Morgans[1] e interagiu brevemente com Robert de Niro em uma sessão de perguntas e respostas, que mais tarde foi apresentada em um episódio do Inside the Actors Studio.[24]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2001–2008: Primeiros trabalhos[editar | editar código-fonte]

A carreira cinematográfica de Cooper começou com filme Wet Hot American Summer (2001), cujo enredo é ambientado em um fictício acampamento de verão no ano de 1981. Nele, o ator interpreta Ben, um advogado que se apaixona pelo jovem McKinleyo. Embora o filme tenha sido crítica e comercialmente sem sucesso, desenvolveu um status de cult ao longo dos anos. Ele reprisou o papel na pré-sequência do filme intitulada Wet Hot American Summer: First Day of Camp (2015), uma série da Netflix composta por oito episódios.[27]

Na série de televisão Alias (2001–06), Cooper alcançou algum sucesso no papel de Will Tippin, repórter de um jornal local e o melhor amigo de Sydney Bristow, interpretada por Jennifer Garner.[22] Esta foi uma das primeiras pessoas que o ator conheceu em Los Angeles e era, nas palavras dele, "muito maternal [...] Ela queria cuidar de mim, ter certeza de que eu estava bem o tempo todo".[28] Cooper atuou no suspense Changing Lanes (2002). As cenas em que ele apareceu foram removidas durante o processo de montagem do filme, mas é possível vê-las em DVDs e Blu-rays do filme.[29][30] Ainda em 2002, o ator interpretou um homem envolvido em um triângulo amoroso no drama romântico Bending All the Rules.[31] Participou da série Miss Match e fez o papel do cowboy e treinador de cavalos de corrida Morgan Murphy no telefilme The Last Cowboy, que foi ao ar no canal Hallmark em janeiro de 2003.[32][33] Posteriormente, Cooper contracenou ao lado Jason Priestley no filme I Want to Marry Ryan Banks (2004) e como convidado regular na série Jack & Bobby (2004–05).[34]

O ator em um evento promocional para The Midnight Meat Train em 2007.

As perspectivas de sua carreira melhoraram após ele ter sido contratado para seu papel, até então, mais proeminente na comédia Wedding Crashers (2005), na qual estrelou lado de Owen Wilson, Vince Vaughn e Rachel McAdams.[3] No filme, Cooper interpretou Sack Lodge, o namorado arrogante e agressivo de Claire (McAdams), o qual é obcecado pela vitória — um papel que o ator descreveu como "um tipo de sociopata".[35] Cooper acreditou que a personagem antagônica mudou a percepção que as pessoas tinham com relação a ele, haja vista que ele só havia interpretado o "cara legal".[36] Com um orçamento de quarenta milhões de dólares, a película arrecadou mais de 285 milhões em todo o mundo.[37] Em setembro do mesmo, a Fox o contratou para o papel principal na sitcom Kitchen Confidential, baseada em um livro de memórias do chef Anthony Bourdain. Apesar das avaliações positivas por ela recebida, a série foi cancelada após apenas quatro episódios devido à baixa audiência.[38]

Em março de 2006, Cooper estrelou, com Julia Roberts e Paul Rudd, como Pip/Theo na peça teatral Three Days of Rain, exibida na Broadway.[39] Em seguida, teve papéis menores nas comédias Failure to Launch (2006) e The Comebacks (2007). Ele apareceu na quinta temporada de Nip/Tuck (2007) como Aidan Stone, uma celebridade de televisão do fictício programa Hearts 'N Scalpels.[34] Em 2008, o ator interpretou Luke Peterson no filme Older than America, e apareceu, ao lado de Kristen Johnston, na peça de teatro The Understudy, apresentada no Williamstown Theatre Festival.[40] Participou também dos filmes Yes Man, ao lado de Jim Carrey, e The Rocker. Ainda no mesmo ano, Cooper conseguiu o papel principal em The Midnight Meat Train, baseado conto de 1984 de mesmo nome. Representar uma personagem sombria que tenta rastrear um assassino em série foi um afastamento dos papéis cômicos interpretados anteriormente pelo ator e uma experiência que ele achou prazerosa. O filme recebeu avaliações positivas por parte dos críticos cinematográficos, apesar de ter tido baixo desempenho nas bilheterias.[41]

2009–2012: Chegada ao estrelato e sucesso[editar | editar código-fonte]

Cooper, durante sua turnê pela United Service Organizations (USO) em 2009, dialoga com soldados dirigentes do porta-aviões USS Ronald Reagan (CVN-76).

No dia 7 de fevereiro de 2009, Cooper foi o apresentador do programa Saturday Night Live, no qual personificou o ator Christian Bale em um falso comercial de um DVD em que mostra celebridades gritando com colegas de equipe a seguinte frase: "No, Bruce! Let Me Finish! The Best of Celebrity Tirades" (uma referencia a Bruce Wayne, personagem fictícia interpretada por Bale).[42] Em seguida, o artista teve um papel coadjuvante no filme He's Just Not That into You.[43]

Seu papel revelação veio com o filme The Hangover (2009), no qual, ao lado de Ed Helms e Zach Galifianakis, interpretou Phil Wenneck, um dos três amigos que viajam para Las Vegas para uma despedida de solteiro e, depois de aprontarem na noite anterior, acordam sem memória dos eventos acontecidos e precisam encontrar Doug  — o noivo — antes de seu casamento.[7] A película foi um sucesso comercial e crítico e estreou no topo das bilheterias americanas com 44 milhões de dólares em três dias; ao final de sua exibição, arrecadou um total de 467 milhões ao redor do mundo.[44] O crítico A. O. Scott, do The New York Times, escreveu: "O Sr. Cooper ... oferece a variação mais interessante de um padrão antigo, interpretando o agressivo e arrogante garoto de fraternidade com um grunhido de raiva que mascara uma ansiedade tão difícil de explicar."[45] Por sua atuação, ele recebeu um prêmio na 13.ª edição do Festival de Cinema de Hollywood e sua primeira indicação aos Prêmios MTV Movie, na categoria de Melhor Performance Cômica,[46] e aos Prêmios Teen Choice, nas categorias de Melhor Ator em Filme do Verão e Melhor Momento Rockstar (compartilhado com os supracitados atores).[47] O jornal The Daily Telegraph observou que o sucesso do filme tornou Cooper em "um verdadeiro ator para papéis principais".[7] No entanto, em uma entrevista realizada para revista Shave em 2011, o artista afirmou: "[Continua] a mesma [situação]. Digo, mais portas foram abertas com certeza, mas não é algo do tipo como eu sentar-me na manhã de segunda-feira e analisar os roteiros que me foram oferecidos."[48]

Ainda em 2009, ele apareceu no filme de terror Case 39, uma produção filmada em 2006 mas lançada apenas três anos depois.[49] Em seguida, Cooper se juntou a Sandra Bullock na comédia All About Steve, a qual foi mal recebida pela crítica e não conseguiu atrair um público amplo;[50] pelo filme, ambos ganharam o prêmio de Pior Dupla no Framboesa de Ouro.[51] Após uma participação em um dos onze segmentos da antologia de New York, I Love You (2009), o ator apareceu na comédia romântica Valentine's Day (2010), dirigida por Garry Marshall, na qual co-estrelou novamente com Julia Roberts. O filme foi um sucesso comercial, arrecadando mais de 215 milhões de dólares em todo o mundo.[52] O artista então estrelou a comédia Brother's Justice e, posteriormente, como a personagem Templeton "Faceman" Peck em The A-Team, ao lado de Liam Neeson, Quinton Jackson e Sharlto Copley. Com o propósito de se preparar para o papel, ele se absteve de consumir açúcar, sal e farinha e passou por exaustivos treinamentos.[53] O filme foi recebido com críticas negativas e média bilheteria, angariando 177,2 milhões de dólares contra o orçamento de 110 milhões.[54] Para o The Daily Telegraph, Tim Robey publicou: "Cooper confirma suas habilidades como talvez o mais arrogantemente narcisista",[55] enquanto a Empire elogiou ambos Cooper e Copley pela "perseverança e insanidade, respectivamente, que melhor eles capturam e ainda re-falsificam suas personagens icônicas."[56] O ator foi apresentador convidado do WWE Raw em junho de 2010.[57]

Em 2011, Cooper protagonizou o suspense Limitless, em que interpretou um escritor que lhe é apresentada uma droga nootrópica a qual lhe dá a capacidade de utilizar plenamente seu cérebro e melhorar demasiadamente seu estilo de vida.[58] O Box Office Mojo estava sem expectativa com relação à bilheteria do filme, contudo, este se emergiu como um sucesso comercial e faturou 161 milhões mundialmente.[59][60] Um jornalista da Variety disse que o desempenho de Cooper é o que lho "dá mais passos em direção ao estrelato principal".[61] Outro sucesso comercial em sua carreira surgiu com a sequência The Hangover Part II (2011), que ganhou mais de 580 milhões de dólares em todo o mundo.[62] As avaliações dadas ao filme foram geralmente negativas, embora um crítico da Time o elogiasse: "Cooper dá uma interpretação: ele é tanto o pavão quanto a paródia de um. Ele é abençoado com boa aparência e sincronização fantástica, do tipo que torna cada diálogo mais divertido, mesmo os pequenos apartes".[63] Na 38.ª edição dos Prêmios People's Choice, ele foi indicado a categoria de Ator Favorito em Filme de Comédia.[64]

O artista no lançamento do filme Silver Linings Playbook no Festival de Toronto de 2012.

Cooper apareceu em quatro filmes lançados em 2012: The Words, Hit and Run, The Place Beyond the Pines e Silver Linings Playbook. Embora os dois primeiros apresentaram um médio desempenho na bilheteria e conseguiram ultrapassar o orçamento, a crítica cinematográfica deu-lhes baixas avaliações.[65] No drama policial The Place Beyond the Pines, o ator interpretou um policial novato — um papel que o próprio diretor, Derek Cianfrance, escreveu-lhe especificamente. Este dirigiu por cinco horas a Montreal para se encontrar com a ator a fim convencê-lo a assumir o papel. O cineasta descreveu a personagem de Cooper como alguém que "portar-se como um herói ... Mas dentro dele a corrupção está acontecendo, o conflito está intenso por dentro, culpa e vergonha estão encobertas".[66] Ao The Independent, um escritor elogiou-o pela "excelência como um arquétipo: o homem de princípios que pessoalmente é bastante desonesto", acrescentando: "Eu nunca imaginei [que] este ator [fosse] capaz de tal trabalho, de incorporar uma personagem com múltiplas camadas".[67] Apesar das críticas positivas, o filme teve um moderado retorno comercial.[68]

Em seu próximo trabalho, o drama romântico Silver Linings Playbook, dirigido por David O. Russell, Cooper estrelou com Robert De Niro e Jennifer Lawrence. Ele foi escalado como Patrizio "Pat" Solitano, um ex-professor divorciado que sofre de transtorno bipolar e desenvolve uma amizade inusitada com a viúva e ninfomaníaca Tiffany Maxwel (Lawrence). Inicialmente, ele estava cético em interpretar um papel que achava estar fora de sua profundidade; contudo, inspirado pela confiança que Russell nele depositou, aceitou fazer parte do filme.[7] O diretor ficou impressionado com sua atuação em Wedding Crashers, e citou sua "boa energia de vilão" e imprevisibilidade como justificativa para integrar o elenco;[69] ele também achava que o ator seria capaz de demonstrar emoção e vulnerabilidade em frente às câmeras.[70] Para se preparar, Cooper praticou dança com a coreógrafa Mandy Moore, que o descreveu como "[alguém que] tem habilidade natural para dançar",[71] e também usou suas experiências de infância para compor a personagem, como aumentar um pouco o sotaque da Filadélfia e vesti-la da maneira que Lenny Roberts, um rapaz de sua escola, e seu avô se vestiam.[72] O filme foi um sucesso de bilheteria e crítico e angariou 236,4 milhões de dólares contra um orçamento de 21 milhões.[73] Escrevendo para a Rolling Stone, Peter Travers disse que o ator "aproveita o papel mais espesso de sua carreira e enfrenta todos os desafios cômicos e dramáticos. Há uma dor que ressoa em sua performance engraçada, tocante e vital".[74] Por sua atuação, ele ganhou um Prêmio Critics Choice Movie de Melhor Ator em Comédia,[75] um Prêmio MTV Movie de Melhor Interpretação,[76] um Prêmio Satellite de Melhor Ator em Cinema[77] e um National Board of Review de Melhor Ator;[78] além disso, recebeu sua primeira indicação aos Prêmios Oscar,[79] BAFTA,[80] Globo de Ouro[81] e Screen Actors Guild na categoria de Melhor Ator.[82]

2013–2017: Grandes bilheterias[editar | editar código-fonte]

O ator em um evento realizado em Madrid, Espanha em 2013.

Em 2013, Cooper reprisou seu papel como Phil Wenneck na terceira e última parte da trilogia The Hangover, intitulada The Hangover Part III, a qual foi mal recebida pelos críticos.[83] Francisco Russo, do AdoroCinema, ressaltou que "nesta nova proposta, os personagens de Bradley Cooper e Ed Helms foram reduzidos a coadjuvantes de Alan e Chow, sem que algo realmente relevante aconteça a eles."[84] No entanto, assim como suas parcelas anteriores, o filme foi um sucesso comercial, colhendo 362 milhões de dólares em todo o mundo — e continua sendo um dos trabalhos de maior bilheteria de Cooper.[85] Ainda naquele ano, ele assumiu o papel coadjuvante de Richard "Richie" DiMaso, um agente do Gabinete Federal de Investigação (FBI, sigla em inglês), na comédia dramática American Hustle, também de David O. Russell. Vagamente baseada na operação Abscam Sting, realizada pelo FBI, a película tem como contexto a corrupção política na Nova Jérsia dos anos 1970. Também estrela Christian Bale, Amy Adams, Jeremy Renner e Jennifer Lawrence.[86] American Hustle foi um sucesso crítico e comercial, com uma receita global de 251,1 milhões de dólares.[87] Em sua revisão à Empire, Kim Newman registrou: "Cooper está preso ao papel menos recompensador, mas continua encontrando pequenos e brilhantes meios para prender a atenção", e elogiou suas "personificações precisas de um chefe excessivamente cauteloso (mas inteligente)".[88] O ator foi novamente indicado aos Prêmios Oscar,[89] BAFTA,[90] Critics' Choice Movie,[91] Globo de Ouro,[92] Satellite[93] e aos Teen Choice,[94] desta vez, na categoria de Melhor Ator Coadjuvante; em conjunto com seus colegas, ganhou os Prêmios Screen Actors Guild de 2014 na categoria de Melhor Elenco em Cinema.[95]

Seu próximo trabalho foi no drama Serena, em que contracenou com Lawrence, os quais interpretaram um casal que se envolve em atividades criminosas depois de descobrir que não podem ter filhos.[96] A película fora filmada em 2012, mas seu lançamento aconteceu em 2014, e recebeu críticas negativas e baixo retorno na bilheteria.[97][98] Jake Wilson, do jornal The Canberra Times, escreveu: "Cooper, mais uma vez, prova seu valor como um protagonista que encarna seus papéis como um ator de teatro".[99] Também em 2014, dublou Rocket Raccoon no filme Guardians of the Galaxy, o qual recolheu 773 milhões de dólares em todo o mundo.[100] Ele retornou à Broadway para atuar como o deformado Joseph Merrick em The Elephant Man. Para o site Whatsonstage.com, Michael Coveney comentou: "Cooper evita todas as previsibilidades da "deficiência", expondo seu desempenho com alma e paixão. É uma apresentação maravilhosa e muito comovente."[101] Por conseguinte, recebeu uma indicação ao Prêmio Tony de Melhor Ator em Peça de Teatro.[102]

Cooper na première francesa de American Hustle em 2014.

Ainda naquele ano, Cooper co-produziu e estrelou como Chris Kyle, um atirador de elite da unidade Navy SEALs, pertencente à Marinha dos Estados Unidos, em American Sniper — um drama biográfico e de guerra dirigido por Clint Eastwood.[103] O filme, vagamente baseado no livro homônimo, conta a história de Kyle, que se tornou o atirador mais mortal da história militar do supracitado país. Para se parecer tão corpulento tal como o militar, o ator passou por um treinamento extensivo e seguiu uma dieta rigorosa, através da qual ganhou dezoito quilogramas de músculo.[104] Sua preparação também incluiu aulas com um treinador vocal e estudo de gravações em que aparece Kyle.[105] Para aprender a usar um fuzil, o artista treinou com o veterano Kevin Lacz, também da Navy SEALs, que serviu com Kyle.[106] A produção bem como a atuação do protagonista receberam avaliações positivas. O crítico Justin Chang, à Variety, anotou: "[com] um excelente desempenho de Bradley Cooper, este estudo de caráter perturbador e intimista oferece uma visão bastante nítida sobre o sacrifício físico e psicológico exigido nas linhas de frente."[107] Observações semelhantes foram expressas por Claudia Puig, do USA Today, que afirmou: "É claramente o espetáculo de Cooper. Substancialmente se expressando um credível sotaque texano, Cooper incorpora a confiança, intensidade e vulnerabilidade de Kyle."[108] American Sniper faturou 547 milhões de dólares na bilheteria global e tornou-se o filme em ato real de maior arrecadação do ator[85] e o terceiro para maiores de dezoito anos de maior bilheteria de toda a história.[109] Cooper ganhou outro Prêmio MTV Movie de Melhor Interpretação[110] e um Prêmio Critics Choice de Melhor Ator em Filme de Ação,[111] e foi indicado ao Prêmio Empire de Melhor Ator,[112] ao Producers Guild of America de Melhor Filme[113] e ao Oscar em duas categorias: a de Melhor Ator e a de Melhor Filme, cujo(s) nomeado(s) é(são) seu(s) produtor(es).[114] Com a indicação na categoria de atuação, ele converteu-se no décimo ator na história da Academia a receber nomeações por interpretação em três consecutivos.[A 1] Em uma pesquisa realizada por Reuters/Ipsos com a população americana, vinte e oito por cento dos entrevistados tinham escolhido o artista o favorito para ganhar a estatueta de Melhor Ator.[116][117]

Em 2015, Cooper protagonizou três filmes: Aloha, Burnt e Joy. No primeiro, atuou com Emma Stone e, novamente, com Rachel McAdams. O projeto se tornou controverso depois que a Rede de Ação de Mídia para os asiático-americanos criticou o cineasta pela "falta de diversidade" e pelo elenco predominantemente branco.[118] Apesar disso, os protagonistas foram elogiados. Ao Omelete, Aline Diniz publicou: "O grande elenco do longa funciona bem junto e Cooper cumpre sua função ao parecer insatisfeito";[119] posteriormente, ele foi indicado ao Prêmio Teen Choice de Melhor Ator em Filme de Comédia.[120] No drama Burnt, de John Wells, o artista interpretou um chef que decide reconquistar sua antiga honra depois que o abuso de drogas afetou a sua carreira. Embora o filme tenha sido criticado por seus "exagerados clichês", Jon Frosch, do The Hollywood Reporter, escreveu sobre o desempenho do ator: "ele oferece uma performance totalmente engajada que quase nos faz querer perdoar a preguiça do filme. Quase."[121] Em Joy, Cooper reuniu-se novamente com David O. Russell, Jennifer Lawrence e Robert De Niro.[122] Em 2016, ele teve uma participação especial no suspense 10 Cloverfield Lane, no qual dublou Ben,[123][124] e desempenhou um papel coadjuvante em War Dogs.[125] No ano seguinte, reprisou sua personagem Rocket Raccoon em Guardians of the Galaxy Vol. 2.[126]

2018–presente: Projetos futuros[editar | editar código-fonte]

Em 2018, Cooper lançará seu primeiro filme como diretor: A Star is Born, uma refilmagem do drama musical de 1954 de mesmo nome, na qual também estrelará com Lady Gaga.[127] Ele interpretará o cantor Jackson Maine, cujo romance com uma mulher chamada Ally (interpretada por Gaga) fico tenso depois que sua carreira começa a ofuscar a dele.[128] O ator reprisou seu papel como Rocket in Avengers: Infinity War. Ele está definido para retornar em sua sequência sem título, que será lançada em 2019, e Guardians of the Galaxy Vol. 3, que deverá ser lançado em 2020.[129]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Os primeiros anos de Cooper na indústria do entretenimento foram marcados por dificuldades. Na ocasião em que seu papel na segunda temporada da serie Alias foi rebaixado, ele considerou desistir da carreira.[130] Sua dependência química e incertezas sobre a profissão desencadearam em si pensamentos de suicídio.[131] O ator se absteve de bebidas alcoólicas desde 2004, momento em que constatou que isso destruiria sua vida.[132]

Eu estava em uma festa e deliberadamente bati minha cabeça no chão de concreto — como: "Ei, veja como eu sou durão!" E eu levantei, e o sangue escorria. E então eu fi-lo de novo. Passei a noite em um hospital com uma meia de gelo [sob o local ferido] , esperando que eles me costurassem. Eu estava tão preocupado com o que as pessoas pensavam de mim, como eu estava passando, como eu sobreviveria o dia. Eu sempre me senti como um estranho. Apenas vivi na minha cabeça. Percebi que não viveria além do meu limite, e isso me assustou muito. Pensei: "Uau, eu vou realmente estragar a minha vida; Eu vou realmente estragar tudo".

— Cooper em entrevista à The Hollywood Reporter em setembro de 2012.[10]

Pelo fato de ter crescido na Filadélfia, Cooper é fã dos Eagles, da National Football League, e fez várias aparições representando a equipe, como, por exemplo, no filme Silver Linings Playbook. Ele dublou uma bola de neve que tenta fazer as pazes com o Papai Noel em um comercial exclusivo para o time, o qual foi exibido na rede televisiva ESPN. Também se juntou ao proprietário da equipe, Jeffrey Lurie, em seu camarote particular durante as partidas dela, incluindo na 52.ª edição do Super Bowl em 2018, na qual os Eagles se consagraram campeões.[133] O ator fala francês fluente.[134]

Em 2010, surgiram rumores a respeito de sua sexualidade, os quais afirmavam que o artista era homossexual e que estava em um relacionamento com o também ator Victor Garber. Cooper afirmou que gostou de ler os boatos e que "foi fantástico as pessoas acharem que eu era gay".[135] Posteriormente, declarou: "Se tu és um homem solteiro e acontece de seres considerado atraente, és rotulado como quem está em jogo. Mas eu não me vejo como um homem de mulheres."[136]

Cooper e sua família compartilham um vínculo estreito. Dois anos após a morte de seu pai, Charles, de câncer de pulmão em 2011,[137] ele se mudou para Los Angeles com sua mãe, Gloria.[136] No que diz respeito ao momento em que a doença foi diagnosticada, declarou: "Eu estava em uma posição de muita sorte, uma vez que eu era capaz de colocar tudo em espera em todos os aspectos da minha vida e concentrar-me completamente em cuidar dele." O artista descreveu o processo de tratamento como "simplesmente intensivo, incrivelmente estressante, complexo e absorvedor de tudo, [como nossa energia]".[138]

Relacionamentos[editar | editar código-fonte]

Em outubro de 2006, ele ficou noivo da atriz Jennifer Esposito. O casal se casou em dezembro daquele ano; porém, em maio de 2007, ela pediu o divórcio, que foi finalizado em novembro.[139] "Foi apenas algo que aconteceu. O bom é que nós dois percebemos isso. Às vezes tu simplesmente percebes isso", explicou o ator.[140] Antes que ele se casasse, já tinha conhecido Renée Zellweger durante a filmagem Case 39 em 2006. A mídia especulou sobre a natureza de seu relacionamento em 2009, ano em que o filme foi lançado. Embora eles se recusassem a falar sobre o romance, fizeram várias aparições juntos, e, em 2011, meios de comunicação relataram o fim do relacionamento.[141][142] Em dezembro do mesmo ano, Cooper relacionou-se com Zoë Saldana; o casal rompeu em janeiro de 2013.[143] Dois meses depois, ele começou a namorar a modelo Inglesa Suki Waterhouse; o relacionamento terminou em março de 2015. O motivo do termino, de acordo com uma publicação da E!, foi devido à diferença de idade — ela é dezessete anos mais nova do que ele — e porque Waterhouse estava se focando em sua carreira.[144] No mês subsequente, iniciou um relacionamento com a modelo russa Irina Shayk.[145] Em novembro, ele se mudou ao apartamento dela, localizado em West Village, em Nova Iorque.[146] O casal teve uma filha em março de 2017.[147]

Filantropia[editar | editar código-fonte]

O ator ao lado da atriz Glenn Close (à destra) e da senadora Debbie Stabenow (à esquerda) na Conferência Nacional de Saúde Mental realizada na Casa Branca em 3 de junho de 2013.

Desde a morte do pai, o ator tem apoiado organizações que ajudam a combater o câncer de pulmão.[148] Em junho de 2014, se juntou ao conselho de diretores da instituição de caridade Hole in the WallGang Camp, uma organização sem fins lucrativos cujo objetivo é atender as pessoas que lidam com a enfermidade.[149] Em abril de 2016, ele participou da inauguração do Instituto Parker de Imunoterapia para o Câncer — que também auxilia pacientes com a doença.[148] Ainda, em setembro, foi produtor executivo da 5.ª transmissão televisiva bienal do Stand Up to Cancer, um programa especial de televisão cuja finalidade é a angariação de fundos em horário nobre.[150]

Em 2009, Cooper participou de uma campanha realizada pela Associação de Alzheimer que visava aumentar a conscientização sobre a doença.[151] Ele também é um dos membros da Associação de Alzheimer Celebrity Champions, uma iniciativa lançada com um propósito semelhante.[152] No ano de 2015, o ator discursou na National Geographic Society para o grupo Got Your 6 com a intenção de garantir que veteranos militares sejam melhor representados na cultura popular.[153] Apoiou candidatos do Partido Democrata e participou da Convenção Nacional Democrata de 2016, na qual Hillary Clinton recebeu a indicação para concorrer ao cargo de presidente.[154] O artista considera que Barack Obama foi "um presidente incrível".[155] Também se juntou à Screen Actors Guild Foundation, uma organização que fornece assistência e programação educacional aos profissionais do Screen Actors Guild,[156] além da United Service Organizations.[157]

Na mídia[editar | editar código-fonte]

Cooper (à direita) assina autógrafos para militares da Base Aérea de Bagram, Afeganistão, em 14 de julho de 2009.

Diferente da personalidade que sua personagem Phil Wenneck, da Trilogia The Hangover, apresenta, o diretor da franquia, Todd Phillips, descreve Cooper como "ridiculamente diferente na vida real. Ele é muito vulnerável — inseguro não é a palavra certa ... E há uma afetuosidade que tu nunca imaginarias".[10] A atriz Heather Graham, com quem co-estrelou no primeiro filme, completou: "Obviamente ele é muito bonito, mas também tem uma grande personalidade. Bradley consegue ser viril ao mesmo tempo que é sensível."[158] Um escritor do International Business Times acrescentou que o artista, apesar de ter quarenta anos, na época, tem um "charme infantil e uma personalidade descontraída".[159] O ator acredita que sua personalidade está relacionada à sua profissão: "Eu gosto das pessoas, isso torna esta profissão muito mais fácil: é uma habilidade."[7] Ele citou Daniel Day-Lewis, a quem considera "o maior ator do mundo", como uma influência para sua carreira.[160]

Em uma publicação que analisa carreiras de famosos, Oliver Lyttelton, da IndieWire, notou que, no início de sua profissão, Cooper foi rotulado apenas como "ou o namorado mesquinho ou [um dos] melhores amigos em comédias tradicionais"; contudo, subsequentemente, tornou-se um dos atores mais talentosos de Hollywood depois de ter estrelado vários filmes que fizeram sucesso.[161] O artista concordou e declarou que, desde que atuou em Silver Linings Playbook, as pessoas comentaram: "Oh, ele é realmente um ator", e não mais achavam que ele apenas fazia um tipo de personagem.[72] Escrevendo para o The Hollywood Reporter, Bill Phelps o credita por "optar pelo desafiador e provocador, o pequeno e interessante, arriscando a imagem descontraída que o levou à fama".[10] Nick Schager, em sua revisão ao The Daily Beast, complementou: "Cooper ... se aventura regularmente fora de sua zona de conforto, assumindo papéis que, aparentemente, podem não parecer necessariamente perfeitos."[162] Sobre sua técnica de atuação, a revista Time publicou: "É difícil fazer com as pessoas, especialmente seus amigos, se esqueçam de que és tu quem está em frente às câmeras. Mas Bradley é tão bom assim [que consegue fazê-lo sem dificuldades]".[163]

A imagem pública de Cooper está fortemente ligada à sua beleza e ao seu apelo sexual; ele é frequentemente é descrito como um símbolo sexual pela imprensa.[164] Muitos meios de comunicação, incluindo a People, elegeram-no como o Homem Mais Sensual do Mundo. A revista Empire classificou-o no 10.º lugar na lista das "100 Estrelas de Cinema Mais Sensuais do Ano" realizada em 2013.[165][166] O ator ocupou a 47.ª colocação na lista Hot 100 do portal LGBT AfterElton.com em 2010.[167] Repetiu a sua aparição nos anos seguintes, sendo votado como o 38.º da publicação de 2011,[168] o 70.º do ano subsequente,[169] e o 89.º em 2013.[170] Em 2011, a People nomeou-lho como o Homem Mais Sensual Vivo.[171] Inicialmente, ele sentiu-se desconfortável com tal reconhecimento, mas depois considerou-o divertido e comentou: "Eu acho muito legal que um cara que não se parece com um modelo possa ter esse [título]. Acho que sou um cara decente. Às vezes, pareço deslumbrante, outras vezes, feio. Quando soube da condecoração, a primeira coisa que pensei foi: 'Minha mãe vai ficar tão feliz'."[172] E ele esteve nas edições de mesmo conteúdo no ano de 2009,[158] em 2012,[173] no ano seguinte e 2014.[174] Em outras publicações da mesma revista, foi nomeado um dos Solteiros mais Excitante de 2005 e 2009.[175][176] No catálogo de mesmo título elaborado por Kristen Aldridge, à revista Shape, o ator posicionou-se em quinto lugar.[177] Ainda em edições da People, foi incluso entre as Cem Pessoas mais Bonitas do Mundo em 2010[178][179] e ainda foi classificado como uma das 25 Pessoas mais Intrigantes de 2011.[180] Também em 2011, ele foi eleito o Homem do Ano pela GQ;[181] no Top 49 Men do portal AskMen.com, que lista os homens mais influentes, ficou na 31.ª classificação.[182] Ainda naquele ano, no dia 18 de julho, ganhou uma estátua de cera no museu Madame Tussauds.[183][184]

O artista tirando fotos com fãs em fevereiro de 2014.

Ele foi um dos atores mais bem pagos do mundo entre 2013 e 2015, ganhando 28, 46 e 41,5 milhões de dólares, respectivamente.[185][186][187] A Forbes classificou-o em primeiro lugar na sua lista Celebrity 100: Ones To Watch em 2013. Nos anos de 2014 e 2015, ele apareceu na Celebrity 100 da mesma revista, uma lista baseada na renda e popularidade das celebridades.[188] Durante o Oscar 2014, cuja anfitriã foi a apresentadora Ellen DeGeneres, Cooper foi responsável por tirar a selfie mais retuitada da história do Twitter até 2017.[189] A imagem foi vista por mais de 37 milhões de pessoas, tendo, até o supracitado ano, mais de 3,4 milhões de retuítes e dois milhões de pessoas que a favoritaram.[190] De acordo com Maurice Levy, presidente da empresa Publicis, a fotografia tem valor de mercado aproximado entre 800 milhões e um bilhão de dólares.[191] A Time nomeou-o uma das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2015.[192] Em 2017, apareceu também na lista da revista Glamour na 57.ª colocação dos 100 Homens mais Sensuais do Mundo.[193] Em um estudo científico, em que usou-se a proporção áurea, confirmou-se que Cooper tem o segundo rosto masculino mais perfeito do mundo, com 91,80 por cento de precisão, ficando atrás apenas de George Clooney.[194][195]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cooper tem variados créditos na televisão e no cinema. Seu primeiro trabalho como ator foi na série Sex and the City em 1999, na qual interpretou Jake no episódio "They Shoot Single People, Don't They?". Logo depois, ele apareceu em cinco episódios de The Street (2000-01), no papel de Clay Hammond. Em 2001, estreou no filme Wet Hot American Summer, seguido de um papel não creditado em Changing Lanes (2002). Seu primeiro papel importante em Hollywood foi no filme Wedding Crashers (2005), que recebeu avaliações positivas. Em 2009, o ator ganhou reconhecimento e elogios dos críticos cinematográficos por sua atuação em The Hangover, que foi um sucesso de crítica e bilheteira. Depois estrelar vários outras películas, interpretou Patrick "Pat" Solitano, Jr. em Silver Linings Playbook (2012), pelo qual recebeu sua primeira nomeação ao Oscar. Seus outros papéis de sucessos foram nos filmes American Hustle (2013), Guardians of the Galaxy (2014), American Sniper (2014), Guardians of the Galaxy Vol. 2 (2017) e Avengers: Infinity War (2018). Na televisão, teve papéis em Alias (2001–2006), Jack and Bobby (2004–2005), Law & Order: Special Victims Unit (2005, no episódio: "Night"), Law & Order: Trial by Jury (2005, no episódio: "Day"), Nip/Tuck (2007–2009) e em Wet Hot American Summer: First Day of Camp (2015). Até julho de 2018, ele era a décima quinta pessoa de maior bilheteria de todos os tempos na América do Norte, com seus filmes fazendo mais de 3,6 bilhões de dólares.[196]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Original Papel Notas Ref.
2001 Wet Hot American Summer Ben [197]
2002 Changing Lanes Pinella, GordonGordon Pinella Cenas deletadas [198]
2002 My Little Eye Patterson, TravisTravis Patterson [199]
2002 Bending All the Rules Jeff [200]
2005 Wedding Crashers Lodge, Zachary "Sack"Zachary "Sack" Lodge [201]
2006 Failure to Launch Demo [202]
2007 The Comebacks Cowboy [203]
2008 Older than America Luke [204]
2008 The Rocker Trash [205]
2008 Midnight Meat Train, TheThe Midnight Meat Train Kaufman, LeonLeon Kaufman [206]
2008 Yes Man Peter [207]
2009 He's Just Not That Into You Ben [208]
2009 The Hangover Phil [7]
2009 Case 39 Ames, DouglasDouglas Ames [209]
2009 All About Steve Steve [210]
2009 New York, I Love You Gus Aparece no segmento dirigido por Allen Hughes [211]
2010 Valentine's Day Holden [212]
2010 Brother's Justice Ele mesmo/ Dwight Sage [213]
2010 The A-Team Tenente Peck [214]
2011 Limitless Morra, EddieEddie Morra Também atuou como produtor executivo [215]
2011 Hangover Part II, TheThe Hangover Part II Phil [216]
2011 Kaylien Father Human Curta-metragem [217]
2012 The Words Jansen, RoryRory Jansen Também atuou como produtor executivo [218]
2012 Hit and Run Dimitri, AlexAlex Dimitri [219]
2012 Place Beyond the Pines, TheThe Place Beyond the Pines Cross, AveryAvery Cross [220]
2012 Silver Linings Playbook Solitano, Jr., Patrick "Pat"Patrick "Pat" Solitano, Jr. Também atuou como produtor executivo [221]
2013 Hangover Part III, TheThe Hangover Part III Phil [222]
2013 American Hustle DiMaso, RichieRichie DiMaso Também atuou como produtor executivo [223]
2014 Guardians of the Galaxy Rocket Voz [224]
2014 Serena Pemberton, GeorgeGeorge Pemberton [225]
2014 American Sniper Kyle, ChrisChris Kyle Também atuou como produtor [226]
2015 Aloha Gilcrest, BrianBrian Gilcrest [227]
2015 Burnt Jones, AdamAdam Jones [228]
2015 Joy Walker, NeilNeil Walker [229]
2016 10 Cloverfield Lane Ben Voz [230]
2016 War Dogs Girard, HenryHenry Girard Também atuou como produtor [231]
2017 Guardians of the Galaxy Vol. 2 Rocket Voz e captura de movimento [232]
2018 Avengers: Infinity War Rocket Voz [233]
2018 A Star Is Born Jackson Maine Concluído; também atuou como diretor, roteirista e produtor [234]
2019 Avengers 4 Rocket Pós-produção; voz [129]
2019 The Mule Colin Bates Filmando [235]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano

Título Original Papel Notas Ref.
1999 Sex and the City Jake Episódio: "They Shoot Single People, Don't They?" [236]
2000 Wall to Wall Records Desconhecido Telefilme [237]
2000–2001 The Street Hammond, ClayClay Hammond 5 episódios [238]
2000–2001 Globe Trekker Ele mesmo 9 episódios [239]
2001–2006 Alias Will Tippin 46 episódios [240]
2003 The Last Cowboy Murphy, MorganMorgan Murphy Telefilme [241]
2003 Miss Match Gary Episódio: "I Got You Babe" [242]
2004 I Want to Marry Ryan Banks Doherty, ToddTodd Doherty Telefilme [243]
2004 Touching Evil Rivers, MarkMark Rivers 6 episódios [244]
2004–2005 Jack & Bobby Graham, Tom WexlerTom Wexler Graham 14 episódios [245]
2005 Law & Order: Special Victims Unit Whitaker, JasonJason Whitaker Episódio: "Night" [246]
2005 Law & Order: Trial by Jury Whitaker, JasonJason Whitaker Episódio: "Day" [247]
2005–2006 Kitchen Confidential Bourdain, JackJack Bourdain 13 episódios [248]
2007–2009 Nip/Tuck Stone, AidanAidan Stone 6 episódios [249]
2009 Saturday Night Live Anfitrião Episódio: "Bradley Cooper/TV on the Radio" [250]
2013 Saturday Night Live Ele mesmo Episódio: "Zach Galifianakis/Of Monsters and Men" [251]
2015 Saturday Night Live Craig Episódio: Saturday Night Live 40th Anniversary Special [252]
2015 Wet Hot American Summer: First Day of Camp Ben 7 episódios [253]
2015–2016 Limitless Morra, EddieEddie Morra 4 episódios; também atuou como produtor executivo [254]
2016 BET Presents Love & Happiness: An Obama Celebration Ele mesmo Apresentador especial [255]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Ano Título Original Papel Local Ref.
2006 Three Days of Rain Pip/Theo Bernard B. Jacobs Theatre [256]
2008 The Understudy Jake Williamstown Theatre Festival [257]
2014–2015 The Elephant Man Merrick, JohnJohn Merrick Booth Theatre / Haymarket Theatre [258]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ao longo de sua carreira, Cooper já venceu e foi indicado a diversos prêmios, notavelmente suas nomeações para o Oscar de Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Filme por três anos consecutivos (2013, 2014 e 2015);[79][89][114] BAFTA de Melhor Ator e Melhor Ator Coadjuvante (2013 e 2014);[80][90] Globo de Ouro para Melhor Ator em Comédia ou Musical e Melhor Ator Coadjuvante em Cinema (2013 e 2014);[81][92] aos Prêmios Dorian de Atuação do Ano (2013);[259] Producers Guild Awards (2015);[113] dois Prêmios Screen Actors Guild de Melhor Ator e Melhor Elenco em Cinema (2013 e 2014)[82][95] e uma indicação ao Prêmio Tony (2015).[102] Ele venceu o National Board of Review de Melhor Ator (2012),[78] o New York Film Critics Online de Melhor Elenco em Cinema (2013),[260] os Prêmios Satellite de Melhor Ator em Cinema (2012)[77] e o Screen Actors Guild de Melhor Elenco em Cinema (2014).[95]

O ator também já foi nomeado aos Prêmios MTV Movie por sete vezes, das quais venceu quatro;[261][76][262][110] recebeu o mesmo número de indicações aos Prêmios Teen Choice;[47][263][264][94][265][120] já nos Prêmios Critics' Choice Movie, obteve quatro vitórias em seis;[75][91][111] aos Prêmios People's Choice, quatro nomeações.[64][266][267][268] No Detroit Film Critics Society, Cooper tem três conquistas das suas seis indicações.[269][270][271][272][273] Em 2015, foi anunciado que o artista vai ganhar uma estrela na Calçada da Fama.[274][275]

Notas

  1. Outros atores que receberam indicações em três anos consecutivos incluem: Spencer Tracy, Gary Cooper, Gregory Peck, Marlon Brando, Richard Burton, Jack Nicholson, William Hurt e Russell Crowe; já Al Pacino recebeu nomeações em quatro anos consecutivos.[115]

Referências

  1. a b Baron, Zach (janeiro de 2014). «The GQ Cover Story: Bradley Cooper Is A-List Now, Bro». GQ. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  2. Weiner, Jonah (10 de março de 2011). «Bradley Cooper in 'The Hangover Part II' and 'Limitless'». Consultado em 21 de julho de 2018. 
  3. a b «"Bradley Cooper"». Biography.com (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  4. Gross, Dan (26 de maio de 2009). «Hangin' with Mr. Cooper: Jenkintown native Bradley Cooper stars in the hilariously dirty "The Hangover"». Philadelphia Daily News. Consultado em 29 de maio de 2009.. Cópia arquivada em 29 de maio de 2009 
  5. Conley, Kevin. «Bradley Cooper Is High On The Hangover». Details.com. Consultado em 16 de julho de 2009. 
  6. O'Toole, Lesley (19 de novembro de 2012). «Bradley Cooper: Daniel Day-Lewis told me he liked The Hangover». Metro. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  7. a b c d e f g h Reid, Ricki (23 de novembro de 2012). «Post-Hangover bliss: Bradley Cooper interview». Telegraph. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  8. Bouys, Gabriel (4 de setembro de 2009). «Bradley Cooper: I'm a "Romantic"». Us Weekly. Consultado em 24 de junho de 2010.. I grew up in a very old-fashioned Roman Catholic, Italian-Irish family in Philly. 
  9. a b «Bradley Cooper: I Used To Look Like A Girl, Didn't Date Jennifer Aniston». Huffington Post. 25 de maio de 2011. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  10. a b c d e Galloway, Stephen (5 de setembro de 2012). «Bradley Cooper: The Serious Evolution of a Leading Man -». The Hollywood Reporter. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  11. «Must List 2005: Bradley Cooper». Entertainment Weekly. 17 de junho de 2005. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  12. «Bradley Cooper begged his dad to send him to Valley Forge Military Academy». Philadelphia Media Network. 17 de abril de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  13. «Bradley Cooper on 'The Elephant Man:' It's why I wanted to become an actor». Today. 21 de outubro de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  14. Gross, Dan (26 de maio de 2009). «Hangin' with Mr. Cooper: Jenkintown native Bradley Cooper stars in the hilariously dirty "The Hangover"». Philadelphia Daily News. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  15. Rys, Richard (28 de janeiro de 2009). «Exit Interview: Bradley Cooper». Philadelphia Magazine. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  16. «Germantown Academy grad Bradley Cooper talks about The Hangover». Philly.com. 26 de maio de 2009. Consultado em 16 de julho de 2010. 
  17. «PHOTOS: 5 celebrities born in Philadelphia area». The Delaware County Daily Times. 5 de outubro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  18. «Bradley Cooper : la coqueluche de Hollywood sur le plateau de TF1 - Replay JT 20h». MYTF1 News. 30 de maio de 2011. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  19. Zuckerman, Esther (22 de junho de 2009). «Five Things You Need to Know About Bradley Cooper – Movie News, Bradley Cooper». People. Consultado em 15 de junho de 2011. 
  20. Taddeo, Lisa (9 de junho de 2011). «Bradley Cooper on The Hangover, Limitless, Career -». Esquire. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  21. «Bradley Cooper speaks in Gaston, campus population swoons». Vox Populi. 3 de setembro de 2010. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  22. a b Em entrevista ao Inside the Actors Studio em 2011.
  23. «Bradley Cooper - The Official Globe Trekker Website». The Official Globe Trekker Website (em inglês) 
  24. a b Steve Adubato (1 de julho de 2016), BravoTV's James Lipton Tells His Favorite Inside the Actors Moments, consultado em 19 de julho de 2018. 
  25. «The Office of Alumni Relations». Maio de 2010. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  26. Siegel, Tatiana (18 de fevereiro de 2015). «How Bradley Cooper's Acting Coach Taught Him to "Relax"». The Hollywood Reporter. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  27. «Wet Hot American Summer: the obscure cult favourite is about to get a TV reboot». The Guardian. 28 de julho de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  28. «Jennifer Garner: A Master of Motherhood». OK! Magazine. 9 de dezembro de 2009. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  29. «Changing Lanes (2002)». BFI (em inglês). 4 de outubro de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  30. «Changing Lanes | DVD Review». Slant Magazine. 27 de agosto de 2002. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  31. «Bending All the Rules (2002) - Morgan Klein, Peter Knight - Synopsis, Characteristics, Moods, Themes and Related | AllMovie». AllMovie. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  32. «Watch Miss Match Season 1 Episode 5: I Got You Babe». TVGuide. 25 de novembro de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  33. «The-Last-Cowboy - Cast, Crew, Director and Awards». The New York Times. 25 de novembro de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  34. a b «Bradley Cooper biography and filmography». Tribute. 3 de novembro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  35. «Bradley Cooper». People. 29 de agosto de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  36. «Bradley Cooper Says 'Wedding Crashers' Role Changed His Reputation». OK!. 11 de março de 2011. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  37. «Wedding Crashers (2005)». Box Office Mojo. 6 de junho de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  38. «FOX Closes 'Kitchen Confidential,' Doubles Up 'Arrested'». The Futon Critic. 9 de dezembro de 2005. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  39. «Paul Rudd and Bradley Cooper Round out Three Days of Rain Cast with Julia Roberts, Show Begins March 28». Broadway World.com. 29 de novembro de 2005. Consultado em 16 de julho de 2010. 
  40. Kennedy, Louise (28 de julho de 2008). «'The Understudy' combines comedy and Kafka in Williamstown». The Boston Globe. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  41. Dodes, Rachel (9 de novembro de 2012). «Bradley Cooper: The Sexiest Bipolar Man Alive». The Wall Street Journal. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  42. «SNL's Valentine to You: Alec Baldwin and the Jonas Brothers - Today's News: Our Take». TV Guide. 6 de fevereiro de 2009. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  43. «He's Just Not That Into You (2009) - Ken Kwapis | Cast and Crew». AllMovie. 8 de dezembro de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  44. «Top Grossing R Rated Movies at the Box Office». 20 de agosto de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  45. A. O., Scott (4 de junho de 2009). «Dudes Doing Vegas in Todd Phillips's Comedy». The New York Times. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  46. «Hollywood Fest Honors Julianne Moore». Hollywood Film Festival. 10 de outubro de 2009. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  47. a b «Teen Choice Awards 2009 nominees». Los Angeles Times (em inglês). 15 de junho de 2009. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  48. Karim, Rameez. «Interview: Bradley Cooper». ShaveMagazine.com. Consultado em 16 de maio de 2011. 
  49. Sperling, Nicole (19 de agosto de 2010). «Renee Zellweger/Bradley Cooper film 'Case 39' finally gets a release date». Entertainment Weekly. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  50. «All About Steve (2009) - Box Office Mojo». 13 de julho de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  51. «30th Annual Golden Raspberry ("Razzie") Award "Winners». 17 de maio de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  52. «Valentine's Day (2010)». Box Office Mojo. 20 de janeiro de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  53. «Bradley Cooper just too good». Entertainment. 18 de novembro de 2011. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  54. «The A-Team (2010)». Box Office Mojo. 12 de agosto de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  55. Robey, Tim (29 de julho de 2010). «The A-Team, review». The Daily Telegraph. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  56. Pierce, Nev (6 de julho de 2010). «The A-Team Review». Empire. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  57. Gorman, Bill (7 de junho de 2010). «The A-Team Hosts WWE's First Ever Raw Viewer's Choice Night». TV by the Numbers. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  58. Ebert, Roger (16 de março de 2011). «Limitless Movie Review & Film Summary (2011) |». Chicago Sun-Times. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  59. «March 2011 Preview». Box Office Mojo. 19 de novembro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  60. «Limitless (2011)». Box Office Mojo. 19 de novembro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  61. Koehler, Robert (15 de março de 2011). «Limitless». Variety. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  62. «The Hangover Part II (2011)». Box Office Mojo. 9 de janeiro de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  63. Pols, Mary (25 de maio de 2011). «The Hangover Part II Review: The Wolf Pack Is Back». Time. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  64. a b «People's Choice Awards 2011 Nominees & Winners». Peoples Choice. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  65. «The Words (2012) -». Box Office Mojo. 5 de setembro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  66. Thompson, Anne (16 de agosto de 2013). «Q & A: Director Cianfrance Talks 'The Place Beyond the Pines,' Gosling and Cooper, Long Takes and 'Psycho'». IndieWire. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  67. Quinn, Anthony (12 de abril de 2013). «Film review: Ryan Gosling lends The Place Beyond the Pines its headlong, fatalistic charge». The Independent. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  68. «The Place Beyond the Pines (2013)». Box Office Mojo. 4 de setembro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  69. Whipp, Glenn (1 de dezembro de 2012). «'Silver Linings Playbook': Bradley Cooper's good 'bad guy energy'». Los Angeles Times. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  70. «David O. Russell, 'Silver Linings Playbook' Director, On Reinventing Bradley Cooper And Robert De Niro». Huffington Post. 28 de novembro de 2012. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  71. Shira, Dahv (29 de novembro de 2012). «Bradley Cooper, Jennifer Lawrence Dance Scene in Silver Linings Playbook». People. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  72. a b «Bradley Cooper rebate estereótipo em 'Lado Bom da Vida'». O Globo. 14 de novembro de 2012 
  73. «Silver Linings Playbook (2012)». Box Office Mojo. 3 de março de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  74. Travers, Peter (15 de novembro de 2012). «Silver Linings Playbook». Rolling Stone. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  75. a b Rosenfield, Kat (10 de janeiro de 2013). «Critics' Choice Movie Awards 2013: The Complete Winners List». MTV News (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  76. a b «Movie Awards 2013». MTV Movie Awards. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  77. a b «2012 Satellite Awards». International Press Academy (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  78. a b O'Neal, Sean (5 de dezembro de 2012). «The National Board of Review also liked Zero Dark Thirty, prefers Bradley Cooper». News (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  79. a b «Oscars 2013: The Winners List». Rolling Stone (em inglês). 25 de fevereiro de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  80. a b «Bafta Film Awards 2013: The winners». BBC News (em inglês). 10 de fevereiro de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  81. a b «Golden Globes 2013: full list of winners». the Guardian (em inglês). 14 de janeiro de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  82. a b «SAG Awards 2013: Complete List of Winners». The Hollywood Reporter (em inglês). 27 de janeiro de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  83. «Vote for the 2013 Razzie Awards' Worst Screen Combo - Rotten Tomatoes». 2 de março de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  84. Russo, Francisco (31 de maio de 2013). «Críticas AdoroCinema do filme Se Beber, Não Case! Parte III». AdoroCinema. Consultado em 15 de julho de 2018. 
  85. a b «Bradley Cooper's Movie». Box Office. 20 de março de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  86. Pond, Steve (25 de novembro de 2013). «Jennifer Lawrence Steals the Show in 'American Hustle' First Screening». The Wrap. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  87. «American Hustle (2013)». Box Office Mojo. 18 de abril de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  88. Newman, Kim (3 de outubro de 2013). «American Hustle Review». Empire. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  89. a b «Oscars 2014: Winners list - CNN». CNN. 3 de março de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  90. a b «Baftas 2014: full list of winners». the Guardian (em inglês). 16 de fevereiro de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  91. a b «Critics' Choice Awards: The Winners». The Hollywood Reporter (em inglês). 16 de janeiro de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  92. a b «Golden Globes 2014: The complete list of nominees and winners». Los Angeles Times. 12 de janeiro de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  93. «Satellite Awards: '12 Years a Slave' Wins Best Motion Picture». The Hollywood Reporter. 23 de fevereiro de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  94. a b «2013 Teen Choice Awards: The Winners List». MTV News (em inglês). 11 de agosto de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  95. a b c «2014 SAG Awards: Winners and Nominees». Variety (em inglês). 18 de janeiro de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  96. Buchanan, Kyle (30 de janeiro de 2012). «Bradley Cooper, Jennifer Lawrence Reteam for Serena». New York Magazine. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  97. «New Susanne Bier project revealed - Screen Daily». 11 de outubro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  98. Sternbergh, Adam (19 de agosto de 2016). «Why Did Serena Go Straight to VOD? -- Vulture». Consultado em 21 de julho de 2018. 
  99. Wilson, Jake (1 de dezembro de 2014). «Serena review: Jennifer Lawrence in her element in haunting, imperfect melodrama». Consultado em 21 de julho de 2018. 
  100. «Official: Bradley Cooper to Voice Rocket Raccoon in Marvel's Guardians of the Galaxy». Marvel Studios (em inglês). 30 de agosto de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  101. «Bradley Cooper in The Elephant Man – what the critics said | Stage |». The Guardian. 1 de junho de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  102. a b «Tony Award Winners 2015: Full List». Variety (em inglês). 7 de junho de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  103. Kit, Borys (21 de agosto de 2013). «Clint Eastwood in Talks to Direct 'American Sniper' -». The Hollywood Reporter. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  104. «Here's The Intense Training Bradley Cooper Went Through To Gain 40 Pounds Of Muscle For 'American Sniper'». Business Insider. 23 de janeiro de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  105. Izadi, Elahe (20 de janeiro de 2015). «How Bradley Cooper transformed himself into Chris Kyle, 'American Sniper'». The Washington Post. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  106. Porreca, Brian (16 de janeiro de 2015). «Inside 'American Sniper': How Clint Eastwood Cast a Real Navy SEAL |». The Hollywood Reporter. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  107. Chang, Justin (12 de novembro de 2014). «'American Sniper' Review: Bradley Cooper Stars in Clint Eastwood's Powerful War Movie». Variety. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  108. Puig, Claudia (23 de dezembro de 2014). «Bradley Cooper's aim is true in 'American Sniper'». USA Today. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  109. «Top Grossing R Rated Movies at the Box Office». 20 de agosto de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  110. a b «MTV Movie Awards 2015: See the Full Winners List». Billboard. 12 de abril de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  111. a b Blake, Emily (15 de janeiro de 2015). «Critics' Choice Movie Awards 2015: The winners list». EW (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  112. Semlyen, Phil. «Interstellar Wins Best Film At The Empire Awards». Empire (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  113. a b «All Nominations for 26th Annual Producers Guild Awards». Producers Guild of America. 31 de janeiro de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  114. a b «The 87th Academy Awards | 2015». Academy of Motion Picture Arts and Sciences (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  115. Siegemund-Broka, Austin (15 de janeiro de 2015). «Oscars: Bradley Cooper Becomes 10th Actor Ever To Score Three-Peat Nomination». The Hollywood Reporter. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  116. Milliken, Por Mary. «Bradley Cooper é favorito ao Oscar de melhor ator, mostra pesquisa...». BR 
  117. «Bradley Cooper é favorito ao Oscar de melhor ator, mostra pesquisa Reuters/Ipsos». O Globo. 12 de fevereiro de 2015 
  118. Gajewski, Ryan (23 de maio de 2015). «Cameron Crowe's 'Aloha' Criticized for Depicting "Whitewashed" Hawaii». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  119. «Sob o Mesmo Céu | Crítica». Omelete. 10 de junho de 2015 
  120. a b Wagmeister, Elizabeth (10 de junho de 2015). «'Empire,' 'Vampire Diaries' & 'Insurgent' Among 2015 Teen Choice Awards Nominees». Variety (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  121. Frosch, Jon (21 de outubro de 2015). «'Burnt': Film Review». The Hollywood Reporter. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  122. Collin, Robbie (31 de dezembro de 2015). «Joy review: 'Jennifer Lawrence's brilliant fairy tale'». The Daily Telegraph. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  123. «How 10 Cloverfield Lane Landed An A-Lister For A Mystery Cameo». Cinemablend. 7 de março de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  124. «Bradley Cooper appeares in JJ Abrams' 10 Cloverfield Lane». Metro. 13 de março de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  125. «Bradley Cooper Explains His 'War Dogs' Look». ABC News. 18 de agosto de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  126. «Marvel Studios Begins Production on Marvel's 'Guardians of the Galaxy Vol. 2'». Marvel Comics (em inglês). 17 de fevereiro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  127. «Lady Gaga confirmed for A Star is Born with Bradley Cooper». Entertainment Weekly. 16 de agosto de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  128. Lang, Brent (17 de abril de 2017). «Lady Gaga, Bradley Cooper in 'A Star Is Born'». Variety. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  129. a b «Avengers: Infinity War Cast: A Complete List Of Characters». /Film (em inglês). 23 de janeiro de 2017. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  130. «'American Hustle' Star Bradley Cooper Wanted to 'Kill Myself' While Filming 'Alias'». The Hollywood Reporter. 17 de dezembro de 2013. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  131. Wakeman, Gregory (17 de dezembro de 2013). «Bradley Cooper Suicide: Actor Wanted To 'Kill Himself' Because Of Early Career Doubt». Inquisitr. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  132. «Cooper: Booze would have ruined me - Independent.ie». Independent.ie (em inglês) 
  133. «Yep, Bradley Cooper really loves the Eagles». SBNation. 4 de fevereiro de 2018. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  134. Smith, Lori (14 de setembro de 2010). «People: Taylor and Burton's Brangelina romance to be a film». The Denver Post. Consultado em 15 de junho de 2011. 
  135. «Cooper 'laughs at gay rumours'». Digital Spy (em inglês). 10 de janeiro de 2010 
  136. a b «Bradley Cooper Is PEOPLE's Sexiest Man Alive!». PEOPLE.com (em inglês) 
  137. Joyce Eng. «Bradley Cooper's Dad Dies». TVGuide 
  138. Fisher, Kendall (15 de abril de 2016). «Bradley Cooper Opens Up About Losing His Father to Cancer». E! Online (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  139. Fromm, Emily (2 de maio de 2007). «Jennifer Esposito, Bradley Cooper Split - Divorced, Bradley Cooper, Jennifer Esposito». People. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  140. «Bradley Cooper's Four-Month Marriage to Jennifer Esposito: "Things Happen!"». OK! Magazine (em inglês). 16 de março de 2011 
  141. Jordan, Julie (18 de março de 2011). «Renée Zellweger & Bradley Cooper Split». People (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  142. Zakarin, Jordan (16 de março de 2011). «Bradley Cooper Talks Dating Renee Zellweger, Losing Virginity». Consultado em 21 de julho de 2018. 
  143. Nudd, Tim (3 de janeiro de 2013). «Bradley Cooper, Zoe Saldana Split: Report». People. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  144. «Bradley Cooper and Suki Waterhouse Split». People (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  145. «Bradley Cooper and Irina Shayk are dating». Hello!. 5 de maio de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  146. «Bradley Cooper quits house hunt, moves in with Irina Shayk». Daily News. 23 de novembro de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  147. Bacradi, Francesca; Passalaqua, Holly (10 de abril de 2017). «Bradley Cooper and Irina Shayk's First Child's Name and Sex Revealed». E! News. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  148. a b Miller, Michael (14 de abril de 2016). «Bradley Cooper Gets Emotional About Losing His Dad to Cancer». People. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  149. Kroll, Justin (4 de junho de 2014). «Bradley Cooper Joins Board of Directors for Paul Newman-Founded Charity». Variety. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  150. «'Stand Up to Cancer': Bradley Cooper, Tom Hanks, Other Stars Attend | Variety». 22 de outubro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  151. «Purple-garbed stars support the fight against Alzheimer's». USA Today. 24 de setembro de 2009. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  152. «Alzheimer's Association Celebrity Champions» (PDF). Alzheimer's Association. 4 de março de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  153. Johnson, Ted (30 de janeiro de 2015). «Bradley Cooper Expected to Speak at White House Veterans Event». Variety. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  154. Shoard, Catherine (29 de julho de 2016). «Bradley Cooper criticised by American Sniper fans for supporting Hillary». The Guardian. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  155. Wilstein, Matt (3 de agosto de 2016). «Bradley Cooper Doesn't Get DNC Uproar: Obama Was 'An Incredible President'». The Daily Beast. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  156. «Screen Actors Guild Foundation: Celebrity Supporters». Look to the Stars (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  157. «Actor Bradley Cooper Talks USO Tour on Letterman». United Service Organizations (em inglês) 
  158. a b «The Sexiest Men Alive 2009». People (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  159. Dilip, Mangala (5 de janeiro de 2015). «Happy Birthday Bradley Cooper: Hottest Looks of 'American Hustle' Star On and Off Red Carpet». International Business Times. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  160. Wakefield, Cassey (29 de abril de 2011). Bradley Cooper: The Whirlwind Life of an Ultimate Leading Man (em inglês). [S.l.]: Ebook God. ISBN 9781613230251 
  161. Lyttelton, Oliver (19 de janeiro de 2015). «From 'Alias' To 'American Sniper': How Bradley Cooper Became One Of Hollywood's Biggest Stars». IndieWire. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  162. Schager, Nick (8 de março de 2015). «How Bradley Cooper Became the World's Biggest Movie Star». The Daily Beast. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  163. «Bradley Cooper by Oliver Platt: TIME 100». Time. 26 de agosto de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  164. «Silver Linings Playbook star Bradley Cooper: "I had to try it"». The Big Issue (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  165. «The 100 Sexiest Movie Stars: The Top 20». Empire (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  166. «The geek is back! Benedict Cumberbatch and Emma Watson voted SEXIEST m». Mail Online 
  167. «Presenting The 2010 AfterElton Hot 100!». LOGO News 
  168. «Presenting the 2011 AfterElton Hot 100... The World's Hottest Men as Chosen By Our Readers». LOGO News 
  169. «Logo's AfterElton and AfterEllen Hot 100 men and women of 2012: red carpet pics, full lists». Ifelicious® (em inglês). 25 de julho de 2012 
  170. «TheBacklot.com 2013 Hot 100!». LOGO News 
  171. «Bradley Cooper: Sexiest Man Alive 2011 on PEOPLE : People.com». 18 de novembro de 2011. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  172. «Bradley Cooper Is PEOPLE's Sexiest Man Alive!». PEOPLE.com (em inglês) 
  173. «People Magazine's Sexiest Man Alive 2012 - NY Daily News». nydailynews.com (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  174. «Presenting 2014's Sexiest Men Alive». PEOPLE.com (em inglês) 
  175. «People Magazine's Hottest Bachelors [2005]». AmIAnnoying.com. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  176. «People Magazine's Hottest Bachelors [2009]». AmIAnnoying.com. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  177. «Hollywood's Most Eligible Bachelors». Shape Magazine. 6 de novembro de 2012 
  178. «World's Most Beautiful 2010!». PEOPLE.com (em inglês) 
  179. «People magazine's 2010 Most Beautiful People list». NY Daily News (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  180. «The 25 Most Intriguing People of the Year». PEOPLE.com (em inglês) 
  181. «U2 and Matt Smith among winners at GQ Men of the Year awards». Metro (em inglês). 6 de setembro de 2011 
  182. «AskMen and they'll tell you Jobs is number one». NewsComAu 
  183. «Bradley Cooper figure joins Vegas wax museum» (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  184. «Bradley Cooper ganha estátua de cera em sua homenagem». Globo. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  185. Pomerantz, Dorothy. «Bradley Cooper And Lena Dunham Top Our List Of Celebrity 100 Up and Comers». Forbes (em inglês) 
  186. Robehmed, Natalie. «The World's Highest-Paid Actors 2015: Robert Downey Jr. Leads With $80 Million Haul». Forbes (em inglês) 
  187. «"Bradley Cooper – In Photos: Hollywood's Highest Paid Actors 2014"». Forbes. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  188. «Bradley Cooper». Forbes (em inglês) 
  189. «Power nuggets! A selfie do Oscar perdeu o título de post mais compartilhado no Twitter». Glamurama. 10 de maio de 2017. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  190. Redação. «Ellen DeGeneres confessa que selfie histórica do Oscar foi tirada por "acidente"». Observatório do Cinema. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  191. «"Selfie" tirada na festa do Oscar vale R$ 2, 2 bilhões, afirma executivo - Entretenimento». Canaltech. 9 de abril de 2014 
  192. «Bradley Cooper». Time (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  193. Glamour. «Our 100 Sexiest Men 2017». www.glamourmagazine.co.uk. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  194. «These are the 10 most beautiful men in the world, according to science». Harper's BAZAAR (em inglês). 27 de julho de 2017 
  195. «George Clooney officially has the world's most handsome face». Mail Online 
  196. «People Index». Box Office Mojo (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  197. Hayes (10 de dezembro de 2013). «See the Cast of 'Wet Hot American Summer' Then and Now». Screen Crush. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  198. Changing Lanes
  199. «My Little Eye (2002) — Cast and Crew». AllMovie. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  200. «Bending All the Rules (2002) — Cast and Crew». AllMovie. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  201. Ryan (8 de janeiro de 2015). «On Having A Strange Emotional Attachment To 'Wedding Crashers,' Of All Movies». Uproxx. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  202. Ebert, Roger (9 de março de 2006). «Failure to Launch». Chicago Sun-Times. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  203. Seitz, Matt Zoller (20 de outubro de 2007). «Stumbling at the Goal Line». The New York Times. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  204. Malcolm (11 de março de 2012). «'Older than America', Retitled to 'American Evil'». PopMatters. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  205. Holden, Stephen (19 de agosto de 2008). «Middle-Aged Heavy Metal Drummer Meets Under-Age Band». The New York Times. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  206. «The Midnight Meat Train Review». IGN. 31 de julho de 2008. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  207. «Yes Man (2008) — Cast and Crew». AllMovie. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  208. «He's Just Not That Into You (2009) — Cast and Crew». AllMovie. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  209. Catsoulis, Jeannette (1.º de outubro de 2010). «Renée Zellweger and a Very Naughty Child From Hell». The New York Times. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  210. Phillips (4 de setembro de 2009). «'All About Steve' movie review: Sandra Bullock romantic comedy needs a rewrite». Chicago Tribune. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  211. «New York, I Love You (2008) — Cast and Crew». AllMovie. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  212. Eldredge (12 de fevereiro de 2010). «Julia Roberts, Garry Marshall reunite for 'Valentine's Day'». Atlanta. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  213. Webster (8 de setembro de 2011). «No Plot, No Story, No Kicks: Want to Back My Movie?». The New York Times. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  214. Travers (10 de junho de 2010). «The A—Team». Rolling Stone. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  215. «Limitless (2011) — Cast and Crew». AllMovie. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  216. Bradshaw (26 de maio de 2011). «The Hangover Part II — review». The Guardian. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  217. Obenson (26 de outubro de 2011). «Watch Zoe Saldana's Directorial Debut "Kaylien"». IndieWire. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  218. McCarthy (30 de janeiro de 2012). «The Words: Sundance Film Review». The Hollywood Reporter. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  219. «Hit & Run (2012) — Cast and Crew». AllMovie. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  220. Pockross (6 de agosto de 2013). «Bradley Cooper Talks 'Place Beyond the Pines' & His Most Complex Character Yet». Yahoo! Movies. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  221. «Silver Linings Playbook (2012) — Cast and Crew». AllMovie. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  222. «The Hangover Part III Cast and Crew». TV Guide. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  223. «American Hustle (2013) — Cast and Crew». AllMovie. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  224. Zacharek (30 de julho de 2014). «Guardians Of The Galaxy: Beware The Movie That's Too Much Fun». The Village Voice. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  225. Collin (23 de outubro de 2014). «Serena, review, 'intensely unlikeable'». The Daily Telegraph. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  226. Keegan (12 de fevereiro de 2015). «Bradley Cooper on 'American Sniper': Chris Kyle 'didn't really leave me'». Los Angeles Times. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  227. Shone (29 de maio de 2015). «Aloha review — inspiration overdose at the pixie-dust buffet». The Guardian. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  228. Genzlinger (29 de outubro de 2015). «Review: 'Burnt,' With Bradley Cooper as a Chef Fresh From Rehab». The New York Times. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  229. Chang (7 de dezembro de 2015). «Film Review: 'Joy'». Variety. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  230. Sullivan (11 de março de 2016). «Yes, that's Bradley Cooper in 10 Cloverfield Lane». Entertainment Weekly. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  231. Lamothe (19 de agosto de 2016). «A cocky arms dealer fleeced the Pentagon in 'War Dogs.' Now he's fighting for movie profits.». The Washington Post. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  232. Maharana (25 de novembro de 2016). «Sean Gunn teases Rocket Raccoon's emotional journey in Guardians Of The Galaxy 2». International Business Times. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  233. Sciretta (23 de janeiro de 2017). «Which Characters Will (And Won't) Appear in 'Avengers: Infinity War'». /Film. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  234. Perry, Spencer (17 de abril de 2017). «First Look at Lady Gaga in A Star is Born Remake». ComingSoon.net. Consultado em 30 de julho de 2018. 
  235. Kit, Borys (4 de junho de 2018). «Dianne Wiest, Michael Pena Join Clint Eastwood's 'The Mule' (Exclusive)». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 30 de julho de 2018. 
  236. Kornowski (12 de abril de 2014). «All The Celebrity Cameos You Missed Watching 'Sex And The City' The First Time Around». The Huffington Post. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  237. «Bradley Cooper Biography». Lifetime (UK and Ireland). Consultado em 24 de julho de 2018.. Arquivado do original em 7 de março de 2016 
  238. Heller (28 de maio de 2015). «Bradley Cooper, From Alias to Aloha: Bleach-Blond Star Gushes About His 1st Big TV Role in TBT Video—Watch!». E! Online. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  239. «Bradley Cooper». Globe Trekker. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  240. Gennis (17 de dezembro de 2013). «Bradley Cooper: I Wanted to "Kill Myself" on Alias». TV Guide. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  241. «The Last Cowboy (2003) — Acting Credits». The New York Times. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  242. «Watch Miss Match Season 1, Episode 5: I Got You Babe». TV Guide. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  243. «I Want to Marry Ryan Banks (2004) — Acting Credits». The New York Times. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  244. Hayes (29 de janeiro de 2013). «Way Back When: Bradley Cooper». Screen Crush. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  245. Vick (3 de maio de 2015). «'Jack and Bobby' cast 10 years later: An Oscar nominee, a wallflower and some 'Mad Men'». Zap2it. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  246. «Law & Order: Special Victims Unit Season 6, Episode 20 Night». TV Guide. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  247. «Law & Order: Trial by Jury Season 1, Episode 11 Day». TV Guide. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  248. Alter (14 de agosto de 2015). «What to Binge This Weekend: Bradley Cooper in 'Kitchen Confidential'». Yahoo!. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  249. «Nip/Tuck Cast». TV Guide. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  250. Tucker (8 de fevereiro de 2009). «'Saturday Night Live' last night: Well, at least TV On The Radio was pretty great». Entertainment Weekly. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  251. Sims (5 de maio de 2013). «Saturday Night Live: "Zach Galifianakis; Of Monsters And Men"». The A.V. Club. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  252. Locker (15 de fevereiro de 2015). «SNL 40: Bradley Cooper Makes Out With Betty White as Taylor Swift Watches». Time. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  253. Snierson (30 de julho de 2015). «Wet Hot American Summer: First Day of Camp creators give you teases for 40 characters». Entertainment Weekly. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  254. Han (13 de maio de 2015). «Bradley Cooper to Reprise 'Limitless' Movie Role on 'Limitless' TV Series». /Film. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  255. Rodulfo, Kristina (16 de novembro de 2016). «Everything That Happened at BET's White House Party for the Obamas». Elle. Consultado em 24 de julho de 2018. 
  256. Brantley, Ben (20 de abril de 2006). «Enough Said About 'Three Days of Rain.' Let's Talk Julia Roberts!». The New York Times. Consultado em 18 de julho de 2018. 
  257. Rizzo, Frank (18 de julho de 2008). «Review: 'The Understudy'». Variety. Consultado em 18 de julho de 2018. 
  258. The Elephant Man
  259. Kilday, Gregg (9 de janeiro de 2013). «Gay and Lesbian Entertainment Critics Announce Dorian Award Nominees». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  260. Gray, Tim (8 de dezembro de 2013). «'12 Years' Tops New York Online Critics Awards». Variety (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  261. «Movie Awards 2010». MTV Movie Awards. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  262. «Movie Awards 2014». MTV Movie Awards. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  263. «2009 Teen Choice Awards: More Nominees & Performers!». J-14. 8 de julho de 2009. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  264. «Teen Choice Awards 2011 Nominees Announced: Harry Potter vs Twilight». The Huffington Post (em inglês). 29 de junho de 2011. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  265. «2014 Teen Choice Awards Winners and Nominees – complete list». HitFix. 10 de agosto de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  266. «People's Choice Awards 2012 Nominees & Winners». People's Choice Awards. 3 de março de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  267. «People's Choice Awards 2013 Nominees & Winners». People's Choice Awards. 28 de janeiro de 2016. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  268. «People's Choice Awards». E! Online (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  269. «The 2009 Detroit Film Critics Society Awards». Detroit Film Critics Society (em inglês). 25 de agosto de 2012 
  270. Knegt, Peter (18 de dezembro de 2012). «'Silver Linings' Leads Detroit Film Critics Winners». IndieWire (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  271. «The 2013 Detroit Film Critics Society Awards». Detroit Film Critics Society (em inglês). 15 de dezembro de 2014 
  272. «The 2014 Detroit Film Critics Society Awards». Detroit Film Critics Society (em inglês). 15 de dezembro de 2014. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  273. «Detroit Film Critics Announce Best Of 2015 Winners» (em inglês). 14 de dezembro de 2015. Consultado em 21 de julho de 2018. 
  274. Holmes, Mannie (22 de junho de 2015). «Bradley Cooper, Quentin Tarantino Among Hollywood Walk of Fame 2016 Honorees». Variety (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  275. Pratini, Vitória (24 de junho de 2015). «Bradley Cooper, Michael Keaton, Steve Carell e outros famosos vão ganhar estrelas na calçada da fama». AdoroCinema. Consultado em 21 de julho de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Bradley Cooper