Tony Richardson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tony Richardson
Nascimento 5 de junho de 1928
Shipley
Morte 14 de novembro de 1991 (63 anos)
Los Angeles
Cidadania Reino Unido
Cônjuge Vanessa Redgrave
Filho(s) Natasha Richardson, Joely Richardson
Ocupação diretor de cinema, roteirista, produtor cinematográfico, ator
Prêmios Premios do Sindicato de Diretores, Oscar de melhor diretor, Oscar de melhor filme
Causa da morte síndrome da imunodeficiência adquirida

Cecil Antonio Richardson (Yorkshire, 5 de junho de 1928Los Angeles, 14 de novembro de 1991) foi um ator, escritor, produtor e diretor inglês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou como produtor da rádio BBC em 1952 e três anos depois criou com John Osborne e George Devine a English Stage Company, que com suas montagens deu origem ao moderno teatro inglês.

No final da década de 1950 eles resolveram investir também no cinema e lançaram o movimento Free Cinema. A estreia de Richardson como diretor de cinema foi em 1958 com "Odeio Essa Mulher".

O grande sucesso dele surgiu em 1963 com "Tom Jones" com o qual ganhou dois Oscar, o de melhor diretor e de melhor produtor. John Osborne, por sua vez, levou o Oscar de Melhor Roteiro (adaptado). A parceria entre os dois durou muitos anos.

Foi casado com a atriz Vanessa Redgrave, entre 1962 e 1967, com quem teve duas filhas: Natasha Richardson, que também é atriz e Joely Richardson.

Como cineasta, Tony Richardson colecionou alguns sucessos mas também muitos fracassos de público e de crítica, embora tenha dirigido alguns dos nomes mais importantes do cinema das últimas décadas. Seu último filme, "Blue Sky" rendeu um Oscar de melhor atriz para Jessica Lange. Morreu em 1991, de complicações da AIDS.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Prémios e nomeações[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]