Oscar 2022

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Oscar 2022
94th Academy Awards
Data 27 de março de 2022
Organização Academia de Artes e Ciências Cinematográficas
Local Teatro Dolby
Hollywood, Los Angeles, Califórnia
País  Estados Unidos
Apresentação Regina Hall
Amy Schumer
Wanda Sykes
Destaques
Maior número de prêmios Dune (6)
Maior número de indicações The Power of the Dog (12)
Melhor Filme CODA
Cobertura televisiva
Estação ABC
Duração 3 horas e 40 minutos[1]
Audiência 15,4 milhões[1]
Produtor(es) Will Packer
Diretor(es) Glenn Weiss
Oscar 2021
Oscar 2023

A 94.ª cerimônia (português brasileiro) ou cerimónia (português europeu) de entrega dos Academy Awards, ou Oscars 2022 (pt/br: Óscares 2022), (no original em inglês: 94th Academy Awards), foi apresentada pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS) e homenageou os melhores atores, técnicos e filmes lançados de 1 de março a 31 de dezembro de 2021. Ocorreu no Teatro Dolby, em Los Angeles, Califórnia, em 27 de março de 2022[2] e foi a segunda vez, desde o Oscar 2011, em que contou com vários anfitriões na apresentação.[3]

As listas dos filmes pré-indicados para concorrer a indicações em dez categorias foram anunciadas em 21 de dezembro de 2021.[4][5] As indicações foram anunciadas em 8 de fevereiro de 2022, pelos atores Tracee Ellis Ross e Leslie Jordan.[6]

CODA ganhou três prêmios na cerimônia, incluindo Melhor Filme. Dune ganhou seis prêmios principais, enquanto The Eyes of Tammy Faye ganhou dois prêmios. The Power of the Dog, King Richard, West Side Story, Doraibu mai kā, Encanto, Belfast, No Time to Die, Cruella, The Long Goodbye, The Queen of Basketball, Summer of Soul, e The Windshield Wiper ganharam um prêmio cada.[7]

Durante a premiação, a controvérsia surgiu depois que o ator Will Smith subiu ao palco e deu um tapa no comediante Chris Rock, que estava apresentando um prêmio, depois que Rock fez uma piada sobre a esposa de Smith, Jada Pinkett Smith.[8]

Vencedores e indicados[editar | editar código-fonte]

The Power of the Dog se tornou no primeiro filme dirigido por uma mulher a receber mais de dez indicações, e sua diretora, Jane Campion, se tornou na primeira mulher a receber mais de uma indicação ao Oscar de Melhor Diretor.[9] CODA se tornou no primeiro filme da Apple Original Films, e estrelado por um elenco predominantemente surdo em papéis principais, a ser indicado para Melhor Filme; entre o elenco, Troy Kotsur se tornou no primeiro ator surdo a receber uma indicação para um prêmio de atuação (na categoria de Melhor Ator Coadjuvante) e no segundo ator surdo a ser indicado ao Oscar, depois de Marlee Matlin (que também atuou em CODA) por Children of a Lesser God (1986).[10]

Doraibu mai kā se tornou no primeiro filme japonês a ser indicado para Melhor Filme, enquanto seu diretor, Ryūsuke Hamaguchi, tornou-se no terceiro diretor japonês indicado para Melhor Diretor.[11] Flugt se tornou no primeiro filme a ser indicado nas categorias de Melhor Filme de Animação, Melhor Filme Internacional e Melhor Documentário de Longa Metragem simultaneamente.[12] Kenneth Branagh se tornou no primeiro indivíduo a ser indicado em um total de sete categorias diferentes com suas nomeações nas categorias de Melhor Filme e Melhor Roteiro Original por Belfast.[13]

West Side Story, de Steven Spielberg, tornou-se na segunda adaptação do mesmo filme, que venceu um Oscar de Melhor Filme, a ser indicado para o mesmo prêmio, depois de Mutiny on the Bounty, de 1962. Com sua indicação para Melhor Filme, Spielberg se tornou no indivíduo mais indicado na categoria com onze filmes. A indicação de Spielberg para Melhor Diretor também o tornou no primeiro cineasta a ser indicado nessa categoria por seis décadas consecutivas.[14] Licorice Pizza, de Paul Thomas Anderson, tornou-se no primeiro filme totalmente produzido, comercializado e distribuído da MGM a ser indicado para Melhor Filme em 33 anos, depois de Rain Man, de 1988.[15]

Tendo estrelado Don't Look Up e Nightmare Alley, Cate Blanchett se tornou na primeira atriz feminina na história a ter papéis creditados em nove filmes indicados a Melhor Filme, batendo o recorde de oito de Olivia de Havilland.[16][17] As indicações de Olivia Colman e Jessie Buckley por suas atuações em The Lost Daughter marcaram apenas a terceira vez que dois indivíduos foram indicados por interpretar o mesmo personagem no mesmo filme.[18] As indicações de Kristen Stewart (Spencer) e Ariana DeBose (West Side Story) marcam a primeira vez em que dois atores abertamente LGBT foram indicados no mesmo ano.[19] Esta cerimônia também marca a primeira vez em que dois casais são nomeados no mesmo ano, nomeadamente o casal Penélope Cruz e Javier Bardem (Cruz por Madres paralelas; Bardem por Being the Ricardos), bem como os noivos Kirsten Dunst e Jesse Plemons (ambos por The Power of the Dog); suas indicações coletivas abrangem notavelmente todas as quatro categorias de atuação.[20]

Esta cerimônia também marca a primeira vez na era preferencial e a segunda vez desde a Oscar 2006 que todos os indicados na categoria de Melhor Atriz não protagonizaram um dos filmes indicados a Melhor Filme. Além disso, isso também marca a primeira vez na história da temporada de premiações em que nenhum dos indicados a Melhor Atriz foi indicado na mesma categoria no British Academy Film Awards.[21]

Jane Campion in 2016.
Jane Campion, vencedora de Melhor Diretora
Will Smith in 2019.
Will Smith, vencedor de Melhor Ator
Jessica Chastain in 2015.
Jessica Chastain, vencedora de Melhor Atriz
Troy Kotsur in 2022.
Troy Kotsur, vencedor de Melhor Ator Secundário
Ariana DeBose in 2020.
Ariana DeBose, vencedora de Melhor Atriz Secundária
Sian Heder in 2022.
Sian Heder, vencedor de Melhor Roteiro Adaptado
Kenneth Branagh in 2011.
Kenneth Branagh, vencedor de Melhor Roteiro Original
Byron Howard in 2015.
Byron Howard, co-vencedor de Melhor Filme de Animação
Questlove in 2013.
Questlove, co-vencedor de Melhor Documentário de Longa Metragem
Ryusuke Hamaguchi in 2018.
Ryūsuke Hamaguchi, vencedor de Melhor Filme Internacional

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Os vencedores estarão listados em primeiro e destacados em negrito.[7][22]

  • Summer of SoulQuestlove
  • Ascension – Jessica Kingdon
  • Attica – Stanley Nelson e Traci A. Curry
  • Flugt – Jonas Poher Rasmussen
  • Writing with Fire – Sushmit Ghosh e Rintu Thomas
  • The Queen of BasketballBen Proudfoot
  • Audible – Matthew Ogens e Geoff McLean
  • Lead Me Home – Pedro Kos e Jon Shenk
  • Three Songs for Benazir – Elizabeth Mirzaei and Gulistan Mirzaei
  • When We Were Bullies – Jay Rosenblatt
  • The Long GoodbyeAneil Karia e Riz Ahmed
  • Ala Kachuu - Take and Run – Maria Brendle
  • The Dress – Tadeusz Lysiak
  • On My Mind – Martin Strange-Hansen
  • Please Hold – KD Davila

Governors Awards[editar | editar código-fonte]

Em 24 de junho de 2021, a Academia anunciou seus vencedores da 12.ª cerimônia anual do Governors Awards, originalmente programada para 15 de janeiro de 2022. No entanto, em 22 de dezembro de 2021, a entrega dos prêmios foi adiada para uma data posterior devido a preocupações com a pandemia de COVID-19 relacionadas ao aumento generalizado de casos da variante Ómicron.[23][24] Ainda serão entregues os seguintes prêmios:[25]

Oscar Honorário[editar | editar código-fonte]

  • Samuel L. Jackson – "Sam Jackson é um ícone cultural cujo trabalho dinâmico ressoou em gêneros, gerações e públicos em todo o mundo"
  • Elaine May – "Pela abordagem ousada e intransigente de Elaine May ao cinema, como escritora, diretora e atriz"
  • Liv Ullmann – "A bravura e transparência emocional de Liv Ullmann presenteou o público com retratos de cenas profundamente comoventes"

Prêmio Humanitário Jean Hersholt[editar | editar código-fonte]

  • Danny Glover – "A defesa de décadas de Glover pela justiça e direitos humanos reflete sua dedicação em reconhecer nossa humanidade compartilhada dentro e fora do cinema"

Filmes com mais indicações[editar | editar código-fonte]

Filme Prêmios
Duna 6
CODA 3
The Eyes of Tammy Faye 2

Cerimônia[editar | editar código-fonte]

Devido ao contínuo impacto da pandemia de COVID-19 no cinema (que atrasou o final do período de elegibilidade do Oscar 2021 para 28 de fevereiro de 2021, e a cerimônia para o final de abril de 2021), a Academia anunciou em maio de 2021 que alguns das modificações em seus critérios de elegibilidade (especialmente aquelas referentes aos filmes lançados diretamente no streaming e a flexibilidade adicional dos filmes não precisarem ter um lançamento teatral para serem elegíveis) permaneceriam em vigor, mas o período de elegibilidade terminará normalmente em 31 de dezembro de 2021 (encurtando assim o período de elegibilidade em 10 meses devido à referida prorrogação para a cerimónia do ano passado).[26][27]

A votação para as indicações foi concluída em 1 de fevereiro de 2022. As indicações foram anunciadas em 8 de fevereiro de 2022 por Tracee Ellis Ross e Leslie Jordan.[6] A cerimônia está programada para ser realizada em 27 de março de 2022 no Teatro Dolby;[2] foi relatado que a data foi escolhida para não colidir com os Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, em Pequim (que vai decorrer de 4 a 20 de fevereiro de 2022) e o Super Bowl LVI (que será realizado em Los Angeles, em 13 de fevereiro de 2022).[26][27]

Em junho de 2020, a Academia anunciou que a categoria de Melhor Filme no Oscar 2022 teria 10 indicados, em vez de um número variável de indicados (desde o Oscar 2012, 5 a 10 filmes eram indicados para Melhor Filme), devido à votação do Conselho da Academia.[28][29] A quantidade mínima de música original necessária para se qualificar na Melhor Trilha Sonora foi reduzida de 60% para 35%. As inscrições para Melhor Canção Original estão sendo limitadas a cinco músicas por filme. O processo de indicação para Melhor Som agora terá uma rodada preliminar com 10 indicados.[30] Além disso, as listas de finalistas serão expandidas de 10 para 15 filmes nas categorias de Melhor Curta-metragem de Animação, Melhor Documentário de Curta-metragem e Melhor Curta-Metragem em Live Action.[31]

Como parte das iniciativas ambientais, a distribuição de screeners e outros itens físicos ou impressos não é mais permitida; equivalentes digitais agora devem ser usados.[32]

Em outubro de 2021, o produtor de cinema Will Packer foi contratado para produzir a cerimônia. Shayla Cowan, chefe de gabinete de suas produtoras, foi nomeada co-produtora.[33] Em 11 de janeiro de 2022, o presidente da Hulu Originals e da ABC Entertainment, Craig Erwich, confirmou que a cerimônia teria um apresentador designado pela primeira vez desde 2018, afirmando que "[Packer] realmente tem seu pulso na cultura popular e no entretenimento. Eu sei que ele tem muito reservado para nós e teremos mais detalhes para compartilhar em breve."[34] Os anfitriões em potencial que foram considerados incluem Tina Fey, Amy Poehler, Maya Rudolph, Steve Martin, Martin Short e Selena Gomez, com estes três últimos estando no topo da lista.[35] Em uma tentativa de atrair espectadores mais jovens, também foi oferecido para Pete Davidson o papel de apresentador, mas ele recusou.[36] Em 11 de fevereiro de 2022, foi anunciado que a cerimônia será um evento de três atos com um apresentador diferente apresentando cada segmento, como uma "estratégia para atrair um público mais amplo e compartilhar o fardo de guiar a transmissão".[37] Em 14 de fevereiro, Regina Hall, Amy Schumer e Wanda Sykes foram anunciadas como as três anfitriãs da cerimônia.[38]

Protocolos COVID-19[editar | editar código-fonte]

Em 17 de fevereiro de 2022, o The New York Times informou que a Academia exigirá que os indicados e convidados apresentem comprovante de vacinação e dois testes PCR negativos, enquanto apresentadores e artistas passarão por "testes rigorosos" sem serem vacinados. A Academia afirmou que isso fazia parte do objetivo, juntamente com a indústria cinematográfica, de decretar padrões de retorno ao trabalho no Condado de Los Angeles após o surgimento da Ómicron. Espera-se que 2 500 participantes encham o Teatro Dolby na noite da cerimônia, com alguns requisitos em relação ao retirar as máscaras.[39][40]

Presença lusófona[editar | editar código-fonte]

A Academia Brasileira de Cinema submeteu o filme Deserto Particular para a apreciação da Academia ao prêmio de Melhor Filme Internacional,[41] enquanto que a Academia Portuguesa de Cinema submeteu A Metamorfose dos Pássaros,[42] entretanto, nenhum dos dois filmes foi indicado ao prêmio.[4][5] No entanto, o curta-metragem em live-action brasileiro "Seiva Bruta" (em inglês "Under The Heavens") foi pré-indicado entre os 15 melhores do ano na categoria,[4][5][43][44] apesar disso, ficou de fora da lista final dos cinco indicados à categoria.[45][46] O stop motion brasileiro "Bob Cuspe – Nós Não Gostamos de Gente" também ficou de fora dos indicados à categoria de Melhor Filme de Animação.[47]

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

Apresentadores
Nome(s) Função
Yuh-jung, YounYoun Yuh-jung Apresentou a categoria de Melhor Ator Secundário
Daniel Kaluuya
H.E.R.
Apresentou a categoria de Melhor Atriz Secundária
John Travolta
Samuel L. Jackson
Uma Thurman
Apresentou a categoria de Melhor Ator
Hopkins, AnthonyAnthony Hopkins Apresentou a categoria de Melhor Atriz
Kevin Costner Apresentou a categoria de Melhor Diretor

Ataque no palco de Will Smith a Chris Rock[editar | editar código-fonte]

Will Smith (à direita) acertando Chris Rock (à esquerda) no rosto

Enquanto estava no palco para apresentar o prêmio de Melhor Documentário de Longa Metragem, Chris Rock brincou com Jada Pinkett Smith que estava ansioso por uma sequência de G.I. Jane, uma referência ao seu penteado curto.[48] Pinkett também tem perda de cabelo parcial devido à alopecia,[49] que Rock não sabia. O marido de Pinkett Smith, Will Smith, inicialmente reagiu com risadas, mas segundos depois se levantou de seu assento perto do palco, caminhou até Rock e o acertou no rosto sem aviso prévio. Ao sentar-se novamente, Smith gritou duas vezes para Rock: "Mantenha o nome da minha esposa fora da sua merda de boca!"[50][51][52]

Nos Estados Unidos, a emissora do Oscar ABC silenciou o áudio; no entanto, emissoras internacionais como TNT na América Latina, Seven Network na Austrália e Wowow no Japão não o fizeram. A gravação sem censura rapidamente se tornou viral nas redes sociais.[53][54] Dentro de quarenta minutos, Smith ganhou o Oscar de Melhor Ator, concentrando seu discurso em seu sentimento de necessidade de proteger aqueles ao seu redor e pedindo desculpas à Academia e aos outros indicados, mas não a Rock.[55] Rock se recusou a registrar um boletim de ocorrência, de acordo com um comunicado do Departamento de Polícia de Los Angeles.[56]

A resposta de Smith foi condenada por muitas celebridades, incluindo os presentes na cerimônia, embora alguns tenham defendido sua decisão de (como viram) defender sua esposa. Outros acreditam que as ações de Smith e Rock foram ruins e desviaram a atenção da mídia das conquistas significativas da noite. O filho de Will Smith, Jaden, defendeu as ações de seu pai no Twitter. Muitas celebridades, incluindo Mark Hamill e Mia Farrow, chamaram o incidente de "momento mais feio" da história do Oscar.[57][58][59]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Porter, Rick (28 de março de 2022). «TV Ratings: Oscars Rebound from Historic Lows». The Hollywood Reporter. Consultado em 28 de março de 2022 
  2. a b «THE ACADEMY AND ABC SET MARCH 27, 2022 AS NEW SHOW DATE FOR 94TH OSCARS®». Oscars.org | Academy of Motion Picture Arts and Sciences (em inglês). 26 de maio de 2021. Consultado em 23 de junho de 2021 
  3. Keegan, Rebecca (11 de fevereiro de 2022). «Oscars: 2022 Ceremony to Feature a Multi-Emcee Palooza». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  4. a b c Steve Dove (21 de dezembro de 2021). «Oscars 2022 Shortlists In 10 Award Categories Announced» (em inglês). ABC. Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  5. a b c Ana Luiza Figueiredo (21 de dezembro de 2021). «Confira a lista dos pré-indicados ao Oscar 2022». Olhar Digital. Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  6. a b «94th Oscars Nominations Show Announced by Leslie Jordan and Tracee Ellis Ross - Oscars on YouTube» (em inglês). Oscars YouTube. 8 de fevereiro de 2022. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  7. a b «The 94th Academy Awards | 2022». Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  8. France, Lisa Respers; Elam, Stephanie (28 de março de 2022). «Will Smith appeared to strike Chris Rock on Oscars telecast». CNN. Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  9. Gonzalez, Sarah (8 de fevereiro de 2022). «Jane Campion scores her second best director Oscar nomination, making history» (em inglês). CNN. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  10. Grobar, Matt (8 de fevereiro de 2022). «'CODA's Sian Heder Hopes Oscar-Nominated Apple Film's Historic Achievement "Kicks The Door Open" For More Deaf Artists». Deadline Hollywood (em inglês). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  11. Tartaglione, Nancy (8 de fevereiro de 2022). «Oscars: 'Drive My Car' Makes History As First Japanese Film Nominated For Best Picture». Deadline Hollywood (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  12. «'Flee' Makes Oscar History With Nominations For Animated Feature, Documentary and International Feature» (em inglês). Cartoon Brew. 8 de fevereiro de 2022. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  13. Davis, Clayton (8 de fevereiro de 2022). «Kenneth Branagh Becomes First Person Nominated in Seven Oscar Categories». Variety (em inglês). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  14. Tapp, Tom (8 de fevereiro de 2022). «Steven Spielberg Receives Record 11th Producing Nomination & 8th Directing Nomination For 'West Side Story'». Deadline Hollywood (em inglês). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  15. Tartaglione, Nancy (9 de fevereiro de 2022). «MGM's Michael De Luca & Pam Abdy On Studio's First In-House Best Picture Oscar Nomination In 33 Years, Being "Mildly Psychotically Obsessive" About Movies & What's Ahead – Q&A». Deadline Hollywood (em inglês). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  16. Rosen, Christopher (10 de fevereiro de 2022). «Cate Blanchett makes Oscars history with 'Don't Look Up' and 'Nightmare Alley' Best Picture nominations» (em inglês). Gold Derby. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  17. Lexy Perez, Abbey White (8 de fevereiro de 2022). «Oscars: Kenneth Branagh, Will Smith, Ariana DeBose and More Stars Who Made History With 2022 Nominations». Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  18. Rosen, Christopher (8 de fevereiro de 2022). «Olivia Colman and Jessie Buckley make Oscars history with 'The Lost Daughter' nominations» (em inglês). Gold Derby. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  19. Dry, Jude (8 de fevereiro de 2022). «Kristen Stewart and Ariana DeBose Could Make Gay Oscar Herstory». IndieWire (em inglês). Consultado em 28 de março de 2022 
  20. Evans, Greg (8 de fevereiro de 2022). «Real-Life Couples Penelope Cruz & Javier Bardem and Kirstin Dunst & Jesse Plemons Make Oscar Nom History; Beyoncé & Jay-Z Get Halfway There». Deadline Hollywood (em inglês). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  21. Eng, Joyce (8 de fevereiro de 2022). «None of the Best Actress Oscar nominees are in Best Picture contenders for the first time in the preferential era» (em inglês). Gold Derby. Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  22. a b «The 94th Academy Awards (2022) Nominees» (em inglês). Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS). Consultado em 8 de fevereiro de 2022 
  23. Nordyke, Kimberly (5 de janeiro de 2022). «Grammy Awards Postponed Amid Omicron Surge» (em inglês). The Hollywood Reporter. Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  24. Hammond, Pete (22 de dezembro de 2021). «Motion Picture Academy Postpones January's Governors Awards; No New Date Yet». Deadline (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  25. «Oscars to honor Elaine May, Danny Glover, Samuel L. Jackson». ABC News (em inglês). 24 de junho de 2021. Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  26. a b Davis, Clayton (27 de maio de 2020). «Oscars 2022 Ceremony Moves to Late March, Keeping Pandemic Qualifying Rules and Standard Calendar Year». Variety (em inglês). Consultado em 29 de maio de 2021 
  27. a b Thompson, Anne (27 de maio de 2020). «Oscars 2022: The Academy Lines Up Dates, Keeps 2021 Pandemic Eligibility Rules». IndieWire (em inglês). Consultado em 29 de maio de 2021 
  28. Thompson, Anne (12 de junho de 2020). «Academy Moves to 10 Best Picture Oscar Noms for 2022, but for 2021, Oscar Date Still a Question». IndieWire (em inglês). Consultado em 29 de maio de 2021 
  29. «Academy Announces Next Phase Of Equity And Inclusion Initiatives». Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (em inglês). 12 de junho de 2020. Consultado em 24 de abril de 2021 
  30. Hammond, Pete (30 de junho de 2021). «Oscars: Academy Sets Rules And Regulations For 94th Awards; 10 Best Picture Nominees, Plus Changes In Music And Sound Categories». Deadline (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  31. Grein, Paul (30 de junho de 2021). «Motion Picture Academy Announces New Music Category Rules for 2022 Oscars». Billboard (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  32. Hammond, Pete (28 de abril de 2020). «Oscars Keeping Show Date But Make Big News As Academy Lightens Eligibility Rules, Combines Sound Categories, Ends DVD Screeners and More». Deadline Hollywood (em inglês). Consultado em 31 de maio de 2021. Cópia arquivada em 23 de maio de 2020 
  33. Lang, Bret (5 de outubro de 2021). «Academy Awards: Will Packer to Produce 94th Oscars Broadcast». Variety (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  34. Schneider, Michael; Schneider, Michael (11 de janeiro de 2022). «Oscars Will Have a Host in 2022, According to ABC». Variety (em inglês). Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  35. Wagmeister, Elizabeth; Davis, Clayton (21 de janeiro de 2022). «The Oscars Likely to Have Multiple Hosts, Many A-Listers in the Conversation (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  36. Davis, Clayton; Wagmeister, Elizabeth (11 de fevereiro de 2022). «Live From the Oscars: Why Pete Davidson Won't Be Hosting (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  37. Keegan, Rebecca (11 de fevereiro de 2022). «Oscars: 2022 Ceremony to Feature a Multi-Emcee Palooza». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 12 de fevereiro de 2022 
  38. Hipes, Patrick; Fleming, Mike Jr. (14 de fevereiro de 2022). «Wanda Sykes, Amy Schumer And Regina Hall To Host Oscars». Deadline Hollywood (em inglês). Consultado em 2 de março de 2022 
  39. Barnes, Brooks (18 de fevereiro de 2022). «The Oscars will require tests for all and vaccines for most». The New York Times (em inglês). Consultado em 2 de março de 2022 
  40. Zhan, Jennifer (17 de fevereiro de 2022). «The 2022 Oscars Will Require COVID-19 Vaccines for … Most People». Vulture (em inglês). Consultado em 2 de março de 2022 
  41. «'Deserto particular' é indicado pelo Brasil para disputar vaga no Oscar 2022» (em portuguesa). G1 Globo. 15 de outubro de 2021. Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  42. «"A metamorfose dos pássaros" é o candidato de Portugal aos Oscars» (em portuguesa). Jornal de Notícias. 29 de outubro de 2021. Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  43. «Oscar 2022: Curta brasileiro 'Seiva bruta' é pré-indicado; país fica fora do prêmio de filme internacional» (em portuguesa). O Globo. 21 de dezembro de 2021. Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  44. «Curta brasileiro "Seiva Bruta" segue na disputa por vaga no Oscar» (em portuguesa). CNN Brasil. 22 de dezembro de 2021. Consultado em 16 de janeiro de 2022 
  45. «Curta brasileiro 'Seiva bruta' fica fora da lista de indicados ao Oscar 2022» (em portuguesa). O Globo. 8 de fevereiro de 2022. Consultado em 9 de fevereiro de 2022. (pede subscrição (ajuda)) 
  46. «Indicados ao Oscar 2022: saiba onde assistir a todos os filmes» (em portuguesa). BBC Brasil. 8 de fevereiro de 2022. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  47. «Do Brasil, "Seiva Bruta" e "Bob Cuspe" ficam de fora do Oscar» (em portuguesa). Entreter-se. 8 de fevereiro de 2022. Consultado em 9 de fevereiro de 2022 
  48. France, Lisa Respers; Elam, Stephanie (28 de março de 2022). «Will Smith appeared to strike Chris Rock on Oscars telecast». CNN. Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  49. Thorne, Gabi; Miranda, Sara (29 de dezembro de 2021). "Long Journey With Hair Loss". Allure. "Now at this point, I can only laugh... y'all know I've been struggling with alopecia."
  50. «Watch the uncensored moment Will Smith smacks Chris Rock on stage at the Oscars, drops F-bomb». Guardian News. Consultado em 28 de março de 2022 – via YouTube 
  51. «'CODA' wins best picture Oscar, marking a streaming first». AP NEWS (em inglês). 28 de março de 2022. Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  52. Desta, Yohana (28 de março de 2022). «Will Smith Slaps Chris Rock at Oscars 2022 After Joke Gone Wrong». Vanity Fair. Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  53. Hibberd, James (28 de março de 2022). «Will Smith Slaps Chris Rock on Oscars Stage in Shock Moment After Jada Pinkett Smith Joke». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  54. «In viral moment, best actor winner Will Smith smacks Chris Rock at Oscars». The Japan Times (em inglês). Reuters. 28 de março de 2022. Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  55. Gajewski, Ryan (28 de março de 2022). «Will Smith Tearfully Apologizes to Academy After Chris Rock Oscars Slap». The Hollywood Reporter (em inglês). Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  56. Sharf, Zack (28 de março de 2022). «Chris Rock Declines to File Police Report After Will Smith Slap at Oscars, LAPD Says». Variety (em inglês). Consultado em 28 de março de 2022. Cópia arquivada em 28 de março de 2022 
  57. Davis, Matt Watts, Barney (28 de março de 2022). «Celebrities react to Will Smith slapping Chris Rock at Oscars». Evening Standard 
  58. «Oscars 2022: 'Ugliest Oscar moment ever' - celebrities react to the Will Smith slap». Sky News. 28 de março de 2022 
  59. «Will Smith's Oscar night slap shocks and divides celeb audience». Al Jazeera. 28 de março de 2022. Consultado em 28 de março de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]