Oscar de melhor montagem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oscar de melhor montagem
Apresentação Academia de Artes e Ciências Cinematográficas
País  Estados Unidos
Primeira cerimónia 1935
Detentor John Gilbert (Hacksaw Ridge)
Sítio oficial

O Oscar de Melhor Montagem é um dos prêmios anuais da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (AMPAS). As nomeações para essa categoria estão fortemente relacionadas ao Oscar de melhor filme. Por 33 anos consecutivos, de 1981 a 2013, todo vencedor de Melhor Filme também foi nomeado a Melhor Montagem e aproximadamente dois terços também venceram na categoria.[1][2] Somente os editores principais, como listados nos créditos do filme são nomeados para o prêmio; outros editores adicionais não são elegíveis.[3]

História[editar | editar código-fonte]

O prêmio foi entregue a primeira vez em 1934. Desde então, quatro editores ganharam esse prêmio três vezes:

Michael Kahn também é o editor com o maior número de indicações, oito no total. Gerry Hambling e Frederic Knudtson são os editores com maior número de indicações sem vitórias, tendo seis nomeações cada.

Somente dois diretores ganharam esse prêmio, James Cameron e Alfonso Cuarón pelos filmes Titanic (1997) e Gravidade (2013) respectivamente. Os diretores David Lean, Steve James, Joel e Ethan Coen (com o pseudônimo de "Roderick Jaynes"), Michel Hazanavicius e Jean-Marc Vallée (com o pseudônimo de "John Mac McMurphy") foram nomeados pela edição de seus próprios filmes, com Cameron, Cuarón e os irmãos Coen sendo nomeados duas vezes cada. O vencedor da categoria Walter Murch, conhecido pelo seu trabalho tanto em Montagem quanto em Mixagem de Som, é atualmente a única pessoa a ganhar um Oscar nas duas categorias. O feito aconteceu no mesmo ano, graças a seu duplo trabalho no filme O Paciente Inglês (1996).

Vencedores e indicados[editar | editar código-fonte]

Observação
O ano indicado no artigo refere-se ao ano em que ocorreu a entrega do prêmio, na maioria das vezes relativo ao melhor filme produzido no ano anterior.

Década de 1930[editar | editar código-fonte]

Década de 1940[editar | editar código-fonte]

Década de 1950[editar | editar código-fonte]

Década de 1960[editar | editar código-fonte]

Década de 1970[editar | editar código-fonte]

Década de 1980[editar | editar código-fonte]

Década de 1990[editar | editar código-fonte]

Década de 2000[editar | editar código-fonte]

Década de 2010[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

(em inglês)

  1. Harris, Mark (6 de janeiro de 2008). «Editing - The Bourne Ultimatum - There Will Be Blood - No Country for Old Men - Sweeney Todd - Atonement - Movies». The New York Times. ISSN 0362-4331 
  2. Dimond, Anna (13 de dezembro de 2013). «Why Editing Nominations Predict the Best Picture Oscar». Variety (em inglês) 
  3. «Rules & Eligibility». Oscars.org | Academy of Motion Picture Arts and Sciences (em inglês). 28 de julho de 2014