The Crying Game

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Crying Game
Jogo de Lágrimas (PT)
Traídos pelo Desejo (BR)
 Reino Unido -  Irlanda -  Japão
1992 •  cor •  112 min 
Direção Neil Jordan
Elenco Stephen Rea
Jaye Davidson
Miranda Richardson
Forest Whitaker
Jim Broadbent
Género drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

The Crying Game (br: Traídos pelo Desejo; pt: Jogo de Lágrimas) é um filme nipo-britânico-irlandês de 1992, do gênero suspense, escrito e dirigido por Neil Jordan.

O filme explora temas como o terrorismo na Irlanda, transexualidade e racismo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Fergus, um membro do IRA (Provisional Irish Republican Army), juntamente com Jude, o líder Maguire e outros companheiros terroristas, sequestram o soldado britânico negro Jody. Eles mantém o soldado em cativeiro e pedem um resgate por ele. Se não forem atendidos ao cabo de três dias, Jody será executado.

Fergus fica encarregado de guardar Jody e acaba desenvolvendo uma amizade com o cativo. Sabendo que vai morrer, Jody convence Fergus a encontrar sua namorada Dil e ver se ela ficará bem. De fato, o resgate de Jody não é pago e ele está para ser executado. Fergus tenta salvá-lo, mas o soldado é morto acidentalmente durante ação do exército britânico. Abalado, Fergus deixa seus companheiros e vai para Londres, onde arruma um trabalho e usa o nome de "Jimmy", para se esconder deles e da polícia. Em Londres, Fergus encontra Dil, cantando em um bar a canção "The Crying Game" ("O Jogo das Lágrimas", em tradução aproximada). Se sentindo culpado por Jody, Fergus se aproxima da garota e acaba se apaixonando por ela. Mas logo ele percebe que Jody não lhe contou tudo sobre o relacionamento dele com Dil.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

  • Indicado a seis Oscars: melhor filme, melhor edição, melhor ator (Rea), melhor coadjuvante (Davidson), melhor diretor e melhor roteiro original (Neil Jordan), sendo que venceu este último.

Citação[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]