Oscar 2016

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Oscar 2016
88th Academy Awards
Pôster oficial da cerimônia.
Data 28 de fevereiro de 2016
Organização Academia de Artes e Ciências Cinematográficas
Apresentação Chris Rock[1]
Local Teatro Dolby
Hollywood, Los Angeles, Califórnia
País  Estados Unidos
Destaques
Maior número de prêmios Mad Max: Fury Road (6)
Maior número de indicações The Revenant (12)
Melhor filme Spotlight
Cobertura televisiva
Estação ABC
Duração 3 horas, 37 minutos
Produtor David Hill
Reginald Hudlin[2]
Oscar 2015 Oscar 2017

A 88.ª cerimônia de entrega dos Academy Awards (ou Oscars 2016) foi uma transmissão televisiva, produzida pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, para premiar os melhores atores, técnicos e filmes de 2015.

A cerimônia, marcada para 28 de fevereiro de 2016, foi realizada no Teatro Dolby, em Los Angeles, Califórnia e transmitida ao vivo pela emissora de televisão estadunidense ABC e com sinal que chegou a emissoras de mais de 200 outros países e territórios.[3] O anfitrião foi o comediante Chris Rock, que já havia sido na cerimônia de 2005.[4]

Cronograma[editar | editar código-fonte]

Cronograma divulgado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos.[5]

Data Evento
14 de novembro de 2015 Entrega do "Governors Awards"
30 de dezembro de 2015 Início da votação para definir os indicados
8 de janeiro de 2016 Término da votação para definir os indicados
14 de janeiro de 2016 Anúncio dos indicados ao Oscar
8 de fevereiro de 2016 Almoço oficial dos indicados
12 de fevereiro de 2016 Início da votação para definir os ganhadores
13 de fevereiro de 2016 Entrega do "Scientific and Technical Awards"
23 de fevereiro de 2016 Término da votação para definir os ganhadores
28 de fevereiro de 2016 Cerimônia do Oscar 2016

Indicados e Vencedores[editar | editar código-fonte]

Alejandro G. Iñárritu venceu pela segunda vez consecutiva o Oscar de Melhor Diretor.

Indicações e prêmios múltiplos[editar | editar código-fonte]

Os oito filmes abaixo receberam mais de uma indicação:

Os três filmes abaixo receberam mais de um prêmio:

Prêmios honorários[editar | editar código-fonte]

Em Novembro de 2015, a Academia entregou os Óscares Honorários a Spike Lee e Gena Rowlands e o Prémio Humanitário Jean Hersholt a Debbie Reynolds.[6]

In Memoriam[editar | editar código-fonte]

O segmento anual In Memoriam homenageando profissionais do cinema que faleceram em 2015 foi introduzido por Louis Gossett, Jr..[7] Durante o tributo, Dave Grohl cantou a canção "Blackbird" dos Beatles.[8][9][10]

Homenageados:

Profissionais notáveis que não foram incluídos destacam-se atores como Tony Burton, George Gaynes, Geoffrey Lewis e Abe Vigoda, e realizadores como Gene Saks, Manoel de Oliveira e Jacques Rivette.[11][12][13][14]

Informações sobre a cerimônia[editar | editar código-fonte]

Novos produtores[editar | editar código-fonte]

Devido à baixa audiência obtida pela cerimônia do Oscar 2015, os produtores Craig Zadan e Neil Meron que estavam três anos como produtores do Oscar, não retornarão aos cargos na 88.ª edição do prêmio. Para seus lugares, foram contratados David Hill e Reginald Hudlin.[15][16][17]

Novos membros votantes[editar | editar código-fonte]

A Academia tem mais de 6 mil membros aptos para votarem nos filmes indicados e vencedores, para a edição de 2016 foram convidados mais 322 novos membros. Entre eles estão os atores Emma Stone e Benedict Cumberbatch, os diretores Ira Sachs, François Ozon, Fernando Trueba e os brasileiros João Moreira Salles, Adriano Goldman e Sergio Mendes.[18][19]

Predominância de indicados brancos e do sexo masculino[editar | editar código-fonte]

Novamente, a Academia recebeu críticas pela pouca diversidade entre os indicados.O site Hollywood Reporter apurou que apenas 24% dos indicados são do sexo feminino.[20] Entre os indicados nas categorias de Melhor ator, Melhor ator coadjuvante, Melhor atriz e Melhor atriz coadjuvante nenhum deles é negro, assim como no ano anterior.[21]

Inscritos para Melhor Filme Estrangeiro[editar | editar código-fonte]

Filmes lusófonos nos Oscars 2016[editar | editar código-fonte]

A única produção de um país lusófono que conseguiu uma indicação ao Oscar 2016 foi o brasileiro O Menino e o Mundo, na categoria de melhor animação.[26]Os diálogos de O Menino e o Mundo foram gravados em português, porém as gravações foram invertidas, de forma a tornar as falas incompreensíveis.[27] Além disso, o Ministério da Cultura do Brasil submeteu o filme Que Horas Ela Volta? para a apreciação da Academia ao prêmio de melhor filme estrangeiro, enquanto a Secretaria de Estado da Cultura de Portugal submeteu As Mil e Uma Noites, Volume 2: O Desolado. Quando foram anunciados os nove filmes pré-indicados ao prêmio de melhor filme estrangeiro em 18 de dezembro de 2015, nenhum dos dois filmes estavam entre os selecionados.[28]No entanto, o filme colombiano El Abrazo de la Serpiente que contém cenas dialogadas em português,[29] conseguiu ficar entre os cinco finalistas a melhor filme estrangeiro.[30]

Referências

  1. Ryan, Parker (21 de outubro de 2015). «It's Official: Chris Rock to Host Oscars». Prometheus Global Media. Consultado em 21 de outubro de 2015  |trabalho= e |jornal= redundantes (ajuda)
  2. Pete, Hammond (1 de setembro de 2015). «Oscars: David Hill & Reginald Hudlin To Produce 88th Academy Awards». Penske Media Corporation. Deadline.com. Consultado em 1 de setembro de 2015 
  3. «Oscars: Academy Announces Show Dates For Next Three Years, Dates For 2015-16 Season». Consultado em 11 de Junho de 2015 
  4. «Chris Rock vai apresentar o Oscar 2016; será segunda vez do ator». G1. Consultado em 25 de Outubro de 2015 
  5. «Oscar já tem data em 2016, 2017 e 2018». Correio do Estado. Consultado em 11 de Junho de 2015 
  6. Bruno Carmelo (27 de agosto de 2015). «Gena Rowlands, Debbie Reynolds e Spike Lee vão receber prêmios da Academia do Oscar». AdoroCinema. Consultado em 9 de Setembro de 2015 
  7. «OSCARS 2016: IN MEMORIAM». Steve Dove (em inglês). The Academy. 28 de fevereiro de 2016. Consultado em 1 de março de 2016 
  8. Couch, Aaron (28 de fevereiro de 2016). «Oscars 2016 Honor Stars We Lost in In Memoriam Segment». People (em inglês). Consultado em 1 de março de 2016 
  9. «Full list: Oscars 2016 In Memoriam» (em inglês). PIX11. 28 de fevereiro de 2016. Consultado em 1 de março de 2016 
  10. Robinson, Will (28 de fevereiro de 2016). «Oscars 2016: In Memoriam montage excludes Abe Vigoda». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 1 de março de 2016 
  11. «Oscars In Memoriam Snubs Incude Abe Vigoda, Tony Burton, Uggie the Dog (Video)». thewrap.com (em inglês). 28 de fevereiro de 2016. Consultado em 1 de março de 2016 
  12. «Oscars 2016 'In Memoriam' Snubs Include Abe Vigoda, Geoffrey Lewis, Tony Burton and More». USA Magazine (em inglês). 28 de fevereiro de 2016. Consultado em 1 de março de 2016 
  13. «Oscars 'In Memoriam' Tribute Snubs Abe Vigoda, Other Stars». Huffington Post (em inglês). 28 de fevereiro de 2016. Consultado em 1 de março de 2016 
  14. «Where's Abe Vigoda? Late Actor Among Stars Snubbed From the Oscars 2016 In Memoriam TV Tribute». E! Online (em inglês). 28 de fevereiro de 2016. Consultado em 1 de março de 2016 
  15. Francisco Russo (2 de setembro de 2015). «Oscar 2016 pode ter dois apresentadores». AdoroCinema. Consultado em 12 de Setembro de 2015 
  16. «Saiba quando vai acontecer o Oscar 2016, 2017 e 2018». CinePOP. Consultado em 11 de Junho de 2015 
  17. «Após baixa audiência, produtores deixam o Oscar 2016». CinePOP. Consultado em 7 de Julho de 2015 
  18. «João Moreira Salles, Adriano Goldman e Sergio Mendes são convidados a votar no Oscar». O Globo. Consultado em 6 de Julho de 2015 
  19. «Três brasileiros são convidados a votar no Oscar 2016». Consultado em 6 de Julho de 2015 
  20. «Oscar 2016: Lista de indicados tem apenas 24% de mulheres». AdoroCinema. 16 de janeiro de 2016. Consultado em 17 de Janeiro de 2016 
  21. «Oscar 2016: atores negros estão ausentes pelo 2º ano seguido». G1. 15 de janeiro de 2016. Consultado em 17 de Janeiro de 2016 
  22. «Oscar de filme em língua estrangeira contará com 81 países na disputa». G1. 8 de Outubro de 2015. Consultado em 8 de Outubro de 2015 
  23. «Paraguai inscreve filme para o Oscar pela 1ª vez; lista traz 81 países». 9 de outubro de 2015. Consultado em 14 de Dezembro de 2015 
  24. «"A hora do lobo" desqualificado da corrida ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro». 14 de outubro de 2015. Consultado em 14 de Dezembro de 2015 
  25. Diego Domingos (17 de novembro de 2015). «'Utopia': Longa do Afeganistão é desclassificado do Oscar 2016». CinePOP. Consultado em 18 de novembro de 2015 
  26. «Brasil é indicado ao Oscar de melhor animação com 'O menino e o mundo'». G1. 14 de janeiro de 2016. Consultado em 14 de janeiro de 2016 
  27. O Menino e o Mundo - Crítica. Ccine10
  28. «Portugal e Brasil fora da corrida para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro». 18 de dezembro de 2015. Consultado em 14 de Janeiro de 2016 
  29. «Filme "El abrazo de la serpiente" confirma estreno en Colombia». El Espectador. 1 de abril de 2015. Consultado em 14 de Janeiro de 2016 
  30. «Filme colombiano "El abrazo de la serpiente" é indicado ao Oscar». Terra. Consultado em 14 de Janeiro de 2016 

Ver também[editar | editar código-fonte]