Brie Larson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Brie Larson
Larson na San Diego Comic-Con International em 2016
Nome completo Brianne Sidonie Desaulniers
Apelido(s) Brie
Nascimento 1 de outubro de 1989 (27 anos)
Sacramento, Califórnia
Nacionalidade Estados Unidos americana
Ocupação Atriz
Cantora
Atividade 1998-presente
Oscares da Academia
Melhor Atriz
2016 - Room
Globos de Ouro
Golden Globe icon.svgMelhor Atriz em Filme Dramático
2016 - Room
Prémios Screen Actors Guild
Melhor Atriz Principal em Cinema
2016 - Room
Prémios BAFTA
Melhor Atriz Principal em cinema
2016 - Room
Prémios National Board of Review
Melhor Atriz
2016 - Room
Outros prêmios
Critics Choice de Melhor Atriz em cinema
2016 – Room
Independent Spirit Award de melhor atriz
2016 - Room
IMDb: (inglês)

Brianne Sidonie Desaulniers, mais conhecida como Brie Larson (Sacramento, 1 de outubro de 1989) é uma premiada atriz e cantora norte-americana.

Larson começou a sua carreira ainda criança e atuou em fimes como Don Jon e Anjos da Lei, mas foi em 2013, com a sua atuação em Short Term 12, que ela alcançou sucesso na crítica.

Em 2015, seu desempenho no filme Room lhe rendeu o Oscar de Melhor Atriz, o Globo de Ouro de Melhor Atriz em filme dramático, o Screen Guild Award de Melhor Atriz Principal, o Critics Choice Award de Melhor Atriz, entre muitos outros prêmios.

No dia 23 de julho de 2016, Larson foi confirmada como a intérprete da Capitã Marvel, heroína da Marvel Comics. O anúncio foi feito durante a San Diego Comic Con, onde ela apareceu para tirar uma foto com outros atores do MCU. O filme solo da heroína chega aos cinemas em 2019, mas antes, ela terá uma aparição no filme Vingadores: Guerra Infinita (2018).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Brie nasceu em Sacramento, no estado da Califórnia. Os seus pais eram quiropráticos e tinham uma clínica juntos.[1] Os seus pais separaram-se quando Brie ainda criança e ela mudou-se para Los Angeles com a mãe e a irmã mais nova, Milaine.[2][3] A primeira língua de Brie enquanto crescia foi o Francês.[4] Brie afirma que escolheu o nome artístico Larson (o nome de solteira da sua avó) porque o seu nome verdadeiro era demasiado difícil de pronunciar.[5] Mais tarde a atriz afirmou que esta escolha foi em parte influenciada por uma boneca que recebeu quando era criança.[6]

Brie decidiu ser atriz quando tinha sete anos e era uma das mais jovens alunas do American Conservatory Theather. No entanto considerou escolher outras áreas enquanto crescia uma vez que não conseguia o tipo de papéis que queria. Algumas das suas áreas de interesse para além da representação incluem a fotografia, a decoração de interiores, o treino de animais e a música.[7]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Atuação[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro trabalho foi no show de comédia The Tonight Show With Jay Leno. Em seguida, integrou o elenco de Schimmel - que foi anunciada mas nunca foi ao ar - porque antes de começarem as filmagens, Robert Schimmel foi diagnosticado com câncer. Depois de uma pausa de 10 meses, a Fox cancelou a série.

Três semanas depois de ter feito testes para uma nova série da The WB, que na época chamava In Your Dreams, Larson ganhou o papel de Emily (a filha mais nova do personagem de Bob Saget). A série havia sido selecionada para a temporada de outono 2001-2002 e teve o nome mudado para Raising Dad, mas foi adiada para essa temporada, então Brie não podia fazer testes para outros projetos ate gravarem o episódio piloto da série. Também foi escalada para o episódio piloto do sitcom da ABC, Hope And Faith, mas ela e outros atores foram dispensandos.

Em 2003, foi escalada para interpretar Courtney Enders para um filme original Disney Channel, o qual era baseado numa história real.

Em Julho de 2004, Larson co-estrelou com um grande elenco de atores teen no filme Sleepover, onde interpretava a garota popular Liz. Também fez uma pequena parte no filme 13 Going On 30, como uma das 'seis gatinhas'. Também apareceu no filme Hoot, com Cody Linley e Logan Lerman, os quais são muito bons amigos dela.[8] O filme foi lançado em 5 de Maio de 2006.

Em 2007 emprestou sua voz para uma pinguim adolescente no filme Farce of the Penguins e participou de Remember the Daze como Angie.

No ano seguinte, apareceu no filme curto The Babysitter. Também fez uma participação especial na série Ghost Whisperer em Janeiro de 2008. Gravou o filme Tanner Hill, o qual ainda não tem data para ser lançado.

Brie supostamente trabalharia com Danny DeVito em No Place Like Home, que tinha como ano de lançamento 2008, mas teve seu título alterado e acabou sendo lançado como House Broken em 2009.

Larson em 2010.

Larson interpreta Kate Gregson na série United States of Tara. A série começou em janeiro de 2009 e foi ate abril do mesmo ano, com os 12 episódios de sua 1ª temporada. A série foi renovada para segunda e terceira temporadas, mas após acabou sendo cancelada.[9]

Em 2012, Brie interpretou o papel de Molly na adaptação ao cinema da popular série de televisão 21 Jump Street com Jonah Hill e Channing Tatum. Em 2013 teve uma participação especial no episódio "Herstory of Dance" da série Community no papel de Rachel. No ano seguinte retomou o papel no episódio "Analysis of Cork-Based Networking". Ainda em 2013, protagonizou o filme Short Term 12 no papel de Grace, uma funcionária de um lar de jovens. No mesmo ano teve papéis secundários nos filmes The Spectacular Now, protagonizado por Shailene Woodley e Miles Teller; e Don Jon, onde interpretou o papel de irmã da personagem principal (Joseph Gordon-Levitt). No ano seguinte teve um papel secundário no filme The Gambler com Mark Wahlberg e Jessica Lange. Participou ainda no videoclipe da música "One of the Guys" de Jenny Lewis. O vídeo conta também com a participação das atrizes Anne Hathaway e Kristen Stewart.

Em 2015, interpretou o papel de irmã da personagem de Amy Schumer na comédia Trainwreck. No mesmo ano protagonizou o filme Room, uma adaptação ao cinema do romance homónimo de Emma Donoghue. O filme estreou no Festival Internacional de Cinema de Toronto e foi aclamado pela crítica que destacou o desempenho de Brie. O papel valeu-lhe nomeações para os Independent Spirit Awards, Satellite Awards, Gotham Awards e Globos de Ouro na categoria de Melhor Atriz Principal e o prémio de Melhor Atriz do National Board of Review.

Brie integrou o elenco do filme Kong: Skull Island com Samuel L. Jackson e Tom Hiddleston. O filme tem estreia marcada para 2017.[10]

Foi anunciado que a atriz terá o papel principal no filme The Glass Castle, adaptação do livro de mesmo título, com o diretor e roteirista de Short Term 12, Destin Cretton.

Seus próximos filmes são Basmati Blues e Free Fire.

Música[editar | editar código-fonte]

2003-2005: Finally Out Of P. E.[editar | editar código-fonte]

Depois de ter trabalhado em alguns projetos musicais e gravado algumas músicas como, "Not a Freak," "Invisible Girl," and "Go, Goodbye," em 2003, Michael Binikos produziu o demo que rendeu a Brie seu contrato com a Casablanca Records.[11] Larson disse ter escrito "Invisible Girl" quando tinha apenas doze anos de idade.[12]

No fim de 2004, seu primeiro single, "She Said", foi anunciado e chegou nas rádios em Janeiro de 2005. O clipe da música foi filmado em 9 de Janeiro, e foi lançado no MTV's TRL como um PreRL em 4 de Abril. A música ficou em #31 na Billboard Hot 100 Vendas de Singles e o single foi o 99º mais vendido de 2005, de acordo com Soundscan.

No verão de 2005, Larson fez turnê com Jesse McCartney e apresentou-se na KISS FM para mais de 20,000 pessoas.[7] Chegando ao fim do verão, Larson também se juntou ao Teen People's Rock 'n Shop Tour. "Whatever" foi anunciado para ser o segundo single, mas foi cancelado.

Após o álbum ser empurrado inúmeras vezes, a gravadora lançou Finally Out of P. E. - O DVD em 24 de Maio de 2005 com o clipe "She Said" e o 'Making of' do mesmo, mais as performances da Sessions@AOL. O LP de Brie, Finally Out of P. E., foi finalmente lançado em 18 de Outubro, o qual vendeu 4,000 copias nos Estados Unidos.

Larson lançou o single, "Life After You", que teve uma apresentação no AOL's Kids Online em 27 de Junho. Também cantou os créditos finais no filme Barbie e a Magia de Pégaso. O clipe com Brie se apresentando apareceu como bonus especial no DVD do filme.

2006–2007[editar | editar código-fonte]

Em 2006, Larson co-escreveu e cantou uma música para a trilha sonora oficial de "Hoot", "Coming Around". A trilha sonora entrou para oBillboard 200. Em 1 de Março, Brie fez uma apresenteção acústica com novas músicas (incluindo "Dear Universe", "Powershift", "Stilts and the Titanic", e "Superstition") no Viper Room em Los Angeles. Também cantou "Falling Into History" e "Closer to Fine", um cover da música do Indigo Girls. "Stilts and the Titanic" foi lançada mais tarde como demo no MySpace oficial da cantora.

Não se sabe se a performance no Viper Room vai ser lançado. No fim de 2006, Larson gravou sua versão da canção clássica dos The Beatles, "A Day in the Life" e postou em seu MySpace. Em 2007, Brie começou a escrever/gravar seu segundo álbum. Todos as canções serão escritas por Larson, com a colaboração de Tony Berg.

2008-presente[editar | editar código-fonte]

Larson diz estar no processo de escrever e gravar as músicas para seu segundo álbum. Brie anunciou em 21 de Outubro de 2008 para os fans via MySpace que vai estar gravando 5 faixas EP com novo material, e vai providenciar como backing vocals as mesmas artistas do último álbum de Caitlin Crosby]. Entre os EPs terá uma versão re-gravada de "Ugly" e as novas múscicas intituladas "Dear Universe", "Sharpen My Nails", "Arielle" e "If All Goes Well".[13]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Em 2016, em entrevista a revista Elle, Brie revelou que não tem contato com seu pai há mais de 10 anos. A atriz tem um relacionamento de longa data com Alex Greenwald, o vocalista da banda Phantom Planet.[14]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Finally Out Of P.E.

EP

  • Status: gravando
  • Lista de músicas:

1. Dear Universe
2. Sharpen My Nails
3. If All Goes Well
4. Arielle
5. Ugly (regravação)

Músicas não lançadas[editar | editar código-fonte]

1. Superstion
2. Powershift

  • Essas canções foram performadas em 2006 na apresentação no Viper Room gig, entretanto, elas não tem um lançamento oficial de estúdio.

Referências

  1. «ON THE RISE: Brie Larson Discusses Her Breakout Role In ‘Short Term 12’». Icon vs Icon. 19 de agosto de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2015. 
  2. Lewis, Tim. «Brie Larson interview: 'I just wanted to do weird stuff'». the Guardian. Consultado em 2015-12-10. 
  3. «Brie Larson: How Her Childhood Helped Inspire Her 'Emotional Marathon' Performance in Room». PEOPLE.com. Consultado em 2015-12-10. 
  4. «Brie Larson Talks ‘Short Term 12,’ Her First Language and the Only Film of Hers She’ll Rewatch». The Film Stage (em inglês). Consultado em 2015-12-10. 
  5. «Brie Larson of The Spectacular Now: The Rising Star You Need to Know About in 2014». Glamour. Consultado em 2015-12-10. 
  6. The Tonight Show with Jimmy Fallon, 8/10/2015
  7. a b «Brie Larson». IMDb. Consultado em 2015-12-10. 
  8.  
  9. «United States of Tara canceled, no season four». canceled TV shows - TV Series Finale (em inglês). plus.google.com/+tvseriesfinale. Consultado em 2015-12-10. 
  10. «Kong: Skull Island Casts Its Female Lead». www.cinemablend.com. 2015-07-23. Consultado em 2015-12-10. 
  11. «Brie Larson | American Music Channel». americanmusicchannel.com. Consultado em 2015-12-10. 
  12. «Brie Larson Opens Up on the 'Emotional Marathon' of 'Room'». Variety (em inglês). Consultado em 2015-12-10. 
  13. http://myspace.com/brielarsonmusic Oct 22, 2008 blog from Larson's Official Myspace
  14. «Brie Larson Is Ready To Become Your Favorite Actress». BuzzFeed. Consultado em 2015-12-10. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]