Amber Heard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Amber Heard
Heard em Novembro de 2011 na premiere de The Rum Diary em Paris
Nome completo Amber Laura Heard
Apelido(s) amber
Nascimento 22 de abril de 1986 (30 anos)
Austin,  Texas
Nacionalidade Povo dos Estados Unidos norte-americana
Ocupação Atriz , modelo
Cônjuge Johnny Depp (2015-2016)
Página oficial
IMDb: (inglês)

Amber Laura Heard (Austin, Texas, 22 de Abril de 1986) é uma atriz e modelo norte-americana. Desempenhou o papel principal e personagem-título em All the Boys Love Mandy Lane que estreou no Festival Internacional de Cinema de Toronto em 2006. O seu primeiro papel de destaque na televisão surge em 2007 na série Hidden Palms, onde interpreta a personagem "Greta Mathews". Começou a ser mais conhecida em 2008 pelos filmes Never Back Down com Sean Faris e Cam Gigandet e Pineapple Express com Seth Rogen e James Franco. Em 2009, Heard protagonizou The Stepfather e teve também um pequeno papel na comédia de horror Zombieland. Em seguida entrou em The Joneses e And Soon the Darkness. Mais recentemente protagonizou filmes como The Ward de John Carpenter, Drive Angry ao lado de Nicolas Cage e The Rum Diary, com Johnny Depp.

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Heard nasceu e foi criada em Austin, Texas. Seu pai David, é um empreiteiro, e sua mãe Paige, é uma pesquisadora de internet para o Estado. Estudou na St. Michael's Catholic Academy em Austin, Texas. Na adolescência, Heard participava activamente no departamento de teatro da escola e apareceu em comerciais e campanhas locais. Quando tinha 16 anos, a sua melhor amiga morre em um acidente de carro e, no seguimento deste, Amber torna-se ateia, sendo influenciada pelas obras de Ayn Rand e George Orwell.[1] Aos 17 anos deixa a escola para ir para Nova York iniciar a carreira de modelo, refazendo depois esta opção, mudando-se para Los Angeles, para seguir carreira de actriz.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo ou secção, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada nos artigos correspondentes noutras línguas e também na página de discussão.

A sua carreira começa em 2004, quando entra no elenco do episódio piloto da série Jack & Bobby. Em 2005, faz uma participação num episódio da série The O.C.. O seu primeiro papel no cinema surge ainda em 2004, como Maria, no filme Friday Night Lights.

Em 2006 fez a personagem principal no filme All the Boys Love Mandy Lane, que estreou no Festival Internacional de Cinema de Toronto. Em 2008 actuou ao lado de Seth Rogen em Pineapple Express. Em 2009, Heard integra, ao lado de Penn Badgley, o filme The Stepfather. Em 2010 foi lançado o filme And Soon the Darkness no qual Amber é protagonista, o filme é uma refilmagem do clássico da década de 1970, que conta também com Odette Yustman, Karl Urban e a nomeada ao Óscar, Adriana Barraza.

Em Abril de 2010, recebe o prémio Dallas International Film Festival Shining Star Award no Festival de Cinema de Dallas, pelo filme The Joneses, onde contracena com Demi Moore e David Duchovny. Contracenou, ainda, ao lado de Danielle Panabaker no filme The Ward, de John Carpenter.

Em 2011 é lançado o filme Drive Angry, no qual contracena com Nicolas Cage e William Fichtner. No mesmo ano, em Setembro, a NBC estreia a série The Playboy Club, na qual Amber faz o papel de uma coelhinha da playboy nos anos 60.[2] Em Outubro, estreia nos cinemas norte-americanos o filme The Rum Diary, com Amber a contracenar com Johnny Depp.[3]

Em Novembro de 2011 é anunciada a sua participação no filme Motor City ao lado de Dominic Cooper.[4]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Heard em 2010

Em dezembro de 2010, Heard participou do 25º aniversário da GLAAD (The Gay & Lesbian Alliance Against Defamation), ao qual foi acompanhada de sua então namorada, a fotógrafa e artista Tasya van Ree. Amber assumiu naquele evento estar num relacionamento homossexual.[5][6][7][8][9][10] Em 2012, começou um relacionamento com o ator Johnny Depp. Os dois se casaram em 3 fevereiro de 2015. Em maio de 2016 separaram-se.[11]

Heard cresceu perto de armas, e possui uma .357 Magnum.[12] Sendo fã de muscle cars, tem actualmente um Ford Mustang de 1968[13], mas já havia conduzido um Mercedes de 1967 e um Checker Cab de 1962, como revelou a Jeremy Clarkson durante uma entrevista no programa Top Gear.

Considerada como um símbolo sexual, Heard muitas vezes aparece nas listas das revistas da especialidade.[14][15][16] Em 2010 foi eleita a n.° 13, na lista da revista Maxim das "100 mulheres mais sexys do mundo",[17] já em 2013 ficou na décima posição[18]

Em 16 de julho de 2015, Heard foi processada por ter transportado ilegalmente os seus cães para a Austrália, e também teve de se apresentar em tribunal no mês de setembro e, segundo a imprensa local, arrisca uma pena de prisão que pode ir até aos dez anos ou uma multa de mais de 67 mil euros.[19]

Em 21 de maio de 2016 acusou o marido Johnny Depp de agredi-la após uma discussão conjugal. Ela pediu divórcio dois dias depois. No dia 27 os dois foram parar nos tribunais.[20] Cinco dias depois, ela pediu e obteve uma ordem de restrição temporária contra ele, afirmando em sua declaração judicial que "durante toda a nossa relação, Johnny foi verbal e fisicamente abusivo para mim". [21] Ela afirmou que o último incidente de violência ocorreu em 21 de maio e fez declarações de duas testemunhas - Tullt Wright, sua amiga e de Deep e sua vizinha Raquel Pennington - e fotografias de seu rosto golpeado como evidência.[22][23][24] Wright tinha chamado o LAPD durante o incidente, mas Heard, desejando proteger Depp, declarou-lhes que era uma "disputa verbal somente", e os oficiais viram "nenhuma evidência de um crime naquele momento".[21][25][26] Em resposta, os advogados de Depp disseram que ela estava "tentando obter uma resolução financeira prematura alegando abuso".[21][27] Em 31 de maio, Heard deu uma declaração ao LAPD sobre o incidente em 21 de maio; seus advogados afirmaram que ela inicialmente estava relutante em envolver a justiça no caso, a fim de "proteger sua privacidade e carreira de Johnny", mas foi forçada a fazê-lo "para definir o registro correto em relação aos fatos verdadeiros, como ela não pode continuar deixa-sse aberta para alegações falsas e maliciosas [pela equipe de Depp] que infectaram a mídia".[28] No dia seguinte, as pessoas publicaram imagens dos ferimentos de Heard de um suposto incidente anterior a violência doméstica,[21] e em 4 de junho, Wright publicou um ensaio sobre na Refinaria29, no qual ela escreveu sobre testemunhar provas de abuso durante todo o casamento e criticou a mídia por culpar a vítima quando ela decidiu ir a público sobre isso.[25] Mais tarde naquele mês, Heard processou o amigo de Depp, o comediante Doug Stanhope por difamação depois que ele escreveu em uma coluna para TheWrap que ela estava chantageando Depp e retirou seu pedido inicial de apoio ao cônjuge.[21][29]

O divórcio foi liquidado em 16 de agosto de 2016, com Heard recebendo US $ 7 milhões e retirando a ordem de restrição contra Depp. Eles também emitiram uma declaração conjunta, que dizia que sua "relação era intensamente apaixonada e às vezes volátil, mas sempre ligada pelo amor. Nenhuma das partes fez as falsas acusações de ganho financeiro. Nunca houve intenção de dano físico ou emocional". Heard doou todo o dinheiro do divórcio para a American Civil Liberties Union e Children's Hospital Los Angeles.[30]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Filmes
Ano Título Original Título (Brasil) Título (Portugal) Papel
2004 Friday Night Lights Tudo Pela Vitória Maria
2005 SideFX SideFX SideFX Shay
Drop Dead Sexy Sexy de Morrer Sexy de Morrer Candy
North Country Terra Fria North Country - Terra Fria Josey (jovem)
2006 Price to Pay Price to Pay Price to Pay Trish
The Prince The Prince The Prince Serena (para televisão)
Alpha Dog Alpha Dog Alpha Dog Alma
All the Boys Love Mandy Lane Tudo Por Ela Sedução Mortal Mandy Lane
2007 You Are Here You Are Here You Are Here Amber
Day 73 with Sarah Day 73 with Sarah Day 73 with Sarah Mary (curta-metragem)
Remember the Daze Beleza Ordinária Julia Ford
2008 Never Back Down Quebrando Regras Até ao Último Combate Baja Miller
Pineapple Express Segurando as Pontas Alta Pedrada Angie Anderson
The Informers Informers - Geração Perdida Os Informadores Christie
2009 ExTerminators ExTerminadoras Nikki
The Joneses Amor por Contrato Jenn Jones
Zombieland Zumbilândia Bem Vido à Zombieland 406
The Stepfather O Padrasto Kelly Porter
2010 And Soon the Darkness Viagem do Medo E a Noite a Cair Stephanie
The River Why The River Why O Rio Revelador Eddy
The Ward Aterrorizada O Hospício Kristen
2011 Drive Angry Fúria Sobre Rodas Destino Infernal Piper
The Rum Diary O Diário de Um Jornalista Bêbado O Diário a Rum Chenault
2012 Syrup Syrup Syrup 6
Motor City Motor City Motor City
2013 Paranoia Conexão Perigosa Paranóia Emma Jennings
Machete Kills Machete Mata Machete Kills Miss San Antonio
2014 3 Days to Kill 3 Dias Para Matar Vivi Delay
2015 Magic Mike XXL Magic Mike XXL Magic Mike XXL Zoe
The Danish Girl A Garota Dinamarquesa A Rapariga Dinamarquesa Ulla
2017 Liga da Justiça Liga da Justiça Liga da Justiça Mera
2018 Aquaman (2018) Aquaman Aquaman
Séries
Ano Título Papel Episódios Notas
2004 Jack & Bobby Liz 1 episódio 1x01 – "Pilot"
The Mountain Riley 1x08 – "A Piece of the Rock"
2005 The O.C. Vendedora 2x15 – "Mallpisode"
2006 Criminal Minds Lila Archer 1x18 – "Somebody's Watching"
2007 Californication Anber 1x08 – "California Son"
Hidden Palms Greta Matthews 8 episódios
2011 The Playboy Club Maureen 7 episódios
Top Gear ela mesma 16x05

Prémios[editar | editar código-fonte]

Prémios
Ano Resultado Premiação Categoria Título
2008 Venceu Young Hollywood Awards Performance estreante
2009 Indicada Detroit Film Critics Society Awards Melhor Elenco Zombieland
2010 MTV Movie Awards Melhor Performance Scared-As-S**t
Venceu[31] Dallas International Film Festival Estrela de Dallas

Referências

  1. William Keck (30-05-2007). «Amber Heard will be heard». EUA Hoje. 
  2. «The Playboy Club oficial». NBC. Consultado em 12-08-2011. 
  3. «The Rum Diary Now Filming». IGN [S.l.: s.n.] A2-04-2009. Consultado em 2-04-2009. 
  4. «Amber Heard Wins ‘Motor City’ Lead». Deadline. Consultado em 20-12-2011. 
  5. Dailymail. «Actress Amber Heard comes out as a lesbian at GLAAD event». Consultado em 16-07-2011. 
  6. «Actress Amber Heard Comes Out as Lesbian». US Magazine. 6-12-2010. Consultado em 16-07-2011. 
  7. «EXCLUSIVE: Amber Heard talks about being out in Hollywood». Arquivado desde o original em 2012-05-25. 
  8. Lee, Joyce (6-12-2010). «Amber Heard, "Pineapple Express" Actress, Comes Out as Lesbian». CBS News [S.l.: s.n.] 
  9. Amber Heard wants to be taken seriously as an actress. Details
  10. Amber Heard is Gay: Everything You Need to Know About the Openly Lesbian Actress
  11. «Casamento de Amber Heard e Johnny Depp chega ao fim». 
  12. Elaine Lipworth (7 de abril de 2010). «Amber Heard: 'My baby is a .357 magnum'» (Londres: www.dailymail.co.uk). Consultado em 2011-02-27. 
  13. Stuart O'Connor (2011-02-25). «Drive Angry stars get revved up about the joys and perils of old technology» (London: guardian.co.uk). Consultado em 2011-02-27. 
  14. «Amber Heard, sex symbol et femme fatale confirmée». Consultado em February 28, 2014. 
  15. FHM profile of Amber Heard
  16. «Interview: Amber Heard at Stylist». Consultado em 6 de abril de 2014. 
  17. http://www.cineseries.com.br/listas/as-100-mulheres-mais-sexys-de-2010-segundo-a-revista-maxim/
  18. http://www.mdig.com.br/?itemid=27051
  19. http://caras.sapo.pt/famosos/2015-07-16-Amber-Heard-arrisca-pena-de-prisao-que-pode-ir-ate-dez-anos
  20. «Amber Heard pediu divórcio após ser agredida por Johnny Depp, diz site». Cinema. 2016-05-27. Consultado em 2016-05-27. 
  21. a b c d e France, Lisa Respers (August 16, 2016). "Johnny Depp and Amber Heard Settle Divorce"CNN
  22. "Amber Heard and Johnny Depp's court declarations regarding allegations of domestic violence"The Los Angeles Times.
  23. Ahmed, Tufayel (June 15, 2016). "Amber Heard Drops Spousal Support Request in Johnny Depp Divorce". Culture. Newsweek
  24. Woolf, Nicky (May 28, 2016). "Amber Heard Granted Domestic Violence Restraining Order Against Johnny Depp"The Guardian
  25. a b Wright, iO Tillett (June 8, 2016). "Why I Called 911"Refinery29
  26. Hill, Libby (June 1, 2016). "New photos of Amber Heard show bruised eye and bloody lip"The Los Angeles Times
  27. Carroll, Rory (August 16, 2016). "Amber Heard settles domestic abuse case against Johnny Depp"The Guardian
  28. Khatchatourian, Maane (May 31, 2016). "Amber Heard's Domestic Violence Claim Against Johnny Depp Being Investigated by LAPD". Variety. 
  29. Smith, Nigel M (June 4, 2016). "Amber Heard suing man who said her Johnny Depp abuse claims are blackmail"The Guardian
  30. "Amber Heard To Give $7M Johnny Depp Divorce Settlement To Charity"The New York Times
  31. «DALLAS International Film Festival names Amber Heard as first recipient of their Shining Star Award». Pegasus News. Consultado em 25-09-2011. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Amber Heard