People

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja People (desambiguação).
People Magazine logo.svg
Capa da edição de 1 de de dezembro de 2014
Editor Jess Cagle[1]
Frequência Semanal
Editora Time Inc.
Circulação Total: 3.527.541[2]
Categoria Celebridades, histórias de interesse humano, notícias
País  Estados Unidos
Idioma Inglês
Fundação 4 de março de 1974 (42 anos)
Orientação política 0093-7673
www.people.com

People é uma revista semanal estadunidense de celebridades e de histórias de interesse humano histórias, publicada pela Time Inc.. Com um público de 46,6 milhões de adultos, a revista tem a maior audiência do que qualquer outra revista do país.[3]

A People tinha 997 milhões de dólares em receitas de publicidade em 2011, a maior receita de publicidade de qualquer revista estadunidense.[4] Em 2006, ela tinha uma circulação de 3,75 milhões e receita esperada para chegar a 1,5 bilhão de dólares.[5]

Ela foi classificada como a "Revista do Ano" pela revista Advertising Age em outubro de 2005, por sua excelência em editorial, circulação e publicidade.[6] O website da revista, o People.com, concentra-se em notícias de celebridades e histórias de interesse humano.[6] Em fevereiro de 2015, o site quebrou um novo recorde: 72 milhões de visitantes únicos.[7]

A People é talvez melhor conhecida por suas questões anual especiais nomeando do tipo "o mais bonito do mundo". A sede da revista está em Nova York e mantém escritórios editoriais em Los Angeles e em Londres. Por razões econômicas fechou seus escritórios em Austin, Miami e Chicago em 2006.[5][6]

História[editar | editar código-fonte]

A revista People foi co-fundada por Dick Durrell como uma coluna da revista Time. Seu primeiro editor-chefe, Richard Stolley, separou sua coluna da revista Time para focar-se mais em pessoas e não em eventos e notícias. Assim, em 4 de março de 1974 a revista estreia com a atriz Mia Farrow na capa e uma entrevista com a mesma. Em 1996, a Time Inc. lançou a People en Español, uma edição "latina" da revista para um grupo de leitores cada vez maior neste idioma.

Teen People[editar | editar código-fonte]

Em 1998, a revista introduziu uma versão destinada à adolescentes, chamada Teen People.[8] No entanto, em 27 de Julho de 2006, a empresa anunciou que iria encerrar publicação da Teen People imediatamente.[9] Havia inúmeras razões citadas para o encerramento das publicações, incluindo uma queda nas páginas de anúncios, a concorrência de ambas as outras revistas teen-oriented e na internet, juntamente com uma diminuição em números de circulação.[10] Teenpeople.com foi incorporada pela People.com na abril de 2007. "People.com vai levar histórias focada à adolescentes que está agora como TeenPeople.com", Mark Golin, editor da People.com explicou."[11]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Pompeo, Joe (10 de janeiro de 2014). «Time Inc. shake-up». Capital New York. Consultado em 16 de março de 2014. 
  2. «Consumer Magazines». Alliance for Audited Media. Consultado em February 10, 2014. 
  3. Johnston-Greene, Chandra (18 de maio de 2009). «AARP Shows Largest Growth in Readership». Folio Magazine [S.l.: s.n.] Consultado em 9 de setembro de 2012. 
  4. Flamm, Matthew (10 de janeiro de 2012). «Magazines eke out gains in 2011». Crain's New York Business [S.l.: s.n.] Consultado em 9 de setembro de 2012. 
  5. a b People who need people, a July 2006 article from Variety magazine.
  6. a b c Martha Nelson Named Editor, The People Group, a January 2006 Time Warner press release.
  7. Seelye, Katharine Q. (19 de fevereiro de 2007). «Old Media Partying With Oscar Online». The New York Times [S.l.: s.n.] Consultado em 3 de julho de 2011. 
  8. "Tweens, Teens, and Magazines"
  9. "Teen People magazine closes, but website will still continue."
  10. "''Medialifemagazine.com''."
  11. "TeenPeople.com to Merge Into People.com"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma revista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.