James Franco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde fevereiro de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
James Franco
James na estréia de Homem Aranha 3 em 2007.
Nome completo James Edward Franco
Apelido(s) Ted, Teddy
Nascimento 19 de abril de 1978 (39 anos)
Palo Alto,  Califórnia
 Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Atividade 1997 - presente
Globos de Ouro
Melhor Ator em Minissérie ou Filme
2002 - James Dean
Página oficial
IMDb: (inglês)

James Edward Franco (Palo Alto, 19 de abril de 1978) é um ator, diretor, roteirista, comediante, produtor cinematográfico, escritor e professor norte-americano. É mais conhecido por interpretar Harry Osborn na trilogia Spider-Man, o traficante Saul Silver em Pineapple Express e o alpinista Aron Ralston em 127 Hours. Foi nomeado a três prêmios Globo de Ouro, dos quais ganhou um, e recebeu uma nomeação aos Oscar por sua atuação em 127 Hours. James Franco é membro do grupo de comediantes Frat Pack.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Franco nasceu em Palo Alto, Califórnia. Sua mãe, Betsy Lou (Verne), é uma poetisa, autora e editora, e seu pai, Douglas Eugene Franco, dirige uma agência sem fins lucrativos e uma empresa de contêiner. Os dois se conheceram quando eram alunos da Stanford University.[1][2]

O pai de Franco é de ascendência portuguesa e sueca[3] e a sua mãe é judia, sendo descendente de imigrantes russos (o sobrenome da família foi alterado de "Verovitz" para "Verne").[4] Seu avô paterno , Daniel Franco jr., era filho de portugueses (Daniel Franco e Eugenia), sua avó paterna, Marjorie (Peterson) Franco, foi autora de livros adultos;[2][5] Sua avó materna, Mitzi Levine Verne, dirige a Verne Art Gallery, uma galeria de arte de destaque em Cleveland.[6] e foi membro ativo da National Council of Jewish Women.[7][8]

Franco cresceu na Califórnia com seus dois irmãos mais novos, Dave (que também é ator) e Tom.[9] Sendo talentoso em matemática, Franco estagiou na Lockheed Martin.[10] Ele se formou na Palo Alto High School em 1996, onde atuou em peças de teatro.[11]

Durante a adolescência, Franco chegou a ser detido várias vezes por beber quando ainda era menor, fazer grafitis e por fazer parte de um grupo que roubava perfumes e os vendia aos colegas da escola. Estas detenções levaram-no a ficar sob custódia do Estado e colocaram-no em risco de servir pena numa prisão juvenil.[12] Porém, um juiz deu-lhe uma segunda oportunidade se ele tivesse boas notas, o que ele conseguiu fazer. Sobre os seus problemas com a lei, Franco disse:

Aquilo foi angústia adolescente. Não me sentia confortável na minha pele, era tímido. Consegui mudar mesmo a tempo de conseguir ter boas notas.[13]

Depois de terminar o liceu, James matriculou-se na University of California, Los Angeles (UCLA) para estudar Inglês,[14] mas desistiu no seu ano de calouro contra a vontade de seus pais para seguir a carreira de ator, tendo aulas de atuação com Robert Carnegie na Playhouse West.[11] Enquanto estudava representação, James trabalhou no McDonald's para se sustentar, uma vez que os seus pais se recusaram fazê-lo depois de ele desistir da universidade.[15]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Primeiros trabalhos[editar | editar código-fonte]

Após pouco mais de um ano estudando atuação, foi selecionado para protagonizar o seriado Freaks and Geeks (1999),[16] de curta duração devido a baixa audiência, mas foi bem recebido pela crítica e tornou-se objeto de culto. Franco descreveu a série como "uma das mais divertidas" experiências de trabalho que teve.[17] Sua estreia no cinema se deu no mesmo ano, na comédia romântica Never Been Kissed, em que contracenou com Drew Barrymore.

No ano seguinte, entrou em mais uma comédia romântica, Whatever It Takes (2000), mas, desta vez, como protagonista, ao lado da sua então namorada, Marla Sokoloff.[18][19] No ano seguinte, começou a se destacar ao conseguir o papel principal em James Dean, filme independente feito para a TV.[20][21] O ator viveu na pele a vida desregrada de James Dean, chegando a fumar dois maços de cigarros por dia, sendo que na época ele não fumava (mas começou então a fumar), além de aprender a tocar violão. O esforço foi reconhecido com um Globo de Ouro[22] e nomeações para outros prêmios como Emmy Award[23] e Screen Actors Guild Award (SAG).[24][25]

A fama veio em 2002, com o blockbuster Homem Aranha, no qual interpretou o papel de Harry Osborn, filho do vilão Duende Verde (Willem Dafoe) e melhor amigo de Peter Parker. James chegou a ser falado para o papel principal, que acabou ficando para Tobey Maguire.[26][27] O sucesso foi tal que, no mesmo ano, o segundo filme da trilogia foi rodado e chegou aos cinemas batendo recordes de bilheteria[28] nos Estados Unidos.[29]

Franco, pouco antes de pilotar um avião para um filme, em agosto de 2006.

Ainda em 2002, fez o papel do filho drogado de Robert de Niro em City by the Sea (ele viveu nas ruas vários dias para entender melhor a personagem),[30] e foi dirigido por Nicolas Cage em Sonny. De seguida entrou em The Company (2003) ao lado de Neve Campbell.[31] Dirigiu Fool’s Gold (2005), The Ape (2005) e Good Time Max (2008), sendo também o protagonista dos dois primeiros.

Em 2006, atuou em Annapolis, Tristão e Isolda[32] e em Flyboys, todos de grande orçamento. Ao preparar-se para esses trabalhos, James chegou a aprender a pilotar aviões[33] e a saltar de um cavalo para outro, entre outras façanhas. Porém, apesar do esforço para viver os três personagens, os filmes foram um fracasso de crítica e bilheteria.[34] Ainda em 2006, ele fez uma participação especial na comédia romântica The Holiday.

Em 2007, ele voltou a interpretar Harry Osborn pela última vez em Homem-Aranha 3.[35][36] Ao contrário dos filmes anteriores, que foram bem recebidos pela crítica, este recebeu críticas mistas.

Regresso aos estudos e nova fase na carreira[editar | editar código-fonte]

Em 2006, depois de uma série de filmes fracassados e insatisfeito com a sua carreira, James decidiu voltar a estudar. Nesse ano matriculou-se num curso de Inglês na UCLA e foi autorizado a inscrever-se em mais aulas do que o permitido conseguindo se formar no tempo recorde de apenas dois anos e com uma média de 3,5 (a nota máxima é 4,0).[37] Enquanto estudava, o ator interpretou um traficante de maconha em Pinapple Express[17][38] [39] e o namorado de Harvey Milk (Sean Penn), Scott Smith em Milk (2008).[40][41] As duas atuações foram bem avaliadas pela crítica e renderam prêmios menores do cinema americano.[42]

Franco com Denis O'Hara discutindo Milk em 8 de Dezembro de 2008.

Ao terminar a faculdade, James foi morar em Nova York, onde realizou uma maratona intelectual e profissional. Além de fazer um mestrado em Literatura na Universidade de Columbia, o ator estudou cinema na Universidade de Nova York, ficção no Brooklin College e poesia no Warren Wilson College. Não contente, James iniciou um doutorado na Universidade Yale, de onde sairá com o título de PhD em língua inglesa.[43][37][44]

Enquanto o ator investia em sua formação profissional e intelectual, era eleito um dos homens mais sexies do mundo pela revista People[45] e por outras publicações menores. Bonito e famoso, não demorou para uma grande marca contratá-lo, em 2008 ele foi nomeado o novo rosto da linha de fragrância masculina da Gucci.[46]

Em 2009, o ator voltou a trabalhar na televisão, na telenovela General Hospital,[47] um dos programas mais antigos da TV americana,[48] ao mesmo tempo que produzia e dirigia um documentário sobre o humorístico Saturday Night Live, do qual já participou.[49]

James Franco em fevereiro de 2009

Franco fez uma participação no sitcom 30 Rock onde interpretou ele mesmo e tinha um romance falso com Jenna Maroney (Jane Krakowski) em um esquema inventado pelos seus respectivos agentes.[50]

No ano seguinte, interpretou o poeta Allen Ginsberg em Howl,[51] e o namorado mais novo da protagonista de Eat Pray Love. Em 2010, o ator foi bastante elogiado ao protagonizar 127 Horas,[52][53] cujo drama é sobre um alpinista que fica com o braço preso por uma rocha dentro da fenda de uma montanha por mais de cinco dias.[54] Sua performance lhe rendeu indicações para a maioria dos prêmios mais importantes, como Oscar, Globo de Ouro e SAG e acabou ganhando um Independent Spirit Award.[55]

Em 2011 atuou ao vivo na Broadway ao lado de Nicole Kidman em Sweet Bird of Youth. Nesse ano, participou ainda na comédia Your Highness, com Natalie Portman e Danny McBride[56] e Rise of the Apes, um filme que pertence à série Planeta dos Macacos.[57]

Em fevereiro desse ano, James apresentou a 83ª cerimônia de entrega do Oscar ao lado da atriz Anne Hathaway.[58][59] A forma como James apresentou a cerimónia foi bastante críticada e gerou rumores de que ele estava pedrado. No entanto, o representante do ator desmentiu esses rumores e afirmou que o ator parecia "apagado" porque estava exausto por ter de viajar várias vezes entre Nova Iorque e Los Angeles para conciliar os estudos com os ensaios para a cerimónia.[60]

James Franco na cerimónia de inauguração da sua estrela no Passeio da Fama em 2013.

Em 2013, James foi um dos protagonistas de Spring Breakers, um drama criminal onde interpreta Alien, um rapper e gangster que apresenta quatro amigas a um mundo de crime. O filme esteve em competição para o Leão de Ouro no Festival Internacional de Cinema de Veneza e o estúdio fez campanha para que James fosse nomeado para os Óscares, mas sem sucesso.[61] No mesmo ano, participou no biopic Lovelace, baseado na vida da atriz pornográfica Linda Lovelace, onde interpretou Hugh Hefner e protagonizou o filme de fantasia Oz the Great and Powerful, uma prequela de The Wizard of Oz que se centra na história do feiticeiro. Protagonizou ainda o filme Palo Alto, baseado no romance que o próprio escreveu e This is the End, onde interpreta uma versão satírica dele próprio. Ainda nesse ano, teve papéis mais secundários em Homefront (protagonizado por Jason Statham) e Child of God, para além de ter participado em dois episódios da segunda temporada da série de comédia The Mindy Project.

Em 2014, James Franco estreou-se na Broadway com a peça Of Mice and Men de John Steinbeck. No mesmo ano, estreou a controversa comédia The Interview, que James protagoniza com Seth Rogen. James interpreta o papel de Dave Skylark, o apresentador de um programa de celebridades que consegue uma entrevista com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un. O filme causou um problema diplomático entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, que o considerou "um ataque terrorista em espírito". The Interview também esteve na origem de um ataque informático à Sony Pictures.[62]

Em 2015, dois filmes que contam com a participação de James Franco estrearam no Festival de Cinema de Sundance: I Am Michael, onde interpreta um ativista dos direitos homossexuais que acaba por rejeitar a sua homossexualidade e torna-se num pastor cristão conservador; e True Story, onde interpreta Christian Longo, um homem que esteve na lista dos homens mais procurado do FBI pelo homicídio da sua mulher e dos três filhos e que viveu vários anos com a identidade de Michael Finkel, um jornalista interpretado por Jonah Hill. O filme é baseado em factos reais.

Em 2016, protagonizou a minissérie 11.22.63, baseada no livro homónimo de Stephen King. James interpreta Jake Epping, um professor de Inglês que recebe a oportunidade de viajar no tempo com o objetivo de tentar travar o assassinato de John F Kennedy.

Projetos pessoais como roteirista, diretor e produtor[editar | editar código-fonte]

James Franco já trabalhou em vários projetos, a maioria filmes independentes sem grandes espectadores, como roteirista, diretor e produtor e protagonista. O seu primeiro trabalho nestas capacidades foi The Ape, uma comédia dramática sobre um escritor que, à beira de um colapso mental, se muda para um apartamento habitado por um macaco falante. Seguiram-se Fool's Gold (2005), Good Time Max (2007), The Broken Tower (2011), Interior. Leather Bar. (2013), As I Lay Dying (2013), Child of God (2013), The Sound and the Fury (2014) e I Think You're Totally Wrong: A Quarrel. Dirigiu e escreveu também os filmes Sal (2011) e Bukowski (2013), mas não participou nos mesmos como ator.

Outros projetos[editar | editar código-fonte]

Em 2011, estreou na Gagosian Gallery[63] em Beverly Hills, uma exposição com 12 horas de material inédito do filme My Own Private Idaho, incluindo cenas deletadas, cenas alternativas e bastidores.[64] "Unfinished" foi dirigido por James Franco e Gus Van Sant[65] e ficou em exposição até 9 de abril de 2011.[66]

Ele também produziu um romance como trabalho de conclusão da faculdade e publicou recentemente um livro de contos, “Palo Alto”,[67] que recebeu críticas negativas e positivas.[68] James ainda pinta desde pequeno, tendo feito sua primeira exposição em 2006.[11][69] Franco pode ser visto pintando em uma cena de Spider-Man 3.[70] Ele lançou sua primeira exposição de arte na Europa 2011, no Peres Projects, em Berlim.[71]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Namorou a atriz Marla Sokoloff, sua colega de elenco no filme Correndo Atrás de 1999 até 2004.[72]

Mesmo tendo uma namorada fixa há alguns anos, após fazer o seu terceiro papel de homossexual no cinema, vem respondendo à polêmica sobre sua sexualidade.[73] [74] com inteligência e bom humor,[75] sem negar e confirmar especulações, tendo inclusive participado de 2 ensaios com carga homoerótica: um ensaio em vídeo para o jornal New York Times chamado Actors Acting[76] e de um ensaio fotográfico para a revista Candy.[77]

Durante uma entrevista a Newsweek[78] com os indicados ao Oscar 2011, Franco admitiu ter feito um vídeo de sexo caseiro aos 19 anos, mas que não gostou do resultado.[79]

O ator é abstêmio (ou seja, não bebe) e dorme muito pouco, pois considera o sono como "perda de tempo".[80] As pessoas próximas o descrevem como extremamente inteligente e capaz de realizar várias tarefas diferentes ao mesmo tempo. Nos bastidores de Hollywood, o ator é conhecido por estar sempre lendo clássicos nos intervalos das filmagens.[81][82]

James foi aconselhado pela atriz Kirsten Dunst, colega de elenco de Homem-Aranha a ser voluntário na Art of Elysium, que ajuda as crianças com sérios problemas de saúde. James estava em um momento da vida em que queria ajudar os outros, mas não sabia o que fazer. "Kirsten me contou: 'Você sabe que eu sou voluntária com este grupo chamado Art of Elysium..." e me convidou para ajudá-los. Foi engraçado porque eu estava fazendo terapia naquele momento... Respondi que eu só iria onde eu poderia realmente ajudar, mas não sabia o que realmente poderia fazer. Então, eu fui e comecei o voluntariado no hospital. Essa experiência realmente salvou minha vida." [83]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Título em português Papel Obs.
1998 1973 Greg Filme para a TV
1999 To Serve and Protect Matt Carr
Freaks And Geeks Daniel Desario Série de Televisão
Never Been Kissed br/pt: Nunca Fui Beijada Jason Way
2000 At Any Cost Mike
If Tomorrow Comes Devin
Whatever It Takes br: Correndo atrás Chris Campbell
2001 Mean People Suck Casey
Some Body Terceiro sujeito do apartamento Não-creditado
James Dean James Dean
2002 Blind Spot Danny
Mother Ghost Skatista
Sonny Sonny Phillips limited release
City by the Sea br: O Último Suspeito Joey Chlotrudis Award de melhor ator coadjuvante
Spider-Man br/pt: Homem-Aranha Harry Osborn
Deuces Wild br/pt: Ruas Selvagens Tino
2003 The Company Josh
2004 Spider-Man 2 br/pt: Homem-Aranha 2 Harry Osborn
2005 Ape, TheThe Ape Harry Walker
The Great Raid Capitão Prince
Fool's Gold Brent Também roteirista e diretor
2006 Grasshopper Travis Curta-metragem
Tristan & Isolde Tristão
Annapolis pt: Annapolis - Paixão e Glória Jake Huard
Wicker Man, TheThe Wicker Man br: O Sacrifício

pt: O Escolhido

Primeiro sujeito no bar
Flyboys Blaine Rawlings
Dead Girl, TheThe Dead Girl Derek
Holiday, TheThe Holiday br: O Amor não Tira Férias Ele próprio Não-creditado
2007 Spider-Man 3 br/pt: Homem-Aranha 3 Harry Osborn / New Goblin
Knocked Up br: Ligeiramente Grávidos

pt: Um Azar do Caraças

Ele próprio Não-creditado
In the Valley of Elah br: No Vale das Sombras

pt: No Vale de Elah

Sargento Dan Carnelli
Finishing the Game Dean Silo/"Rob Force"
American Crime, AnAn American Crime br: Um Crime Americano Andy
Interview Namorado no telefone
Camille br: Camille - Um Amor do Outro Mundo Silas Parker
Good Time Max Max Verbinski Também roteirista e diretor
2008 Pineapple Express br: Segurando as Pontas

pt: Alta Pedrada

Saul Silver Prêmio da Sociedade de Críticos de Cinema de Detroit de melhor ator coadjuvante

Globo de Ouro de melhor ator em comédia ou musical

MTV Movie Award de melhor performance de comédia

MTV Movie Award de melhor luta

Nights in Rodanthe br: Noites de Tormenta

pt: O Sorriso das Estrelas

Dr. Mark Flanner Não-creditado
Milk br: Milk - A Voz da Igualdade Scott Smith
2010 Shadows & Lies William Vincent
Date Night br: Uma Noite Fora de Série

pt: Uma Noite Atribulada

Thomas Tripplehorn/ Felton
Eat Pray Love br: Comer, Rezar, Amar

pt: Comer Orar Amar

David
Howl Allen Ginsberg
127 Hours br/pt: 127 Horas Aron Ralston
2011 The Green Hornet br: O Besouro Verde Danny "Crystal" Clear Participação não-creditada
Your Highness br/pt: Sua Alteza Fabious Prêmio Framboesa de Ouro de pior ator coadjuvante
The Broken Tower Hart Crane Também diretor, roteirista, editor e produtor
Sal Milton Katselas Também roteirista e diretor
Rise of the Planet of the Apes br/pt: Planeta dos Macacos: A Origem Will Rodman
2012 Maladies James Também produtor
The Stare Tyrone
Cherry Frances
The Apocalypse James Franco
The Iceman Marty
Lovelace Hugh Hefner
2013 Oz: The Great and Powerful Oz: Mágico e Poderoso Oscar Diggs/Mágico de Oz
Spring Breakers br: Spring Breakers - Garotas Perigosas

pt: Spring Breakers - Viagem de Finalistas

Alien
This is the End br: É o Fim Ele mesmo
Homefront br: Linha de Frente Gator Bodine
2014 Veronica Mars br: Veronica Mars Ele mesmo
Palo Alto Mr. B
The Interview br: A Entrevista Dave Skylark
2015 Don Quixote: The Ingenious Gentleman of La Mancha Passamonte
True Story Christian Longo
Yosemite Phil
I Am Michael Michael Glatze
Queen of the Desert Henry Cadogan
Every Thing Will Be Fine Tomas Eldan
A Walk in the Winter Conrad Curta-metragem
Wild Horses Ben Briggs
The Adderall Diaries Stephen Elliott
Le Petit Prince A Raposa Voz (versão inglesa)
Memoria Mr. Wyckoff
The Night Before br: Sexo, Drogas e Jingle Bells

pt: A Última Noitada

Ele mesmo
Richard Peter Johnson James Franco
2016 Goat Mitch
Sausage Party Druggie Voz
The Fixer Lindsay
King Cobra Joe
In Dubious Battle Mac
Zeroville Vikar
Actors Anonymous Jake Lamont
Why Him? pt: Porquê ele? Laird Mayhew
2017 The Vault Ed Maas
The Disaster Artist Tommy Wiseau
The Institute Dr. Cairn
The Heyday of the Insensitive Bastards Conrad
Kill the Czar Conrad
Black Dog, Red Dog Leo
The Long Home Dallas Hardin
Blood Surf Metalhead Troy


Televisão
Ano Título Papel Obs.
1997 Pacific Blue Brian
1999 Profiler Stevie Episódio: "Three Carat Crisis"
1999–2000 Freaks and Geeks Daniel Desario
2001 The X-Files Policial nº.2
2009–2012 General Hospital Franco 54 episódios
2010 30 Rock Ele próprio Episódio: "Klaus and Greta"
2012 Hollywood Heights Osbourne Silver 6 episódios
FCU: Fact Checkers Unit James Episódio: "James Franco is Preggers"
2013 The Mindy Project Paul Leotard 2 episódios
2014 - 2016 Making a Scene with James Franco Vários papéis
2016 11.22.63 Jake Epping/Jake Amberson
Angie Tribeca Sgt. Pepper

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2011 Melhor ator 127 Hours Indicado

Primetime Emmy Award[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2002 Ator principal em minissérie ou filme James Dean Indicado

Globo de Ouro[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2002 Melhor ator em minissérie ou filme James Dean Venceu
2008 Melhor ator em comédia ou musical Pineapple Express Indicado
2011 Melhor ator em filme de drama 127 hours Indicado

SAG Awards[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2002 Melhor ator em minissérie ou filme James Dean Indicado
2011 Melhor ator em cinema 127 hours Indicado

BAFTA[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2011 Melhor ator 127 Hours Indicado

Saturn Award[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2007 Melhor luta Spider Man 3 Indicado

MTV Movie Award[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2007 Melhor luta com Tobey Maguire Spider Man 3 Indicado
2008 Melhor Performance de Comédia Pineapple Express Indicado
Melhor luta Indicado
2008 Melhor beijo Milk Indicado

Chlotrudis Awards[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2002 Melhor ator coadjuvante City by the Sea Indicado

Satellite Awards[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2009 Melhor Ator Coadjuvante em Filme de Drama Milk Indicado

Independent Spirit Awards[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2009 Melhor ator coadjuvante Milk Venceu
2011 Melhor ator 127 Hours Venceu

Sierra Award[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2011 Melhor ator 127 Hours Venceu

COFCA Award[editar | editar código-fonte]

Ano Categoria Filme Notas
2011 Ator do ano 127 Hours Venceu
Melhor ator Venceu

Outras premiações[editar | editar código-fonte]

  • Ganhou o prêmio "Stoner of the year" de 2009 concedido pelas revistasHigh Times, especializada em cultura canábica.[84]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • 2011: "Turn It Up (feat. James Franco) - EP" - em colaboração com Kalup Linzy
  • 2012: "MotorCity" EP - with Tim O'Keefe, as the duo "Daddy"

Músicas em outros Álbuns[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Wolfson, Jill (setembro–outubro de 2009). «Penciling in a Career». Stanford Magazine. Consultado em 6 de dezembro de 2010 
  2. a b Marquis Who's Who, Inc (1991). Who's who of emerging leaders in America. [S.l.]: Marquis Who's Who. ISBN 0837972027 
  3. «LatinoReview.com». Franco Talks Annapolis!. Consultado em 9 de maio de 2006 
  4. «Spidey foe meets his match in Harvard's Hasty Pudding crew». Boston Globe. 14 de fevereiro de 2009. Consultado em 9 de agosto de 2009 
  5. Commire, Anne; Gale Research Company (1985). Something about the Author, Volume 38. [S.l.]: Gale Research. 77 páginas. ISBN 0810300710 
  6. «Case Western Reserve University». Admission Case. Consultado em 8 de agosto de 2008 [ligação inativa] 
  7. Spevack, Violet (31 de janeiro de 2002). «Cavalcade». Cleveland Jewish News. Consultado em 28 de dezembro de 2010 
  8. «Case Western Reserve University». Admission Case. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  9. Van Sant, Gus. «James Franco». Interview. p. 1. Consultado em 2 de março de 2009 
  10. Anderson, Sam. "The James Franco Project" New York, 25 de julho de 2010.
  11. a b c «James Franco Biography». Yahoo!. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  12. «10 things you don't know about James Franco». Entertainment Weekly's EW.com 
  13. Raphael, Amy (23 de janeiro de 2009). «Acting clever». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077 
  14. Posner, Michael (5 de agosto de 2008). «Top of the food chain». The Globe and Mail. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  15. «McDonald's was there for me when no one else was». Washington Post. Consultado em 28 de outubro de 2016 
  16. «Shout! Factory — Freaks And Geeks». Shout Factory. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  17. a b «United Press International». Franco to reunite with Freaks pals. United Press International. Consultado em 23 de setembro de 2006 
  18. Gleiberman, Owen (31 de março de 2000). «What It Takes Review». Entertainment Weekly. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  19. Scott, A.O. (24 de março de 2000). «Whatever It Takes Review». New York Times. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  20. Carter, Kelly (27 de julho de 2001). «James Franco: The next James Dean». USA Today. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  21. Lee, Chris (6 de agosto de 2008). «James Franco plays against type in 'Pineapple Express'». Los Angeles Times. Consultado em 8 de agosto de 2008 [ligação inativa] 
  22. «HFPA — Awards Search». Golden Globes. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  23. «2002 Emmys». CNN 
  24. «8th Annual SAG Awards Nominee — Screen Actors Guild Awards». Screen Actors Guild Awards 
  25. Tucker, Ken (3 de agosto de 2001). «James Dean TV Review». Entertainment Weekly. Consultado em 13 de agosto de 2008 
  26. Travers, Peter (23 de maio de 2002). «Spider-Man Review». Rolling Stone. Consultado em 4 de agosto de 2008. Arquivado do original em 8 de julho de 2008 
  27. «Mike Clark review». USA Today. 3 de maio de 2002. Consultado em 23 de janeiro de 2007 
  28. «Spider-Man (2002): Reviews». Metacritic. 3 de maio de 2002. Consultado em 2 de março de 2009 
  29. «James Franco Movie Box Office Results». Box Office Mojo. Consultado em 2 de março de 2009 
  30. B., Scotty (4 de setembro de 2002). «An Interview with James Franco». IGN. IGN Entertainment. Consultado em 6 de março de 2011 
  31. Mitchell, Elvis (25 de dezembro de 2003). «The Company Review». The New York Times. Consultado em 8 de agosto de 2008. Arquivado do original em 26 de dezembro de 2007 
  32. Potts, Kim (2 de novembro de 2010). «'127' Facts About James Franco». Moviefone. March 6, 2011 
  33. «ContactMusic». Franco takes off with Stunt Squad. Consultado em 23 de setembro de 2006 
  34. The Wicker Man (DVD). Warner Bros. 2006 
  35. Travers, Peter (3 de maio de 2007). «Spider-Man 3 Review». Rolling Stone. Consultado em 4 de agosto de 2008. Arquivado do original em 19 de junho de 2008 
  36. «Spider-Man 3 (2007): Reviews». Metacritic. 4 de maio de 2007. Consultado em 11 de dezembro de 2008 
  37. a b «Smart Set - UCLA Magazine». UCLA Magazine 
  38. Travers, Peter (7 de agosto de 2008). «Pineapple Express Review». Rolling Stone. Consultado em 8 de agosto de 2008. Arquivado do original em 22 de agosto de 2008 
  39. Mock, Janet. «James Franco Timeline». People. Consultado em 8 de janeiro de 2011 
  40. Freydkin, Donna (3 de agosto de 2008). «'Pineaple' star Franco digs deep, plays stoner and serious». USA Today. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  41. Turan, Kenneth (26 de novembro de 2008). «Review: 'Milk'». Los Angeles Times. Consultado em 23 de fevereiro de 2009 
  42. Dargis, Manohla (6 de agosto de 2008). «'Pineapple Express' – Stoners Who Put the Bud in Buddies». New York Times. Consultado em 24 de agosto de 2008 
  43. Kamp, David. «Franco cum Laude». The Hive 
  44. Williams, John (20 de dezembro de 2011). «What It's Like To Be James Franco's Professor». Slate (em inglês). ISSN 1091-2339 
  45. Hepola, Sarah (19 de novembro de 2009). «Sexiest Man Living 2009». Salon.com. Consultado em 20 de novembro de 2009 
  46. Pearlman, Cindy (30 de novembro de 2008). «James Franco a big man in 'Milk' – and on campus». Chicago Sun-Times. Consultado em 2 de dezembro de 2008 
  47. Bryant, Adam (1 de outubro de 2009). «James Franco to Appear on General Hospital». TV Guide. Consultado em 1 de outubro de 2009 
  48. «Exclusive: James Franco Heads Back to General Hospital». TVGuide.com. Consultado em 8 de dezembro de 2010 
  49. Itzkoff, Dave (3 de maio de 2010). «Things We Learned About 'Saturday Night Live' From James Franco's Documentary». The New York Times. Consultado em 30 de julho de 2010 
  50. Stanhope, Kate (3 de novembro de 2009). «James Franco to Guest-Star on 30 Rock». TV Guide. Consultado em 5 de novembro de 2009 
  51. Ganahl, Jane (23 de janeiro de 2010). «Howl's Cast and Crew On the Road to Sundance». Vanity Fair. Consultado em 15 de outubro de 2010 
  52. Shone, Tom (4 de janeiro de 2011). «A class apart: interview with James Franco». The Daily Telegraph. Telegraph Media Group Limited. Consultado em 7 de março de 2011 
  53. «James Franco». Rotten Tomatoes. Flixster, Inc 
  54. «127 Hours». Box Office Mojo. IMDB.com Inc 
  55. Rancilio, Alicia (25 de janeiro de 2011). «James Franco Talks 'Crazy Projects' at Sundance». ABC News. American Broadcasting Company. Consultado em 6 de março de 2011 
  56. Kit, Borys (30 de maio de 2009). «Natalie Portman signs on for comedy "Your Highness"». The Hollywood Reporter. Reuters. Consultado em 1 de junho de 2009 
  57. Siegel, Tatiana (20 de maio de 2010). «James Franco to star in 'Apes'». Variety. Consultado em 23 de maio de 2010 
  58. James Franco concorre ao Oscar, do qual será também um dos apresentadores
  59. Entrega do Oscar 2011 se renova com casal de apresentadores
  60. «Was James Franco Stoned At The Oscars?». Hollywood Life. 3 de março de 2011. Consultado em 28 de outubro de 2016 
  61. «James Franco Wins One for 'Spring Breakers' - Just Like That, A24's Awards Campaign 'Feels More Real'». TheWrap (em inglês). 8 de dezembro de 2013 
  62. «Entenda o ataque virtual à Sony». BBC Brasil. Consultado em 28 de outubro de 2016 
  63. Material inédito de "My Own Private Idaho" dirigido por James Franco e Gus Van Sant
  64. Filme icônico de Van Sant é re-editado
  65. James Franco - Unfinished - Gus Van Sant
  66. "Unfinished" Outdoor
  67. «A life in constant motion». iol.co.za. 5 de janeiro de 2011 
  68. Killian Fox (1 de fevereiro de 2011). «Palo Alto by James Franco – review». Guardian.co.uk 
  69. Oldenburg, Ann (14 de agosto de 2002). «Celebrities pour passion into artwork». USA Today. Consultado em 8 de agosto de 2008 
  70. Spider-Man 3 (DVD). Sony Pictures. 2007 
  71. Pidd, Helen (20 de fevereiro de 2011). «The many lives of James Franco». The Guardian. Consultado em 6 de março de 2011 
  72. James Franco and Marla Sokoloff
  73. Donnelly, Matt (7 de janeiro de 2011). «James Franco's Maybe I'm just gay'- and why we love it». Los Angeles Times blog. Consultado em 8 de janeiro de 2011 
  74. James Franco desabafa: ele não é gay e não é maconheiro
  75. «A Vida Secreta - Por que a sexualidade tem que ser em branco e preto?». 10 de janeiro de 2011. Consultado em 20 de fevereiro de 2011 
  76. «The Hollywood Issue - 14 Actors Acting - James Franco, Natalie Portman, Matt Damon and More - Video Feature - NYTimes.com». 12 de dezembro de 2010. Consultado em 20 de fevereiro de 2011 
  77. «Moda Sem Frescura: O homem é a nova mulher?». 14 de fevereiro de 2009. Consultado em 20 de fevereiro de 2011 
  78. James Franco's 'Horrible' Sex Tape Newsweek
  79. «James Franco diz que já fez vídeo de sexo caseiro». Folha de S.Paulo. 25 de janeiro de 2011. Consultado em 6 de janeiro de 2017 
  80. James Franco - Vida íntima
  81. Freydkin, Donna (5 de agosto de 2008). «'Pineapple' star Franco digs deep, plays stoner and serious». USA Today. Consultado em 3 de janeiro de 2011 
  82. Biografia completa de James Franco
  83. James Franco diz que Kirsten Dunst ajudou a salvar sua vida
  84. Hager, Steven (30 de setembro de 2008). «High Times - Franco's First Time». High Times. Consultado em 4 de janeiro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre James Franco