The Green Hornet (2011)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Green Hornet
Green Hornet (PT)
O Besouro Verde (BR)
Pôster de divulgação.
 Estados Unidos
2011 •  cor •  119 min 
Direção Michel Gondry
Produção Neal H. Moritz
Roteiro Seth Rogen
Evan Goldberg
Baseado em The Green Hornet de Fran Striker e George W. Trendle
Elenco Seth Rogen
Jay Chou
Christoph Waltz
Cameron Diaz
Género ação e comédia
Música James Newton Howard
Cinematografia John Schwartzman
Edição Michael Tronick
Companhia(s) produtora(s) Original Film
Distribuição Columbia Pictures
Lançamento Estados Unidos 14 de janeiro de 2011
Portugal 3 de fevereiro de 2011
Brasil 18 de fevereiro de 2011
Idioma Inglês
Orçamento US$ 120 milhões[1]
Receita US$ 227.817.248[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

The Green Hornet (O Besouro Verde (título no Brasil) ou Green Hornet (título em Portugal)) é um filme americano de 2011, dos gêneros ação e comédia, baseado no personagem de mesmo nome que teve origem em um programa de rádio na década de 1930 e já apareceu em série de televisão, história em quadrinhos e outras mídias. Dirigido por Michel Gondry, o filme é estrelado por Seth Rogen, Jay Chou, Christoph Waltz e Cameron Diaz.

O filme foi lançado na América do Norte em 14 de janeiro de 2011, em versões como RealD Cinema e IMAX 3D.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem Ator / Atriz Dublagem
Britt Reid / Besouro Verde Seth Rogen Guilherme Briggs
Kato Jay Chou Philippe Maia
Benjamin Chudnofsky / Sanguenofsky Christoph Waltz Élcio Romar
Lenore Case Cameron Diaz Sheila Dorfman
James Reid Tom Wilkinson Reinaldo Pimenta
Promotor Frank Scanlon David Harbour Maurício Berger
Mike Axford Edward James Olmos Carlos Seidl
Popeye Jamie Harris Ronaldo Júlio
Chili Chad L. Coleman Jorge Vasconcellos
Tupper Edward Furlong Manolo Rey
Ana Lee Analeigh Tipton Márcia Morelli
Danny Crystal Cleer James Franco Alexandre Moreno
Jovem Britt Joshua Erenberg Eduardo Drummond
Empregada Irene White Marisa Leal
Político Robert Clotworthy Leonardo Serrano
Repórter do Sentinela Jill Remez Rita Lopes
Repórter do Sentinela Joe O'Connor Duda Espinoza
Repórter do Sentinela Morgan Rusler Hércules Fernando
Locutor e Placas Malta Júnior

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Britt Reid é um milionário imaturo e irresponsável de 28 anos de idade, filho do viúvo James Reid, editor e proprietário do jornal de Los Angeles The Daily Sentinel ("O Sentinela Diário"). Pai e filho nunca se deram bem e quando James é encontrado morto devido a uma reação alérgica em função da picada de um inseto, Britt demite todos os empregados domésticos do pai. Um dos demitidos é o mecânico asiático Kato, que acaba sendo recontratado quando Britt descobre que era ele quem fazia o excelente café que tomava diariamente.

Ao contar ao patrão o segredo de seu café ser tão bom, Kato se revela um inventor genial e um mestre das artes marciais. Os dois se tornam amigos e saem à noite para beber e farrear num carro todo equipado por Kato e acabam espancando uma gangue de traficantes que ameaçava um casal na rua. Britt fica entusiasmado e propõe a Kato começarem a agir como super-heróis diferentes, fazendo com que todos pensem que são vilões. Para dar prosseguimento a seus planos, Britt contraria o veterano editor Mike Axford e faz seu jornal dar imensa publicidade e grandes manchetes ao novo vilão, apelidado de "Besouro Verde". Ele começa a ir diariamente ao jornal para orientar a campanha e contrata a bela e inteligente secretária Lenore Case, especialista em jornalismo e criminologia. A moça usa seus conhecimentos para "prevêr" os próximos passos do Besouro Verde e Britt aproveita essas ideias para pô-las em prática durante a noite. Mas as coisas começam a sair do controle quando ele e Kato são igualmente atraídos amorosamente por Lenore e acabam brigando. Além disso, suas ações afetam os negócios na cidade do poderoso mafioso russo Benjamin Chudnofsky que resolve se livrar do Besouro.

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A revista Variety noticiou em outubro de 1992 que O Besouro Verde tinha os direitos representados pela Leisure Concepts Inc. e que a sua comercialização estava no "limbo",[2] apesar de já estar em curso negociações com a Universal Pictures.[3] Em setembro de 1993, Chuck Pfarrer havia finalizado o roteiro.[4] Rich Wilkes foi contratado para reescrever o roteiro de Pfarrer e que teria levado George Clooney a assinar um contrato para atuar no filme. Clooney saiu do projeto em dezembro de 1995 para protagonizar Batman e Robin e Greg Kinnear foi cogitado para o papel do Besouro Verde.[5] Jason Scott Lee tinha assinado na mesma época para atuar como Kato.[5] A Universal contratou o diretor de videoclips Michel Gondry em janeiro de 1997 para dirigir o que seria o seu primeiro filme de longa-metragem.[6] Gondry reescreveu o roteiro de Wilkes junto de Edward Neumeier. Ao sair do projeto ele afirmou (em tradução livre) "após um ano e meio, o projeto foi engavetado pelo estúdio... Nós já tínhamos desenhado os carros, as armas... [7] Lawrence Gordon e Lloyd Levin tinham assinado como produtores em janeiro de 1997.[6] Foi oferecido o papel do protagonista a Mark Wahlberg,[8] mas a aprovação para o início das filmagens continuava incerta.[7]

Em abril de 2000 foram iniciadas as negociações com Jet Li para que ele interpretasse Kato[9] com o cachê de 5.2 milhões de dólares mais 5% da bilheteria.[10] Dark Horse Entertainment e Charles Gordon indicaram Larry Gordon e Lloyd Levin para produtores.[9] Christopher McQuarrie tinha escrito um roteiro em junho de 2000,[10] mas como continuava incompleto em outubro, Li acertou para trabalhar em The One mas permanecia ligado a The Green Hornet.[11] Após gastos de quase 10 milhões de dólares em desenvolvimento desde 1992, a Universal ofereceu os direitos de The Green Hornet em novembro de 2001, quando Li e os produtores não estavam mais envolvidos. Paramount e Columbia Pictures mostraram interesse mas a Miramax Films assumiu os direitos em um negócio de aproximadamente 3 milhões de dólares, segundo a Variety.[12] Em maio de 2003 o Estúdio negociava com as fabricantes de automóveis para a construção do Black Beauty ("Beleza Negra", o carro do Besouro Verde). Variety notou que o negócio atingiria a cifra recorde de 35 milhões.[13]

Em fevereiro de 2004, o presidente da Miramax Harvey Weinstein contratou o cineasta e quadrinista Kevin Smith para escrever e dirigir o filme.[14] Jon Gordon e Hannah Minghella eram agora os produtores, com Harold Berkowitz e George Trendle, filho do co-criador do personagem, como produtores executivos.[14]

Smith indicou Jake Gyllenhaal para ser o protagonista em março de 2004.[15] Em meados de novembro daquele ano, ele afirmara que tinha escrito cerca de 100 páginas e estimado outras 100 para completar o trabalho.[16] Em fevereiro de 2006, foi anunciado que Smith estava fora do projeto.[17] Smith vendeu seu roteiro original para uma versão em quadrinhos, a Dynamite Entertainment lançou a série Green Hornet em onze edições publicadas em 2010.[18][19]

Em março de 2007, o produtor Neal H. Moritz que tentara durante anos adquirir os direitos do personagem, finalmente o conseguiu e a Columbia Pictures entrou na produção.[20] Em julho de 2007 Seth Rogen foi indicado para ser o protagonista além de co-escrever o roteiro com seu frequente colaborador Evan Goldberg. A Columbia também contratou Rogen como produtor executivo de The Green Hornet.[21] Em julho de 2007, Rogen afirmou que o roteiro não estava finalizado mas adiantava que o filme teria o estilo "dupla de amigos" com muito humor, como Lethal Weapon e 48 Hrs..[22] Em setembro de 2008, a Columbia Pictures anunciou o filme e a contratação do astro de Hong Kong Stephen Chow para dirigir e co-estrelar como Kato.[23] Chow desistiu da direção no mês seguinte alegando incompatibilidades criativas.[24] Em 24 de fevereiro de 2009, a Columbia Pictures anunciou Michel Gondry para dirigir o filme, com Chow permanencendo como Kato.[25][26] Gondry voltava assim ao projeto, depois de ter trabalhado na versão de 1997 a ser filmada pela Universal Pictures que acabou desistindo.[6]

Chow saiu de vez do projeto em julho de 2009.[27] Em agosto foi substituído pelo cantor taiwanense Jay Chou.[28] O Estúdio contatou então Nicolas Cage para ser o vilão mafioso, e Cameron Diaz para o papel de Lenore Case (no programa original ela era chamada de "Leonore").[28] Cage não acertou a participação.

Os produtores queriam que Van Williams, que interpretara o Besouro Verde na série de TV dos anos de 1960, fizesse uma participação especial como o guarda do cemitério, mas o ator não estava disponível.[29]

Produção[editar | editar código-fonte]

Locações[editar | editar código-fonte]

O produtor Neal H. Moritz considerou filmar The Green Hornet em Detroit, Michigan, Nova Iorque e Louisiana, mas ficou com Los Angeles, Califórnia como o cenário principal.[30] O apartamento de Kato ficou em Chinatown, Los Angeles e outras locações na cidade foram no distrito de Sun Valley, Holmby Hills (especificamente a mansão "Fleur de Lys" como cenário da residência de Reid), Bel-Air, Hawthorne e vários cenários centrais, incluindo o prédio da prefeitura e o Los Angeles Times Building.[30]

Carros[editar | editar código-fonte]

Um modelo do "Black Beauty" usado no filme

A produção modificou 29 Imperial Crown sedans, modelos de 1964 a 1966, para serem usados como o luxuoso super-carro "Black Beauty".[31] 26 carros foram destruídos durante a produção, sobrando apenas três.[32]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

The Green Hornet recebeu críticas variadas. No site Rotten Tomatoes o filme possui um indíce de aprovação de 44%, baseado em 214 criticas, com uma média de 5.2/10.[33] Por comparação do Metacritic, o filme tem uma aprovação de 39/100, baseado em 39 críticas.[34]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme The Green Hornet alcançou aproximadamente 11,1 milhões de dólares no primeiro dia de exibição[35] e, no primeiro final de semana, 33,5 milhões.[36] Obteve um lucro de US$ 227.817.248 mundialmente.

Referências

  1. a b «The Green Hornet (2011)» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 26 de fevereiro de 2011 
  2. Eller, Claudia, and John Evan Frook (9 de outubro de 1992). «NL spins slick pic for Dummies». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2011 .
  3. Broeski, Pat H. (18 de outubro de 1992). «From the Comics to a Screen Near You». The New York Times. Consultado em 31 de agosto de 2009 
  4. Fleming, Michael (2 de setembro de 1993). «Woo Abuse». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 
  5. a b Staff (3 de maio de 1996). «Hornet's Best». Entertainment Weekly. Consultado em 31 de agosto de 2009 
  6. a b c Cox, Dan (29 de janeiro de 1997). «'Hornet' Flies with Gondry». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 . WebCitation archive.
  7. a b Hebron, Sandra (7 de fevereiro de 2007). «Michel Gondry». The Guardian. Consultado em 4 de setembro de 2009 . WebCitation archive.
  8. Petrikin, Chris (28 de outubro de 1997). «Wahlberg Eyes 'Corruptor' Pic». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 .
  9. a b McNary, Dave (11 de abril de 2000). «U Eyes Li for 'Green Hornet'». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 . (Requires subscription.)
  10. a b Fleming, Michael (22 de junho de 2000). «Li sees green for 'Hornet'; wife boosts Stevens». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 .
  11. Lyons, Charles, and Michael Fleming (4 de outubro de 2000). «Li Is the 'One' for Roth pic». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 .
  12. Brodesser, Claude (20 de novembro de 2001). «New Buzz for 'Hornet' After U Option Expires». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 .
  13. Graser, Marc, and Nicole LaPorte (27 de maio de 2003). «H'wood Hot Rods Spinning Wheels». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 .
  14. a b Rooney, David; Michael Fleming; Dave McNary (17 de fevereiro de 2004). «'Hornet' Buzzes Smith». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 .
  15. Susman, Gary (18 de março de 2004). «Miller Time». Entertainment Weekly. Consultado em 31 de agosto de 2009 
  16. Murray, Rebecca (14 de outubro de 2004). «Kevin Smith on "The Green Hornet" Script, "Star Wars", and Other Projects». About.com. Consultado em 30 de agosto de 2009 
  17. Cryer, Jay (17 de fevereiro de 2006). «Wondercon: What We Learned!». News Askew. Consultado em 5 de setembro de 2009 
  18. Bernardin, Marc (13 de maio de 2009). «EW Exclusive: Kevin Smith takes on Batman and the Green Hornet». Entertainment Weekly. Consultado em 31 de agosto de 2009 
  19. Green Hornet, Dynamite Entertainment, 2010 Series do Grand Comics Database
  20. McNary, Dave, and Diane Garrett (20 de março de 2007). «Columbia flies with 'Green Hornet'». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 
  21. Garrett, Diane (19 de julho de 2007). «Columbia flies with 'Green Hornet'». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 
  22. Murray, Rebecca (29 de julho de 2007). «Exclusive Interview with the Cast of Superbad». About.com. Consultado em 27 de outubro de 2010 
  23. Siegel, Tatiana (19 de setembro de 2008). «Chow to direct Columbia's 'Hornet'». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 
  24. Fleming, Michael (18 de dezembro de 2008). «Chow No Longer to Direct ''Hornet''». Variety.com. Consultado em 25 de dezembro de 2010 . WebCitation archive.
  25. «Michel Gondry to Direct 'The Green Hornet'». Columbia Pictures press release. 24 de fevereiro de 2009. Consultado em 25 de dezembro de 2010 . WebCitation archive
  26. Fleming, Michael (24 de fevereiro de 2009). «Michel Gondry set for 'Green Hornet'». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 
  27. Graser, Marc (14 de julho de 2009). «Chow buzzes out of 'Hornet'». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 
  28. a b McNary, Dave (7 de agosto de 2009). «'Green Hornet' casts Kato role». Variety. Consultado em 29 de agosto de 2009 . WebCitation archive.
  29. Marshall, Rick. "Michel Gondry Talks 'Green Hornet' Legacy, No Cameo For Van Williams", MTV News, 22 de março de 2010. WebCitation archive.
  30. a b Verrier, Richard (9 de setembro de 2009). «'The Green Hornet' does battle in LA». Los Angeles Times. Consultado em 10 de setembro de 2009 . WebCitation archive
  31. Huffman, John Pearley (14 de maio de 2010). «Twenty-Nine Imperials as Black Beauty in One 'Green Hornet'». The New York Times. Consultado em 3 de dezembro de 2010 [ligação inativa] 
  32. Behind the Scenes in the Green Hornet's Garage
  33. «The Green Hornet» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 14 de julho de 2011 
  34. «The Green Hornet» (em inglês). Metacritic. Consultado em 14 de julho de 2011 
  35. «The Green Hornet» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 14 de julho de 2011 
  36. «January 14-16,2011» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 14 de julho de 2011 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]