O Besouro Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Besouro, veja Besouro (desambiguação).
Besouro Verde
Personagem fictícia de O Besouro Verde
Van Williams as Green Hornet 1966 (cropped).JPG
Van Williams como O Besouro Verde
Nome original Green Hornet
Outro(s) nome(s) Britt Reid
Sexo masculino
Espécie humano
Características Intelecto genial
incrível detetive
Afiliações Kato
Criado por George W. Trendle e Fran Striker(os mesmo criadores do Lone Ranger)
Voz Al Hodge, Donovan Faust, Bob Hall, Jack McCarthy
Primeira aparição Rádio WXYZ;Detroit, Michigan, EUA; 31 de Janeiro de 1936
Interpretado por The Green Hornet (seriado):Gordon Jones
The Green Hornet Strikes Again!: Warren Hull
The Green Hornet (série dele televisão): Van Williams
The Green Hornet (2006):Manu Lanzi
The Green Hornet (2011): Seth Rogen
Editora(s) Helnit, Harvey Comics, Dell Comics, Gold Key Comics, NOW Comics, Dynamite Entertainment
Site oficial Página oficial

O Besouro Verde (The Green Hornet, literalmente Vespa ou Vespão Verde)[1] criado em 1936 por George W. Trendle e Fran Striker, com a participação do diretor de rádio James Jewell.

Trata-se de Britt Reid, milionário dono do jornal "O Sentinela Diária" que transforma-se num vingador encapotado no estilo do Sombra.[2] Ele é ajudado por Kato, seu mordomo de origem oriental mestre em artes marciais. Kato, dirige o Beleza Negra, um carro tecnologicamente avançado. O personagem é mais lembrado, entretanto, pela série de TV de 1966, onde Bruce Lee interpretava seu ajudante Kato.[3]


Desde sua estréia no rádio nos anos 30, o personagem apareceu em várias mídias. O Besouro Verrde apareceu em seriados cinematográficos na década de 1940, um programa de televisão na década de 1960, várias séries de [[histórias quadrinhos nos anos 1940,[4] e um longa-metragem em janeiro de 2011. A franquia é de propriedade da The Green Hornet, Inc. licencia a propriedade em uma ampla variedade de mídias que incluem quadrinhos, filmes, programas de TV, rádio e livros. A partir de 2010, os direitos de revistas em quadrinhos foram licenciados para a Dynamite Entertainment.[5]


Rádio[editar | editar código-fonte]

A série radiofônica foi transmitida de 31 de janeiro de 1936 a 5 de Dezembro de 1952 pela Rádio WXYZ de Detroit, Michigan.[6] Uma criação de George W. Trendle e Fran Striker, com apresentação de Al Hodges (futuro Capitão Vídeo) que fazia a voz do Besouro Verde.[7] A dupla de produtores já era conhecida pela criação duas outras séries: Lone Ranger (conhecido no Brasil como Zorro ou Cavaleiro Solitário) e Challenge of the Yukon.[8] A fim de interligar Besouro Verde e Lone Ranger, os criadores declararam que o Besouro Verde (Britt Reid) era sobrinho-neto do Lone Ranger (John Reid).[3]

Histórias em quadrinhos[editar | editar código-fonte]

Primeiras revistas[editar | editar código-fonte]

A primeira revista em quadrinhos do Besouro Verde foi lançada em dezembro de 1940.[9] A série, intitulada "Green Hornet Comics", foi publicada pela Helnit Comics (às vezes chamada de Holyoke),[10]com roteiros do próprio Fran Striker. Esta série teve apenas seis edições.[11] Vários meses depois, a Harvey Comics lançou sua própria versão, começando com a edição 7. Esta série terminou em 1949, na edição 47.[10] O título mudou para "Green Hornet Fights Crime" na edição 34[11] e "Green Hornet, Buster Racket" na edição 44.[12] Harvey ainda usou o personagem no one-shot War Victory Comics em 1942.[13] Deu-lhe uma aventura em cada uma das duas edições do All-New Comics, número 13 (também foi destaque na capa) e 14, em 1946.[14] A série da Harvey chegou a conter histórias produzidas por artistas como Jack Kirby, Joe Simon[15] e Jerry Robinson.[16] Algumas edições da revista podem ser encontradas no site Digital Comic Museum, página da internet que hospeda histórias em quadrinhos em domínio público, porém, não há aventuras protagonizadas pelo Besouro Verde e por Kato e sim por personagens publicados pela revistas que não tiveram seus direitos renovados.[17]

A Dell Comics publicou um one-shot com o personagem publicado em Four Color #496 (1953),[18] vários meses após a série de rádio ser cancelada (em dezembro de 1952).[6] Em 1967, a Gold Key Comics produziu uma série de três edições[19] baseada na série de TV.[20]

NOW Comics[editar | editar código-fonte]

Em 1989, a NOW Comics lança uma nova série do herói, roteirizada por Ron Fortier e desenhos de Jeff Butler. A série tentou unificar a cronologia das várias mídias dos personagens, tendo sido estabelecido que o Britt Reid da série radiofônica e dos quadrinhos da Helnit e da Harvey havia atuado nas décadas de 1930 e 1940 ao lado de seu ajudante Kato (cujo nome completo foi revelado, Ikano Kato). O Besouro Verde da série de televisão na verdade era Britt Reid II, sobrinho do Besouro original.[3]

Dynamite Entertainment[editar | editar código-fonte]

Em 2009, após quatro anos de negociação,[21] a Dynamite Entertainment anunciou que obtivera autorização da Green Hornet Inc. para produzir novas histórias do personagem. O primeiro arco de história foi adaptado de um roteiro escrito por Kevin Smith para um filme que nunca chegou a ser realizado pela Miramax. Como Smith já havia recebido pela Miramax, a Dynamite não precisou pagar pelo roteiro. Coube a Phil Hester adaptar o texto de Smith com desenhos de Jonathan Lau[3] e capas de Alex Ross[22] (o mesmo foi feito com um roteiro de Smith para O Homem de Seis Milhões de Dólares).[23] A editora lançaria em 2010 as séries The Green Hornet Strikes! (focada em uma encarnação futurista do herói), roteirizada por Brett Matthews, desenhada por Ariel Padilla e com capa de John Cassaday.[24] e Green Hornet: Year One, roteirizada por Matt Wagner e desenhada por Aaron Campbell.[25] O personagem ainda protagonizaria um crossover com o Capitain Action (baseado em um brinquedo da década de 1960). publicado pela Moonstone.[26] Com o anúncio do filme estrelado por Seth Rogen e Jay Chou, a Dynamite publicou a revista "The Green Hornet: Parallel Lives". A revista era um prelúdio do filme, escrita por Jai Nitz e desenhada por Nigel Raynor.[27] A Sony encartou a primeira edição da mini-série na edição do filme em DVD, sendo vendida inclusive no Brasil.[28]


A mesma dupla também seria responsável pela revista The Green Hornet: Aftermath publicada em abril de 2011. A série dava sequência aos eventos ocorridos no filme.[29] A editora também lançou The Green Hornet: Golden Age Re-Mastered, uma série de encadernados reunindo aventuras publicadas durante a Era de Ouro dos Quadrinhos (período em que foram lançadas a séries das editoras Helnit e Harvey).[30] Em julho de 2012, anunciou a minissérie em oito edições, Masks, onde o herói protagonizou com outros mascarados (The Spider, O Sombra, Zorro, Miss Fury, Morcego Negro, Green Lama e Black Terror) com roteiros de Chris Roberson e arte de Alex Ross. A trama é baseada em histórias de The Spider, escritas por Norvell Page na década de 1930.[31] Em outubro do mesmo ano, a editora anunciou uma série escrita por Mark Waid. O ilustrador Paolo Rivera que havia trabalhado com Waid em Demolidor da Marvel Comics ficou responsável pelas capas.[32] Em 2013, é lançado um novo crossover com o Sombra, escrito por Michael Uslan e ilustrado por Keith Burns.[33] Em 2017, a editora anunciou um crossover com The Spirit, personagem criado por Will Eisner.[34]

Tiras de jornal[editar | editar código-fonte]

Em 2018, apareceu na tira de jornal Dick Tracy por Mike Curtis (roteiro) e Joe Staton (desenhos).[35]

Literatura[editar | editar código-fonte]

Na década de 1940, a Whitman Publishing Company publicou quatro Big Little Books baseados no personagem: The Green Hornet Strikes!, The Green Hornet Returns, and The Green Hornet Cracks Down.[36] Em 1966, a mesma editora, publicou o livro "The Green Hornet: Case of the Disappearing Doctor", escrito por Brandon Keith e baseado na série de televisão[37] Na mesma época, a Dell Publishing lançou o livro de bolso, "The Green Hornet in The Infernal Light" escrito por Ed Friend, não só derivada da produção de TV, mas, "supostamente baseado em um dos episódios da mesma.[38]

Em 2009, Moonstone Books consegui a licença para publicar obras literárias do personagens no estilo das revistas pulp, foram publicados textos nas antologia "The Green Hornet Chronicles", publicada junho de 2010[39] e no ano seguinte na "Pulp Fiction Magazine".[40]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Keye Luke interpretou Kato nos dois seriados cinematográficos da década de 1940
Em The Green Hornet Strikes Back!, Warren Hull interpretou o Besouro Verde
Beleza Negra, carro usado pelo Besouro Verde no filme de 2011
Van Willams como Besouro Verde e Bruce Lee como Kato na série de TV de 1966

Seriados[editar | editar código-fonte]

O Besouro Verde Green Hornet foi adaptado em dois seriados cinematográficoss, The Green Hornet (1940) em 1941, The Green Hornet Strikes Again!.[41] Não gostando do tratamento que Republic Pictures deu ao Lone Ranger em dois seriados, George W. Trendle levou sua propriedade para a Universal Pictures e ficou muito mais feliz com os resultados. A primeira série, intitulada simplesmente The Green Hornet (1940), foi estrelada por Gordon Jones no papel-título, embora tenha sido dublado pelo ator original do programa de rádio, Al Hodge sempre que o herói estava usando máscara, Keye Luke, que interpretou o "Filho Número UM" nos filmes de Charlie Chan, interpretou o ajudante Kato. Enquanto The Green Hornet Strikes Again! (1941) foi estrelada por Warren Hull,[7] Keye Luke voltou no papel de Kato. Também estrelando os dois seriados estavam Anne Nagel como Lenore Case, a secretária de Britt Reid, e Wade Boteler como Mike Axford, um repórter do Daily Sentinel, o jornal que Reid possuía e publicava. Ford Beebe dirigiu ambos os seriados, em parceria com Ray Taylor em The Green Hornet e John Rawlins em The Green Hornet Strikes Again !, com George H. Plympton e Basil Dickey contribuindo para os roteiros de ambos os seriados. The Green Hornet teve 13 capítulos, enquanto The Green Hornet Strike Again! teve 15 capítulos.


Dragon: The Bruce Lee Story[editar | editar código-fonte]

A biografia cinematográfica semi-fictícia, Dragon: The Bruce Lee Story (1993), na qual Jason Scott Lee (sem parentesco) interpretou Bruce Lee, o filme apresentou cenas envolvendo as filmagens da série de TV The Green Hornet. Van Williams, que estrelou a série de TV, apareceu no filme como diretor do programa.[42]

Greem Hornet[editar | editar código-fonte]

Um filme de 1994 de Hong Kong, Qing feng xia, estrelado Kar Lok Chin como um herói mascarado semelhante ao Kato chamado Green Hornet (em legendas em inglês).[43] Em uma cena, ele é lembrado de seus antecessores, um dos quais é representado por uma imagem de Bruce Lee em sua fantasia Kato na TV.

Black Mask[editar | editar código-fonte]

Black Mask, um filme de ação de 1996 em Hong Kong estrelado por Jet Li. O filme é uma adaptação do manhua (histórias em quadrinhos chinesa) Black Mask de 1992, de Li Chi-Tak. No filme, em homenagem ao Besouro Verde, o Black Mask usa uma máscara domino e um boné de chofer no mesmo estilo de Kato da série. O Máscara Negra é comparada a Kato em uma cena. Em 2002, foi seguido por uma sequência, Black Mask 2: City of Masks, estrelado por Andy On.

The Legend of the Fist: The Return of Chen Zhen (2010)[editar | editar código-fonte]

No filme Legend of the Fist: The Return of Chen Zhen, lançado no final de setembro de 2010 na Ásia e no início de 2011 nos Estados Unidos, há uma grande inspiração do Besouro Verde. Uma subtrama é composta pelo personagem principal Chen Zhen (interpretado por Donnie Yen) que se veste como um vigilante de máscara (baseado no Kato, o ajudante do Besouro Verde) para deter os assassinatos japoneses e proteger as pessoas.

O Besouro Verde (2011)[editar | editar código-fonte]

Uma versão cinematográfica do personagem foi anunciada desde os anos 90, com a Universal Pictures e a Miramax tentando desenvolver um filme. Em 4 de junho de 2008, a Sony Pictures anunciou planos para um longa-metragem do Besouro Verde. Lançado em 14 de janeiro de 2011, o filme estrelado por Seth Rogen, que assumiu funções como co-escritor de Superbad, Evan Goldberg. A Sony Pictures, através de sua subsidiária Columbia Pictures, lançou o longa-metragem de ação O Besouro Verde em 14 de janeiro de 2011, estrelado por Seth Rogen, que co-escreveu o roteiro com Evan Goldberg]. Foi dirigido por Michel Gondry. Jay Chou co-estrelou como Kato. Também estrelaram Cameron Diaz como Lenore Case, Edward James Olmos como Mike Axford, David Harbour como Frank Scanlon, Christoph Waltz como o principal vilão Benjamin Chudnofsky e Tom Wilkinson como James Reid. No Brasil, o filme estreou no dia 18 de fevereiro.[44]


Reboot[editar | editar código-fonte]

O site Deadline.com informou que a Paramount Pictures e a Chernin Entertainment adquiriram os direitos cinemagráficos de O Besouro Verde e iniciaram um trabalho preliminar no desenvolvimento de um reboot com Gavin O'Connor como produtor e diretor o filme e a roteiro de Sean O'Keefe.[45]

Televisão[editar | editar código-fonte]

O Besouro Verde foi uma série de televisão exibida na rede de televisão ABC. Foi ao ar entre 1966 e 1967, estrelada por Van Williams como Besouro Verde e Britt Reid, e Bruce Lee como Kato.[7] Williams e Lee como Besouro Verde e Kato apareceram como anti-heróis na segunda temporada da série de TV Batman dos anos 1960, nos episódios de duas partes "A Piece of the Action" e "Batman's Satisfaction", ambas as séries foram produzidas Greenway Productions e pela 20th Century-Fox Television. O episódio terminou com Robin questionando se o Besouro Verde era realmente um cara bom ou um cara mau; até mesmo o próprio Batman não tinha certeza. Ao contrário da versão "campy" do Batman, esta versão do Besouro Verde era mais séria.

Referências

  1. Fernando Zamith (6 de agosto de 2010). «"Besouro Verde" em 2011». Rede Jovem Pan [ligação inativa]
  2. «O Besouro Verde, novo filme de Michel Gondry, ganha trailer e imagens». Rolling Stone. 22 de junho de 2010 
  3. a b c d Junior Sagster (julho de 2012). «O Besouro Verde». Editora Escala. Neo Tokyo (78): 46-55. ISSN 1809-1784 
  4. [https://web.archive.org/web/20110410105840/http://articles.latimes.com/1992-07-12/entertainment/ca-3946_1_green-hornet "A look inside Hollywood and the movies - Beyond Batman - The Bzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz: Eddie Murphy as the Green Hornet
  5. "Website oficial de The Green Hornet"
  6. a b Jim Harmon (2003). Radio Mystery and Adventure and Its Appearances in Film, Television and Other Media. [S.l.]: McFarland. 41 páginas. ISBN 9780786418107 
  7. a b c Mattos, A. C. Gomes de (1984). «Os Grandes Seriados do Cinema 4: Os Policiais». Cinemin 11. [S.l.]: Rio de Janeiro: EBAL. pp. 53–55 
  8. Dunning, John (1998). On the Air: The Encyclopedia of Old-Time Radio. Oxford University Press. p. 297. ISBN 0-19-507678-8.
  9. M. Keith Booker (2012). Blue-Collar Pop Culture. [S.l.]: ABC-CLIO. 265 páginas. ISBN 9780313391996 
  10. a b Alex G. Malloy,Stuart W. Wells, III (2005). Standard Guide To Golden Age Comics. [S.l.]: Krause Publications. ISBN 9780896891814 
  11. a b Gary Dowell, Greg Holman, James L. Halperin (editor), Ivy Press (2006). Heritage Comics Dallas Signature Auction Catalog #820. [S.l.]: Heritage Capital Corporation. pp. 238 e 239. ISBN 9781599670447 
  12. Robert M. Overstreet (1988). Comic Bks Overs 18. [S.l.]: Random House, Incorporated. 9780876377611 
  13. Paul M. Haridakis,Barbara S. Hugenberg,Stanley T. Wearden (2009). War and the Media: Essays on News Reporting, Propaganda and Popular Culture. [S.l.]: McFarland. 113 páginas. 9780786446070 
  14. Ivy Press,James L. Halperin (2004). Heritage Signature Auction #811. [S.l.]: Heritage Capital Corporation. 10 páginas. ISBN 9781932899122 
  15. Mike Benton (1992). Superhero comics of the Golden Age: the illustrated history. [S.l.]: Taylor Pub. ISBN 9780878338085 
  16. Gary Dowell, Greg Holman, James L. Halperin (2006). Heritage Comics Dallas Signature Auction Catalog. [S.l.]: Heritage Capital Corporation. 325 páginas. 9781599670638 
  17. «Green Hornet 010 minus Green Hornet». Digital Comic Museum 
  18. HCA Heritage Auctions Comics and Comic Art Auction Catalog #7027, Dallas, TX. [S.l.]: Heritage Capital Corporation. 2010. 9781599675015 
  19. Maggie Thompson, Brent Frankenhoff, Peter Bickford (2010). Comic Book Price Guide. [S.l.]: F+W Media, Inc. 317 páginas. ISBN 9781440213991 
  20. Gary Dowell, Don Mangus, James L. Halperin (editor) (2005). Heritage Comics Auctions, Dallas Signature Auction Catalog #819. [S.l.]: Heritage Capital Corporation. ISBN 9781599670218 
  21. Sérgio Codespoti (2 de abril de 2009). «Dynamite Entertainment publicará o Besouro Verde». Universo HQ. Arquivado do original em 20 de maio de 2012 
  22. «Kevin Smith recicla roteiro rejeitado de Besouro Verde em novo gibi». Pipoca Moderna. 26 de dezembro de 2009. Arquivado do original em 15 de setembro de 2013 
  23. Leandro Damasceno (13 de maio de 2011). «A volta do Homem de Seis Milhões de Dólares». HQManiacs 
  24. Artur Tavares (9 de março de 2010). «Besouro Verde: HQ no futuro tem preview». HQManiacs 
  25. Artur Tavares (16 de março de 2010). «Veja páginas do Ano Um do Besouro Verde». HQManiacs 
  26. Artur Tavares (27 de setembro de 2010). «Captain Action e Besouro Verde em especial». HQManiacs 
  27. Artur Tavares (27 de abril de 2010). «Dynamite lançará prelúdio de Besouro Verde». HQManiacs 
  28. «O Besouro Verde». sonypictures.com.br 
  29. Leandro Damasceno (25 de janeiro de 2011). «Filme do Besouro Verde continuará em HQ». HQManiacs 
  30. «Green Hornet: Golden Age Re-Mastered». Dynamite Entertainment 
  31. Leonardo Vicente Di Sessa (12 de julho de 2012). «Masks: uma reunião de heróis pulps». HQManiacs. Arquivado do original em 30 de setembro de 2015 
  32. Samir Naliato (9 de outubro de 2012). «Mark Waid escreverá nova série do Besouro Verde». Universo HQ. Arquivado do original em 14 de novembro de 2012 
  33. O Sombra e Besouro Verde juntos
  34. Green Hornet to Clash with The Spirit
  35. 2018 Dick Tracy / Green Hornet Crossover!
  36. Gina Misiroglu (2004). The Superhero Book. [S.l.]: Visible Ink Press. 238 páginas. 9781578591541 
  37. R. Reginald, Douglas Menville, Mary A. Burgess (2010). Science Fiction and Fantasy Literature, Volume 1. [S.l.]: Wildside Press LLC. 9780941028769 
  38. Weis, Joan (w). "Buzz Word (sessão de cartas)" The Green Hornet v2, 36 (Agosto de 1994), NOW Comics (carta de Timothy E. Jones)
  39. Leandro Damasceno (16 de dezembro de 2009). «Besouro Verde pela Moonstone». HQManiacs 
  40. Marcus Ramone (30 de maio de 2011). «Moonstone resgata literatura pulp em nova revista de contos e HQs». Universo HQ. Arquivado do original em 16 de outubro de 2012 
  41. Lidz, Franz (7 de janeiro de 2011). "Float Like a Franchise, Sting Like a...". The New York Times.
  42. Galbraith, Jane (16 de maio de 1993). "Green Hornet Pays Homage to His Kato"
  43. Ching, Gene. "Channeling Kato: Jay Chou dons the iconic mask in GREEN HORNET". Kung Fu Magazine.
  44. «Sai primeiro trailer de 'O Besouro Verde', de Michel Gondry». Portal G1. 22 de junho de 2010 
  45. Fleming, Mike Jr. (15 de novembro de 2016). "Badass 'Green Hornet'? Paramount, Chernin Set Gavin O'Connor For Movie"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]