Daredevil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Demolidor)
Ir para: navegação, pesquisa
Daredevil
Demolidor por Greg Land.jpg
Arte promocional para Daredevil vol. 2, #65 (Set. 2004) por Greg Land.
Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição Daredevil #1
(Abril de 1964)
Criado por Stan Lee
Bill Everett
Características do personagem
Alter ego Matthew Michael "Matt" Murdock
Espécie Humano geneticamente modificado
Terra natal Cozinha do Inferno, Nova York
Afiliações S.H.I.E.L.D.
Nelson & Murdock
Os Virtuosos
Defensores
Tentáculo
Novos Vingadores
Ocupação Advogado Criminalista, Empresário
Parceria Viúva Negra, Elektra
Base de operações Nova York
Inimigos Rei do Crime, Mercenário.
Situação presente Ativo
Codinomes conhecidos O Homem Sem Medo, Virtuoso, Capitão Universo, O Demônio de Hells Kitchen.
Habilidades
  • Condição humana (mental e física) no ponto máximo
  • Sentidos sobre-humanos
  • Sentido radar (biolocalização e reconhecimento através dos batimentos cardíacos)
  • Ótimo senso de equilíbrio
  • Mestre em combate corpo-a-corpo
  • Fator regenerativo
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja O Demolidor.

Daredevil (conhecido em Portugal e no Brasil como Demolidor) é um super-herói fictício das HQ's norte-americanas publicadas pela Marvel Comics. Daredevil foi criado pelo escritor/editor Stan Lee e pelo artista Bill Everett, com algumas contribuições não especificadas por Jack Kirby. Daredevil apareceu pela primeira vez em Daredevil #1 (Abril de 1964).[1][2] A alcunha do Daredevil é "o Homem Sem Medo" (The Man Without Fear).[3]

A história de origem de Daredevil acontece em Hell's Kitchen, um bairro de Nova Iorque, onde a criança Matthew "Matt" Murdock salva um homem de idade de um caminhão em andamento que continha uma carga radioativa. Como consequência do acidente a carga começa a verter do caminhão, cegando Murdock. Apesar de Murdock nunca mais conseguir ver, a exposição à matéria radioactiva melhorou todos os seus outros sentidos para além da capacidade humana e deu-lhe um tipo de sonar que atua como a sua visão. Originalmente desorientado, Murdock é treinado secretamente por um sensei, Stick, líder do clã ninja, The Chaste, que lhe ensina artes marciais e a forma de controlar os seus novos sentidos melhorados. O pai de Murdock, Jack um pugilista, dá-lhe todo o apoio no seu crescimento, embora Jack seja morto pela máfia depois de recusar adulterar um combate em seu desfavor. Com um uniforme amarelo e vermelho escuro (mais tarde todo vermelho escuro), Matt procura vingança contra os assassinos do seu pai como o super-herói Daredevil, lutando contra vários inimigos, incluindo mais notavelmente Bullseye e o Kingpin (Wilson Fisk).[1] Matt também acaba por se tornar advogado.[1]

Enquanto Daredevil tem sido a “casa” do trabalho de vários artistas da banda desenhada como Everett, Kirby, Wally Wood, John Romita Sr. e Gene Colan, entre outros, a posse influente de Frank Miller sobre o título no início da década de 1980, cimentou o personagem como uma parte popular e influente do Universo Marvel. Desde então Daredevil já tem aparecido em várias mídias incluindo séries de animação, videogames e brinquedos, e num filme Daredevil (2003), em que é interpretado por Ben Affleck. O ator britânico Charlie Cox interpreta o homem sem medo em Marvel's Daredevil, uma série de televisão da Netflix que estreou em Abril de 2015.[4] A revista Wizard colocou Daredevil em #21 na sua lista dos "200 Melhores Personagens de Sempre da Banda Desenhada",[5] e foi o terceiro mais votado pelos leitores do website Comic Book Resources para a lista dos "511 Melhores Personagens da Marvel".[6] Em 2006, o IGN considerou a banda desenhada Daredevil como a terceira melhor da Marvel Comics[7] e em 2011 colocou o personagem em #10 entre os "100 Melhores Heróis da Banda Desenhada".[8]

Publicação[editar | editar código-fonte]

O Daredevil da Era de Ouro

O personagem estreou em Daredevil # 1 (abril de 1964),[9] criado por Stan Lee e Bill Everett, Jack Kirby colaborou no character design, tendo adicionado o bastão do herói, [10] Bill Everett não conseguiu cumprir o prazo da entrega da revista, que teve capa e splash page produzida por Kirby e que foi terminada por Sol Brodsky e Steve Ditko.[11]


Wally Wood, conhecido por histórias produzidas para EC Comics na década de 1950, introduziu traje vermelho do Demolidor sétima edição.[2]

Um herói deficiente visual não era novidade, a DC Comics já tinha o Doutor Meia-Noite,[2] o nome Daredevil havia sido usado antes em um personagem da Era de Ouro dos quadrinhos, que atualmente está em domínio público,[12]

Nas primeiras histórias, o personagem tinha um tom menos sombrio, similar ao do Homem-Aranha,[13] ainda na fase escrita por Stan Lee, as histórias chegaram ficar mais sérias, sendo logo depois abandonada e retomada anos depois por Jim Shooter e consagrada na fase de Frank Miller.[14]

Origem e Conceitos[editar | editar código-fonte]

Matthew "Matt" Michael Murdock era um excelente aluno e atleta, esta segunda condição o fazia ser obrigado a esconder do pai que exigia que o filho se dedicasse em tempo integral aos estudos. Ficou cego ainda na adolescência devido a um acidente com um caminhão que carregava lixo tóxico. Em compensação, descobriu que seus outros sentidos haviam sido ampliados várias vezes, ficando tão aguçados que ele é capaz de ler um livro passando os dedos sobre as letras, sem ser em braile (tato), identificar pessoas pelo odor (olfato), consegue dizer exatamente quantos grãos de açúcar existem em uma rosquinha (paladar) e a sua audição, que foi o sentido mais aprimorado no acidente, lhe permite ouvir o zumbido de um mosquito a quilômetros de distância, além de ter se tornado uma espécie de radar. Assumiu o uniforme e o codinome de Demolidor para vingar seu pai, Jonathan "Jack" Murdock, apelidado de "O Batalhador", que fora um boxeador em decadência e morto ao recusar-se a "entregar" uma luta. Adulto, tem vida dupla: durante o dia, é um simples advogado e, à noite, vigia as ruas de Hell's Kitchen, bairro da Cidade de Nova York. É avesso a participar de grupos de heróis, mas presta assessoria jurídica a muitos deles (como o Quarteto Fantástico). Tornou-se amigo do Homem-Aranha e foi um dos poucos a conhecer sua identidade (também acabou por revelar a sua a Peter Parker). Recusou convites para participar dos Vingadores, assim como o Homem-Aranha.[15]

Trajetória[editar | editar código-fonte]

Depois de Lee e dos artistas Bill Everett, Gene Colan e John Romita, o Demolidor passou mais de uma década um tanto relegado a papéis de importância secundária nos quadrinhos. Apesar da ousadia de um super-herói ser deficiente visual, suas histórias aos poucos foram prejudicadas pelo fato de Murdock quase não ter uma vida social, resignado com sua situação. Stan Lee chegou a criar uma nova identidade secreta para o herói, a de Mike Murdock ou seu irmão gêmeo. Ao contrário de Matt, Mike era extrovertido e exibido. Mas as histórias ficaram muito complicadas para os leitores e Matt acabou simulando a morte do "irmão" pouco depois.

Finalmente, no início dos anos 80, um jovem desenhista e escritor chamado Frank Miller deu nova vida às histórias do herói. Com histórias de estilo cinematográfico e bem-amarradas, fortemente ambientadas no submundo, na cidade de Nova York, Miller transformou o Demolidor de um personagem prestes a ter sua revista cancelada em uma referência dos quadrinhos. Foi o primeiro personagem dos quadrinhos de grande tiragem a ser transformado em um personagem voltado para um público mais adulto. Nessas histórias, Murdock e seu alter-ego convivem com prostitutas, assassinos de aluguel, mafiosos, psicopatas, mendigos etc. Frank Miller mergulhou o Demolidor num universo realista e assustador. Mais tarde, ele viria a repetir essa fórmula em Batman - Cavaleiro das Trevas.

Miller criou, matou (pela ação do Mercenário) e ressuscitou Elektra, em histórias que até hoje são lembradas com carinho pelos fãs.

A Queda de Murdock[editar | editar código-fonte]

Dois anos depois de deixar o título, ele voltou para mais uma vez virar de cabeça para baixo o mundo de Murdock, com a saga "A Queda de Murdock". Nessa série, uma ex-namorada viciada em drogas (Karen Page) vende a identidade do Demolidor a um traficante, que a revende ao Rei do Crime. A partir daí, a vida de Murdock é destruída, ele mergulha de cabeça no submundo da Hell's Kitchen e ele precisa reencontrar suas próprias forças para se reerguer. Recebe ajuda de uma freira que o roteiro sugere ser sua mãe. Na parte final, ele acaba enfrentando um psicopata que sugere-se ser um tipo de refugo do projeto do Super-Soldado, que criou o Capitão América. Desta forma, acaba-se por revelar-se que o Capitão talvez não fosse o unico sobrevivente daquele projeto. Magnificamente desenhada por David Mazzuchelli, com traços realistas e roteirizada de forma genial e revolucionária por Miller, esta saga ficou marcada na memória dos admiradores de quadrinhos, tendo seus conceitos copiados por outros personagens conhecidos, como Batman e Justiceiro.

Atualidades[editar | editar código-fonte]

Com a saída de Miller, o Demolidor passou pelas mãos de vários autores, mas nenhum deles foi capaz de realizar um trabalho que chamasse tanta atenção, até que seu título foi cancelado, pouco depois de atingir a marca de 300 edições, e relançado, com um novo número 1, pelo selo Marvel Knights, voltando a obter sucesso.

Marvel Knights[editar | editar código-fonte]

Joe Quesada foi responsável pela criação desse selo da Marvel Comics, onde os personagens teriam histórias com uma abordagem diferenciada, mais adulta. Ainda que o Motoqueiro Fantasma e o Justiceiro tenham recebido lançamentos sob esse selo na época, nenhum chamou tanta atenção quanto o trabalho de Kevin Smith no título Daredevil.

Num arco de 8 partes chamado "Diabo da Guarda" (Guardian Devil) desenhado por Joe Quesada, Smith abordou a mitologia do Homem Sem Medo, focando especialmente na sua religiosidade. Foi nessa história que Karen Page veio a falecer, novamente pelas mãos do Mercenário.

Essa história fez com que a mídia desse atenção ao personagem novamente, e muitas comparações com a obra de Frank Miller foram feitas.

Recentemente Brian Michael Bendis assumiu o título do personagem, numa trama que, logo de cara, fez com que a identidade secreta do herói fosse revelada a todos por um tablóide. Mesmo negando veemente tal fato, a vida de Matt nunca mais voltaria a ser o que era.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Passado[editar | editar código-fonte]

A vida do Demolidor é uma mistura de alegria e tragédia. A história de Matt Murdock começa com seu pai. Jack Murdock criou seu filho sozinho, querendo que Matt fosse bem mais sucedido profissionalmente. Ele sempre incentivava Matt a estudar ao invés de praticar esportes com outras crianças. As crianças do bairro Hell's Kitchen apelidaram o "covarde" Matt de Demolidor. Matt foi descarregando suas frustrações secretamente na academia de seu pai.

Um dia, um idoso cego atravessava a rua, e se não fosse por Matt, teria sido atropelado por um caminhão. O caminhão bate e um tubo radioativo acaba se quebrando e cai no rosto de Matt, cegando-o por toda a sua vida. Enquanto se recuperava no hospital, Matt descobriu que seus quatro sentidos foram ampliados a níveis sobre-humanos. Ele também desenvolveu uma espécie de radar sensorial, que é similar a ecolocalização

Anos depois, Matt foi treinado por Stick, um mestre em artes marciais e artes ninja, cego, que lhe ensinou a controlar suas habilidades. Foi o mesmo mestre que treinou Elektra.

Matt continuou a estudar e entrou na Universidade de Direito de Columbia. Lá ele conheceu, Elektra Natchios, de longe, o maior interesse amoroso do herói. Quando o pai dela é assassinado acidentalmente por um policial, Elektra se isola do mundo e de Matt.

Enquanto isso, Jack continuava sua carreira como boxeador. Ele relutantemente aceitou a participar de uma luta feita por conhecido apenas como "O Arranjador". Para ganhar uma grande quantia em dinheiro, Jack teria que perder a luta. No entanto ele se recusa a perder e vence a luta. Mais tarde naquela noite, Jack é morto pelo Arranjador e seus homens.

O agora órfão Matt, consegue um diploma e abre uma escritório de advocacia ao lado de seu amigo e colega de faculdade Franklin Foggy Nelson. Karen Page é contratada como secretária e logo de cara se sente atraída por Matt.

Nisso tudo, Matt começa sua busca por vingança. Fazendo para si um uniforme amarelo e preto avermelhado, ele passa a perseguir o Arranjador e seus capangas. Ao ficar frente a frente com Matt, assassino de seu pai morre de um ataque cardíaco. Apesar da morte de seu pai ter sido vingada, Matt passa a lutar contra o crime como o Demolidor.

Carreira Heróica[editar | editar código-fonte]

No início de carreira, os inimigos do Demolidor eram risíveis, mas com o tempo foram surgindo inimigos à sua altura, entre eles o Mercenário e o Rei do Crime.

Ele, assim como seu colega Peter Parker, também teve muitas namoradas, entre elas Heather Glenn, Viúva Negra e as já citadas Karen Page e Elektra.

Karen tinha iniciado uma carreira como atriz em Los Angeles, mas terminou como estrela de filmes pornô viciada em heroína. Ela acaba vendendo a identidade secreta do Demolidor, que chega aos ouvidos do Rei do Crime. A partir daí, ele começa a arruinar a vida de Matt, financeira e psicologicamente. Depois que a situação se resolveu, Matt e Karen passam a viver juntos.

Mas esses acontecimentos não seriam os únicos a assombrar a vida de Matt.

Quentin Beck, mais conhecido como o Mistério, sempre tentou destruir o Homem-Aranha. Ao ser diagnosticado com câncer, volta sua atenção para o Demolidor, tentando destruí-lo como último ato. Quando Matt o vence, Quentin termina sua carreira dando um tiro na cabeça.

Outros momentos difíceis pelos quais Matt passaria seria pela revelação da identidade do Demolidor. Quando a situação se resolveu, foi com o estado mental crítico de Milla Donovan, uma paixão do passado.

Durante os eventos de Reinado Sombrio, Matt entra em confronto com o Mercenário, confronto este que termina com a explosão de um prédio onde moravam várias famílias.

Ao pedir a ajuda do Tentáculo para livrar Nova York do poder de Norman Osborn, Matt tem sua alma corrompida, o que leva à saga Terra das Sombras.

Terra das Sombras e Renascimento[editar | editar código-fonte]

Ao retornar do Japão, Matt constrói uma fortaleza sob as ruína dos prédio destruído durante a explosão, chamando-a de Terra das Sombras.

O Mercenário desafia o Demolidor para uma luta. Aparecendo em um traje preto, Matt aceita e o enfrenta, brutalmente quebrando seus dois braços e matando-o. Percebendo que havia algo de errado com seu amigo, o Homem-Aranha, Punho de ferro, Luke Cage e outros acabam por ir na fortaleza de Matt para tentar convence-lo a parar com toda aquela loucura, mas acabam por ser derrotados com uma facilidade tremenda e são salvos pelo Justiceiro. E eles acabam por descobrir que Matt estava possuído pela Besta do Tentáculo. Após o acontecimento, reunem uma equipe composta por Elektra, Punho de Ferro, Homem Aranha, Luke Cage, Wolverine, Misty knight, Shang-Chi, e Justiceiro. O Motoqueiro Fantasma também aparece por lá, mas é derrotado facilmente. Após uma distração, Matt é salvo graças ao Punho de Ferro. Devido a tudo que aconteceu, Matt parte em uma viagem para se reencontrar.

Em uma cidadezinha do México, Matt acaba enfrentando policiais corruptos e um chefão do crime com poderes telepáticos, chamado Calavera. Usando seus poderes, ele mostra a Matt todos os erros que ele cometeu. Após o final da batalha, Matt consegue reencontrar o herói que há dentro dele. Então volta para Nova York para recomeçar sua carreira jurídica e heroica.

De volta a Nova York e Novos Vingadores[editar | editar código-fonte]

Demolidor agora faz parte dos Novos Vingadores, nos eventos de Vingadores vs X-Men. Matt volta para Nova York para continuar com sua carreira, mas os boatos de que ele seria o Demolidor ainda o atrapalham um pouco. Logo no seu retorno, ele invade um casamento que une duas das maiores famílias do crime organizado de Nova York, para conter o Mancha (um vilão que cria portais para se materializar em qualquer objeto sólido) em sua tentativa de sequestrar uma criança. Para conseguir capturar o Mancha, ele acaba por beijar a noiva, o que gera uma certa repercussão. Logo mais, ele é abordado pelo Capitão América (no que ocorre um pequeno confronto) para Matt se explicar sobre os eventos da Terra das Sombras. Depois disso, na sua carreira jurídica, ele é prejudicado pelos boatos dele ser o Demolidor e acaba optando por ensinar seus clientes a se representar no tribunal. Recentemente, se envolve com a Gata Negra e vive uma nova paixão.

Personagens Importantes[editar | editar código-fonte]

Seus principais inimigos são Wilson Fisk, o Rei do Crime, mafioso milionário, que manda e desmanda nas ruas, e o Mercenário, vilão que tem uma pontaria tão precisa que faz de qualquer objeto pontiagudo uma arma e cujo mote seria "aquele que pode transformar qualquer coisa em uma arma letal". Uma semi-aliada é a ninja Elektra Natchios, namorada de Matt na época da faculdade e que se tornou uma mercenária após o assassinato de seu pai. O Demolidor também tem como aliados o sócio de Murdock, Franklin "Foggy" Nelson, seu melhor amigo, o honesto jornalista Ben Urich (o primeiro "civil" a descobrir a identidade do herói), a secretária e ex-namorada Karen Page, o vigilante Luke Cage e Punho de Ferro sendo grandes amigos do herói, o vilão Elektro e Namor, o Principe Submarino e também o seu maior aliado, o Homem-Aranha, sendo que eles revelaram suas identidades um para o outro. Também é amigo de Jennifer Walters, a Mulher-Hulk; os dois trocam conselhos vez ou outra sobre advocacia. E apareceu como advogado de Bruce Banner, o Hulk, na série Indestrutível Hulk.

Em outras mídias[editar | editar código-fonte]

O Julgamento do Incrível Hulk[editar | editar código-fonte]

Nos anos 80, o personagem, chamado de "Audacioso" por adaptação da equipe de dublagem, participou como coadjuvante do filme O Julgamento do Incrível Hulk, onde Matt Murdock defendeu Bruce Banner no tribunal alem de ter a sua aparição no filme supremos [16].

Desenhos Animados[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ben Affleck interpretou o personagem em 2003.
  • Em 2003, o Demolidor teve suas aventuras adaptadas para o filme Demolidor - O Homem Sem Medo, tendo no papel principal Ben Affleck. Depois desse filme, Elektra ganhou filme próprio. O filme começa com um Demolidor ferido, caindo em igreja e sendo ajudado por um padre. A partir disso o personagem narra sua história começando com como obteve os poderes. Já adulto, Matt é um advogado que se não encontra justiça no tribunal, encontra como o Demolidor. Quando entra a personagem Elektra, o filme se foca no romance entre os dois. Ao final, após derrotar o Mercenário e prender Wilson Fisk, o homem que assassinou seu pai, Matt continua combatendo o crime, mas não só tendo a coragem que o diferencia de vários heróis como também tendo agora esperança.
  • O estúdio 20th Century Fox preparava um reboot do Demolidor para manter os direitos sobre o personagem, a ser dirigido por David Slade. O filme teria como base a história A Queda de Murdock. No entanto, por passar 9 anos sem usar o Demolidor, os direitos de filmagem do personagem saíram da Fox e voltaram para a Marvel, que iniciou um projeto de produzir uma série para o herói em parceria com a Netflix em 2015. Ele também foi confirmado numa minissérie onde os vigilantes de Nova York se juntaram para formar o grupo Defensores.

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • Em Novembro de 2013, foi anunciado que a Disney exibiria pela Netflix uma série live-action baseada no Demolidor, na Jessica Jones, no Punho de Ferro e no Luke Cage, levando a uma minissérie baseada nos Defensores. CEO da Disney, Robert Iger, afirmou que a Netflix escolheu por exibir as séries, quando a Disney percebeu que poderia usar o serviço como uma maneira de popularizar as personagens. Também disse que se as personagens se popularizassem, eles poderiam se tornar filmes. Em Dezembro de 2013, a Marvel confirmou Drew Goddard como produtor executivo e showrunner da série do Demolidor, e vai escrever e dirigir o primeiro episódio. Numa entrevista em Fevereiro de 2014, o roteirista/diretor Drew Pearce confirmou que as séries futuras da Netflix existiriam no Universo Marvel Cinematográfico. Em Março de 2014, o líder da Marvel Televison, Jeph Loeb, disse que o Demolidor começaria a ser filmado em Julho de 2014. Charlie Cox foi escalado para viver o personagem principal Matt Murdock/Demolidor.
  • A série Demolidor foi lançada pela Netflix em abril de 2015 contendo 13 episódios com em torno de 50 minutos cada. A serie no site IMDB atingiu nota 9,1 e teve a sua segunda temporada confirmada pela Netflix. Os atores que interpretam os personagens são:
Charlie Cox ... Matt Murdock/Demolidor (13 episódios, 2015)
Deborah Ann Woll ... Karen Page (13 episódios, 2015)
Elden Henson ... Foggy Nelson (13 episódios, 2015)
Vincent D'Onofrio ... Wilson Fisk/(Rei do Crime (11 episódios, 2015)
Toby Leonard Moore ... James Wesley (10 episódios, 2015)
Vondie Curtis-Hall ... Ben Urich (9 episódios, 2015)
Bob Gunton ... Leland Owlsley (9 episódios, 2015)
John Osnes ... John Osnes (9 episódios, 2015)
Royce Johnson ... Sgt. Brett Mahoney (6 episódios, 2015)
Rosario Dawson ... Claire Temple (5 episódios, 2015)

Videogames[editar | editar código-fonte]

Universo Marvel Cinematográfico[editar | editar código-fonte]

Tem sua própria série pela Netflix, que se passa após os acontecimentos de Os Vingadores (2012) e antes de Vingadores: Era de Ultron (2015). É interpretado por Charlie Cox, e se unirá a outros heróis na série também pela Netflix, intitulada Os Defensores. Recentemente, produtores do estúdio admitiram a possibilidade do personagem participar dos acontecimentos de Capitão América: Guerra Civil (2016). Nos quadrinhos, o arco escrito por Mark Millar coloca toda a comunidade heróica do Universo Marvel em guerra. No entanto, o Demolidor, figura constante na saga, integra a equipe anti-registro, liderada pelo Capitão América, em oposição a equipe de heróis liderada pelo Homem de Ferro, que é pró-registro e tem o apoio do governo.

Referências

  1. a b c #1 Daredevil The Origin of Daredevil, Marvel Comics, Abril de 1964
        Argumento : Lee, Stan - Desenho : Everett, Bill - Cor : Ditko, Steve
  2. a b c Sérgio Codespoti. «De 1964 a 2003: a trajetória do Demolidor, o Homem sem Medo». Universo HQ. 
  3. Rezvan-Mojarrad, Sohrab (2002). «Daredevil». The Superhero Dictionary. Arquivado desde o original em 7-4-2013. Consultado em 3-5-2009. 
  4. «Marvel's Daredevil». Netflix. Consultado em January 24, 2015. 
  5. «Wizard's 200 Greatest Comic Characters of All Time». Razorfine.com. Arquivado desde o original em 30-5-2008. Consultado em 8-5-2008. 
  6. Cronin, Brian (18-1-2008). «Top 511 Marvel Characters #1–511». Comic Book Resources. Arquivado desde o original em April 6, 2013. Consultado em 6-4-2013. 
  7. Goldstein, Hilary (11-8-2006). «The Ten Best Marvel Comics». IGN. Arquivado desde o original em April 6, 2013. Consultado em 6-4-2013. 
  8. «#10 Top Comic Book Heroes - Daredevil». IGN. 6-5-2011. Arquivado desde o original em 6-4-2013. Consultado em 6-7-2011. 
  9. Seriado Demolidor é uma ótima adaptação dos quadrinhos
  10. Evanier, Mark. "The Jack F.A.Q. – Page 4". News From ME.
  11. Quesada, Joe. "Joe Fridays 4 (column)". Newsarama.
  12. Andréa Pereira (19/07/2007). «Alex Ross e Jim Krueger anunciam Superpowers». HQManiacs. 
  13. Essential Darevil - Volume 1
  14. Essential Darevil - Volume 2
  15. «Daredevil (disambiguation) - Marvel Universe Wiki: The definitive online source for Marvel super hero bios.». marvel.com. Consultado em 2016-08-14. 
  16. O julgamento do incrível Hulk no Omelete
  17. José Aguiar (12 de Março de 2003). «Demolidor nas telas». Omelete. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]