Eternal Sunshine of the Spotless Mind

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eternal Sunshine of the Spotless Mind
O Despertar da Mente[1] (PRT)
Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças[2] (BRA)
 Estados Unidos
2004 •  cor •  108 min 
Direção Michel Gondry
Produção Focus Features
Roteiro Charlie Kaufman
Elenco Jim Carrey
Kate Winslet
Kirsten Dunst
Elijah Wood
Mark Ruffalo
Tom Wilkinson
Género comédia dramática
romance</ref>ficção científica
Distribuição Universal Studios
Idioma inglês
Orçamento US$ 20 milhões[3]
Receita US$ 72 258 126[3]

Eternal Sunshine of the Spotless Mind é um filme estadunidense de 2004, do gênero comédia dramática, romance e ficção científica, dirigido por Michel Gondry e com roteiro escrito por Charlie Kaufman. É protagonizado por Jim Carrey e Kate Winslet.

O filme utiliza elementos de ficção científica, suspense psicológico, e uma narrativa não linear para explorar a natureza da memória e do amor romântico. Estreou na América do Norte em 19 de março de 2004, e arrecadou mais de 70 milhões de dólares no mundo todo.

O filme é aberto a várias interpretações; no entanto, o seu tema principal é a memória, o passado e a sua função na humanização dos seres humanos. Ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Original, e Winslet recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz. Eternal Sunshine of the Spotless Mind tornou-se um clássico cult após os anos seguintes ao seu lançamento e passou a ser considerado por muitos críticos como um dos melhores filmes do século XXI e dos anos 2000.[4]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Joel Barish e Clementine Kruczynski aparentemente iniciam sua relação em um trem de Long Island Rail Road de Montauk, Nova Iorque. Eles são imediatamente atraídos um pelo outro, apesar de suas personalidades radicalmente diferentes.

Embora eles não percebam isso no momento, Joel e Clementine já se conhecem, pois são, de fato, ex-namorados, agora separados, depois de terem passado dois anos juntos. Depois de uma briga, Clementine contrata a empresa New York City Lacuna, Inc. para apagar todas as suas lembranças de seu relacionamento. Ao descobrir isso, Joel fica arrasado e decide se submeter ao mesmo procedimento, que ocorre enquanto ele dorme.

Grande parte do filme se passa na mente de Joel. Como suas memórias são apagadas, ele tenta contornar os efeitos de apagamento do processo, ocultando Clementine em partes remotas do seu inconsciente. Joel se encontra revisitando-os em sentido inverso. Ao ver tempos mais felizes de amor com Clementine do início de seu relacionamento, ele se esforça para preservar, pelo menos, um pouco de memória dela e de seu amor por ela. Apesar de seus esforços, as memórias são apagadas lentamente, com a última memória de Clementine dizendo-lhe: "Encontre-me em Montauk".

Em arcos de história distintos, porém relacionados que ocorrem durante o apagamento da memória de Joel, os funcionários da Lacuna revelam-se mais do que personagens periféricos. Patrick, um dos técnicos da Lacuna que está realizando o apagamento, está namorando Clementine enquanto visualiza lembranças de Joel, e os aspectos de cópia de seu relacionamento a fim de seduzi-la. Mary, a recepcionista da Lacuna, está namorando outro técnico, Stan. Como se vê, Mary teve um caso com o Dr. Howard Mierzwiak, o médico casado que dirige a empresa. Uma relação que ela concordou em ter apagado de sua memória quando foi descoberto por sua esposa. Uma vez que Mary descobre isso, ela pede demissão de seu trabalho, confronta Stan sobre seu conhecimento de seu relacionamento com Howard (que ele nega saber), rouba os registros da empresa, e envia-os para todos os clientes da empresa.

Joel e Clementine, dessa forma, também recebem seus registros da Lacuna, os quais datam de logo após eles terem se reencontrado no trem. Eles reagem com choque e perplexidade, uma vez que eles não têm nenhuma lembrança clara de ter conhecido um ao outro, e muito menos ter tido um relacionamento e ter tido suas memórias apagadas. Joel afirma para Clementine que quer começar de novo; Clementine inicialmente resiste, apontando que poderia seguir o mesmo caminho. Joel aceita isso, e eles decidem tentar um relacionamento de qualquer maneira, começando sua vida juntos de novo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator / Atriz Personagem
Jim Carrey Joel Barrish
Kate Winslet Clementine Kruczynski
Kirsten Dunst Mary Svevo
Mark Ruffalo Stanley "Stan" Fick
Tom Wilkinson Dr. Howard Mierzwiak
Elijah Wood Patrick
Jane Adams Carrie Eakin
David Cross Rob Eakin
Deirdre O'Connell Hollis Mierzwiak
Thomas Jay Ryan Frank
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Eternal Sunshine of the Spotless Mind

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

No Rotten Tomatoes, o filme tem uma classificação de 93% com base em 241 críticas, com uma classificação média de 8,47/10. O consenso crítico do site diz: "Impulsionado pelo roteiro inteligente e imaginativo de Charlie Kaufman e pelo toque igualmente ousado de Michel Gondry, Eternal Sunshine é um olhar sinuoso e sincero para relacionamentos e mágoa".[5] No Metacritic, o filme tem uma pontuação de 89 em 100, com base em 41 críticas, indicando "aclamação universal".[6] No CinemaScore, o filme tem uma nota média de "B-" na escala A + a F.[7]

O Critico norte-americano Roger Ebert classificou o filmes em 4/4,e ainda colocou ele na sua lista de "grandes filmes".[8] A. O. Scott, do The New York Times, elogiou o filme por ser "cerebral, formal e conceitualmente complicado, denso com alusões literárias e tão descaradamente romântico quanto qualquer filme que você já viu". [9]

O filme ficou em 78° lugar na lista dos "301 Melhores Filmes De Todos os Tempos" feita pela revista Empire em 2014.[10] A performance de Winslet como Clementine foi incluída na lista das "100 maiores performances de todos os tempos" feita pela revista Premiere em 81° lugar. Em 2013, o filme foi incluído na lista dos "101 maiores roteiros" feita pela Writers Guild of America em 24°.[11]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar 2005 (EUA)

BAFTA 2005 (Reino Unido)

  • Vencedor na categoria de melhor montagem
  • Vencedor na categoria de melhor roteiro original
  • Indicado na categoria de melhor ator (Jim Carrey)
  • Indicado na categoria de melhor atriz (Kate Winslet)
  • Indicado na categoria de melhor filme
  • Indicado na categoria de melhor realização/direção

Prêmio Bodil 2005 (Dinamarca)

  • Indicado na categoria de melhor filme americano.

Prêmio César 2005 (França)

  • Indicado na categoria de melhor filme estrangeiro.

European Film Awards 2004 (Europa)

  • Indicado na categoria de melhor filme estrangeiro.

Globo de Ouro 2005 (EUA)

  • Indicado na categoria de melhor filme musical ou comédia
  • Indicado na categoria de melhor ator em musical ou comédia (Jim Carrey)
  • Indicado na categoria de melhor Atriz em musical ou comédia (Kate Winslet)
  • Indicado na categoria de melhor roteiro

Screen Actors Guild (EUA)

  • Indicado na categoria de melhor atriz (Kate Winslet)

Writers Guild of America 2005 (EUA)

  • Vencedor na categoria de melhor roteiro original

Satellite Awards 2005 (EUA)

  • Indicado na categoria de melhor filme - comédia / musical
  • Indicado na categoria de melhor atriz - comédia / musical (Kate Winslet)
  • Indicado na categoria de melhores efeitos visuais

Grande Prêmio BR do Cinema Brasileiro 2005 (Brasil)

  • Indicado na categoria de melhor filme estrangeiro.

Referências

  1. «O Despertar da Mente». no CineCartaz (Portugal) 
  2. «Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças». no AdoroCinema 
  3. a b «Eternal Sunshine of the Spotless Mind (2004)». Box Office Mojo 
  4. O filme foi classificado em sexto lugar na lista da BBC dos 100 melhores filmes do século XXI, compilado a partir de uma pesquisa com 177 críticos de cinema. «The 21st Century's 100 Greatest Films». BBC. 23 de agosto de 2016. Consultado em 16 de fevereiro de 2020  See also Dargis, Manohla; Scott, A.O. (Jun 9, 2017). «The 25 Best Films of the 21st Century ... So Far». The New York Times. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  5. «Eternal Sunshine of the Spotless Mind». Rotten Tomatoes. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  6. «Eternal Sunshine of the Spotless Mind» (em inglês). Metacritic. Consultado em 20 de maio de 2014 
  7. «CinemaScore». cinemascore.com. Consultado em 5 de setembro de 2018. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2020  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)
  8. http://www.rogerebert.com/reviews/eternal-sunshine-of-the-spotless-mind-2004-1
  9. Murphy, Mekado (15 de fevereiro de 2011). «Critics' Picks Video: 'Eternal Sunshine of the Spotless Mind'». The New York Times. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  10. http://www.empireonline.com/301/301.asp
  11. http://www.wga.org/subpage_newsevents.aspx?id=1807

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Portal A Wikipédia tem os portais: