I Love You Phillip Morris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2018). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Cinema.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Este artigo está para revisão desde julho de 2018.

Translation to english arrow.svg
A tradução deste artigo está abaixo da qualidade média aceitável. É possível que tenha sido feita por um tradutor automático ou por alguém que não conhece bem o português ou a língua original do texto. Caso queira colaborar com a Wikipédia, cine e melhore este verbete conforme o guia de tradução.
I Love You, Phillip Morris
O Golpista do Ano[1] (BR)
 Estados Unidos
 França

2009 •  cor •  102 min 
Direção Glenn Ficarra
John Requa
Produção Andrew Lazar
Far Shariat
Roteiro Glenn Ficarra
John Requa
Elenco Jim Carrey
Ewan McGregor
Rodrigo Santoro
Género Comédia
Música DeVotchKa
Cinematografia Xavier Pérez Grobet
Edição Thomas J. Nordberg
Companhia(s) produtora(s) EuropaCorp
Distribuição Roadside Attractions
Lançamento França20 de Feverreiro de 2010
Estados Unidos3 de Dezembro de 2010
Idioma inglês
Orçamento US$ 13 milhões
Receita US$ 20.712.236
Página no IMDb (em inglês)

I Love You, Phillip Morris (br O Golpista do Ano) é um filme de drama/comédia de 2009 baseado nos eventos da vida real do artista, impostor e fugitivo de prisões múltiplas Steven Jay Russel interpretado por Jim Carrey. Enquanto está encarcerado, Russel se apaixona por seu companheiro de cela, Phillip Morris (Ewan McGregor). Após Morris ser liberado da prisão, Russel escapa da prisão quatro vezes para se reunir com Morris. O filme foi adaptado do "Eu te amo, Phillip Morris: Uma Verdadeira Estória de Vida, Amor e Escapadas da Prisão" por Steve McVicker.

Enredo[editar | editar código-fonte]

A história começa com Russel (Jim Carrey), no seu leito de morte se relembrando dos eventos de sua vida que o levou até aí. Ele começa com sua esposa na Praia de Virgínia como um felizardo e casado oficial de polícia que toca órgão na igreja, faz sexo toda a noite com sua esposa (Leslie Mann) e gasta suas horas vagas procurando por sua mãe biológica, que o abandonou quando ele era uma criança. Mas após um violento acidente de carro, Russel deixa sua vida e sua família para trás para sair ao mundo, e ser o seu "eu" verdadeiro, que é um homem gay. Ele se muda para Miami, encontra um namorado (Rodrigo Santoro) e começa a viver um luxuoso estilo de vida gay. Ele no entanto percebe rapidamente que uma vida de luxo é cara, tornando um engenhoso policial reformado, em um vigarista. Mas quando seu trabalho de golpista finalmente o pega, Russel é mandado para a prisão onde ele conhece, e quase instantaneamente se apaixona por Phillip Morris (Ewan McGregor). Daí começa uma história de amante desamparado que não pode suportar estar separado de sua alma gêmea. Ele ultrapassará qualquer limite para ficar com Phillip, incluindo, mas não limitando a sair da cadeia fingindo ser um doutor, após roubar um distintivo e pintar sua roupa, ordenando sua liberdade fingindo ser um juiz, impersonando o advogado de Morris e fradulentamente se tornando o Vice-presidente de uma corporação maior. Ele também simula sofrer de AIDS, e forja registros para indicar que ele morreu disso.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Após a dificuldade original de encontrar um distribuidor dos EUA, como demonstrar conteúdo homossexual explícito, o filme foi re-editado.[2] Em Maio de 2009, foi anunciado pela Variety que a Consolidated Pictures Group adquiriu os direitos para a distribuição.[3]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O filme foi lançado na Europa e na Ilha Formosa entre Fevereiro e Abril de 2010. Entretanto uma corrida limitada no Estados Unidos foi inicialmente marcada para o dia 30 de Abril, 2010, que foi depois reportado que o lançamento do filme foi indefinidamente adiada por suas distribuidoras, Consolidated Pictures Group[4] mas no dia 12 de Abril, a Variety anunciou que a distribuidora teve uma mudança no coração e que o Golpista do Ano seria mostrado para cinemas limitados começando dia 30 de Julho bem antes de expandir em todo o país em 6 de Agosto.[5]

Em 3 de Junho, o filme foi adiado novamente por batalhas legais. O filme é agora marcado para 3 de Dezembro, lançado após Roadside Attractions e Lidell Entertainment adquirir os direitos de distribuição nos Estados Unidos.[6]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Atualmente é classificado como "fresco" com uma avaliação de 81% do Rotten Tomatoes. Damon Wise do The Times deu ao filme quatro estrelas de cinco dizendo, "O Golpista do Ano é um extraordinário filme que serve como lembrete do quão bom Jim Carrey pode ser quando ele não está amarrado ao genérico de Hollywood. Seu timing cômico continua sendo excelente como sempre."[7] Xan Brooks de The Guardian também deu ao filme uma crítica positiva, descrevendo o filme como "rápido, engraçado e bastante ousado. Um uísque de cafeína com um centro que é doce"."[8]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: I Love You Phillip Morris
Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. O Golpista do Ano (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  2. Toby McDonald, "McGregor gay film too risque for cinema," Times Online, March 15, 2009.
  3. Michael Fleming, "Consolidated loves 'Phillip Morris'," Variety, May 11, 2009.
  4. http://latimesblogs.latimes.com/movies/2010/04/jim-carrey-i-love-you-phillip-morris-delayed.html
  5. I Love You Phillip Morris Gets July 30th Release April 12 2010 Retrieved 13 April 2010
  6. [1] Retrieved 26 August 2010
  7. Wise, Damon (20 de janeiro de 2009). «I Love You Phillip Morris at the Sundance Film Festival, Utah». The Times. Consultado em 19 de março de 2010. 
  8. Brooks, Xan (19 de março de 2010). «I Love You Phillip Morris: 'Fast, funny and rather daring'». The Guardian. Consultado em 19 de março de 2010. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.