Batalha Incerta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de In Dubious Battle (filme))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde novembro de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Cinema.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição.

Este artigo está para revisão desde novembro de 2017.

In Dubious Battle
Batalha Incerta (PT/BR)
 Estados Unidos
2016 •  cor •  110 min 
Direção James Franco
Gênero filme de drama
filme de romance
Música Volker Bertelmann
Cinematografia Bruce Thierry Cheung
Edição Aaron I. Butler
Gary Roach
Companhia(s) produtora(s) AMBI Pictures
Rabbit Bandini Productions
That's Hollywood Pictures Productions
Distribuição Momentum Pictures
Lançamento Estados Unidos 3 de setembro de 2016 (Festival de Veneza)
Idioma língua inglesa
Página no IMDb (em inglês)

Batalha Incerta[1][2] (em inglês: In Dubious Battle) é um filme estadunidense de 2016, do gênero drama romântico, dirigido por James Franco.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Jim Nolan (Nat Wolff), um ativista do "Partido Comunista", organiza uma grande greve para os catadores de maçãs na Califórnia, na década de 1930.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

Em 30 de janeiro de 2015, foi confirmado que James Franco iria não só dirigir um filme adaptado da obra, como também iria estrelá-la. Foram anunciados para o elenco Selena Gomez, Vincent D'Onofrio, Robert Duvall, Ed Harris, Bryan Cranston e Danny McBride na mesma ocasião. A AMBI Group ficou responsável pelo financiamento do projeto e a Rabbit Bandini Productions e a That's Hollywood Pictures Productions ficaram com a produção.[3]

Em 16 de março, Nat Wolff foi confirmado para interpretar o papel principal como Jim Nolan, o organizador da greve de catadores de maçã na Califórnia.[4] Nos dois dias seguintes, Josh Hutcherson, Zach Braff, Analeigh Tipton, Ashley Greene, John Savage e Ahna O'Reilly foram os próximos a entrar para o elenco.[5]

As gravações principais começaram em 19 de março, nas cidades de Atlanta[6] e Bostwick, Geórgia[7] - e foram finalizadas em abril de 2015.[8]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Owen Gleiberman, em sua crítica para a Variety disse que "como diretor, Franco aprendeu a montar uma cena, mas ele e seu roteirista, Matt Rager, não constroem camadas na ação. O filme nos dá pedaços de drama, mas em uma maneira maior não nos convida. (...) [N]ão é um filme bem definido, mas é (...) escrupuloso e observável."[9]

Lee Marshall, escrevendo para o Screen International disse que "a adaptação em si que é a questão principal: muito respeitoso pela metade de seu material de origem, ele fica atolado, juntamente com a greve que representa, nesta segunda hora do filme excessivo. Esquiva sua própria questão mais urgente: diante da injustiça, os militantes devem fazer coisas ruins, fazer coisas sujas para conseguir o que acreditam ser certo? (...) [D]a maneira mais previsível, [é] (...) um filme que depois de sua promessa inicial, desce às vezes [ao nível] de drama histórico para TV (...)"[9]

Jessica Kiang, do The Playlist disse que "em suma, é talvez o filme mais bem feito de Franco até à data, e também [é] talvez o seu mais maçante." Boyd van Hoeij, do Hollywood Reporter escreveu: "Franco montou um elenco impressionante mas também distrativamente heterogêneo (...) Tecnicamente, esta é uma modesta produção independente, mas a escala do filme e recreação do período não sofrem com isso tudo. É uma pena que os sonhos e as idéias de Franco para este filme não são tão grandes quanto os de seus protagonistas."[9]

Peter Bradshaw, do The Guardian escreveu: "Aqui está um filme com o coração no lugar certo, mas todo o resto está fora de controle. O ritmo dramático é pesado para seu diálago apressado. As performances são de papelão. Peças importantes, como a quebra de uma barricada que os patrões estavam usando para impedir que os alimentos chegassem aos grevistas, são simplesmente absurdas em sua ausência de consequência plausível."[10]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Batalha Incerta (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  2. Batalha Incerta (em português) no CineCartaz (Portugal)
  3. Justin Kroll (30 de janeiro de 2015). «James Franco reúne elenco para adaptação de 'In Dubious Battle'» (em inglês). Variety.com. Consultado em 29 de maio de 2015 
  4. Anita Busch (16 de março de 2015). «Nat Wolff protagoniza em 'In Dubious Battle' de James Franco» (em inglês). Deadline.com. Consultado em 29 de maio de 2015 
  5. Dave McNary (18 de março de 2015). «Josh Hutcherson e Zach Braff entram para 'In Dubious Battle' de James Franco» (em inglês). Variety.com. Consultado em 29 de maio de 2015 
  6. Jennifer Brett (19 de março de 2015). «James Franco no set de 'In Dubious Battle'» (em inglês). AJC.com. Consultado em 29 de maio de 2015 
  7. «James Franco admite que dirigir 'In Dubious Battle' está se mostrando um desafio». DailyMail.co.uk. 21 de março de 2015. Consultado em 29 de maio de 2015 
  8. Mimi Heimbrod (8 de maio de 2015). «Fotos do filme de 'In Dubious Battle': Selena Gomez e Nat Wolff parecem próximos e adoráveis no set». Design&Trend.com. Consultado em 29 de maio de 2015 
  9. a b c «In Dubious Battle». Rotten Tomatoes (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  10. Peter Bradshaw (2 de setembro de 2016). «In Dubious Battle review: James Franco hobbled by John Steinbeck». The Guardian (em inglês). Consultado em 28 de janeiro de 2017 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.