Louis C.K.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Louis C.K.
Louis C.K. em 2012.
Louis C.K. em 2012.
Nome de nascimento Louis Székely
Nascido(a) em 12 de setembro de 1967 (53 anos)
Washington, D.C.
Especialidade Comédia stand-up, televisão, cinema
Anos em atividade 1985–presente
Gênero Comédia de observação, humor negro, humor surreal
Tema(s) Vida cotidiana, auto-depreciação, pessimismo, sexualidade, velhice, materialismo econômico
Influências Richard Pryor,[1] George Carlin,[1] Woody Allen, Robert Downey Sr., Bill Cosby,[1] Steve Martin,[2] Lenny Bruce, Garry Shandling, Bill Hicks, Lenny Clarke, Steve Sweeney[3]
Influenciou Patton Oswalt,[4] Doug Stanhope, Kassem G[5]
Cônjuge Alix Bailey (1995–2008; 2 filhas)
Trabalhos de
destaque
The Chris Rock Show
Late Night with Conan O'Brien
Pootie Tang
Lucky Louie
Louie
Site www.louisck.net
Emmy Awards
Roteiro de destaque em programa musical ou de variedades
1999 - The Chris Rock Show
Grammys
Melhor álbum de comédia
2012 - Hilarious
American Comedy Awards
Melhor especial de stand-up
2011 - Hilarious
Melhor série de comédia alternativa/comédia de esquetes
2012 - Louie
Melhor roteiro de comédia (TV)
2012 - Louie
Melhor especial de stand-up
2012 - Live at the Beacon Theater
Melhor turnê de stand-up
2012 - Live at the Beacon Theater

Louis Székely (12 de Setembro de 1967), conhecido profissionalmente como Louis C.K., é um comediante, roteirista, diretor, ator e produtor estadunidense. Ícone da comédia stand-up desde 1985, é considerado um dos maiores e mais respeitados comediantes norte-americanos da atualidade, graças ao uso do humor corrosivo, politicamente incorreto e auto-depreciativo. É também o criador da aclamada série Louie, do canal FX, roteirizada, editada, dirigida e protagonizada por ele.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Família[editar | editar código-fonte]

Louis nasceu em Washington, D.C., é filho de uma engenheira de software e de um economista mexicano. Seus pais se conheceram em Harvard. Eles casaram-se em St. Francis Church em Traverse City, Michigan. Louis tem três irmãs. Quando Louie tinha um ano de idade, sua família se mudou para o México e lá viveu até ter sete anos de idade, quando sua família voltou para os EUA e se mudou para Boston.

Morando numa Boston suburbana, Louis demonstrou o desejo em se tornar comediante e roteirista, citando Richard PryorSteve Martin e George Carlin como algumas de suas influências. Quando tinha dez anos de idade, seus pais se divorciaram, e Louis foi morar, junto de suas irmãs, com sua mãe em Newton, Massachusetts.

Saindo do ensino médio, trabalhou na área técnica de uma emissora de Boston, o que deu a ele equipamentos e conhecimentos necessários para ele produzir seus próprios vídeos amadores. Trabalhou também como cozinheiro e em uma locadora.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Stand-up[editar | editar código-fonte]

Louis começou fazendo stand-up em 1985, em pequenos bares localizados em Boston. Segundo ele, suas primeiras apresentações (open-mic's) foram muito ruins e isso quase o fez desistir da carreira. Porém, continuou junto com uma onda crescente da cena de stand-up em Boston. Ganhou diversas oportunidades, como a de abrir um show do Jerry Seinfeld. Esse crescimento o fez conseguir mudar para Manhattan em 1989. Lá, apresentou-se algumas vezes em programas de televisão, e só em 1996 que lançou seu especial de meia-hora, junto à HBO.

Porém, foi somente por volta de 2005 e 2006 que Louis começou sua trajetória para tornar-se um dos maiores do stand-up. Após ouvir uma entrevista de George Carlin, em que o mesmo dizia que jogava fora seu todo material após um ano e começava de novo, Louis decidiu fazer o mesmo. Jogou todo seu material de quase duas décadas fora, e começou a escrever não só piadas, mas sim, pensamentos, medos e angústias.

Em 2007, lançou seu primeiro especial de uma hora, Shameless, que estreou na HBO e depois foi lançado em DVD. Em março de 2008, ele gravou seu segundo show solo, Chewed Up, no qual ele recebeu ao Emmy por "melhor roteiro para um programa de variedades, música ou comédia". Louis ainda lançou mais quatro shows solos até 2015.

Roteiro, direção e atuação[editar | editar código-fonte]

Antes do sucesso, Louis trabalhou como roteirista para diversos programas na televisão como: The Late Show with David LettermanLate Night with Conan O'BrienThe Dana Carvey Show, e The Chris Rock Show.

Em Junho de 2006, Louis estrelou em Lucky Louie, uma sitcom que ele criou. O programa estreou na HBO e foi gravada em frente a uma audiência. Porém, o programa foi cancelado depois da primeira temporada. Já em 2010, sua nova série, agora na FX, estreou e em pouco tempo tornou-se um sucesso cult, sendo aclamada pela crítica.

Ele também atuou como coadjuvante em alguns filmes como: The Invention of Lying (2009), American Hustle, e Blue Jasmine (ambos em 2013).

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Louis e pintora Alix Bailey casaram-se em 1995. Juntos, eles tiveram duas filhas. Divorciaram-se em 2008 e dividem a custódia das filhas. Louis quase nunca fala sobre suas visões políticas, mas há de se notar que defende casamento entre homossexuais.

Foi criado como um católico, porém usa muito o tema religião em seu stand-up, chegando a dizer que não tem "a menor ideia do como tudo chegou aqui" e que: "se eu fosse fazer uma lista de possibilidades, Deus estaria bem lá embaixo. Mas se eu fizesse uma lista de pessoas que sabem do que estão falando, EU estaria bem lá embaixo".

Casos de assédio[editar | editar código-fonte]

Em 9 de novembro de 2017, o The New York Times publicou uma matéria a respeito da conduta sexual inapropriada de Louis C.K., onde cinco mulheres afirmaram que ele pediu para poder se masturbar na frente delas. Essas ações teriam acontecido durante os anos 90 e começo da década de 2000 (quando ele já era casado).[6][7][8]

As acusações imediatamente repercutiram na mídia mundial e teve consequências diretas para o comediante. A distribuidora The Orchard cancelou a estreia do filme I Love You Daddy, escrito, dirigido e estrelado pelo próprio Louis C.K.[9] Já a HBO também cancelou a aparição do comediante no programa Night of Too Many Stars e removeu seu especial de stand-up de 2013, Oh My God, e sua sitcom Lucky Louie, de 2006, do seu serviço de streaming.[10] Já canal FX cortou todos os seus laços e projetos com Louis C.K. também.[11]

Eventualmente, Louis C.K. reconheceu que todas as cinco acusações de conduta inapropriada feitas contra ele eram verdadeiras. Ele expressou remorso por suas ações e pela dor que causou as suas vítimas, dizendo que ele abusou de sua posição de poder que tinha sobre elas, já que ele era muito admirado no seu meio. Louis também afirmou que ele, na época, achava que sua conduta era aceitável pois ele pediu a permissão delas antes, não antecipando que ele estava colocando aquelas mulheres numa posição desconfortável e inapropriada.[12]

Solos de Stand-Up[editar | editar código-fonte]

  • 2000: The Short Films of Louis C.K. (DVD)
  • 2001: Live in Houston (CD)
  • 2005: One Night Stand (DVD)
  • 2006: Shameless (DVD/video download)
  • 2008: Chewed Up (CD/DVD)
  • 2009: Hilarious (Epix - CD/DVD)
  • 2010: Word: Live at Carnegie Hall (audio download)
  • 2011: Live at the Beacon Theater (video download)
  • 2013: Louis C.K.: Oh My God – Phoenix, AZ (video download)
  • 2015: Louis C.K.: Live at the Comedy Store (video download)
  • 2015: Louis C.K.: Live at Madison Square Garden (audio download)
  • 2017: Louis C.K. 2017 (Netflix)

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1993–1994 Late Night with Conan O'Brien Vários 291 episódios; Também roteirista
1993 Ice Cream Vendedor de flores Fime curto; Diretor / Roteirista
1996 The Dana Carvey Show Vários 8 Episódios; Também roteirista principal
HBO Comedy Half-Hour Ele mesmo Stand-Up
1996–2002 Dr. Katz, Professional Therapist Louis (voz) 4 Episódios
1997–1999 The Chris Rock Show Vários 28 episódios; Também roteirista

Primetime Emmy Award for Outstanding Writing for a Variety, Music or Comedy Program (1999) Indicado – Primetime Emmy Award for Outstanding Writing for a Variety or Music Program (1998) Indicado – Primetime Emmy Award for Outstanding Writing for a Variety or Music Program (2000)

1998 Tomorrow Night Homem esguichando as pessoas com mangueira Direor / Produtor / Roteirista

Indicado – Florida Film Festival Award for Best Narrative Indicado – Hamptons International Film Festival Award for Best American Independent Film

2001 Comedy Central Presents Ele mesmo Stand-up
2002 Home Movies Andrew Small (voz) 5 Episódios
2005 London Terapeuta
One Night Stand Ele mesmo Stand-up
2006 Lucky Louie Louie 13 episódios; Também criador/ roteirista/ produtor executivo
Searching for Nixon Homem com máscara de Richard Nixon Filme curto
2007 Shameless Himself Stand-up
2008 Diminished Capacity Stan
Welcome Home Roscoe Jenkins Marty
Role Models Segurança
Chewed Up Ele mesmo Stand-up

Indicado – Primetime Emmy Award for Outstanding Writing for a Variety, Music Or Comedy Special

2009 The Invention of Lying Greg
2009–2012 Parks and Recreation Dave Sanderson 6 Episódios
2010–presente Louie Louie Também Criador / Roteirista/ Produtor Executivo / Diretor / Editor
2011 Hilarious Ele mesmo Stand-up

Grammy Award for Best Comedy Album The Comedy Award for Stand-up Special Indicado– Primetime Emmy Award for Outstanding Writing for a Variety, Music Or Comedy Special Indicado– Primetime Emmy Award for Outstanding Picture Editing for a Special (Single Or Multi-Camera)

Live at the Beacon Theater Ele mesmo Stand-up

Primetime Emmy Award for Outstanding Writing for a Variety Special Indicado – The Comedy Award for Stand-up Special Indicado – Primetime Emmy Award for Outstanding Special Class Program Indicado – Primetime Emmy Award for Outstanding Directing for a Variety Special Indicado – Primetime Emmy Award for Outstanding Picture Editing for Short-Form Segments and Variety Specials

2012–2015 Saturday Night Live Apresentador 3 episódios

Indicado – Primetime Emmy Award for Outstanding Guest Actor in a Comedy Series (2013–15)

2013 Oh My God Ele mesmo Stand-up

American Comedy Award for Comedy Special of the Year Primetime Emmy Award for Outstanding Writing for a Variety Special Indicado – Grammy Award for Best Comedy Album Indicado – Primetime Emmy Award for Outstanding Variety, Music or Comedy Special Indicado – Primetime Emmy Award for Outstanding Directing for a Variety Special Indicado – Primetime Emmy Award for Picture Editing for Short-Form Segments and Variety Specials

Blue Jasmine[72] Al Indicado – Detroit Film Critics Society Award for Best Ensemble
American Hustle Stoddard Thorsen Alliance of Women Film Journalists Award for Best Ensemble Cast

American Comedy Award for Best Comedy Supporting Actor – Film Critics' Choice Movie Award for Best Acting Ensemble Detroit Film Critics Society Award for Best Ensemble New York Film Critics Circle Award for Best Ensemble Cast Phoenix Film Critics Society Award for Best Cast Screen Actors Guild Award for Outstanding Performance by a Cast in a Motion Picture San Diego Film Critics Society Award for Best Performance by an Ensemble Indicado – Washington D.C. Area Film Critics Association Award for Best Ensemble

Tuna Clint Filme Curto
2014 The Angriest Man in Brooklyn Dr. Fielding
2015 Live at the Comedy Store Ele mesmo Stand-up
Gravity Falls Monstro suado (voz) Episódio: "Weirdmageddon Part I"
Trumbo Arlen Hird Pendente – Screen Actors Guild Award for Outstanding Performance by a Cast in a Motion Picture (Shared withBryan Cranston, Helen Mirren, Michael Stuhlbarg, Diane Lane, Elle Fanning and John Goodman)
2016 The Secret Life of Pets Max (voz) Pós-Produção

Créditos por não-performances[editar | editar código-fonte]

Ano Título Notas
1990 Caesar's Salad Diretor / Roteirista
1995 Highjacker Diretor / Roteirista
Brunch Diretor / Roteirista
Late Show with David Letterman 11 episódios / Roteirista
2001 Down to Earth Roteirista
Pootie Tang Diretor / Roteirista
2007 I Think I Love My Wife Roteirista
2016 Baskets Co-Criador / Roteirista
TBA Better Things Co-Criador / Diretor / Roteirista

Referências

  1. a b c Vogel, Laura (27 de maio de 2007). «Louis C.K.». New York Post. Consultado em 10 de novembro de 2010. Arquivado do original em 25 de abril de 2011 
  2. Knutzen, Eirik. «Louis C.K.». Copley News Service. Consultado em 10 de novembro de 2010. Arquivado do original em 16 de dezembro de 2008 
  3. «Interview with Louis C.K.». One Night Stand. HBO. 2005. Consultado em 6 de dezembro de 2007 
  4. «Patton Oswalt: The AST Interview». Consultado em 19 de agosto de 2010. Arquivado do original em 13 de outubro de 2007 
  5. KassemG Rogue Spotlight: Comedy Icons [Take 2. iamROGUE.com. Página acessada em 23-5-2012.
  6. Ryzik, Melena; Buckley, Cara; Kantor, Jodi. «Louis C.K. Crossed a Line Into Sexual Misconduct, 5 Women Say». The New York Times. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  7. Redden, Molly. «Louis CK accused by five women of sexual misconduct in new report». The Guardian. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  8. Seitz, Matt Zoller. «Louis C.K. Is Done». Vulture. Consultado em 9 de novembro de 2017 
  9. Schaffstall, Katherine (9 de novembro de 2017). «Louis C.K.'s Movie Premiere Canceled in Advance of N.Y. Times Story». The Hollywood Reporter. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  10. Hipes, Patrick (9 de novembro de 2017). «Louis C.K. Dropped From HBO's 'A Night Of Too Many Stars' Special, On-Demand Offerings». Deadline. Consultado em 10 de novembro de 2017 
  11. Crucchiola, Jordan (9 de novembro de 2017). «FX Releases Statment on Louis C.K.: 'The Matter Is Currently Under Review'». Vulture. Consultado em 10 de novembro de 2017 
  12. Elahe, Izadi (10 de novembro de 2017). «Louis C.K. responds to sexual misconduct allegations: 'These stories are true'». The Washington Post. Consultado em 11 de novembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Louis CK
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Louis C.K.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.