Rosamund Pike

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rosamund Pike

Rosamund Pike na estreia de Barney's Version em 2011.
Nome completo Rosamund Mary Ellen Pike[1][2]
Nascimento 27 de janeiro de 1979 (45 anos)
Londres, Inglaterra
Nacionalidade britânica
Ocupação atriz
Cônjuge Robie Uniacke (desde 2009)
Emmys
Melhor Atriz em Série de Comédia de Curta Metragem
2019 - State of the Union
Globos de Ouro
Melhor Atriz em Cinema – Comédia ou Musical
2021– I Care a Lot
Outros prêmios
Prêmio Saturno de Melhor Atriz
2014 - Gone Girl

Rosamund Mary Ellen Pike[nota 1][1][3] (Londres, 27 de janeiro de 1979), é uma atriz britânica. Pike estudou em Wadham, Oxford e começou sua carreira aparecendo em produções teatrais, incluindo Romeu e Julieta, no National Youth Theater. Ela debutou no cinema como a bond girl Miranda Frost, em Die Another Day (2002) e mais tarde foi premiada com um Globo de Ouro e um Primetime Emmy Awards, com indicações ao Oscar e ao British Academy Film Awards.[4] Ficou conhecida internacionalmente como a bond girl Miranda Frost, em Die Another Day (2002), Jane Bennet, em Pride & Prejudice (2005) e Amy Dunne, em Gone Girl (2014).

A carreira de atriz começou com produções teatrais como Romeu e Julieta e Skylight.[5] Após, apareceu em Rather English Marriage (1998), em Wives and Daughters (1999) e Love in a Cold Climate (2001). Ela recebeu reconhecimento internacional a partir de sua estreia no cinema como a Bond Girl.Miranda Fro, t no filme Die Another Day (2002), ao qual recebeu o prêmio Empire Award de Melhor Revelação.[6] Ganhou também o Prêmio BIFA de Melhor Atriz Coadjuvante em The Libertine (2004), interpretando também Jane Bennet, na adaptação de Orgulho e Preconceito (2005).[7][7]

Pike teve aparições cinematográficas no filme de ficção científica Doom (2005), no filme de aventura do crime misterioso Fracture (2007), o filme de drama Fugitive Pieces (2007) e o drama coming-of-age An Education (2009), para que foi nomeada para o Prêmio London Film Critics Circle.[8] Ela também recebeu indicações do Prêmio de Filme Independente Britânico para An Education, Made in Dagenham (2010), e ao Prêmio Genie por Barney's Version (2010).[1][9]

Em 2014, seu desempenho no filme de suspense psicológico Gone Girl foi recebido com aclamação generalizada crítica, recebendo o Prêmio Saturno de Melhor Atriz, sendo nomeada ao Oscar de Melhor Atriz, ao BAFTA e ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em filme dramático.[10][11] Em 2018, recebeu sua segunda indicação ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em drama e ao Satellite Awards de melhor atriz pelo seu desempenho no drama-biográfico A Private War.[12][13] Em 2019, ganhou Emmy de melhor atriz em série de comédia de curta duração pelo seu papel na série State of the Union.[14] No ano seguinte, estrelou o filme da Netflix intitulado I Care a Lot, pelo qual foi amplamente aclamada pela critica e ganhou o Globo de ouro de melhor atriz em filme de comédia ou musical.[15] Em 2023, ela apareceu na comédia Saltburn, sendo aclamada pela critica, pela qual foi indicada ao Globo de Ouro de melhor atriz coadjuvante, BAFTA de Melhor Atriz Coadjuvante, dentre outros diversos prêmios.[16][17]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pike cresceu em Londres, sendo filha única de cantores de ópera profissionais Caroline Friend and Julian Pike.[18] Sua família viajou pela Europa continental por vários anos, onde o trabalho os levava, o que fez com que ela se tornasse fluente em alemão e francês aos sete anos.[7] Estudando na Badmington School com uma bolsa de estudos, foi participando da peça Romeu e Julieta no National Youth Theatre que ela foi notada por um agente e embarcou na carreira profissional de atriz.[7]

Após interromper os estudos por um ano, para se dedicar aos palcos, ganhando experiência em peças de Arthur Miller e William Shakespeare, ela formou-se em 2001.[19]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2000- 2010: Miranda Frost, Primeiros Anos e Reconhecimento[editar | editar código-fonte]

Rosamund em 2015 durante uma seção de autógrafos do filme Garota Exemplar.[20]

Logo após se formar, Pike analisava uma oferta de emprego numa grande cadeia de livrarias por falta de trabalho como atriz, quando foi chamada para viver Miranda Frost em 007 Um Novo Dia Para Morrer. Na época, era tão ignorante sobre o mundo de 007, que foi ao teste para o papel vestindo uma roupa que a mãe usava nos concertos de ópera em que se apresentava.[7]

Minha Versão do Amor (2010), filme indicado ao Leão de Ouro do Festival de Veneza[21] e pelo qual ela foi indicada a diversos prêmios de crítica, como o Satellite Awards e o British Independent Film Awards; também recebeu indicações ao BIFA por suas performances em An Education (2009) e Made in Dagenham (2010)[22]

Na televisão, Pike desempenhou o papel de "Gudrun Brangwen" no Women in Love(2011).[23] No palco, ela se apresentou em várias produções, incluindo Hitchcock, em 2003, Alma Summer and Smoke em 2006, Gas Light em 2007, e Hedda Gabler em 2010.[24] Em 2005, ela apareceu como Jane Bennet, a irmã mais velha de Elizabeth Bennet (interpretada por Keira Knightley, que foi indicada ao Oscar), em Orgulho e Preconceito. Pike então estrelou a adaptação cinematográfica do romance Fugitive Pieces, de Anne Michaels.[25] Ela estrelou como uma advogada de sucesso no filme Fracture, ao lado de Anthony Hopkins e Ryan Gosling.[26] Pike foi jurada no Costa Book Awards em 2008. Seus créditos teatrais incluem Hitchcock Blonde de Terry Johnson e Summer and Smoke de Tennessee Williams, ambos no West End de Londres , e Gas Light no Old Vic Theatre de Londres. Em 2009, ela interpretou a personagem-título de Madame De Sade durante a temporada do West End de Donmar.[27]

Em 2010, ela apareceu no filme britânico Made in Dagenham e no filme canadense Barney's Version, onde interpreta Miriam. Nesse mesmo ano, ela estrelou uma produção de Hedda Gabler em uma turnê pelo Reino Unido. Pike gravou dublagem para um papel principal no filme Jackboots on Whitehall (2010) e emprestou sua voz para uma série de audiolivros de James Bond, narrando The Spy Who Loved Me.[28] Também em 2010, Pike fez o papel de Pussy Galore na adaptação da BBC Radio 4 de Goldfinger de Fleming. Em 2011, Pike fez o papel de Kate Sumner no filme paródia de James Bond, Johnny English Reborn, interpretando uma psicóloga e interesse amoroso de English.[29] O filme é uma sequência do filme Johnny English de 2003 e foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mais de US$ 160 milhões.

2010 - 2020: Garota Exemplar e Aclamação Critica[editar | editar código-fonte]

Em 2012, ela desempenhou o papel da Rainha Andrômeda no épico de fantasia Wrath of the Titans. Ela substituiu Alexa Davalos, que havia desempenhado o papel em Clash of the Titans e desistiu devido a um conflito de agenda.[30] Assumir o papel em Wrath of the Titans significou que ela teve que desistir de ser considerada para um papel em Man of Steel. Embora o filme não tenha sido bem recebido pela crítica, arrecadou mais de US$ 300 milhões e os críticos consideraram sua atuação um dos destaques do filme.[31] Ela estrelou como Helen Rodin, a protagonista feminina ao lado de Tom Cruise no thriller Jack Reacher, uma adaptação do romance One Shot do autor Lee Child.[32] O filme teve recepção positiva da crítica e arrecadou mais de US$ 218 milhões. No ano seguinte, ela teve um papel coadjuvante em The World End (2013).[33]

Mais recentemente, sua interpretação da personagem Amy Dunne no filme Garota Exemplar foi considerado "brilhante, com um talento emocionante e assustador" e a personagem foi descrita como "o papel de sua vida".[34] Por este papel, ela foi indicada ao Oscar, Globo de Ouro, BAFTA e SAG Awards.[35][36] Em 2019 recebeu o prêmio Emmy Awards de melhor atriz em série de comédia de curta duração pelo seu papel na série State of the Union.[14]

Em 2021, Pike ganhou seu primeiro Globo de Ouro por seu desempenho aclamado pela crítica como Marla Grayson em I Care a Lot.[37] Em 19 de novembro de 2021, a série Wheel of Time, na qual ela interpreta a personagem principal, foi lançada no streaming da Amazon o Amazon Prime Video.[38]

2021 - presente: Prêmios, I Care a Lote e Aclamação Continua[editar | editar código-fonte]

Pike e Ben Affleck na premier Gone Girl no 52nd New York Film Festival em 2014.

A partir de 2015, ela dublou Lady Penelope Creighton-Ward no remake de Thunderbirds Are Go produzido pela ITV em conjunto com a Weta Workshop . Em fevereiro de 2016, ela estrelou o videoclipe de "Voodoo in My Blood " do Massive Attack , inspirado diretamente na cena do metrô com Isabelle Adjani no filme Possession (1981) dirigido por Andrzej Żuławski.[39] Em 2017, ela assumiu o papel de The Woman no curta-metragem The Human Voice, escrito e dirigido por Patrick Kennedy e baseado na peça La voix humaine de Jean Cocteau, pela qual ganhou o prêmio de Melhor Atriz no Oxford International Film. Festival.[40]

Em 2018, Pike foi escalado como a correspondente de guerra Marie Colvin em A Private War, dirigido por Matthew Heineman e baseado em "Marie Colvin's Private War", um artigo da Vanity Fair de Marie Brenner. Ela foi indicada ao Globo de Ouro e ao Satellite Awards de Melhor Atriz em Filme - Drama.[41] Em 2019, ela foi escalada para o papel de Moiraine na adaptação do Amazon Prime Video do épico de fantasia de Robert Jordan, The Wheel of Time, que foi lançado em novembro de 2021.[42] Em 2021, Pike estrelou como a vigarista Marla Grayson no thriller policial I Care a Lot, dirigido por J. Blakeson e coestrelado por Peter Dinklage, Eiza González e Dianne Wiest. Seu desempenho recebeu aclamação universal; David Rooney, do The Hollywood Reporter, disse que "Pike traz eficiência nítida e amoralidade cega a um conservador legal",[carece de fontes?] e o jornalista da ABC News, Peter Travers , escreveu que "Pike faz um banquete com o papel". No Globo de Ouro, ela ganhou o Globo de Ouro de Melhor Atriz em Filme - Comédia ou Musical.[43]

Em 2021, Pike narrou o audiolivro do romance de Paula Hawkins, A Slow Fire Burning.[44] Ela também dublou um audiolivro de The Eye of the World, o primeiro livro da série Wheel of Time Em 2022, foi anunciado que Pike estrelaria o segundo longa-metragem de Emerald Fennell, Saltburn.[45] Ela também está comprometida em liderar como protagonista o thriller Rich Flu, com Pablo Larraín produzindo o filme.[46]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Enquanto estava em Oxford, Pike teve um relacionamento com Simon Woods que durou dois anos.[47] Mais tarde, o casal interpretou Jane Bennet e Charles Bingley em Orgulho e Preconceito, o termino veio em 2007, ela então ficou noiva do diretor daquela produção, Joe Wright ; seu noivado terminou em 2008.[48] Desde dezembro de 2009, Pike mantém um relacionamento com Robie Uniacke, um empresário, e eles têm dois filhos.[49][50][51][52]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Filmografia de Rosamund Pike

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prêmios de Rosamund Pike

Notas

  1. Seu nome do meio é Mary Ellen, e não Mary Elizabeth, segundo o IMDb.

Referências

  1. a b c Brady, Tara (17 de novembro de 2016). «Rosamund Pike: from Bond girl to Gone Girl to leading woman». The Irish Times. Consultado em 22 de novembro de 2016 
  2. [1]
  3. Rosamund Mary E Pike. England and Wales Birth Registration Index 1837–2008, FamilySearch. Página visitada em 06 de abril de 2014.
  4. Hammond, Pete (17 de fevereiro de 2021). «'I Care A Lot' Review: Golden Globe-Nominated Rosamund Pike Wickedly Good In Sharp Dark Satire That Suits The Moment». Deadline Hollywood. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
  5. «Rosamund Pike Biography». Biography. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  6. «Jack Reacher (2012)». Box Office Mojo. Consultado em 28 de fevereiro de 2013 
  7. a b c d e Judith Woods (24 de setembro de 2010). «Rosamund Pike: From reluctant English rose to Britain's new screen queen». Daily Mail. Consultado em 25 de novembro de 2010 
  8. «The name's Pike, Rosamund Pike». The Guardian. 13 de outubro de 2002. Consultado em 25 de novembro de 2010 
  9. Cavendish, Lucy (18 de março de 2009). «Rosamund Pike interview». The Daily Telegraph. London. Consultado em 22 de maio de 2010 
  10. Review of "Everything Before the 'But' Is a Lie" in the "Daily Info, Oxford".
  11. Husband, Stuart (12 de outubro de 2002). «The name's Pike, Rosamund Pike». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 29 de junho de 2017 
  12. Fujitani, Ryan (21 de novembro de 2018). «Fantastic Beasts: The Crimes of Grindelwald Could Use a Bit More Magic». Rotten Tomatoes. Consultado em 15 de novembro de 2018 
  13. Lang, Brent (2 de fevereiro de 2018). «Aviron Buys 'Serenity' With Matthew McConaughey, 'A Private War' With Rosamund Pike (EXCLUSIVE)». Variety (magazine). Consultado em 30 de abril de 2018 
  14. a b «Nominees/Winners». Television Academy. Consultado em 16 de setembro de 2019. Cópia arquivada em 17 de julho de 2019 
  15. «I Care a Lot». Metacritic. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  16. Bamigboye, Baz (11 de maio de 2022). «Rosamund Pike To Star In 'Promising Young Woman' Filmmaker Emerald Fennell's New Feature Film». Deadline Hollywood. Consultado em 11 de maio de 2022 
  17. Kroll, Justin (12 May 2022). «Euphorias Jacob Elordi And Barry Keoghan To Co-Star With Rosamund Pike In Emerald Fennell's Saltburn For MRC Film And LuckyChap: Hot Cannes Market Package». Deadline. Consultado em 8 August 2022. Cópia arquivada em 12 May 2022  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  18. Cavendish, Lucy (18 de março de 2009). «Rosamund Pike interview». The Daily Telegraph. London. Consultado em 22 de maio de 2010 
  19. «The name's Pike, Rosamund Pike». The Guardian. 13 de outubro de 2002. Consultado em 25 de novembro de 2010 
  20. «Rosamund Pike Welcomes a Son». People. Consultado em 4 de janeiro de 2015 
  21. MacDonald, Gayle (31 de julho de 2010). «Barney's Version world premiere to take place in Italy». The Globe and Mail. Toronto. Consultado em 31 de julho de 2010 
  22. «Rosamund Pike». www.findmypast.co.uk. Consultado em 24 de novembro de 2012 
  23. Bamigboye, Baz (13 de setembro de 2007). «Rosamund Pike: A theatre girl at heart». Daily Mail. Consultado em 26 de maio de 2009 
  24. Jury, Louise (19 de agosto de 2008). «The man with the Midas touch». Evening Standard. Consultado em 26 de maio de 2009 
  25. «Review of "Everything Before the 'But' Is a Lie" in the "Daily Info, Oxford".». Consultado em 10 de março de 2015. Cópia arquivada em 2 de abril de 2015 
  26. Husband, Stuart (12 de outubro de 2002). «The name's Pike, Rosamund Pike». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 29 de junho de 2017. Cópia arquivada em 20 de setembro de 2017 
  27. «2005 Winners announced 8th British Independent Film Awards». British Independent Film Awards. 30 de novembro de 2005. Consultado em 17 de outubro de 2014. Arquivado do original em 2 de setembro de 2012 
  28. «Pandora: Tendulkar ton is news to Shilpa». The Independent (em inglês). 19 de dezembro de 2008. Consultado em 29 de junho de 2017. Cópia arquivada em 29 de setembro de 2017 
  29. Trueman, Matt (4 de setembro de 2012). «London's Old Vic challenges celebrities to stage a musical in 24 hours». The Guardian. Consultado em 24 de novembro de 2012. Cópia arquivada em 25 de fevereiro de 2014 
  30. Jury, Louise (19 de agosto de 2008). «The man with the Midas touch». London Evening Standard. Consultado em 26 de maio de 2009. Arquivado do original em 22 de agosto de 2008 
  31. «Rosamund Pike narrates 'The Spy Who Loved Me' for new Ian Fleming audiobooks». mi6.co.uk. 12 de janeiro de 2011. Consultado em 12 de janeiro de 2011 
  32. «Rosamund Pike Joins 'Wrath of the Titans' as Andromeda». screenrant.com. 2011. Consultado em 13 de dezembro de 2012. Cópia arquivada em 28 de janeiro de 2013 
  33. «Rosamund Pike signs up for Wrath of the Titans, drops out of Superman race». denofgeek.com. 9 de fevereiro de 2011. Consultado em 6 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 22 de fevereiro de 2014 
  34. «'Gone Girl': Rosamund Pike on the Role of a Lifetime». Variety. Consultado em 15 de novembro de 2014 
  35. «BAFTA Nominations: 'Grand Budapest Hotel' Leads With 11 – Full List». Deadline.com. 8 de janeiro de 2015. Consultado em 9 de janeiro de 2015 
  36. «Rosamund Pike- Biography». Yahoo! Movies. Consultado em 24 de novembro de 2012 
  37. Hammond, Pete (17 de fevereiro de 2021). «'I Care A Lot' Review: Golden Globe-Nominated Rosamund Pike Wickedly Good In Sharp Dark Satire That Suits The Moment». Deadline Hollywood. Consultado em 18 de fevereiro de 2021 
  38. Quah, Nicholas (28 de julho de 2021). «Rosamund Pike Is First Lady Edith Wilson (and 3 More Podcasts Worth Trying)». Vulture.com. Consultado em 11 de setembro de 2021 
  39. «Review: 'Wrath Of The Titans' represents a big step forward from the first film». Uproxx. 28 de março de 2012. Consultado em 29 de outubro de 2021. Cópia arquivada em 12 de janeiro de 2013 
  40. «Jack Reacher (2012)». Box Office Mojo. Consultado em 28 de fevereiro de 2013. Cópia arquivada em 16 de fevereiro de 2015 
  41. «'Gone Girl' starts filming in Cape Girardeau». kfvs12.com. 12 de setembro de 2013. Consultado em 5 de fevereiro de 2014. Cópia arquivada em 10 de março de 2014 
  42. Mottram, James (30 de setembro de 2014). «Gone Girl film director David Fincher on his potential Oscar contender». The Independent. Consultado em 19 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 7 de outubro de 2014 
  43. «David Fincher: A Life in Pictures». BAFTA Guru. 19 de setembro de 2014. Consultado em 17 de agosto de 2015. Arquivado do original em 5 de setembro de 2015 
  44. «GONE GIRL (2014)». Rotten Tomatoes. Consultado em 19 de outubro de 2014. Cópia arquivada em 31 de outubro de 2014 
  45. Bamigboye, Baz (11 de maio de 2022). «Rosamund Pike To Star In 'Promising Young Woman' Filmmaker Emerald Fennell's New Feature Film». Deadline Hollywood. Consultado em 11 de maio de 2022 
  46. Ritman, Alex (3 de fevereiro de 2022). «Rosamund Pike to Lead Virus Thriller 'Rich Flu,' Pablo Larrain Producing». The Hollywood Reporter. Consultado em 11 de maio de 2022 
  47. Barber, Lynn (24 May 2009). «I don't sleep around, if that's what you mean ... Would you like some more cake?». The Guardian. London. Consultado em 6 October 2018. Cópia arquivada em 29 July 2018  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  48. «"Atonement" Director Joe Wright Calls Off Wedding To "Bond" Girl Rosamund Pike». HuffPost. 16 June 2008. Consultado em 1 November 2017. Cópia arquivada em 24 September 2017  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  49. In a webcast from Prague, on the Graham Norton Show (BBC1), first broadcast on 19 February 2021, Pike noted that her sons both speak Mandarin fluently.
  50. Sawer, Patrick (20 September 2014). «Rosamund Pike: How my ex-addict lover (age 53) gave me new lease of life». The Telegraph. Consultado em 13 October 2014. Cópia arquivada em 12 October 2014  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  51. Jordi Lippe-McGraw (24 April 2014). «This Is How Rosamund Pike Restored Her Georgian Home in London». Architectural Digest. Consultado em 8 April 2018. Cópia arquivada em 9 April 2018  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)
  52. Roach, Vicky (4 February 2015). «Gone Girl star Rosamund Pike talks Oscars, babies and her new film What We Did on Our Holiday». news.com.au. Consultado em 22 November 2016. Cópia arquivada em 20 December 2016  Verifique data em: |acessodata=, |arquivodata=, |data= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]