Rosamund Pike

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rosamund Pike
Pike atende a exibição de abertura filme "A Reino Unido" durante o 60º Festival de Cinema de Londres em 5 de outubro de 2016.[1]
Nome completo Rosamund Mary Elizabeth Pike[2][3]
Nascimento 27 de janeiro de 1979 (38 anos)
Londres, Inglaterra
Nacionalidade Reino Unido britânica
Ocupação atriz
Outros prêmios
Prêmio Saturno de Melhor Atriz
2014 - Gone Girl
IMDb: (inglês)

Rosamund Mary Elizabeth Pike[2][4] (Londres, 27 de janeiro de 1979) é uma atriz britânica. É conhecida como a bond girl Miranda Frost em 007 Um Novo Dia Para Morrer (2002), Jane Bennet em Orgulho e Preconceito (2005) e Amy Dunne em Garota Exemplar (2014).

A carreira de atriz começou a aparecer em produções de palco como Romeu e Julieta e Skylight.[5] Após ela apareceu em Rather English Marriage (1998) e em Wives and Daughters (1999) e Love in a Cold Climate (2001), ela recebeu reconhecimento internacional por sua estréia no cinema como Bond Girl Miranda Frost in Die Another Day (2002), pelo qual recebeu o Empire Award for Best Newcomer.[6]Após o seu avanço, ganhou o Prêmio BIFA de Melhor Ator Coadjuvante para The Libertine (2004) e retratou Jane Bennet em Pride & Prejudice (2005).[7][7]

Pike teve aparições cinematográficas no filme de ficção científica Doom (2005), o filme de travessura do crime misterioso Fracture (2007), o filme de drama Fugitive Pieces (2007) e o drama da vinda de idade A Education (2009), para que foi nomeada para o Prêmio London Film Critics Circle.[8]Ela também recebeu indicações do Prêmio de Filme Independente Britânico para [A Education]] , Made in Dagenham (2010), e foi nomeada para um Prêmio Genie para Barney's Version (2010).[2][9]

Em 2014, seu desempenho no filme de suspense psicológico Gone Girl foi recebido com aclamação crítica generalizada e recebeu o Prêmio Saturno de Melhor Atriz e foi nomeado para o Oscar de Melhor Atriz , o Prêmio BAFTA[desambiguação necessária] de Melhor Atriz em um Papel Líder , e o Globo de Ouro da Melhor Atriz - Drama.[10] [11]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pike cresceu em Londres, sendo filha única de cantores de ópera profissionais.[12] Sua família viajou pela Europa continental por vários anos, onde o trabalho os levava, o que fez com que ela se tornasse fluente em alemão e francês aos sete anos.[7] Estudando na Badmington School com uma bolsa de estudos, foi participando da peça Romeu e Julieta no National Youth Theatre que ela foi notada por um agente e embarcou na carreira profissional de atriz.[7]

Após interromper os estudos por um ano, para se dedicar aos palcos, ganhando experiência em peças de Arthur Miller e William Shakespeare, ela formou-se em 2001.[13]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Logo após se formar, Pike analisava uma oferta de emprego numa grande cadeia de livrarias por falta de trabalho como atriz, quando foi chamada para viver Miranda Frost em 007 Um Novo Dia Para Morrer. Na época, era tão ignorante sobre o mundo de 007, que foi ao teste para o papel vestindo uma roupa que a mãe usava nos concertos de ópera em que se apresentava.[7]

Desde então, ela tem trabalhado em teatro, televisão e cinema, em que contracenou com Johnny Depp em O Libertino (2004), pelo qual ganhou o Prêmio BIFA de Melhor Atriz Coadjuvante, [14] Keira Knightley em Orgulho e Preconceito, Doom A porta do inferno (2006) Anthony Hopkins em Um Crime de Mestre (2007) e Dustin Hoffman em Minha Versão do Amor (2010), filme indicado ao Leão de Ouro do Festival de Veneza[15] e pelo qual ela foi indicada a diversos prêmios de crítica, como o Satellite Awards e o British Independent Film Awards; também recebeu indicações ao BIFA por suas performances em An Education (2009) e Made in Dagenham (2010)[16]

Na televisão, Pike desempenhou o papel de "Gudrun Brangwen" no Women in Love(2011).[17] No palco, ela se apresentou em várias produções, incluindo Hitchcock, em 2003, Alma Summer and Smoke em 2006, Gas Light em 2007, e Hedda Gabler em 2010.[18]

Mais recentemente, sua interpretação da personagem Amy Dunne no filme Garota Exemplar foi considerado ''brilhante, com um talento emocionante e assustador" e a personagem foi descrita como "o papel de sua vida".[19] Por este papel ela foi indicada ao Oscar, Globo de Ouro, BAFTA[desambiguação necessária] e SAG Awards. [20][21]

Rosamund em 2015 durante uma seção de autógrafos do filme Garota Exemplar.[22]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Filmografia de Rosamund Pike

Prêmios e Indicações[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Prêmios de Rosamund Pike

Referências

  1. «Review: 'Wrath Of The Titans' represents a big step forward from the first film». hitfix.com. 28 de março de 2012. Consultado em 6 de janeiro de 2013 
  2. a b c Brady, Tara (17 de novembro de 2016). «Rosamund Pike: from Bond girl to Gone Girl to leading woman». The Irish Times. Consultado em 22 de novembro de 2016 
  3. [1]
  4. Rosamund Mary E Pike. England and Wales Birth Registration Index 1837–2008, FamilySearch. Página visitada em 06 de abril de 2014.
  5. «Rosamund Pike Biography». Biography. Consultado em 27 de novembro de 2016 
  6. «Jack Reacher (2012)». Box Office Mojo. Consultado em 28 de fevereiro de 2013 
  7. a b c d e Judith Woods (24 de setembro de 2010). «Rosamund Pike: From reluctant English rose to Britain's new screen queen». Daily Mail. Consultado em 25 de novembro de 2010 
  8. «The name's Pike, Rosamund Pike». The Guardian. 13 de outubro de 2002. Consultado em 25 de novembro de 2010 
  9. Cavendish, Lucy (18 de março de 2009). «Rosamund Pike interview». The Daily Telegraph. London. Consultado em 22 de maio de 2010 
  10. Review of "Everything Before the 'But' Is a Lie" in the "Daily Info, Oxford".
  11. Husband, Stuart (12 de outubro de 2002). «The name's Pike, Rosamund Pike». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 29 de junho de 2017 
  12. Cavendish, Lucy (18 de março de 2009). «Rosamund Pike interview». The Daily Telegraph. London. Consultado em 22 de maio de 2010 
  13. «The name's Pike, Rosamund Pike». The Guardian. 13 October, 2002. Consultado em 25 de novembro de 2010  Verifique data em: |data= (ajuda)
  14. Cavendish, Lucy (18 de março de 2009). «Rosamund Pike interview». The Daily Telegraph. London. Consultado em 22 de maio de 2010 
  15. MacDonald, Gayle (31 de julho de 2010). «Barney's Version world premiere to take place in Italy». The Globe and Mail. Toronto. Consultado em 31 de julho de 2010 
  16. «Rosamund Pike». www.findmypast.co.uk. Consultado em 24 de novembro de 2012 
  17. Bamigboye, Baz (13 de setembro de 2007). «Rosamund Pike: A theatre girl at heart». Daily Mail. Consultado em 26 de maio de 2009 
  18. Jury, Louise (19 de agosto de 2008). «The man with the Midas touch». Evening Standard. Consultado em 26 de maio de 2009 
  19. «'Gone Girl': Rosamund Pike on the Role of a Lifetime». Variety. Consultado em 15 de novembro de 2014 
  20. «BAFTA Nominations: 'Grand Budapest Hotel' Leads With 11 – Full List». Deadline.com. 8 de janeiro de 2015. Consultado em 9 de janeiro de 2015 
  21. «Rosamund Pike- Biography». Yahoo! Movies. Consultado em 24 de novembro de 2012 
  22. «Rosamund Pike Welcomes a Son». People. Consultado em 4 de janory 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)