Artur Xexéo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Artur Xexéo
Nome completo Artur Oscar Moreira Xexéo
Pseudônimo(s) Xexéo
Nascimento 5 de novembro de 1951
Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasileiro
Progenitores Mãe: Zália Moreira Xexéo
Pai: José de Mesquita Caldas Xexéo
Alma mater Faculdades Integradas Hélio Alonso
Ocupação Jornalista, escritor, tradutor e dramaturgo
Principais trabalhos Veja São Paulo, IstoÉ, O Globo, GloboNews


Artur Oscar Moreira Xexéo (Rio de Janeiro, 5 de novembro de 1951) é um jornalista, escritor, tradutor e dramaturgo brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado em Comunicação pela Facha — depois de ter largado no terceiro ano o curso de Engenharia da PUC (PUC/RJ) iniciou a carreira jornalística em meados de 1975, como estagiário da editoria de Geral no Jornal do Brasil (RJ). Trabalhou nas revistas Veja São Paulo e Isto É (SP). Voltou ao JB em 1985, como subeditor de Cultura. Passou a editor da revista Domingo, depois do Caderno B, mais adiante, de Cidade. Chegou à Subsecretaria de Redação, acumulando a atividade com a função de colunista. Mantém uma coluna no jornal O Globo (RJ), onde, por muito tempo, exerceu a função de editor do Segundo Caderno. Segundo Xexéo a notícia mais difícil que já deu na vida foi a morte de Elis Regina de quem era fã. Escreve, também, um blog no site do jornal – o Blog do Xexéo. É, ainda, comentarista da rádio CBN (RJ) e do Estúdio i, do canal GloboNews (RJ).

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • Janete Clair – A usineira dos sonhos (Relume Dumará, 1996)
  • Liberdade de Expressão (Futura, 2003), com Carlos Heitor Cony e Heródoto Barbeiro
  • O torcedor acidental (Rocco, 2010)
  • Hebe: A Biografia (Best Seller, 2017)

Dramaturgia[editar | editar código-fonte]

No teatro, traduziu o espetáculo musical "Xanadu", dirigido por Miguel Falabella; escreveu “A Garota do Biquíni Vermelho”, dirigido por Marilia Pera; e “Nós sempre teremos Paris”, com Françoise Forton e Tadeu Aguiar dirigido por Jaqueline Laurance. Em 2016, traduziu o espetáculo "Love Story, o musical", dirigido por Tadeu Aguiar [1] e escreveu o musical "Cartola - o mundo é um moinho" [2].  Minha Vida Daria Um Bolero musical escrito por Xexéo em 2018.[3]. Já em 2019 fez a adaptação do musical "A cor purpura" de Alice Walker com direção de Tadeu Aguiar.[4]

Vida Pessoal[editar | editar código-fonte]

Xexéo é torcedor do Fluminense e da Escola de Samba Unidos de Vila Isabel.[5]

Referências

 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) jornalista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.