Roger Deakins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roger Deakins
CBE
Deakins em 2011.
Nome completo Roger Antony Deakins
Nascimento 24 de maio de 1949 (67 anos)
Torquay, Devon,  Inglaterra
Ocupação Diretor de fotografia
Atividade 1984 – presente
Cônjuge Isabella James Ellis(1991 – presente)
Prémios BAFTA
Melhor Fotografia
2002 – The Man Who Wasn't There
2008 – No Country for Old Men
2011 – True Grit
IMDb: (inglês)

Roger Antony Deakins, CBE (Torquay, 24 de maio de 1949) é um diretor de fotografia britânico, conhecido por trabalhar frequentemente em filme dirigidos pelos Irmãos Coen e Sam Mendes.

Reconhecido pela sua grande habilidade de criar e trabalhar signos, significantes e significados em suas imagens, Roger já recebeu 13 indicações ao Óscar. Aos 67 anos trabalhou em mais de 70 projetos para cinema e televisão. As imagens de Deakins são repletas de metalinguagem que agregam complexidade e drama às narrativas de seus filmes. O último trabalho de destaque de Roger Deakins foi a fotografia do filme Sicario de Denis Villeneuve.

Deakins é membro de duas associações de cinematografia, a americana (A.S.C.) e a britânica (B.S.C.)

Início[editar | editar código-fonte]

Deakins nasceu em Torquay, no condado Inglês de Devon, filho de uma atriz e de um operário . Ele frequentou a Torquay Boys ' Grammar School, durante sua infância em Torquay, Deakins passou a maior parte de sua juventude negando a escola e buscando sua maior paixão: a pintura.

Ao completar seus estudos em sua cidade natal se matriculou na Escola de Arte e Design de Bath, onde estudou design gráfico. Nesse período em Bath que descobriu seu talento para a fotografia e foi logo contratado para fazer a direção de fotografia de um documentário em sua cidade natal, Torquay. Depois desse projeto Deakins se transferiu para a Escola de Cinema e Televisão de Buckinghamshire, até hoje Deakins ministra aulas master lá.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Depois de fazer a fotografia de diversos documentários, Roger Deakins começou a fotografar ficção e ganhou visibilidade em 1990 quando fez sua primeira direção de fotografia nos E.U.A., ele filmou Montanhas da Lua de Bob Rafelson. Em seguida, 1991, se começou a parceira com os Irmãos Coen com as filmagens de Barton Fink - Delirios de Hollywood.

Roger então fez alguns belos trabalhos em Hollywood como O Jardim Secreto e Na Roda da Fortuna, mas escreveu seu nome na história em 1994 com a direção de fotografia de Um Sonho de Liberdade dirigido por Frank Darabont. Um Sonho de Liberdade concorreu à diversos prêmios na categoria direção de fotografia (incluindo o Oscar e ao prêmio anual da A.S.C.)

Em 2011, com 61 anos, Deakins ganhou o prêmio American Society of Cinematographers Lifetime Achievement Award pelo conjunto de sua obra. Infelizmente, não ganhou nenhum Oscar, mesmo possuindo mais indicação que ganhadores como Robert Richardson e sendo considerado por muitos o melhor diretor de fotografia vivo.

Hoje em dia Roger Deakins também trabalha como consultor fotográfico em animações. Ele assina projetos como: WALL-E, Como treinar seu dragão e Rango.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.