1917 (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de 1917 (filme de 2019))
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
1917
 Reino Unido Estados Unidos
2019 •  cor •  119 min 
Direção Sam Mendes
Produção Sam Mendes
Pippa Harris
Jayne-Ann Tenggren
Callum McDougall
Brian Oliver
Roteiro Sam Mendes
Krysty Wilson-Cairns
Elenco George MacKay
Dean-Charles Chapman
Gênero guerra, épico, suspense
Música Thomas Newman
Direção de fotografia Roger Deakins
Direção de arte Dennis Gassner
Figurino David Crossman
Jacqueline Durran
Edição Lee Smith
Companhia(s) produtora(s) DreamWorks Pictures
Reliance Entertainment
New Republic Pictures Mogambo
Neal Street Productions
Amblin Partners
Distribuição Universal Studios
Lançamento 4 de dezembro de 2019
Idioma inglês
Orçamento US$ 90–100 milhões
Receita US$ 249,7 milhões[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

1917 é um filme de 2019, dos gêneros épico, de guerra e de suspense, dirigido, co-escrito e co-produzido por Sam Mendes. A obra é estrelada por George MacKay e Dean-Charles Chapman. É parcialmente baseado em uma história contada a Mendes por seu avô paterno, Alfred Mendes,[2] e narra a história de dois jovens soldados britânicos durante a Primeira Guerra Mundial, aos quais foi dada a missão de transmitir uma mensagem alertando para uma emboscada contra compatriotas que seria realizada pelos alemães, logo após sua retirada para a Linha Hindenburg, durante a Operação Alberich, em 1917.

O projeto foi anunciado oficialmente em junho de 2018, com MacKay e Chapman assinando em outubro e o resto do elenco em março seguinte. As filmagens ocorreram entre abril e junho de 2019, na Inglaterra e na Escócia, com o diretor de fotografia Roger Deakins utilizando o recurso de longas tomadas, o que lhe dá um aspecto de filmagem continuada.

1917 estreou no Reino Unido em 4 de dezembro de 2019 e foi lançado nos Estados Unidos em 25 de dezembro, pela Universal Pictures, recebendo elogios dos críticos pela direção de Mendes, performances, cinematografia, trilha sonora, efeitos sonoros e realismo. Recebeu 10 indicações ao 92.º Oscar, incluindo os de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original .[3] No 77.º Globo de Ouro, o filme ganhou o prêmio de Melhor Filme - Drama e Melhor Diretor.[4] No 73º British Academy Film Awards recebeu nove indicações.[5]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Durante a Primeira Guerra Mundial, em abril de 1917, os alemães se afastaram de um setor da Frente Ocidental no norte da França. O general Erinmore informa a dois jovens soldados britânicos, Blake e Schofield, que a inteligência, por meio de reconhecimento aéreo verificou que os alemães não estão em retirada, mas sim que fizeram um recuo tático para sua nova área de defesa, a linha Hindenburg, onde se prepararam para dominar os britânicos atacantes com fogos de artilharia. Com as linhas telefônicas de campo cortadas, Blake e Schofield são obrigados a entregar em mãos uma mensagem ao 2.º Batalhão do Regimento de Devonshire, cancelando o ataque planejado, que pode custar a vida de 1600 homens, o irmão de Blake, Joseph, encontra-se entre eles.

Schofield e Blake atravessam a terra de ninguém e alcançam as trincheiras alemãs originais, agora abandonadas, que contém fios de armadilhas, disparadas por um rato. A explosão que se seguiu quase mata Schofield, mas Blake escava e o leva para fora dos bunkers em colapso. Eles chegam à uma fazenda abandonada, onde testemunham um combate aéreo nas proximidades. Um avião alemão é abatido e cai na fazenda; Schofield e Blake tentam salvar o piloto ferido. Schofield propõe que deveriam matá-lo com um golpe de misericórdia, mas Blake pede que Schofield busque água para o piloto beber. O piloto apunhala Blake e é morto a tiros por Schofield, que conforta Blake enquando ele morre, prometendo ao companheiro completar a missão.

Schofield é encontrado por uma unidade britânica que passa no local. Na sequência, uma ponte destruída perto da vila bombardeada de Écoust-Saint-Mein, impede que os caminhões britânicos cruzem, então Schofield cruza sozinho no que sobrou da ponte. Isso atrai um ataque de um franco-atirador alemão do outro lado do rio. Schofield rastreia e mata o atirador, apenas para ser nocauteado por uma bala que ricocheteou.

Schofield recupera a consciência à noite e prossegue. Perseguido por um soldado alemão, Schofield tropeça no esconderijo de uma mulher francesa com um bebê. Ela trata suas feridas e ele deixa o leite da fazenda e alguns de seus próprios suprimentos para eles. Continuando sua missão, Schofield é descoberto duas vezes por soldados alemães. Ele estrangula um deles e passa por seu camarada, que está muito embriagado para perceber e escapa sob tiros, pulando em um rio.

Schofield chega ao 2.º Batalhão pela manhã, pouco antes do início do ataque britânico. Não conseguindo parar o início do ataque, ele corre pelo campo de batalha enquanto a infantaria britânica atacante é bombardeada pela artilharia alemã. Ele finalmente se esforça para encontrar o comandante do batalhão, coronel Mackenzie, e o ataque é cancelado.

Schofield então localiza Joseph - que estava entre a primeira onda de ataque, mas não se machucou - e entrega a notícia da morte de Blake. Joseph está triste com a notícia, mas agradece a Schofield por seus esforços. Schofield pede que escreva para a mãe de Blake para lhe contar sobre os atos heroicos de Blake, com os quais Joseph concorda.

Schofield se afasta e senta-se sob uma árvore próxima, finalmente capaz de descansar depois de completar sua missão, enquanto também revela que tem duas filhas jovens e uma esposa em casa aguardando seu retorno.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • George MacKay como cabo lanceiro William "Will" Schofield
  • Dean-Charles Chapman como cabo lanceiro Thomas "Tom" Blake
  • Mark Strong como capitão Smith
  • Andrew Scott como tenente Leslie
  • Richard Madden como tenente Joseph Blake
  • Claire Duburcq como Lauri
  • Colin Firth como general Erinmore
  • Benedict Cumberbatch como coronel Mackenzie
  • Daniel Mays como sargento Sanders
  • Adrian Scarborough como Major Hepburn
  • Jamie Parker como tenente Richards
  • Michael Jibson como tenente Hutton
  • Richard McCabe como coronel Collins
  • Chris Walley como soldado Bullen
  • Nabhaan Rizwan como Sepoy
  • Michael Cornelius como soldado Cornelius
  • Daniel McMillon como Atirador

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

A Amblin Partners e a New Republic Pictures anunciaram a aquisição do projeto em junho de 2018, que seria ambientado na Primeira Guerra Mundial, com Sam Mendes dirigindo e escrevendo o roteiro ao lado de Krysty Wilson-Cairns .[6] A história é baseada em um "fragmento" que o avô de Sam Mendes, Alfred Mendes, havia lhe contado. Em agosto de 2019, Mendes foi citado como tendo dito: "É a história de um mensageiro que tem uma mensagem para levar. E é tudo o que posso dizer. Ele me apresentou quando criança, essa história ou esse fragmento e, obviamente, eu a ampliei significativamente. Contudo, fui fiel em manter sua essência. "[7]

Foi relatado que Tom Holland estava em negociações para o filme em setembro de 2018, embora no final das contas não tenha se envolvido,[8] e em outubro, Roger Deakins estaria se reunindo com Mendes para atuar como diretor de fotografia.[9] George MacKay e Dean-Charles Chapman entraram em negociações para estrelar no mesmo mês.[10] Thomas Newman foi contratado para compor a partitura em março de 2019.[11] No mesmo mês, Benedict Cumberbatch, Colin Firth, Mark Strong, Richard Madden, Andrew Scott, Daniel Mays, Adrian Scarborough, Jamie Parker, Nabhaan Rizwan e Claire Duburcq se juntaram ao elenco.[12]

Filmagem[editar | editar código-fonte]

As filmagens começaram em 1.º de abril de 2019 e continuaram até junho, em Wiltshire, Hankley Common, Surrey, Govan, Escócia, bem como nos Estúdios Shepperton .[13][14][15][16] Preocupações foram levantadas sobre as filmagens planejadas na planície de Salisbury por conservacionistas, que achavam que a produção poderia perturbar restos potencialmente não descobertos na área, solicitando que fosse realizada uma pesquisa antes que qualquer construção de conjuntos começasse na terra.[17][18] Algumas fotos exigiram o uso de até 500 extras de fundo.

Seções do filme também foram realizadas em Low Force, nos arredores de River Tees, Teesdale, em junho de 2019. A equipe de produção teve que instalar placas de aviso para os caminhantes na área não se assustarem com os corpos espalhados pelo local, pois eram protéticos.[19] As filmagens foram realizadas com tomadas longas e fotografias em movimento coreografadas e elaboradas, para dar o efeito de uma tomada contínua .[20][21]

Estreia[editar | editar código-fonte]

O filme estreou em 4 de dezembro de 2019, no Royal Film Performance.[22] Teve um lançamento muito limitado nos Estados Unidos e no Canadá, em 25 de dezembro de 2019. Isso permitiu que ele se tornasse elegível para os prêmios 2020, o primeiro dos quais foi o 77.º Golden Globe Awards, realizado em 5 de janeiro de 2020. Na manhã seguinte à entrega desses prêmios, muitas pessoas descobriram que a obra havia ganhado o prêmio de Melhor Filme antes de seu amplo lançamento, em 10 de janeiro de 2020.[23] No Brasil, estreou em 23 de janeiro de 2020.[24]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

A 14 janeiro 2020 (2020 -01-14), 1917 arrecadou 42,9 milhões de dólares nos EUA e Canadá e outros 23,8 milhões em outros países

O filme faturou 251,262 milhões de dólares em 11 cinemas em seu primeiro dia de lançamento limitado.[25] O evento teve um fim de semana de abertura limitado de 570 000 dólares e um total de cinco dias de 1 milhão de dólares (uma média de 91 636 dólares por local).[26] O filme faturou 2,7 milhões de dólares em seus 15 dias de lançamento limitado. Em seguida, faturou 14 milhões de dólares em seu primeiro dia de lançamento, incluindo 3,25 milhões nas visualizações de quinta à noite. Ele faturou 36,5 milhões de dólares no fim de semana (superando as projeções originais de 25 milhões), tornando-se o primeiro filme a destronar Star Wars: A Ascensão de Skywalker no topo das bilheterias.[27]

Resposta da crítica[editar | editar código-fonte]

No site de agregação de críticas Rotten Tomatoes, o filme possui uma taxa de aprovação de 90% com base em 328 críticas, com uma classificação média de 8,42 / 10. O consenso crítico do site diz: "Impressionante, imersivo e uma conquista técnica impressionante, 1917 captura a guerra de trincheiras da Primeira Guerra Mundial com uma rapidez crua e surpreendente".[28] Metacritic atribuiu-lhe uma pontuação média ponderada de 79 em 100, com base em 55 críticos, indicando "críticas geralmente favoráveis".[29] O público consultado pelo CinemaScore atribuiu ao filme uma nota média de "A-" na escala A + a F e o PostTrak relatou que recebeu uma média de 4,5 em 5, com 69% das pessoas dizendo que definitivamente recomendá-lo-iam.[27]

A performance de George MacKay recebeu muitos elogios, com vários críticos a nomeando entre os melhores de 2019, incluindo Kate Erbland do IndieWire[30] e Sheri Linden do The Hollywood Reporter .[31]

Márcio Sallem, para o site Cinema com Crítica, atribuiu 3 estrelas e meia ao filme indicado a 10 Oscars, considerando como razão "preferir a forma e o estilo à substância e o conteúdo".[32]

1917 apareceu nas listas dos dez primeiros do final de ano de muitos críticos de cinema.[carece de fontes?]

Elogios[editar | editar código-fonte]

1917 recebeu 10 indicações no 92.º Oscar, incluindo de Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Original.[33][34] Recebeu três indicações no 77.º Golden Globe Awards, vencendo duas por Melhor Filme - Drama e Melhor Diretor.[35] Também recebeu oito indicações no 25º Critics 'Choice Awards e nove no 73.º British Academy Film Awards.[36][37] Foi escolhido pelo National Board of Review e pelo American Film Institute como um dos 10 melhores filmes do ano.[38][39]

Prêmio Categoria Notas Situação
Oscar 2020 Melhor Filme Indicado
Oscar 2020 Melhor Diretor Sam Mendes Indicado
Oscar 2020 Melhor Roteiro Original Sam Mendes & Krysty Wilson-Cairns Indicado
Oscar 2020 Melhor Fotografia Roger Deakins Venceu
Oscar 2020 Melhor Cabelo e Maquiagem Naomi Donne Indicado
Oscar 2020 Melhor Trilha Sonora Original Thomas Newman Indicado
Oscar 2020 Melhor Edição de Som Indicado
Oscar 2020 Melhor Mixagem de Som Venceu
Oscar 2020 Melhor Design de Produção Dennis Gassner e Lee Sandales Indicado
Oscar 2020 Melhor Efeitos Visuais Venceu
Globo de Ouro 2020 Melhor Filme de Drama Venceu
Globo de Ouro 2020 Melhor Diretor Sam Mendes Venceu
Globo de Ouro 2020 Melhor Trilha Sonora Original Thomas Newman Indicado
BAFTA 2020 Melhor Filme Venceu
BAFTA 2020 Melhor Diretor Sam Mendes Venceu
BAFTA 2020 Melhor Fotografia Roger Deakins Venceu
BAFTA 2020 Melhor Filme Britânico Venceu
BAFTA 2020 Melhor Design de Produção Dennis Gassner e Lee Sandales Venceu
BAFTA 2020 Melhor Maquiagem e Cabelo Naomi Donne Indicado
BAFTA 2020 Melhor Som Scott Millan, Oliver Tarney, Rachael Tate, Mark Taylor e Stuart Wilson Venceu
BAFTA 2020 Melhores Efeitos Visuais Greg Butler, Guillaume Rocheron e Dominic Tuohy Venceu
Critic's Choice Awards 2020 Melhor Filme Indicado
Critic's Choice Awards 2020 Melhor Direção Sam Mendes Venceu
Critic's Choice Awards 2020 Melhor Fotografia Roger Deakins Venceu
Critic's Choice Awards 2020 Melhor Design de Produção Dennis Gassner e Lee Sandales Indicado
Critic's Choice Awards 2020 Melhor Edição Lee Smith Venceu
Critic's Choice Awards 2020 Melhores Efeitos Visuais Greg Butler, Guillaume Rocheron e Dominic Tuohy Indicado
Critic's Choice Awards 2020 Melhor Filme de Ação Indicado
Critic's Choice Awards 2020 Melhor Trilha Sonora Original Thomas Newman Indicado
Directors Guild Awards 2020 Melhor Diretor Sam Mendes Venceu
Producers Guild Awards 2020 Melhor Filme Venceu
Writers Guild Awards 2020 Melhor Roteiro Original Sam Mendes & Krysty Wilson-Cairns Indicado

Referências

  1. «1917 (2019)». Box Office Mojo. Consultado em 26 de janeiro de 2020 
  2. «"It Was Part Of Me": Director Sam Mendes On The Family History In '1917'». www.ktep.org (em inglês) 
  3. «Joker, 1917, Once Upon A Time..., and The Irishman Receive the Most Oscar Nominations 2020». oscar.go.com 
  4. «'1917' Wins At The Golden Globes, Before Most People Can Even See It». NPR.org (em inglês) 
  5. «BAFTA Nominations Put '1917' in the Awards Spotlight Again - and 'Joker,' Too». TheWrap (em inglês) 
  6. Jr. «Amblin, Sam Mendes Set WWI Drama '1917' As His First Directing Effort Since James Bond Pics 'Spectre' & 'Skyfall'». Deadline Hollywood. Cópia arquivada em 31 de março de 2019  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  7. «Mendes epic is a personal battle». The Times. ISSN 0140-0460 
  8. Zinski. «Tom Holland In Talks To Star In Sam Mendes' WWI Drama 1917». ScreenRant. Cópia arquivada em 4 de abril de 2019  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  9. Marc. «Oscar-Winning 'Blade Runner 2049' Cinematographer Roger Deakins Might Reunite With Sam Mendes For WWI Movie '1917'». Cópia arquivada em 4 de abril de 2019  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  10. «George MacKay, 'GOT's Dean-Charles Chapman In Talks For Leads In Sam Mendes WWI Pic '1917'». Deadline Hollywood. Cópia arquivada em 4 de abril de 2019 
  11. «Thomas Newman to Score Sam Mendes' '1917'». Film Music Reporter. Cópia arquivada em 4 de abril de 2019 
  12. Galuppo. «Colin Firth, Benedict Cumberbatch Join Sam Mendes' WWI Movie '1917'». The Hollywood Reporter. Cópia arquivada em 28 de março de 2019  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  13. «Chance to star in Hollywood movie filming in Wiltshire». Spire FM. Cópia arquivada em 4 de abril de 2019 
  14. «World War One film to begin production on Hankley Common». Eagle Radio. Cópia arquivada em 4 de abril de 2019 
  15. «Spielberg movie wants to film in Glasgow». BBC News – via www.bbc.com 
  16. Marc. «EXCLUSIVE: Sam Mendes' '1917' Adds 'Skyfall/Blade Runner 2049' Production Designer and 'Atonement' Art Director – Confirmed To Shoot At Shepperton Studios». Cópia arquivada em 2 de abril de 2019  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  17. «Spielberg and Mendes Stonehenge war film plans hit by locals' objections». The Guardian 
  18. D'Alessandro. «Sam Mendes' '1917' Nears Production: Mark Strong, Colin Firth, Benedict Cumberbatch & More Join Cast». Deadline Hollywood. Cópia arquivada em 28 de março de 2019  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  19. Chapman (ed.). «Spielberg's new drama filmed in Teesdale warns of prosthetic bodies». The Northern Echo. ISSN 2043-0442 
  20. Giardina. «New Video Shows How Sam Mendes, Roger Deakins Shot '1917' to Appear as One Continuous Take». The Hollywood Reporter  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  21. Evangelista. «'1917' Featurette Teases a War Epic Told in One Continuous Shot». Slash Film  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  22. «Sam Mendes War Movie '1917' To World Premiere As UK Royal Charity Event» 
  23. «Universal Dates Sam Mendes' '1917' For Christmas 2019». Deadline Hollywood. Cópia arquivada em 4 de abril de 2019 
  24. «1917». AdoroCinema. 23 de janeiro de 2020. Consultado em 19 de janeiro de 2020 
  25. D'Alessandro. «'Rise Of Skywalker' Rings Up Second Best Christmas Ever With $32M+; 'Little Women' $6M+; 'Spies In Disguise' Near $5M». Deadline Hollywood  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  26. Ramos. «'1917', 'Just Mercy' And 'Clemency' Open Strong In Limited Debuts Over Busy Holiday Weekend – Specialty Box Office». Deadline Hollywood  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  27. a b D'Alessandro. «'1917' Strong With $36M+, But 'Like A Boss' & 'Just Mercy' Fighting Over 4th With $10M; Why Kristen Stewart's 'Underwater' Went Kerplunk With $6M+». Deadline Hollywood  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  28. «1917 (2019)». Fandango Media  |obra= e |publicação= redundantes (ajuda)
  29. «1917 Reviews». CBS Interactive  |obra= e |publicação= redundantes (ajuda)
  30. «The 15 Best Film Performances By Actors in 2019» 
  31. «Awkwafina - Hollywood Reporter Film Critics Pick the 25 Best Performances of the Year». The Hollywood Reporter 
  32. «1917 | Cinema com Crí­tica» (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2020  soft hyphen character character in |titulo= at position 22 (ajuda)
  33. Sharf. «Oscar Nominations 2020 Full List: 'The Irishman,' 'Joker,' 'Once Upon a Time' Dominate». IndieWire (em inglês)  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  34. Rottenberg. «'Joker' tops this year's Oscar nominations, with '1917,' 'Irishman,' 'Once Upon a Time' close behind». Los Angeles Times (em inglês)  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  35. Bisset. «Golden Globes 2020: The full winners list». CNET  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  36. «Critics' Choice: 'The Irishman,' 'Once Upon a Time in Hollywood' Lead Movie Nominations». Variety 
  37. Ritman. «BAFTA Nominations: 'Joker' Leads the Pack». The Hollywood Reporter  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  38. Lewis. «'The Irishman' Named Best Film by National Board of Review». The Hollywood Reporter  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  39. «AFI AWARDS 2019 Honorees Announced». American Film Institute (em inglês) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]