On the Waterfront

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
On the Waterfront
Há Lodo no Cais (PT)
Sindicato de Ladrões (BR)
Eva marie saint marlon brando waterfront 7.jpg
 Estados Unidos
1954 •  p&b •  108 min 
Direção Elia Kazan
Roteiro Malcolm Johnson / Budd Schulberg
Elenco Marlon Brando
Eva Marie-Saint
Karl Malden
Lee J. Cobb
Género drama
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

On the Waterfront (pt: Há Lodo no Cais / br: Sindicato de Ladrões) é um filme de 1954, do gênero drama, dirigido por Elia Kazan.

Foi muito polémico na sua época, sendo muito criticado pelos partidos de esquerda e pelos sindicatos americanos. Apesar da sua polémica, é considerado uma das melhores obras do cinema mundial, e venceu 8 Óscares da Academia, incluindo os de Melhor Filme, Melhor Actor para Marlon Brando, que tem um dos seus melhores desempenhos neste filme, e de Melhor Realizador para Elia Kazan, destronando o filme «A Janela Indiscreta» de Alfred Hitchcock.

Foi exibido pela primeira vez na RTP no Sábado, dia 14 de Abril de 1979, às 21 e 30, na rubrica "Alamedas da Noite". Mais tarde foi reexibido na rubrica «Lotação Esgotada»..

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Terry Malloy é um rapaz que vive na zona portuária de Nova Iorque, e trabalha de maneira polivalente, como “pau para toda a obra”, por conta dos gangsters que controlam os sindicatos dos estivadores. O seu chefe, Johnny Friendly, ao contrário do que diz o seu nome, é um homem brutal e implacável. Porém, sente uma simpatia muito especial por Terry. Este envolve-se no assassínio de um estivador sem querer e conhece a bela Eddie, irmã da vítima. Desconhecendo para quem Terry trabalha, Eddie pede-lhe ajuda para desmascarar e acabar com a organização de Friendly. Terry, enquanto o tempo passa, fica cada vez mais apaixonado por Eddie e começa a ter dúvidas sobre a justiça das suas ações e acaba por se virar contra Friendly, ignorando as suas ameaças. Friendly mata o irmão de Terry e este presta declarações à Comissão Contra o Crime. Após um heróico e brutal confronto entre os dois, Terry consegue vencer Friendly e conduz os estivadores para o trabalho livres da exploração e do controlo dos gangsters.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Marlon Brando .... Terry Malloy
  • Eva Marie-Saint .... Edie Doyle
  • Karl Malden .... padre Barry
  • Lee J. Cobb .... Johnny Friendly
  • Rod Steiger .... Charley Malloy
  • Pat Henning .... Timothy "Kayo" J. Dugan
  • Leif Erickson .... Glover
  • James Westerfield .... Big Mac
  • Tony Galento .... Truck
  • Tami Mauriello .... Tullio
  • John F. Hamilton .... Joey "Pop" Doyle
  • John Heldabrand .... Mutt
  • Rudy Bond .... Moose
  • Don Blackman .... Luke
  • Arthur Keegan .... Jimmy
  • Abe Simon .... Barney
  • Martin Balsam .... Gilette
  • Fred Gwynne .... Slim
  • Thomas Handley .... Tommy Collins
  • Anne Hegira .... sra. Collins

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Eva Marie Saint, como Edie Doyle, vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante.

Óscar 1955 (EUA)

BAFTA 1955 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria de melhor ator estrangeiro (Marlon Brando).
  • Indicado nas categorias de melhor filme e melhor revelação (Eva Marie Saint).

Globo de Ouro 1955 (EUA)

  • Venceu nas categorias de melhor filme - drama, melhor diretor, melhor ator - drama (Marlon Brando) e melhor fotografia - preto e branco.

Prêmio Bodil 1955 (Dinamarca)

Karl Malden, como padre Barry, indicado ao Oscar de melhor ator coadjuvante.
  • Venceu na categoria de melhor filme americano.

Festival de Veneza 1954 (Itália)

Festival de Veneza 1955 (Itália)

  • Recebeu o Prêmio OCIC.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

É sempre citada a fala famosa de Brando que, em português, seria algo como Eu poderia ser um candidato (I could'a been a contender), dita por ele quando seu personagem toma consciência de sua condição medíocre e se lembra de seu talento para o boxe.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]