Coal Miner's Daughter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Coal Miner's Daughter
A Filha do Mineiro (PRT)
O destino mudou sua vida (BRA)
 Estados Unidos
1980 •  cor •  125 min 
Direção Michael Apted
Produção Bernard Schwartz
Roteiro Tom Rickman
Baseado em Coal Miner's Daughter de George Vecsey
Elenco Sissy Spacek
Tommy Lee Jones
Beverly D'Angelo
Levon Helm
Gênero biográfico
drama
musical
Música Owen Bradley
Cinematografia Ralf D. Bode
Edição Arthur Schmidt
Distribuição Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 7 de março de 1980
Idioma inglês
Orçamento US$15 milhões
(equivalente a US$44.55 milhões em 2017)[1]
Receita US$67.18 milhões
(equivalente a US$199.53 milhões em 2017)[1]
Página no IMDb (em inglês)

Coal Miner's Daughter (br: O destino mudou sua vida, pt: A Filha do Mineiro) é um filme biográfico de drama musical estadunidense de 1980 dirigido por Michael Apted de um roteiro escrito por Tom Rickman. Segue-se a história da cantora de música country Loretta Lynn, desde o seu nascimento em uma família pobre e se casar aos 15 anos para sua ascensão como uma artista country de maior sucesso. Baseado na autobiografia de Lynn de 1976 por George Vecsey, o filme é estrelado por Sissy Spacek como Lynn. Tommy Lee Jones, Beverly D'Angelo e Levon Helm são apresentados em papéis coadjuvantes. Ernest Tubb, Roy Acuff e Minnie Pearl fazem aparições como eles mesmos.

Um filme sobre a vida de Lynn era para ser feito desde o lançamento da biografia. A produção para o filme começou em março de 1979 e a própria Lynn escolheu Spacek para retratá-la na tela depois de ver uma foto dela, apesar de não estar familiarizada com seus filmes. A trilha sonora do filme contou com todos os singles de Lynn, que foram cantados por Spacek, bem como "Sweet Dreams", de Patsy Cline, cantados por D'Angelo. A trilha sonora alcançou o top 40 nos EUA na Billboard 200 e vendeu mais de 500.000 cópias, sendo assim disco de ouro pela RIAA. Coal Miner's Daughter foi lançado nos cinemas em 7 de março de 1980. O filme arrecadou US$67.18 milhões em todo o mundo contra um orçamento de US$15 milhões, sétimo filme de maior bilheteria de 1980. Recebeu sete indicações no Oscar 1981, incluindo o de Melhor Filme e o de Melhor Atriz (para Spacek). A vitória de Sissy Spacek no Oscar de Melhor Atriz por interpretar Loretta Lynn criou uma raridade na história da Academia em que a verdadeira Loretta Lynn estava na platéia testemunhando a vitória. No Globo de Ouro, o filme recebeu quatro indicações e ganhou duas: Melhor Filme - Musical ou Comédia e Melhor Atriz - Musical ou Comédia (para Spacek).

Os Simpsons se baseou neste filme em "Colonel Homer". Exibido em 1992, também é estrelado por Beverly D'Angelo como a garçonete Lurleen Lumpkin, que tem uma linda voz country.

Em 10 de maio de 2012, no Grand Ole Opry, Lynn anunciou que Zooey Deschanel iria retratá-la em uma adaptação musical da Broadway.[2]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Loretta, uma mulher que vive numa pequena cidade do Kentucky, e que tem na exploração das minas de carvão sua única atividade econômica, tenta seguir carreira como cantora de música country incentivada pelo marido. Aos poucos Loretta se torna conhecida no mundo da música, e se torna amiga de Patsy Cline, que na época era a maior estrela da música country estadunidense. Mas, junto com o sucesso, também vieram diversas apresentações, que deixaram Loretta cada vez mais esgotada física e psiquicamente.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia tem o

Oscar 1981 (EUA)

Globo de Ouro 1981 (EUA)

  • Venceu nas categorias de melhor filme - comédia/musical e melhor atriz - comédia/musical (Sissy Spacek).
  • Indicado nas categorias de melhor ator - comédia/musical (Tommy Lee Jones) e melhor atriz (coadjuvante/secundária) (Beverly D'Angelo).

Prêmio Eddie 1981 (American Cinema Editors, EUA)

  • Indicado na categoria de "Melhor edição".

Prêmio NSCF 1981 (National Society of Film Critics Awards, EUA)

  • Venceu na categoria de "Melhor atriz" (Sissy Spacek).

BAFTA 1982 (Reino Unido)

  • Venceu na categoria "Melhor atriz" (Sissy Spacek) , indicado como melhor e melhor som.

Prêmio NYFCC 1980 (New York Film Critics Circle Awards, EUA)

  • Venceu na categoria de "Melhor atriz" (Sissy Spacek).

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O personagem "Doolittle Lynn" foi inicialmente oferecido a Joe Don Baker, que era muito parecido fisicamente com o verdadeiro Lynn, entretanto Baker não pôde aceitar o papel.
  • As atrizes Beverly D'Angelo e Sissy Spacek cantaram as canções de suas personagens no filme.
  • A verdadeira Loretta Lynn desmaiou ao ver pela primeira vez o ator Levon Helm com a maquiagem e figurino de seu personagem, devido à semelhança que tinha com seu pai verdadeiro.

Referências

  1. a b Box Office Information for Coal Miner's Daughter. The Wrap. Retrieved April 4, 2013.
  2. Gans, Andrew (11 de maio de 2012). «Zooey Deschanel Will Star in Broadway Stage Adaptation of "Coal Miner's Daughter"». Playbill.com. Playbill, Inc. Consultado em 12 de maio de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]