Somebody Up There Likes Me

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Somebody Up There Likes Me
Marcado pelo Ódio[1] (PRT)
Marcado pela Sarjeta[2] (BRA)
Estados Unidos
1956 •  pb •  114 min 
Direção Robert Wise
Roteiro Ernest Lehman
Elenco Paul Newman
Pier Angeli
Everett Sloane
Género filme de drama
filme biográfico
Idioma língua inglesa

Somebody Up There Likes Me (bra: Marcado pela Sarjeta; prt: Marcado pelo Ódio) é um filme estadunidense de 1956 do gênero drama biográfico, dirigido por Robert Wise. O roteiro de Ernest Lehman foi baseado na vida do lendário boxeador novaiorquino Rocky Graziano. A música-tema é cantada por Perry Como.

O papel do protagonista era para ser de James Dean mas o ator morreu antes do começo das filmagens.[3]

Além do primeiro personagem principal de Paul Newman, o filme é notável também por ser a primeira aparição no cinema do futuro astro Steve McQueen. Outros estreantes foram Frank Campanella, Robert Loggia e Dean Jones, todos sem créditos.

Elenco principal[editar | editar código-fonte]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Rocky Barbella é filho de uma família de descendência italiana que vive num bairro pobre em Nova Iorque no início dos anos de 1930. Seu pai é um ex-lutador de boxe frustrado e Rocky tem dificuldades de relacionamento com ele. Com muito sentimento de raiva, Rocky é internado e foge várias vezes de um internato cristão. Depois da última fuga, ele reúne sua gangue de infratores juvenis e pratica muitos roubos e espancamentos até ser preso pela polícia. Depois de passar vários anos na cadeia, ele é obrigado a se alistar no exercito em 1942. Ele bate em um oficial e escapa. Sem dinheiro, ele começa a participar de lutas de boxe usando o nome de Graziano (de um vinho italiano). Sua carreira vai bem com a ajuda do empresário Cohen, mas logo a polícia do exército o localiza e o leva a corte marcial. Condenado, Rocky passa preso mais um ano em regime de trabalhos forçados. Quando sai, está em ótima forma e volta ao boxe, dessa vez para ser campeão mundial dos médio-ligeiros.

Premiação[editar | editar código-fonte]

Oscar[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia tem os portais:

Referências

  1. Marcado pelo Ódio (em português) no CineCartaz (Portugal)
  2. Marcado pela Sarjeta (em português) no AdoroCinema (Brasil)
  3. Wise, Robert, (2006). - Somebody Up There Likes Me Commentary. - Turner Entertainment.
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme estadunidense é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.