The Hunt for Red October (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de The Hunt for Red October)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o filme. Para o livro, veja A Caçada ao Outubro Vermelho.
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo.
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Hunt For Red October
Caça ao Outubro Vermelho (PT)
A Caçada ao Outubro Vermelho (BR)
Pôster de divulgação
 Estados Unidos
1990 •  cor •  134 min 
Direção John McTiernan
Produção Mace Neufeld
Roteiro Larry Ferguson
Donald Stewart
Tom Clancy(livro)
Elenco Sean Connery
Alec Baldwin
Scott Glenn
Sam Neill
Género Ação
Música Basil Poledouris
Cinematografia Jan de Bont
Edição Dennis Virkler
John Wright
Distribuição Paramount Pictures
Lançamento 2 de março de 1990
Idioma Inglês
Russo
Orçamento US$ 30.000.000[1]
Receita US$ 200.512.643[1]
Cronologia
Patriot Games
Página no IMDb (em inglês)

The Hunt for Red October (br: A Caçada ao Outubro Vermelho / pt: Caça ao Outubro Vermelho) é um filme americano de 1990 baseado no livro de mesmo nome escrito por Tom Clancy.

A história do filme decorre durante os últimos anos da Guerra Fria e gira à volta de um capitão de um submarino que quer desertar para os EUA juntamente com os seus oficiais e o mais avançado navio da marinha soviética. Um agente da CIA é o único que percebe as suas intenções e luta para provar a sua teoria antes que um confronto entre a marinha russa e americana saia fora de controle.

Foi dirigido por John McTiernan e é protagonizado por Sean Connery como Capitão Mark Ramius e Alec Baldwin como Jack Ryan. O filme foi muito bem recebido pela crítica e foi um dos filmes mais vistos do ano. Venceu o Óscar de Melhor Edição de Som.

Caça ao Outubro Vermelho seria o primeiro de uma série de filmes que involvem a personagem Jack Ryan, também interpretada por Harrison Ford, Ben Affleck e Chris Pine.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Novembro de 1984. O capitão de marinha soviética Marko Ramius (Sean Connery) comanda o Outubro Vermelhoum novo submarino da classe Typhoon, munido de uma "lagarta", um revolucionário sistema de propulsão que o torna indetectável ao sonar. O navio dirige-se para o Atlântico Norte, de forma a conduzir exercícios militares com o submarino V. K. Konovalov, comandado pelo antigo aluno de Ramius, o capitão Tupolev (Stellan Skarsgard). Já em alto mar, Ramius mata em segredo o oficial político Ivan Putin (Peter Firth) e comunica falsamente à tripulação que o navio fará testes de mísseis ao largo dos EUA, refugiando-se em seguida em Cuba.

Na manhã seguinte, o analista da CIA e ex-Marine Jack Ryan (Alec Baldwin) reúne-se com o vice-almirante James Greer (James Earl Jones) e informa o departamento de defesa dos EUA acerca do Outubro Vermelho e como este, sendo indetectável, pode atacar os EUA sem qualquer aviso. As altas patentes militares são informadas de que a quase totalidade da frota soviética foi destacada para caçar o Outubro Vermelho, informando que Ramius tenciona lançar os seus mísseis aos Estados Unidos. Ryan, por seu turno, considera que Ramius planeia desertar, não tendo outra opção senão encontrar-se com o submarino USS Dallas para comprovar a sua teoria. Tupolev continua no encalço e apesar de não conseguir perceber ao certo onde se encontra o Outubro Vermelho, adivinha o seu percurso e tenta interceptá-lo.

Enquanto o Outubro Vermelho realiza manobras arriscadas num desfiladeiro submarino, a "lagarta" falha, sabotada por um membro da tripulação. O oficial de comunicações do Dallas, Ronald Jones (Courtney B. Vance), consegue descobrir o Outubro Vermelho através de técnicas de hidroacústica e intercepta o navio soviético. Ryan consegue chegar ao USS Dallas após uma perigosa manobra de embarque, e convence o comandante do submarino americano, Bart Mancuso (Scott Glenn) a contactar o capitão Ramius e perceber as suas intenções. 

O embaixador soviético nos EUA informa o governo americano que Ramius é um renegado e pede ajuda para afundar o seu navio. As ordens são enviadas para toda a frota americana, incluindo o U.S.S. Dallas. Ryan, no entanto, está convencido que Ramius irá desertar e convence o capitão Mancuso a oferecer ajuda. Ramius está surprendido com o facto dos americanos terem adivinhado as suas intenções, e simula uma emergência com um dos reactores para provocar a evacuação do navio. Ao largo, uma fragata dos EUA informa o Outubro Vermelho  que irá abordá-lo, ameaçando disparar. Ramius informa a tripulação em fuga que irá submergir e afundar a fragata americana. Enquanto isso, Ryan, Mancuso e Jones abordam em segredo o navio soviético através de um submarino de resgate. Ramius pede-lhes asilo político para ele e para os seus oficiais.

Subitamente, o Konovalov ataca, tendo descoberto a localização do navio. Enquanto ambos os submarinos manobram, Loginov, um dos cozinheiros da tripulação do Outubro Vermelho e na verdade um agente da GRU disfarçado, abre fogo sobre Ramius e a tripulação, ferindo mortalmente o imediato Vasily Borodin (Sam Neill), antes de se esconder na secção de mísseis nucleares. Após ferir Ramius, Loginov é morto por Ryan enquanto tentava provocar uma detonação.

Konovalov é destruído pelo seu próprio torpedo, após uma série de manobras de diversão com a ajuda do Dallas. Ao verem a explosão, e sem saberem do outro submarino russo, a tripulação do Outubro Vermelho crê que Ramius auto-destruiu o próprio navio para evitar ser abordado.

Tendo conseguido passar despercebidos, Ryan e Ramius direccionam o Outubro Vermelho para o rio Penobscot, no Maine. Ramius admite que decidiu desertar quando viu pela primeira vez os planos do navio - desenhado única e exclusivamente para começar uma guerra - afirmando que seria incapaz de apoiar tal ação. No topo do convés, Ramius cita Cristóvão Colombo. Ryan responde: "Bem-vindo ao novo mundo.".

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Sean Connery como Capitão 1º Patente Mark Ramius, Oficial Comandante do Outubro Vermelho
  • Alec Baldwin como Jack Ryan, PhD
  • Scott Glenn como Comandante Bart Mancuso, Oficial Comandante do USS Dallas
  • Sam Neill como Capitão 2º Patente Vasily Borodin, Primeiro Oficial do Outubro Vermelho
  • James Earl Jones como Vice Almirante Jim Greer, CIA
  • Joss Ackland como Embaixador Andrei Lysenko
  • Richard Jordan como Dr. Jeffrey Pelt, Assessor de Segurança Nacional
  • Peter Firth como Tenente Senior Ivan Putin, Comissário Político do Outubro Vermelho
  • Tim Curry como Tenente Senior Dr. Yevgeniy Petrov, Oficial Médico Chefe do Outubro Vermelho
  • Ronald Guttman como Tenente Senior Melekhin, Engenheiro Chefe do Outubro Vermelho
  • Michael Welden como Tenente Capitão Gregoriy Kamarov, Navegador do Outubro Vermelho
  • Boris Lee Krutonog como Tenente Senior Victor Slavin, Piloto Chefe do Outubro Vermelho
  • Courtney Vance como Técnico de Sonar 2º Classe Ronald Jones, Técnico de Sonar do USS Dallas
  • Stellan Skarsgård como Capitão 2º Patente Viktor Tupolev, Oficial Comandante do VK Konovalov
  • Jeffrey Jones como Skip Tyler, Instrutor da Academia Naval
  • Timothy Carhart como Tenente Bill Steiner
  • Anthony Peck como Tenente Comodoro Thompson, Primeiro Oficial do USS Dallas
  • Larry Ferguson como Watson, Chefe do Barco do USS Dallas
  • Fred Dalton Thompson como Contra Almirante Joshua Painter, Comandante do Grupo de Batalha da USS Enterprise
  • Daniel Davis como Capitão Charlie Davenport, Oficial Comandante da USS Enterprise
  • Sven-Ole Thorsen como Chefe do Barco do Outubro Vermelho
  • Gates McFadden como Caroline Ryan
  • Tomas Arana como Assistente do Cozinheiro Igor Loginov, Cozinheiro do Outubro Vermelho

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O produtor Mace Neufeld tencionava adaptar o livro de Tom Clancey ao cinema após ler um esboço do mesmo em Fevereiro de 1985. Apesar do livro se ter tornado um best seller, nenhum estúdio de Hollywood estava interessado em adaptar o mesmo por causa do seu conteúdo. Neufeld disse: "Li relatórios de alguns estúdios e eles achavam que a história era demasiado complicada para ser compreendida". Depois de um ano e meio, conseguiu mostrar o livro a um executivo da Paramount Pictures, que concordou em adaptá-lo ao cinema.

Os argumentistas Larry Ferguson e Donald Stewart começaram a escrever o guião enquanto Neufeld procurou a aprovação da marinha dos Estados Unidos. Esta temia que o filme revelasse informação e tecnologia ultra-secreta em seu poder. No entanto, vários almirantes gostaram do livro de Clancy e perceberam que o filme poderia fazer o mesmo pelos submarinos que Top Gun fez pela força aérea. O Capitão Michael Sherman, director do gabinete de informação regional da marinha em Los Angeles fez várias sugestões para dar uma imagem positiva da instituição.

Foi dado acesso à equipa a vários submarinos da classe Los Angeles, que puderam fotografar várias partes não-confidenciais dos submarinos Chicago e Portsmouth de forma a poderem ser feitas guias para a criação de cenários e adereços. O submarino Louisville foi usado na cena em que Alec Baldwin desce de um helicóptero em direcção ao submarino. Vários membros principais da equipa e do elenco tripularam submarinos, incluindo Baldwin e Scott Glenn, que passaram uma noite no Salt Lake City. Glenn, que fazia o papel do comandante do submarino Dallas, treinou o seu papel assumindo a identidade de capitão do Houston (que serviu de cenário do Dallas em várias cenas). A equipa do Houston recebeu ordens de Glenn, que ecoava ordens do próprio comandante.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Alguns membros do elenco tinham experiência militar, que acabaram por incorporar nos seus papéis. Sean Connery tinha servido na Royal Navy, Scott Glenn nos Marines e James Earl Jones no Exército dos EUA. Baldwin e Glenn tiveram formação num submarino da classe Los Angeles. Baldwin foi especificamente treinado para pilotar um submarino de ataque. Alguns dos figurantes da equipa do Dallas eram marinheiros reais, incluindo o piloto do submarino de resgate que os protagonistas usam para abordar o Outubro Vermelho. Foi contratada tripulação real de submarinos em San Diego para fazer figuração, porque era mais simples usá-los do que treinar figurantes. A tripulação do USS La Jolla, incluindo o tenente Mark Draxton pediu licença para participar nas filmagens. De acordo com um artigo na revista Sea Classics, pelo menos dois membros da tripulação da frota do Atlântico participaram na filmagem, que contou com o apoio da frota do Pacífico. A tripulação do Houston chamou à sua licença de um mês A Caça à Operação Vermelha, tendo realizado mais de 40 ascenções de emergência para ensaios e para as câmaras.

Baldwin foi abordado em Dezembro de 1988 para o filme, mas não lhe foi dito para que papel. Originalmente, Klaus Maria Brandauer foi escolhido para o papel de Marko Ramius, mas duas semanas após o início da produção, este teve de abandonar o filme devido a um compromisso anterior. Os produtores enviaram o guião a Sean Connery, que originalmente declinou, já que o filme parecia retratar erradamente a Rússia como uma ambiciosa potência naval. Isto sucedeu porque lhe faltava a primeira página, onde estava descrito que o filme se passava antes da chegada de Gorbachev ao poder, tornando a história mais plausível. Connery chegou a Los Angeles numa sexta feira e deveria começar a filmar na segunda-feira seguinte, mas este pediu um dia extra para ensaiar. As filmagens arrancaram no dia 3 de Abril de 1989, com um orçamento de $30 milhões. A marinha cedeu o Huston, o Enterprise, duas fragatas (a Wadsworth e a Reuben James), helicópetros e uma tripulação de terra.

O realizador John Milius fez a revisão de algumas partes do guião, incluindo alguns discursos de Sean Connery e todos os seus diálogos em russo. Foi-lhe originalmente pedido que recrevesse todo o filme, mas este acabou por tratar apenas das sequências em russo. Quando confrontados com a escolha entre diálogos realistas em russo ou o uso mais acessível de inglês (com e sem sotaques russos), os criadores decidiram adoptar um conceito deliberado: o filme começa com actores a falar russo legendado em inglês, mas a certo ponto o actor Peter Firth muda começar a falar inglês ao proferir a palavra "Armageddon", que é dita da mesma forma em ambas as línguas. A partir desse momento, todos os diálogos dos soviéticos são feitos em inglês. Connery continuou a usar o sotaque russo durante o resto do filme. Apenas perto do final, quando as tripulações soviética e americana se encontram, é que alguns membros da tripulação falam de novo em russo.

Filmagens[editar | editar código-fonte]

Não era prático filmar dentro de submarinos reais. Em vez disso, foram usados 5 estúdios na Paramount. Foram criadas duas plataformas de 15 metros, com os cenários do Outubro Vermelho e do Dallas. Estes estavam assentes sobre pilares hidráulicos que simulavam os movimentos dos submarinos. Connery lembrou-se deles: "Eram muito claustrofóbicos. Havia 62 pessoas dentro de um espaço extremamente exíguo, a 13 metros de altura. O calor nesses cenários era intenso, e além disso tenho tendência a enjoar a bordo de barcos. O cenário inteiro inclinava até 45 graus. Era muito perturbador". Connery filmou durante 4 semanas e o resto da produção continuou durante vários meses em Port Angeles, Washington e ao largo de Los Angeles.

Realizada numa altura em que as imagens por computador passaram a ser utilizadas regularmente, a sequência de abertura consiste num plano-sequência que revela o enorme submarino que dá o título ao filme. Este era na verdade um cenário flutuante, assente sobre duas chatas. Cada submarino tinha a sua cor de fundo para distinguir os países: os submarinos russos usavam interiores a negro e prateado. Os navios americanos usavam interiores a cinzento. No entanto, durante uma cena em que o Dallas passa a um nível superior de alerta, a cor de fundo é preenchida de luzes vermelhas. As primeiras filmagens realizaram-se a bordo do USS Reuben James na área do estreito Juan de Fuca e de Puget Sound, em Março de 1989. O navio operou ao largo de Port Angeles, uma estação da Guarda Costeira dos EUA. A maioria das cenas subaquáticas foi filmada utilizando fumo e um modelo de submarino controlado por 12 cabos suspensos que davam um controlo preciso e suave das manobras. Foram usados efeitos de computador básicos para criar bolhas e outros efeitos de partículas subaquáticas.

Em Março de 1990, pouco antes da estreia do filme, o Parlamento Soviético retirou o Partido Comunista do governo, acabando com a Guerra Fria. Dado que o filme se passava durante esta, houve preocupações de que este perdesse a sua relevância, mas Neufeld sentiu que isso "nunca constituiu verdadeiramente um problema". Para compensar pelas alterações no clima político da Rússia, foi adicionado um texto no início do filme indicando que este se passa em 1984 em plena Guerra Fria. Tony Seiniger desenhou o cartaz do filme, inspirando-se na propaganda Soviética e utilizando grafismos a vermelho e negro. De acordo com este, toda a campanha promocional foi desenhada para dar ao filme "um ar de tecno-suspense". A ideia era de promover mais a qualidade "thriller" do filme e menos o seu lado político.

O filme causou alguma sensação entre a comunidade de projectos militares secretos submarinos. Numa das cenas em que Dallas persegue o Outubro Vermelho através do desfiladeiro, pode-se ouvir alguns membros da equipa afirmando que estão a passar por várias "anomalias gravitacionais". Isto revelava que a gravimetria era usada como método de navegação silenciosa nos submarinos americanos. Sendo um projecto confidencial de biliões de dólares, o desenvolvimento de um um gradiómetro pella Bell Aerospace era ainda secreto na altura.

Banda Sonora[editar | editar código-fonte]

A música do filme foi composta e dirigida por Basil Poledouris. Um álbum foi lançado a 12 de Junho de 1990. Este omite alguns momentos musicais do filme, incluindo a cena em que a tripulação do Outubro Vermelho canta o hino nacional russo. Estas limitações deviam-se ao facto do álbum ser lançado também em cassete. Mais tarde, o mesmo foi remasterizado para CD. Uma versão expandida foi lançada em 2013 pela Intrada Records. Contém 40 minutos adicionais, incluindo a música do genérico final, até aí inédita.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Bilheteira[editar | editar código-fonte]

Caça ao Outubro Vermelho estreou em 1225 salas a 2 de Março de 1990, fazendo $17 milhões no seu fim de semana de estreia, mais de metade do seu orçamento. O filme acabou por facturar $122,012,643 nos EUA, totalizando $200,512,643 a nível global.

Resposta dos Críticos[editar | editar código-fonte]

O filme foi bem recebido pela crítica. Tem 86% de aprovação no site Rotten Tomatoes, com base em 66 críticas. No site Metacritic, o filme tem uma pontuação de 58, baseada em 17 críticas.

Roger Ebert afirmou que o filme é "habilidoso e eficiente, envolvendo-nos num jogo inteligente e enganador", enquanto que Gene Siskel elogiou os efeitos especiais e a prestação de Alec Baldwin como Jack Ryan. Nick Schager, da revista Slant, afirmou que "Caça ao Outubro Vermelho" é um filme emocionante que tem resistido à passagem dos anos".

Em contraste, David Ansen da revista Newsweek escreveu que "O filme desilude ao nível visceral. É uma máquina impressionante que é curiosamente pouco cativante. Como uma chaleira demasiado cheia, demora demasiado tempo a ferver". Vincent Canby, do New York Times, opinou que "as personagens, tal como o equipamento letal retratado, são apenas peões para o enredo, que parece ser muito mais complicado do que aparenta".

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Oscar 1991
  • Melhores Edição de Som - Cecelia Hall e George Watters
  • Melhor Mixagem de Som - Don Bassman, Richard Overton, Kevin F. Cleary e Richard Bryce Goodman
  • Melhor Edição - Dennis Virkler e John Wright
BAFTA 1991
  • Melhor Ator - Sean Connery
  • Melhor Desenho de Produção
  • Melhor Som

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.