Torpedo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo serviço de mensagens de texto disponível em telefones celulares, veja Serviço de mensagens curtas.
Torpedo
MK46 torpedo launch.jpg
Tipo
Armas de arremesso (en), underwater weapon (d), explosive weapon (en)Visualizar e editar dados no Wikidata

Torpedo é um projéctil explosivo auto-propulsionado que (após ser lançado acima ou abaixo da superfície da água) opera debaixo de água e é projectado para detonar ao entrar em contacto ou ao aproximar-se de um determinado alvo. Torpedos são armas que podem ser lançadas de submarinos, navios, helicópteros e aviões. Até à 1ª Guerra Mundial as minas navais eram também conhecidas por torpedos, neste caso torpedos fixos, por oposição aos convencionais, chamados então torpedos automóveis.

Os torpedos são também utilizados como partes de outras armas; o torpedo Mark 46 utilizado pelos Estados Unidos tornou-se a secção principal do sistema ASROC, e a mina CAPTOR utiliza uma plataforma sensora submergida que lança um torpedo quando um contacto hostil é detectado.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A palavra torpedo vem do género torpedo das raias eléctricas da ordem Torpediniformes que por sua vez tem como origem a palavra latina "torpere", para paralisar. Não existe uma semelhança física entre a raia e o torpedo mecânico.

Na utilização naval, o termo "torpedo" foi utilizado pela primeira vez por Robert Fulton, que utilizou a palavra para uma carga de pólvora puxada que era utilizado pelo seu submarino Nautilus em 1800-1805 para demonstrar que ele poderia afundar navios de guerra.

História[editar | editar código-fonte]

Um torpedo lançado a partir de um torpedeiro Sopwith Cuckoo (Primeira Guerra Mundial).

Os primeiros torpedos lançados contra os alvos eram troncos de madeira, como por exemplo um mastro - o explosivo encontrava-se na ponta. Quando lançados contra as embarcações inimigas detonavam por baixo da linha de água. Torpedos como estes foram utilizados na Guerra Civil dos Estados Unidos (ver: Submarino Hunley).

Matthew F. Maury trabalhou num torpedo eléctrico durante a guerra civil, mas não se tornou numa arma eficaz.

Durante a guerra do Paraguai, André Rebouças criou um torpedo, utilizado com sucesso.[1]

Torpedos auto-propulsionados[editar | editar código-fonte]

Os primeiros protótipos de torpedos auto-propulsionados, foram criados por Giovanni Luppis, um engenheiro naval Croata reformado, que serviu a Marinha Austro-Húngara. O torpedo foi apresentado ao imperador Franz Joseph no porto da cidade de Rijeka em 1860. Robert Whitehead, um engenheiro/empreendedor Inglês, que trabalhava no porto de Trieste para a marinha em 1864, fechou um contrato com ele de modo a efectuar melhoras na invenção. Tal resultou no Minenschiff, o primeiro torpedo automóvel, oficialmente apresentado à Comissão da Marinha Imperial a 21 de dezembro de 1866.

Após o governo ter decidido investir na invenção, Whitehead começou a primeira fábrica de torpedos em Rijeka. Em 1870, eles melhoraram os engenhos de modo a conseguir atravessar 914 metros, numa velocidade de mais de 6 nós. Por volta de 1881 a fábrica estava a exportar estes torpedos para dez outros países. O torpedo era movido a ar comprimido e possuía uma carga explosiva de gloxyline (algodão-pólvora). Whitehead continuou a desenvolver torpedos mais eficazes, capazes de 18 nós (1876), 24 nós (1886) e finalmente 30 nós (1890). Whitehead comprou os direitos do giroscópio em 1890 para melhorar a direcção dos torpedos.

Em 1877 a Marinha Real Britânica pagou £15,000 libras por alguns dos desenvolvimentos de Whitehead, com esse dinheiro ele abriu uma fábrica de torpedos no porto de Portland em 1891. O maior torpedo de Whitehead tinha 5,8 metros de comprimento e 457 mm de diâmetro, e a carga explosiva tinha mais de 90 kg.

A 16 de janeiro de 1877, o navio a vapor Turco Intibah tornou-se no primeiro navio a ser afundado por torpedos, lançados de barcos torpedo a operar a partir do Velikiy Knyaz Konstantin sob o comando de Stepan Osipovich Makarov durante a Guerra Russo-Turca de 1877-78.

Noutra utilização o Blanco Encalada foi afundado por um torpedo auto-propulsionado, disparado a partir do barco Almirante Lynch, numa acção militar durante a guerra civil do Chile em 23 de abril de 1891. Durante este tempo, o barco torpedo, inventado por John Ericsson tinha ganhado reconhecimento pela sua eficiência.

Por volta de 1897, Nikola Tesla construiu um barco controlado por controlo remoto, o teleautomation, e mais tarde demonstrou a eficiência de torpedos guiados por rádio, à Marinha dos Estados Unidos. Torpedos por controlo remoto, com rádio, continuaram sem ser investigados até a década de 1960.

Tipos de torpedos[editar | editar código-fonte]

Um helicóptero Lynx com um torpedo mk46.

Os torpedos são lançados geralmente de uma das quatro formas:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Chamberlain, Gaius (26 de novembro de 2012). «André Rebouças». The Black Inventor. Consultado em 26 de novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Torpedo


Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.