Billie Eilish

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Billie Eilish
Eilish no iHeartRadio Music Awards de 2019.
Nome completo Billie Eilish Pirate Baird O'Connell
Nascimento 18 de dezembro de 2001 (19 anos)
Los Angeles, Califórnia; Estados Unidos
Nacionalidade estadunidense
Progenitores Mãe: Maggie Baird
Pai: Patrick O'Connell
Parentesco Finneas O'Connell (irmão)
Ocupação
  • cantora
  • compositora
Período de atividade 2015—presente
Prêmios Lista completa
Carreira musical
Gênero(s)
Extensão vocal soubrette D3-G5 (notação americana)
Instrumento(s)
  • Vocal
  • guitarra
  • piano
  • ukulele
  • violão
Gravadora(s)
Assinatura
Billie Eilish signature.png
Página oficial
billieeilish.com

Billie Eilish Pirate Baird O'Connell (Los Angeles, 18 de dezembro de 2001), mais conhecida como Billie Eilish, é uma cantora e compositora estadunidense. Ela ganhou popularidade em 2016, quando lançou seu single de estreia "Ocean Eyes" no SoundCloud,[1] posteriormente lançado pelas gravadoras Darkroom e Interscope Records. A canção foi escrita e produzida por seu irmão Finneas O'Connell, com quem ela colabora em músicas e shows ao vivo. Eilish é mais conhecida por seu single "Bad Guy", de 2019, que atingiu o topo da Billboard Hot 100. Ela foi indicada para seis Grammy Awards, incluindo Gravação do Ano, Álbum do Ano, Canção do Ano e Melhor Revelação. Ela é a artista mais jovem a ter sido indicada nas principais categorias do Grammy Awards.[2]

Seu primeiro extended play, Don't Smile at Me (2017), alcançou o top 10 nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Austrália. Eilish colaborou com o cantor estadunidense Khalid para o single "Lovely", lançado em abril de 2018 e adicionado à trilha sonora da segunda temporada de 13 Reasons Why.[3] Seu álbum de estreia, When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (2019), estreou no topo da Billboard 200 e alcançou o número um no Reino Unido, Canadá e Austrália. O álbum obteve quatro singles no top 40 da Billboard Hot 100: "When the Party's Over", "Bury a Friend", "Wish You Were Gay" e "Bad Guy", o último dos quais se tornou seu primeiro single número um nos Estados Unidos. Eilish tem oito singles de ouro e quatro de platina em solo estadunidense.

Seus prêmios incluem sete Grammy Awards, dois American Music Awards, treze Guinness World Records e três MTV Video Music Awards. Ela é a pessoa mais jovem e a primeira mulher a vencer as quatro principais categorias do Grammy (Álbum do Ano, Gravação do Ano, Canção do Ano e Melhor Artista Revelação) no mesmo ano.[4][5]

Início da vida[editar | editar código-fonte]

Billie Eilish Pirate Baird O'Connell nasceu em Los Angeles, Califórnia, em 18 de dezembro de 2001,[1][6] filha de Maggie Baird e Patrick O'Connell, ambos conhecidos na indústria do entretenimento.[7][8][9] Ela é descendente de irlandeses e escoceses[10] e foi criada no Highland Park de Los Angeles.[6][11][12] Eilish foi educada em casa e ingressou no Coro Infantil de Los Angeles aos oito anos.[13] Ela começou a cantar em tenra idade e começou a escrever músicas aos 11 anos, ao lado de seu irmão mais velho, Finneas O'Connell, que já estava escrevendo, tocando e produzindo suas próprias canções com sua banda.[13]

Carreira[editar | editar código-fonte]

2015–17: Don't Smile at Me[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Don’t Smile at Me
Eilish em agosto de 2017

Em outubro de 2015, Eilish gravou a canção "Ocean Eyes", inicialmente escrita por Finneas para sua banda, e a enviou à sua professora de dança, que ajudou a coreografar uma dança para a canção.[13][14] "Ocean Eyes" foi lançado como segundo single de Eilish no SoundCloud em 2016.[1] Um videoclipe foi lançado em março de 2016 e um vídeo de Eilish performando uma dança para a canção foi lançado em novembro de 2016. Nesse ano, Eilish também lançou o single "Six Feet Under".[13] "Ocean Eyes" foi certificado platina pela RIAA[15] e alcançou a posição 84 na Billboard Hot 100 em maio de 2019. "Ocean Eyes" foi relançado mundialmente pela Darkroom e Interscope Records em 18 de novembro de 2016. Em 14 de janeiro de 2017, Eilish lançou um EP com quatro remixes de "Ocean Eyes".[16]

Após o sucesso dos remixes de "Ocean Eyes", Eilish lançou o single "Bellyache" em 24 de fevereiro de 2017,[17] com um vídeo lançado em março de 2017. Mais tarde, em março, Eilish lançou a faixa "Bored" como parte da trilha sonora da série 13 Reasons Why, da Netflix.[1][18] Em junho de 2017, Eilish lançou o single "Watch"[19] com um single de acompanhamento, "Copycat", lançado em julho de 2017, juntamente com o anúncio de seu EP de estreia, Don't Smile at Me.[20] Em todas as sextas-feiras de julho, Eilish adicionava outro single ao EP. Esses singles incluem "Idontwannabeyouanymore" e "My Boy", com ambos sendo certificados como ouro pela RIAA. Don't Smile at Me foi lançado em agosto de 2017.[21] Após o lançamento do EP, Eilish colaborou com o rapper americano Vince Staples para um remix de "Watch" intitulado "& Burn", que mais tarde foi incluído em um relançamento do EP. Após o sucesso comercial do EP, a Apple Music nomeou Eilish como uma artista Up Next em setembro de 2017.[22]

2018–20: When We All Fall Asleep, Where Do We Go?[editar | editar código-fonte]

Eilish performando na MTV em 2019

Em fevereiro de 2018, Eilish embarcou na Where's My Mind Tour, que foi concluída em abril de 2018.[23] Para o Record Store Day 2018, Eilish lançou um vinil de 7 polegadas com uma versão acústica de sua canção, "Party Favor", e um cover acústico de "Hotline Bling" de Drake.[24] Eilish colaborou com o cantor americano Khalid no single "Lovely", lançado em abril de 2018 e adicionado à trilha sonora da segunda temporada de 13 Reasons Why.[3] Ela também lançou os singles "Bitches Broken Hearts" e "You Should Me See in a Crown",[25] com o último sendo apresentado na trilha sonora do jogo eletrônico FIFA 19. Em julho de 2018, Eilish se apresentou no Mo Pop Festival.[26] Em outubro de 2018, Eilish lançou o single "When the Party's Over",[27] e assinou um contrato de modelo com a Next Models.[28] Ela foi colocada na lista Forbes 30 Under 30 2018 em novembro daquele ano,[29][30] e lançou o single "Come Out and Play", escrito para um comercial da Apple com tema de férias .[31]

Em janeiro de 2019, Eilish lançou "Bury a Friend" como o terceiro single de seu álbum de estreia, When We All Fall Asleep, Where Do We Go?,[32][33] junto com "When I Was Older", um single inspirado no filme Roma, de 2018, que apareceu na coletânea Music Inspired by the Film Roma.[34][35] "Bury a Friend" atingiu a posição 14 na Billboard Hot 100. O quarto single do álbum, "Wish You Were Gay", foi lançado em março de 2019,[36] e estreou e atingiu a posição máxima se 31 nos Estados Unidos e foi certificado como platina pela RIAA.[37]

When We All Fall Asleep, Where Do We Go? foi lançado em 29 de março de 2019.[38] O álbum estreou no topo da Billboard 200 (dos Estados Unidos), bem como na parada de álbuns UK Singles Charts (do Reino Unido), fazendo de Eilish o primeiro artista nascido nos anos 2000 a ter um álbum número um nos Estados Unidos, e a mulher mais jovem a ter um álbum número um no Reino Unido.[39][40] Após a estreia do álbum, Eilish quebrou o recorde de representar simultaneamente mais canções na Hot 100 por uma artista feminina, com 14, depois de cada canção do álbum, com exceção de "Goodbye", registrada no Hot 100.[41] O quinto single do álbum, "Bad Guy", foi lançado em conjunto com o álbum e alcançou o número um na Billboard Hot 100 (dos Estados Unidos), terminando o recorde de 19 semanas de Lil Nas X no número um com "Old Town Road".[42][43] Ela é a primeira artista nascida nos anos 2000 e o artista mais jovem desde Lorde (com "Royals") a ter o single número um.[44] Um remix da canção com Justin Bieber foi lançado em julho de 2019.[45][46]

Ela iniciou a When We All Fall Asleep Tour no Coachella Festival, em abril de 2019.[47] A turnê terminou na Cidade do México em 17 de novembro de 2019. Em 27 de setembro de 2019, ela anunciou a Where Do We Go? World Tour através de sua página no Instagram.[48] A turnê está marcada para começar em Miami em 9 de março de 2020 e terminar em Londres em 27 de julho de 2020.

Em 7 de novembro de 2019, a Third Man Records de Jack White anunciou que a gravadora lançaria um álbum ao vivo acústico da performance de Eilish no Blue Room da gravadora. O álbum estará disponível exclusivamente em vinil nas lojas de varejo Third Man em Nashville, Tennessee e Detroit, Michigan.[49] Em 13 de novembro de 2019, ela lançou o single "Everything I Wanted".[50]

Em 20 de novembro de 2019, Eilish foi indicada para seis Grammy Awards, incluindo Gravação do Ano e Canção do Ano para "Bad Guy", bem como Álbum do Ano e Melhor Revelação. Aos 17 anos, ela é a artista mais jovem a ser indicada nas quatro principais categorias do Grammy.[51] No mesmo mês, Eilish foi coroada a Mulher do Ano pela Billboard em 2019.[52]

Em setembro de 2020, Eilish divulga uma prévia de Billie Eilish: The World's a Little Blurry, seu filme documental produzido pela Apple TV+, que acompanhou a cantora por alguns anos de sua carreira para a realização do longa. O filme marcou o fim de um estágio de sua carreira e o início de um próximo. No mesmo ano a cantora lança o single Therefore I Am e um clipe em que aparece pegando comida vegana[53] em um shopping vazio.

2021-presente: Happier Than Ever[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Happier Than Ever

Ainda em setembro, durante a pandemia do novo coronavírus, Finneas disse em entrevista que não gostaria de lançar o novo álbum durante a pandemia, gostaria que fosse um “álbum para a vacina”[54]. Alguns meses depois, em março de 2021, Eilish anunciou seu novo cabelo loiro (na foto à direita) com uma postagem no Instagram. A foto conseguiu um milhão de curtidas em menos de sete minutos, batendo o então recorde que pertencia a Kylie Jenner.[55] Nos próximos meses, uma série de postagens da cantora com o cabelo loiro ficaram dentre as mais curtidas da plataforma.

Até que em abril de 2021, durante o ápice da vacinação nos Estados Unidos, Eilish anunciou seu segundo álbum de estúdio, Happier Than Ever, para julho do mesmo ano, junto com seu próximo single, Your Power, que estreou ainda em abril. Logo em seguida a cantora anunciou seu single Lost cause em Junho e logo em seguida NDA no dia 9 de julho.

Dois dias após o lançamento do single, já em maio, a British Vogue divulgou uma entrevista com Billie Eilish, em que ela aparece como capa da edição de junho de 2021. Nas fotos divulgadas ela aparece de lingerie e roupas mais justas, que não eram tão optadas pela cantora, ao invés de roupas mais largas, como forma de tentar não mostrar seu corpo em desenvolvimento à mídia.[56] A entrevista e sua declaração sobre sua nova forma de se vestir diante do público é um marco na carreira de Eilish, que disse “me sinto mais como uma mulher”, em relação ao novo visual.[56]

No mesmo dia da divulgação de sua entrevista à British Vogue, Eilish foi confirmada para presidir o Met Gala de 2021, junto com o ator Timothée Chalamet, a poetisa Amanda Gorman e a tenista Naomi Osaka.

Estilo musical[editar | editar código-fonte]

Avery Stone, do Noisey, descreveu os vocais soprano de Eilish como "delicados",[57] enquanto Maura Johnston, da Rolling Stone, os caracterizou como "sussurrados".[58] Doreen St. Félix, do The New Yorker, opinou que ela tem uma "voz rouca e estridente que ela pode afinar para reprimir".[59] Sua música incorpora elementos do pop alternativo,[60] rock alternativo,[61] dark pop,[62] EDM,[63] electro-pop,[60] indie pop,[64][60] pop[65] e trap.[63]

Eilish e seu irmão Finneas O'Connell colaboram nas composições.[66][67] Eilish chamou Finneas de sua parceira na criação de canções[66] e disse que ele também produz suas músicas, além de se apresentar com ela em performances ao vivo.[68][66] Eilish e Finneas "gostam de inventar coisas e se tornarem personagens" e "têm músicas que são realmente fictícias".[67] Eilish disse que várias canções também derivam das experiências dela e de Finneas.[67] Eles tentam escrever letras "realmente interessantes e conversacionais": "Tentamos dizer coisas que não precisam ser tão profundas, [...] mas você diz algo muito mais profundo de uma certa maneira que faz sentido, mas você realmente não pensou sobre."[67] Finneas afirmou que quando ele escreve canções para sua irmã, ele pretende "escrever [canções] com as quais eu acho que ela se identifica e gosta de cantar e simpatizar com a letra e criar a sua própria".[69] Quando ele escreve com Eilish, ele tenta "ajudá-la a contar a história que ela está tentando contar, desviar ideias dela, ouvir suas ideias" e usar uma linguagem que se encaixe na voz dela contando a história.[69]

Influências[editar | editar código-fonte]

Eilish cresceu ouvindo The Beatles, Green Day, Justin Bieber, Arctic Monkeys, Linkin Park e Lana Del Rey.[67][70][71][72] Ela disse que o vídeo da canção "Runaway" da cantora norueguesa Aurora no YouTube a inspirou a seguir uma carreira musical.[73][74] O hip hop é o gênero favorito de Eilish e a sua maior inspiração.[75] Ela citou Tyler, the Creator, Childish Gambino e Avril Lavigne como principais influências musicais e de estilo para ela,[76][66][77] e outras influências incluem Earl Sweatshirt, Amy Winehouse, Spice Girls, Lorde, Marina and the Diamonds, Britney Spears, Taylor Swift, Nicki Minaj e Lana Del Rey.[78][79][80][81][82][83][84][85] Ela foi comparada na mídia a Lavigne, Lorde e Del Rey,[86][87] a última da qual ela diz que não quer ser comparada, dizendo em uma entrevista ao Los Angeles Times: "Essa mulher [Del Rey] tornou sua marca tão perfeita para toda a sua carreira e ela não deveria ter que ouvir isso."[88] Ela nomeou Rihanna como uma inspiração para suas escolhas de estilo, depois de chamar de moda seu "mecanismo de defesa" durante um discurso de aceitação.[89]

Imagem pública[editar | editar código-fonte]

Moda[editar | editar código-fonte]

Grande parte da atenção da mídia em torno de Eilish girou em torno de seu visual, que consiste principalmente em roupas largas e mal ajustadas.[90][91] Em 2017, Eilish afirmou que gosta de se vestir fora de sua zona de conforto para sentir que chama a atenção de todos ao seu redor.[92] Eilish afirma que ela tenta ser "realmente diferente de muitas pessoas" e usa roupas opostas ao que os outros estão vestindo. Com o objetivo de "parecer memorável", Eilish disse acreditar que "provou para as pessoas que eu sou mais importante do que elas pensam" e que ela tenta aparecer "meio intimidadora, para que as pessoas a ouçam".[67] Ela tenta ser "realmente diferente de muitas pessoas" e se veste de forma oposta ao que os outros usam. Com o objetivo de "parecer memorável", Eilish disse que "provou para as pessoas que [ela é] mais importante do que elas pensam" e gosta de ser "meio intimidante, então as pessoas vão ouvir".[93][94][95] Em 2019, ela declarou: “Com o tempo, meio que se tornou uma coisa, 'Billie Eilish, a garota arrepiante, esquisita e assustadora'. E eu não gosto disso. É chato. Eu só não quero ficar uma coisa."[96]

Em maio de 2019, Eilish apareceu em um anúncio da Calvin Klein, onde mencionou que se veste com roupas largas para evitar que as pessoas julguem seu corpo.[97][98] Em um show ao vivo em março de 2020 em Miami, como parte de Where Do We Go? Tour, Eilish estreou um curta-metragem intitulado Not My Responsibility, que aborda suas experiências de vergonha corporal. Posteriormente, Not My Responsibility foi enviado ao canal de Eilish no YouTube em maio de 2020.[99]

Eilish foi capa da edição de junho de 2021 da Vogue britânica. A sessão de fotos de Craig McDean a apresentou vestida de lingerie, focada especificamente em espartilhos. Na entrevista para a revista, Eilish se referiu a incidentes anteriores de vergonha do corpo, empoderamento feminino e seu próximo segundo álbum.[100][101]

Produtos e autenticações[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2019, Eilish lançou uma coleção de roupas em colaboração com Takashi Murakami,[102][103] inspirada em seu videoclipe de "You Should See Me in a Crown", também dirigido e animado por Murakami, além de uma figura de vinil em edição limitada de si mesma do vídeo.[104] Eilish também colaborou com a Adobe Creative Cloud no mesmo mês para uma série de anúncios,[105][106] além de um concurso de arte em mídias sociais, no qual os usuários enviavam obras de arte com a hashtag "#BILLIExADOBE".[107][108] Eilish apareceu na estréia da campanha publicitária "Eu falo minha verdade em #MyCalvins", de Calvin Klein, em maio de 2019,[109][110] bem como a campanha "Seize the Awkward" do Ad Council, uma série de ASPs direcionados à conscientização sobre saúde mental.[111][112] Ela liderou a campanha publicitária do MCM Worldwide no outono de 2019 em julho de 2019[113] e, mais tarde naquele mês, colaborou com a marca de roupas Freak City de Los Angeles para uma linha de roupas.[114][115][116] Também em julho de 2019, ela se apresentou em um jantar oferecido pela Chanel em Nova Iorque para comemorar o iate clube da marca.[117][118]

Em agosto de 2019, Billie Eilish fez uma parceria com a Apple para permitir que os clientes da Apple Store tivessem acesso a sua música "You Should See Me in a Crown" nas sessões do Music Lab em suas lojas.[119] A colaboração de Eilish com a empresa de roupas Siberia Hills[120][121] foi recebida com controvérsia depois que foi revelado que a empresa havia usado desenhos plagiados de fanart do personagem Nozomi Tojo do Love Live!, desenhada pelo artista Makoto Kurokawa, para a linha de roupas de Eilish.[122] Mais tarde, a marca esclareceu que a própria Eilish não tinha conhecimento do plágio.[123][124]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Eilish afirmou que ela tem síndrome de Tourette[125][126] e sinestesia,[127][128] e já teve uma experiência de depressão.[129] Ela foi criada como vegetariana, mas decidiu ser vegana em 2014,[130] além defender regularmente o estilo de vida nas redes sociais.[131][132]

A cantora também apoia o aborto e doou parte da arrecadação de sua apresentação no Music Midtown Festival para o Planned Parenthood.[133]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Discografia de Billie Eilish

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Titulo Papel Notas Ref.
2020 Justin Bieber: Seasons Ela mesma Documentário [134]
Not My Responsibility Ela mesma Curta-metragem [135]
2021 Billie Eilish: The World’s A Little Blurry Ela mesma Documentário [136]
Prime Day Show Ela mesma Evento musical para o Prime Video
Happier Than Ever: A Love Letter to Los Angeles Ela mesma Filme-concerto de Happier Than Ever para o Disney+ [137]

Turnês[editar | editar código-fonte]

Oficiais

  • Don't Smile at Me Tour (2017)
  • Where's My Mind Tour (2018)
  • 1 By 1 Tour (2018 - 2019)
  • When We All Fall Asleep World Tour (2019)
  • Where Do We Go? World Tour (2020)
  • Happier Than Ever, The World Tour (2021)

Suporte

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d TV, Destacados (28 de março de 2021). «Billie Eilish: 30 datos sobre la popular cantante que seguro no conocías». Destacados TV Revista (em espanhol). Consultado em 28 de maio de 2021 
  2. Richards, Kimberley (20 de novembro de 2019). «Billie Eilish Becomes Youngest Person Ever Nominated In All 4 Top Grammy Categories». HuffPost (em inglês). Consultado em 21 de novembro de 2019 
  3. a b «Interscope Records Preps To Release "13 Reasons Why" Season 2 Soundtrack With Proceeds Going To Charity». Clizbeats. Consultado em 12 de maio de 2018 
  4. Grein, Paul. «Grammy Awards: All the Artists Who've Been Nominated in the Big 4 Categories in the Same Year». Billboard (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2020 
  5. Gonzalez, Sandra. «Billie Eilish has a history-making night at the Grammys». CNN (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2020 
  6. a b «Billie Eilish on Apple Music». itunes.apple.com. Consultado em 21 de outubro de 2017 
  7. «A Day In The Life Of Billie Eilish». Lnwy.co 
  8. «The Groundlings». The Groundlings Website. Consultado em 15 de janeiro de 2018. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2018 
  9. «Scrumptious Mom Maggie Baird - October 2013». Scrumptiousmoms.com. 1 de outubro de 2013. Consultado em 16 de maio de 2018 
  10. Power, Ed. «An Interview with Billie Eilish: Pop's Ferocious New Enigma | Hotpress». Hotpress. Consultado em 8 de novembro de 2018 
  11. «Get to Know: Billie Eilish | MTV UK». Consultado em 1 de abril de 2018 
  12. Savage, Mark (15 de julho de 2017). «Billie Eilish: Is she pop's best new hope?». BBC News. Consultado em 25 de julho de 2017 
  13. a b c d «Meet Billie Eilish, Pop's Next It Girl». Vogue. Consultado em 3 de fevereiro de 2018 
  14. Cirisano, Tatiana. «15-Year-Old Pop Prodigy Billie Eilish Announces Debut EP & First-Ever Tour». Billboard. Consultado em 25 de julho de 2017 
  15. «Gold & Platinum: Billie Eilish - 'Ocean Eyes'». RIAA. Consultado em 5 de junho de 2019 
  16. «Record World Magazine Introduces Billie Eilish - ARTICLES - Record World Magazine». Recordworldmagazine.com. Consultado em 27 de março de 2019 
  17. Billie Eilish's "Bellyache" Is Totally Psycho and Perfectly Pop. Noisey.
  18. Wright, Janine. «Billie Eilish - "Bored" - Noiseporn». Noiseprn.com. Consultado em 25 de julho de 2017 
  19. «Billie Eilish Releases New Single 'Watch' Today; Teases Debut EP». Broadway World. Consultado em 25 de julho de 2017 
  20. Rusell, Erica. «Billie Eilish Drops 'COPYCAT,' Announces Debut EP». PopCrush. Consultado em 25 de julho de 2017 
  21. Smither, Tanis (11 de agosto de 2017). «Billie Eilish releases lush debut EP "dont smile at me" - EARMILK». EARMILK. Consultado em 15 de agosto de 2017 
  22. Stubblebine, Allison. «Billie Eilish Is Apple's New UpNext Artist: Exclusive». Billboard. Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  23. Shackleford, Tom. «Billie Eilish announces 2018 Where's My Mind? headlining tour». AXS. Consultado em 23 de outubro de 2018 
  24. «Billie Eilish - Party Favor/Hot Line Bling [Pink Vinyl Single] | RECORD STORE DAY». Consultado em 10 de junho de 2019 
  25. «Billie Eilish Drops Dramatic Track 'You Should See Me in a Crown': Listen». Billboard. Consultado em 18 de julho de 2018 
  26. «Mo Pop Festival: 2018 lineup & tix (Bon Iver, The National, St. Vincent, more)». BrooklynVegan. Consultado em 5 de junho de 2019 
  27. Engelman, Nicole (17 de outubro de 2018). «Billie Eilish Releases Haunting New Song 'When The Party's Over': Listen». Billboard. Consultado em 18 de outubro de 2018 
  28. Patel, Shyam (24 de outubro de 2018). «Billie Eilish Just Got Signed to a Major Modeling Agency». PAPER (em inglês). Consultado em 27 de maio de 2019 
  29. Shaw, Syd. «Billie Eilish, Timothée Chalamet & 21 Savage Lead Forbes Eclectic "30 Under 30"». Refinery 29 (em inglês). Consultado em 5 de junho de 2019 
  30. Greenburg, Zack O'Malley. «Meet Billie Eilish, The 30 Under 30 Music Sensation Poised To Pop». Forbes (em inglês). Consultado em 5 de junho de 2019 
  31. Moore, Sam (21 de novembro de 2018). «Listen to Billie Eilish's heartfelt new single 'come out and play'». NME. Consultado em 5 de junho de 2019 
  32. «Billie Eilish Just Released A Teaser For New Music And We're So Ready For It | MTV UK». Mtv.co.uk. Consultado em 29 de janeiro de 2019 
  33. «Watch a trailer for new music from Billie Eilish». The Fader. Consultado em 29 de janeiro de 2019 
  34. Acevedo, Angelica. «Billie Eilish Unleashes New Song 'When I Was Older (Inspired By Roma)': Listen». Billboard. Consultado em 5 de junho de 2019 
  35. Kreps, Daniel (9 de janeiro de 2019). «Hear Billie Eilish's 'Roma'-Inspired Ballad 'When I Was Older'». Rolling Stone. Consultado em 5 de junho de 2019 
  36. «Billie Eilish Is Tired Of Heartache On New Single 'Wish You Were Gay': Listen». Billboard. Consultado em 5 de março de 2019 
  37. «Gold & Platinum». RIAA. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  38. Exposito, Suzy (29 de março de 2019). «Review: Billie Eilish's 'When We All Sleep, Where Do We Go?' is Noir Pop With Bite». Rolling Stone. Consultado em 29 de março de 2019 
  39. «This 17-year-old is the first artist born in the 2000s to have a No. 1». CNN 
  40. «Official Albums Chart: Billie Eilish holds on to Number 1». Officialcharts.com 
  41. Zellner, Xander. «Billie Eilish Earns First Hot 100 Top 10, Breaks Record For Most Simultaneous Hits Among Women». Billboard. Consultado em 27 de maio de 2019 
  42. Williams, Aaron (19 de agosto de 2019). «Lil Nas X Congratulates Billie Eilish On 'Bad Guy' Hitting No. 1 On The Hot 100 Chart». UPROXX. Consultado em 19 de agosto de 2019 
  43. Bloom, Madison; Kim, Michelle. «Billie Eilish Scores First No. 1 Single, Ending "Old Town Road"'s 19-Week Run». Pitchfork (em inglês). Consultado em 19 de agosto de 2019 
  44. Breihan, Tom (19 de agosto de 2019). «Billie Eilish's "Bad Guy" Has Finally Dethroned Lil Nas X's "Old Town Road" At #1». Stereogum. Consultado em 19 de agosto de 2019 
  45. Roth, Madeline. «It's Here: Billie Eilish And Justin Bieber Are 'Bad Guys' On New Collab». MTV News (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  46. Murphy, Rhodes (12 de julho de 2019). «Bilie Eilish and Lil Nas X Are Trying to Remix Their Way to No. 1». Slate Magazine (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  47. Nesvig, Kara. «Billie Eilish Forgot Her Own Lyrics at Coachella But It Only Made Fans Love Her More». Teen Vogue (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  48. [1]
  49. [2]
  50. «Billie Eilish - Everything I Wanted Genius Lyrics». 13 de novembro de 2019. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  51. Warner, Denise (20 de novembro de 2019). «2020 Grammy Nominees: The Complete List». Billboard. Consultado em 20 de novembro de 2019 
  52. Mamo, Heran (25 de novembro de 2019). «Billie Eilish Is Billboard's 2019 Woman of the Year». Billboard (em inglês). Consultado em 26 de novembro de 2019 
  53. «Cantora Billie Eilish se diverte em shopping vazio e "rouba" só comida vegana em novo clipe». www.vista-se.com.br. Consultado em 11 de outubro de 2021 
  54. Garcia, Fábio (15 de setembro de 2020). «Novo disco de Billie Eilish deve ser lançado só depois da vacina». Omelete. Consultado em 4 de maio de 2021 
  55. «Billie Eilish aparece platinada nas redes sociais e bate recorde no Instagram. Vem!». Glamurama. 17 de março de 2021. Consultado em 4 de maio de 2021 
  56. a b Enninful, Edgard (2 de maio de 2021). «Billie Eilish Covers The June 2021 Issue Of British Vogue». Vogue. Consultado em 4 de maio de 2021 
  57. Stone, Avery (18 de setembro de 2017). «Watch Billie Eilish Set Fire to a Bad Relationship in New Video for "watch"». Vice. Consultado em 29 de dezembro de 2018 
  58. «10 New Albums to Stream Now: Rolling Stone Editors' Pick». Rolling Stone. 28 de julho de 2017. Consultado em 29 de dezembro de 2018 
  59. St. Félix, Doreen (26 de abril de 2019). «Billie Eilish and the Changing Face of Pop». The New Yorker. Consultado em 26 de abril de 2019 
  60. a b c Yeung, Neil Z. «Billie Eilish». AllMusic. Consultado em 30 de março de 2018 
  61. Cerio, Michael (9 de agosto de 2019). «Billie Eilish, Alanis Morissette, and Sinead O'Connor Are the Only Women Who Have Done This». Radio.com. Consultado em 3 de novembro de 2019. In the long history of fierce females in Alternative rock, only three have topped the Alternative Songs chart from Billboard more than once as a solo artist. 
  62. Moser, Monica (22 de abril de 2019). «The Issue With Billie Eilish's Darkness». Medium. Consultado em 9 de novembro de 2019. 17-year-old dark pop singer Billie Eilish released her debut full length album this month When We All Fall Asleep, Where Do We Go? 
  63. a b Anderson, Stacey (29 de março de 2019). «Billie Eilish: When We All Fall Asleep, Where Do We Go? Album Review». Pitchfork. Consultado em 14 de outubro de 2019 
  64. Abrams, Margaret. «Who's the next Billie Eilish? The female musicians poised for pop superstardom this summer». Consultado em 9 de novembro de 2019 
  65. Lipshutz, Jason (23 de março de 2017). «Billie Eilish Is Pop's Most Impressive 15-Year-Old». Billboard. Consultado em 5 de fevereiro de 2019 
  66. a b c d Kretowicz, Steph (13 de julho de 2018). «Don't Wanna Be You: Billie Eilish Interviewed». Clash. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  67. a b c d e f Kaplan, Ilana (16 de março de 2018). «Pop Newcomer Billie Eilish Wants to Make Sure You Never Forget Her». Paper. Consultado em 10 de dezembro de 2018 
  68. «PREMIERE + Q&A: FINNEAS Debuts "I'm In Love Without You" & Polaroid Gallery by Billie Eilish». Ones To Watch. 8 de setembro de 2017. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  69. a b Almeida, Nicole (27 de abril de 2018). «Wholehearted Obsession: A Conversation with FINNEAS». Atwood Magazine. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  70. «Billie Eilish Meeting Justin Bieber While Ariana Grande Performs Is Pure Art». Refinery29. 15 de abril de 2019. Consultado em 12 de maio de 2019 
  71. Jeong, Dahoon (21 de agosto de 2018). [SE★인터뷰] 빌리 아일리시 “선택의 갈림길에서..내가 뭘 원하는지 정확히 알고 있다” [[SE★interview] Billie Eilish “At a crossroads of choice..I know exactly what I want”]. Seoul Economic Daily (em coreano). Consultado em 28 de março de 2021. Cópia arquivada em 26 de agosto de 2018 
  72. «Meet Billie Eilish, Pop's Terrifying 15-Year-Old Prodigy». W Magazine | Women's Fashion & Celebrity News (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2020. Cópia arquivada em 28 de janeiro de 2020 
  73. «Billie Eilish talks about Aurora (Türkçe Altyazılı)». YouTube (em inglês). Tunahan&Ceyda. Consultado em 9 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de abril de 2020 
  74. Smith, Krista (31 de maio de 2018). «Billie Eilish: The Young Upstart with Co-Signs from Lorde and Halsey». Vanity Fair. Consultado em 9 de dezembro de 2019. Cópia arquivada em 20 de abril de 2020 
  75. Haithcoat, Rebecca (21 de fevereiro de 2018). «Don't Ask Billie Eilish To Smile». SSENSE. Consultado em 27 de fevereiro de 2019 
  76. Martoccio, Angie (31 de julho de 2019). «The First Time: Billie Eilish». Rolling Stone. Consultado em 15 de agosto de 2019 
  77. Shoemaker, Whitney (13 de julho de 2019). «Billie Eilish thanks Avril Lavigne for inspiring her in wholesome photo». Altpress (em inglês). Consultado em 17 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 29 de janeiro de 2020 
  78. Kaufman, Gil (28 de maio de 2020). «Here Are the Artists Who Inspired Billie Eilish Over the Years». Billboard. Consultado em 30 de agosto de 2020. Cópia arquivada em 2 de agosto de 2020 
  79. Weiss, Haley (27 de fevereiro de 2017). «Discovery: Billie Eilish». Interview Magazine. Consultado em 15 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 11 de julho de 2019 
  80. «15-Year-Old Music Prodigy Billie Eilish On Influences, Inspiration And What She's Listening To RN». Elle. 25 de agosto de 2017. Consultado em 17 de agosto de 2019. Cópia arquivada em 6 de dezembro de 2019 
  81. «Billie Eilish Revisits SPIN Covers of Madonna, Amy Winehouse and More». Spin. 23 de dezembro de 2019. Consultado em 5 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 14 de junho de 2020 – via YouTube 
  82. Aniftos, Rania (28 de abril de 2020). «Here's What Finneas Thinks When People Ask About 'The Next Billie Eilish'». Billboard. Consultado em 29 de abril de 2020. Cópia arquivada em 30 de abril de 2020 
  83. Tailor, Leena (20 de julho de 2020). «Billie Eilish Hilariously Reacts to Britney Spears Playing Her Music». Entertainment Tonight. Consultado em 14 de março de 2021. Cópia arquivada em 22 de março de 2021. On the latest episode of Apple Music's Me & Dad Radio show, Eilish and her dad, Patrick, reflected on key musical influences from the singer's childhood, including Spears, Avril Lavigne, Taylor Swift and the Spice Girls (one of whom would rave about Eilish to ET years later.) 
  84. Daly, Rhian (13 de dezembro de 2019). «Billie Eilish thanks women of the music industry who "paved the way" in Billboard Woman Of The Year speech». NME. Consultado em 5 de abril de 2021 
  85. «The Spice Girls respond after Billie Eilish pays tribute to Mel C with Sporty Spice t-shirt». The London Standard. 30 de agosto de 2019. Consultado em 5 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 29 de janeiro de 2020 
  86. Cusumano, Katherine. «Billie Eilish, Pop's 15-Year-Old Prodigy, Relishes Being a Terrifying Teen». W Magazine (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2019 
  87. Bassil, Ryan (4 de abril de 2019). «Billie Eilish and the Rise of Moody Pop». Vice (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2019 
  88. Song, Sandra (10 de abril de 2019). «Billie Eilish Wants the Lana Del Rey Comparisons to Stop». PAPER (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2019 
  89. Garza, Frida (28 de junho de 2019). «Billie Eilish Says She Uses Fashion As a 'Defense Mechanism'». Jezebel. Consultado em 1 de julho de 2019 
  90. Konecky, Perri. «Billie Eilish's Style Is on a Whole Other Level, So Let's Give It Up For the Queen of Cool Comfort». POPSUGAR Fashion. Consultado em 1 de julho de 2019 
  91. Rearick, Lauren. «Billie Eilish Took an Ikea Bag and Made it Fashion». Teen Vogue (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  92. «Billie Eilish Is a 15-Year-Old Pop Prodigy—And She's Intimidating as Hell». Harpers Bazaar. Consultado em 1 de julho de 2019 
  93. «Pop Newcomer Billie Eilish Wants to Make Sure You Never Forget Her». PAPER (em inglês). 16 de março de 2017. Consultado em 6 de maio de 2021 
  94. «Billie Eilish Knows What You're Afraid Of». WVTF. 7 de abril de 2019. Consultado em 6 de maio de 2021 
  95. «Billie Eilish: music's 'terrifying' teen It Girl». Stuff (em inglês). 22 de dezembro de 2018. Consultado em 6 de maio de 2021 
  96. Times, Decca Aitkenhead | The Sunday. «Teen star Billie Eilish on therapy, her boyfriend and how fame has changed her» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 6 de maio de 2021 
  97. Elizabeth, De. «Billie Eilish Wears Baggy Clothes So the World Doesn't Know "Everything" About Her». Teen Vogue (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2021 
  98. «Aus diesem Grund trägt Billie Eilish nur weite Baggy-Klamotten». MTV alemã. Consultado em 6 de maio de 2021 
  99. ELLE, Team (27 de maio de 2020). «Billie Eilish Has Finally Released Full Film 'Not My Responsibility,' Addressing Body Shame». ELLE (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2021 
  100. Enninful, Edward. «Billie Eilish Covers The June 2021 Issue Of British Vogue». British Vogue (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2021 
  101. «Billie Eilish wears lingerie for British Vogue: 'Suddenly you're a hypocrite if you want to show your skin'». ca.style.yahoo.com (em inglês). Consultado em 6 de maio de 2021 
  102. Stiegman, Kelsey. «Billie Eilish Just Dropped a Sick Clothing Collection Inspired By Her "You Should See Me in a Crown" Video». Seventeen. Consultado em 1 de julho de 2019 
  103. Chin, Mallory. «Takashi Murakami & Billie Eilish Release More Collaborative Merch». HYPEBEAST. Consultado em 1 de julho de 2019 
  104. Li, Emma. «Watch Billie Eilish and Takashi Murakami's Music Video». V Magazine. Consultado em 1 de julho de 2019 
  105. «Billie Eilish on How Dreams Influence her Music for #BILLIExADOBE». YouTube (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  106. «Billie Eilish x Adobe "Synesthesia" by Laundry». STASH. Consultado em 1 de julho de 2019 
  107. «#BILLIExADOBE». makeitcenter.adobe.com. Consultado em 1 de julho de 2019 
  108. «Billie and @CreativeCloud want you to complete a dream drawing for a chance to win $1k and meet & greet tickets to the "WHEN WE ALL FALL ASLEEP, world tour."». Twitter. Consultado em 1 de julho de 2019 
  109. «Billie Eilish Wears Baggy Clothes So the World Doesn't Know "Everything" About Her». Teen Vogue. Consultado em 1 de julho de 2019 
  110. «Calvin Klein Debuts New #MyCalvins Campaign With Billie Eilish, Noah Centineo, and More». ELLE. Consultado em 1 de julho de 2019 
  111. «Billie Eilish Gets Candid About Coping With Her Mental Health». PAPER. Consultado em 1 de julho de 2019 
  112. «Billie Eilish Talks Mental Health In "Seize The Awkward" PSA». Stereogum. Consultado em 1 de julho de 2019 
  113. «EXCLUSIVE: Billie Eilish Fronts MCM Campaign». WWD. Consultado em 1 de julho de 2019 
  114. «We Can Now Dress Like Billie Eilish». Teen Vogue (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  115. «Billie Eilish Announces New '90s-Inspired Freak City Clothing Collection». Seventeen. Consultado em 1 de julho de 2019 
  116. «Billie Eilish Unveils Freak City Clothing Collaboration». Billboard. Consultado em 1 de julho de 2019 
  117. «Billie Eilish Shut Down Shelter Island With an Intimate Performance at The Chanel J12 Yacht Club». Vogue. Consultado em 1 de julho de 2019 
  118. «Billie Eilish Brings the Heat to Shelter Island With Chanel». WWD. Consultado em 1 de julho de 2019 
  119. «Billie Eilish shares creative inspiration in new Today at Apple Music Lab». 9to5MaC. Consultado em 1 de julho de 2019 
  120. «Billie Eilish & Siberia Hills Link up on an Anime-Inspired Capsule». HYPEBEAST. Consultado em 1 de julho de 2019 
  121. «Billie Eilish Designed Another Set of Streetwear Items». Teen Vogue. Consultado em 1 de julho de 2019 
  122. «Love Live! Fans Angry Over New Billie Eilish Merch Allegedly Stealing Art». Comic Book. Consultado em 1 de julho de 2019 
  123. «Billie Eilish's merch pulled off website after admitting to using stolen anime art». The Daily Dot. Consultado em 1 de julho de 2019 
  124. «People Are Slamming Billie Eilish for Her Latest Merch Collab». Seventeen. Consultado em 1 de julho de 2019 
  125. «Billie Eilish Reveals She Has Tourette Syndrome After Compilation of Her Tics Emerges Online». Billboard. Consultado em 1 de julho de 2019 
  126. «fyi - @wherearetheavocados» – via Instagram 
  127. Nattress, Katrina. «Billie Eilish Explains How Synesthesia Affects Her Music». iHeartRadio. Consultado em 1 de julho de 2019 
  128. Seaberg, Maureen. «She's a Rainbow». Psychology Today. Consultado em 1 de julho de 2019 
  129. Kaufman, Gil. «Billie Eilish Talks Handling Fame, Life on the Road & Depression With Zane Lowe: Watch». Billboard (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  130. «Blog da Galera: 10 curiosidades sobre a cantora Billie Eilish». Capricho. Consultado em 20 de janeiro de 2020 
  131. Joe, Coscarelli. «Billie Eilish Is Not Your Typical 17-Year-Old Pop Star. Get Used to Her.». The New York Times (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  132. Anna, Starostinetskaya. «Billie Eilish Begs 26 Million Fans to 'Be Smarter' And Go Vegan». VegNews (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2019 
  133. [3]
  134. «Billie Eilish Is In Justin Bieber's 'Seasons' Finale: Watch». Billboard. Consultado em 11 de maio de 2020 
  135. «Billie Eilish divulga curta criticando imposição de padrões de beleza.». Vagalume. 27 de maio de 2020. Consultado em 7 de maio de 2021 
  136. «Billie Eilish Documentary 'The World's a Little Blurry' Is Coming Next Year». www.billboard.com (em inglês). 28 de setembro de 2020. Consultado em 24 de outubro de 2020 
  137. «Happier Than Ever: A Love Letter to Los Angeles». Disney+. Consultado em 3 de agosto de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons