Billie Eilish

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Billie Eilish
Eilish no Pukkelpop Festival, em 2019.
Nascimento Billie Eilish Pirate Baird O'Connell
18 de dezembro de 2001 (17 anos)
Los Angeles, Califórnia
Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Etnia branca
Estatura 1,61 m
Progenitores Mãe: Maggie Baird
Pai: Patrick O'Connell
Parentesco Finneas O'Connell (irmão)
Ocupação
Carreira musical
Período musical 2015—presente
Gênero(s)
Extensão vocal mezzo-soprano D3-G5 (notação americana)
Instrumento(s)
Gravadora(s) Darkroom, Interscope
Afiliações
Outros
Página oficial
site.billieeilish.com

Billie Eilish Pirate Baird O'Connell (Los Angeles, 18 de dezembro de 2001) é uma cantora e compositora americana. Ela ganhou seguidores em 2016, quando lançou seu single de estreia "Ocean Eyes" no SoundCloud, posteriormente lançado pelas gravadoras Darkroom e Interscope Records. A canção foi escrita e produzida por seu irmão Finneas, com quem ela colabora em músicas e shows ao vivo. Eilish é mais conhecida por seu single "Bad Guy", de 2019, que atingiu o topo da Billboard Hot 100. Ela foi indicada para seis Grammy Awards, incluindo Gravação do Ano, Álbum do Ano, Canção do Ano e Melhor Revelação. Ela é a artista mais jovem a ter sido indicada nas categorias principais do Grammy Awards.[3]

Seu primeiro EP, Don't Smile at Me (2017), alcançou o top 15 nos Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Austrália. Eilish colaborou com o cantor americano Khalid para o single "Lovely", lançado em abril de 2018 e adicionado à trilha sonora da segunda temporada de 13 Reasons Why.[4] Seu álbum de estreia, When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (2019), estreou no topo da Billboard 200 e alcançou o número um no Reino Unido, Canadá e Austrália. O álbum obteve quatro singles no top 40 da Billboard Hot 100: "When the Party's Over", "Bury a Friend", "Wish You Were Gay" e "Bad Guy", o último dos quais se tornou seu primeiro single número um nos Estados Unidos. Ela é a primeira e, até agora, única artista nascida nos anos 2000 a obter um single número um nos Estados Unidos. Eilish tem oito singles de ouro e quatro de platina em solo americano.

Início da vida

Billie Eilish Pirate Baird O'Connell nasceu em Los Angeles, Califórnia, em 18 de dezembro de 2001,[5] filha de Maggie Baird e Patrick O'Connell, ambos conhecidos na indústria do entretenimento.[6][7][8] Ela é descendente de irlandeses e escoceses[9] e foi criada no Highland Park de Los Angeles.[5][10][11] Eilish foi educada em casa e ingressou no Coro Infantil de Los Angeles aos oito anos.[12] Ela começou a cantar em tenra idade e começou a escrever músicas aos 11 anos, ao lado de seu irmão mais velho, Finneas O'Connell, que já estava escrevendo, tocando e produzindo suas próprias canções com sua banda.[12]

Carreira

Don't Smile at Me (2015–2017)

Eilish em agosto de 2017.

Em outubro de 2015, Eilish gravou a canção "Ocean Eyes", inicialmente escrita por Finneas para sua banda, e a enviou à sua professora de dança, que ajudou a coreografar uma dança para a canção.[12][13] "Ocean Eyes" foi lançado como segundo single de Eilish no SoundCloud em 2016. Um videoclipe foi lançado em março de 2016 e um vídeo de Eilish performando uma dança para a canção foi lançado em novembro de 2016. Nesse ano, Eilish também lançou o single "Six Feet Under".[12] "Ocean Eyes" foi certificado platina pela RIAA[14] e alcançou a posição 84 na Billboard Hot 100 em maio de 2019. "Ocean Eyes" foi relançado mundialmente pela Darkroom e Interscope Records em 18 de novembro de 2016. Em 14 de janeiro de 2017, Eilish lançou um EP com quatro remixes de "Ocean Eyes".[15]

Após o sucesso dos remixes de "Ocean Eyes", Eilish lançou o single "Bellyache" em 24 de fevereiro de 2017,[16] com um vídeo lançado em março de 2017. Mais tarde, em março, Eilish lançou a faixa "Bored" como parte da trilha sonora da série 13 Reasons Why, da Netflix.[17] Em junho de 2017, Eilish lançou o single "Watch"[18] com um single de acompanhamento, "Copycat", lançado em julho de 2017, juntamente com o anúncio de seu EP de estreia, Don't Smile at Me.[19] Em todas as sextas-feiras de julho, Eilish adicionava outro single ao EP. Esses singles incluem "Idontwannabeyouanymore" e "My Boy", com ambos sendo certificados como ouro pela RIAA. Don't Smile at Me foi lançado em agosto de 2017.[20] Após o lançamento do EP, Eilish colaborou com o rapper americano Vince Staples para um remix de "Watch" intitulado "& Burn", que mais tarde foi incluído em um relançamento do EP. Após o sucesso comercial do EP, a Apple Music nomeou Eilish como uma artista Up Next em setembro de 2017.[21]

When We All Fall Asleep, Where Do We Go? (2018–presente)

Eilish performando na MTV em 2019.

Em fevereiro de 2018, Eilish embarcou na Where's My Mind Tour, que foi concluída em abril de 2018.[22] Para o Record Store Day 2018, Eilish lançou um vinil de 7 polegadas com uma versão acústica de sua canção, "Party Favor", e um cover acústico de "Hotline Bling" de Drake.[23] Eilish colaborou com o cantor americano Khalid no single "Lovely", lançado em abril de 2018 e adicionado à trilha sonora da segunda temporada de 13 Reasons Why.[4] Ela também lançou os singles "Bitches Broken Hearts" e "You Should Me See in a Crown",[24] com o último sendo apresentado na trilha sonora do jogo eletrônico FIFA 19. Em julho de 2018, Eilish se apresentou no Mo Pop Festival.[25] Em outubro de 2018, Eilish lançou o single "When the Party's Over",[26] e assinou um contrato de modelo com a Next Models.[27] Ela foi colocada na lista Forbes 30 Under 30 2018 em novembro daquele ano,[28][29] e lançou o single "Come Out and Play", escrito para um comercial da Apple com tema de férias .[30]

Em janeiro de 2019, Eilish lançou "Bury a Friend" como o terceiro single de seu álbum de estreia, When We All Fall Asleep, Where Do We Go?,[31][32] junto com "When I Was Older", um single inspirado no filme Roma, de 2018, que apareceu na coletânea Music Inspired by the Film Roma.[33][34] "Bury a Friend" atingiu a posição 14 na Billboard Hot 100. O quarto single do álbum, "Wish You Were Gay", foi lançado em março de 2019,[35] e estreou e atingiu a posição máxima se 31 nos Estados Unidos e foi certificado como platina pela RIAA.[36]

When We All Fall Asleep, Where Do We Go? foi lançado em 29 de março de 2019.[37] O álbum estreou no topo da Billboard 200 (dos Estados Unidos), bem como na parada de álbuns UK Singles Charts (do Reino Unido), fazendo de Eilish o primeiro artista nascido nos anos 2000 a ter um álbum número um nos Estados Unidos, e a mulher mais jovem a ter um álbum número um no Reino Unido.[38][39] Após a estreia do álbum, Eilish quebrou o recorde de representar simultaneamente mais canções na Hot 100 por uma artista feminina, com 14, depois de cada canção do álbum, com exceção de "Goodbye", registrada no Hot 100.[40] O quinto single do álbum, "Bad Guy", foi lançado em conjunto com o álbum e alcançou o número um na Billboard Hot 100 (dos Estados Unidos), terminando o recorde de 19 semanas de Lil Nas X no número um com "Old Town Road".[41][42] Ela é a primeira artista nascida nos anos 2000 e o artista mais jovem desde Lorde (com "Royals") a ter o single número um.[43] Um remix da canção com Justin Bieber foi lançado em julho de 2019.[44][45]

Ela iniciou a When We All Fall Asleep Tour no Coachella Festival, em abril de 2019.[46] A turnê terminou na Cidade do México em 17 de novembro de 2019. Em 27 de setembro de 2019, ela anunciou a Where Do We Go? World Tour através de sua página no Instagram.[47] A turnê está marcada para começar em Miami em 9 de março de 2020 e terminar em Londres em 27 de julho de 2020.

Em 7 de novembro de 2019, a Third Man Records de Jack White anunciou que a gravadora lançaria um álbum ao vivo acústico da performance de Eilish no Blue Room da gravadora. O álbum estará disponível exclusivamente em vinil nas lojas de varejo Third Man em Nashville, Tennessee e Detroit, Michigan.[48] Em 13 de novembro de 2019, ela lançou o single "Everything I Wanted".[49]

Em 20 de novembro de 2019, Eilish foi indicada para seis Grammy Awards, incluindo Gravação do Ano e Canção do Ano para "Bad Guy", bem como Álbum do Ano e Melhor Revelação. Aos 17 anos, ela é a artista mais jovem a ser indicada nas quatro principais categorias do Grammy.[50] No mesmo mês, Eilish foi coroada a Mulher do Ano pela Billboard em 2019.[51]

Estilo musical

Avery Stone, do Noisey, descreveu os vocais soprano de Eilish como "delicados",[52] enquanto Maura Johnston, da Rolling Stone, os caracterizou como "sussurrados".[53] Doreen St. Félix, do The New Yorker, opinou que ela tem uma "voz rouca e estridente que ela pode afinar para reprimir".[54] Sua música incorpora elementos do pop alternativo,[55] rock alternativo,[56] dark pop,[57] EDM,[58] electro-pop,[55] indie pop,[59][55] pop[60] e trap.[58]

Eilish e seu irmão Finneas O'Connell colaboram nas composições.[61][62] Eilish chamou Finneas de sua parceira na criação de canções[61] e disse que ele também produz suas músicas, além de se apresentar com ela em performances ao vivo.[63][61] Eilish e Finneas "gostam de inventar coisas e se tornarem personagens" e "têm músicas que são realmente fictícias".[62] Eilish disse que várias canções também derivam das experiências dela e de Finneas.[62] Eles tentam escrever letras "realmente interessantes e conversacionais": "Tentamos dizer coisas que não precisam ser tão profundas, [...] mas você diz algo muito mais profundo de uma certa maneira que faz sentido, mas você realmente não pensou sobre."[62] Finneas afirmou que quando ele escreve canções para sua irmã, ele pretende "escrever [canções] com as quais eu acho que ela se identifica e gosta de cantar e simpatizar com a letra e criar a sua própria".[64] Quando ele escreve com Eilish, ele tenta "ajudá-la a contar a história que ela está tentando contar, desviar idéias dela, ouvir suas idéias" e usar uma linguagem que se encaixe na voz dela contando a história.[64]

Influências

Eilish cresceu ouvindo The Beatles, Green Day, Avril Lavigne e Justin Bieber.[62][65] O hip hop é o gênero favorito de Eilish e a sua maior inspiração.[66] Ela citou Tyler, the Creator e Childish Gambino como principais influências musicais e de estilo para ela,[67][61] e outras influências incluem Earl Sweatshirt, Amy Winehouse e Lana Del Rey.[68][69][62] Ela foi comparada na mídia a Lorde e Del Rey,[70][71] a última da qual ela diz que não quer ser comparada, dizendo em uma entrevista no Los Angeles Times: "Essa mulher [Lana] tornou sua marca tão perfeita para toda a sua carreira e ela não deveria ter que ouvir isso."[72] Ela nomeou Rihanna como uma inspiração para suas escolhas de estilo, depois de chamar de moda seu "mecanismo de defesa" durante um discurso de aceitação.[73]

Discografia

Álbuns de estúdio

Lista de álbuns, com posições nas paradas selecionadas e certificações
Título Detalhe do álbum Posições em paradas músicais Certificações
EUA AUS AUT BEL FRA ALE HOL SUE SUI UK
When We All Fall Asleep, Where Do We Go? 1 1 1 1 7 3 1 1 1 1
"—" indica que a gravação não foi incluída nas paradas ou não foi distribuída naquela região.

Extended plays

Lista de extended plays
Título Detalhe do álbum
Don't Smile At Me
  • Lançamento: 11 de agosto de 2017
  • Gravadora: Interscope
  • Formatos: Digital download

Singles

Como artista principal

Lista de singles como artista principal, mostrando posições em paradas músicais selecionadas, certificações e álbuns
Título Ano Posições em paradas músicais Certificações Álbum
EUA
[74]
AUS
[75]
AUT
[76]
BEL
[77]
FRA
[78]
ALE
[79]
HOL
[80]
SUE
[81]
SUI
[82]
UK
[83]
"Lovely"
(with Khalid)
2018 64 5 60 7 139 78 55 51 46 47 Singles sem álbum
"You Should See Me in a Crown" 41 16 40 79 59 43 60
  • RIAA: Platina
  • ARIA: Platina
  • BPI: Prata
  • MC: 2× Platina
WHEN WE ALL FALL ASLEEP, WHERE DO WE GO?
"When the Party's Over" 29 7 25 31 96 45 34 10 23 21
  • RIAA: 3× Platina
  • ARIA: 2× Platina
  • BPI: Ouro
  • GLF: Platina
  • MC: 4× Platina
  • RMNZ: Platina
"Bury a Friend" 2019 14 3 6 13 82 14 10 1 10 6
  • RIAA: Platina
  • ARIA: 2× Platina
  • BPI: Platina
  • MC: 3× Platina
  • RMNZ: Platina
"Wish You Were Gay" 31 5 16 45 120 52 35 13 46 13
  • RIAA: Platina
  • ARIA: Platina
  • BPI: Prata
  • MC: Ouro
  • RMNZ: Ouro
"Bad Guy" 1 1 2 3 5 4 5 2 2 2
  • RIAA: Platina
  • ARIA: 6× Platina
  • BPI: 2× Platina
  • MC: 6× Platina
  • RMNZ: 2× Platina
"All the Good Girls Go to Hell" 46 8 1 179 63 42 25 77
  • MC: Platina
  • RMNZ: Ouro
"Everything I Wanted" 8 2 3 5 9 4 3 2 3 Single sem álbum
"Xanny" 35 10 26 48 35 22 32 MC: Ouro WHEN WE ALL FALL ASLEEP, WHERE DO WE GO?
"—" indica que a gravação não foi incluída nas paradas ou não foi distribuída naquela região.

Turnês

Oficiais

  • Don't Smile at Me Tour (2017)
  • Where's My Mind Tour (2018)
  • 1 By 1 Tour (2018 - 2019)
  • When We All Fall Asleep World Tour (2019)
  • Where Do We Go? World Tour (2020)

Suporte

Referências

  1. «Young Artist of Mainstream Indie Genre». The Lamon. 14 de setembro de 2017. Consultado em 18 de setembro de 2018 
  2. «Lovely by Billie Eilish & Khalid». iTunes. 19 de abril de 2018. Consultado em 18 de setembro de 2018 
  3. Richards, Kimberley (20 de novembro de 2019). «Billie Eilish Becomes Youngest Person Ever Nominated In All 4 Top Grammy Categories». HuffPost (em inglês). Consultado em 21 de novembro de 2019 
  4. a b «Interscope Records Preps To Release "13 Reasons Why" Season 2 Soundtrack With Proceeds Going To Charity». Clizbeats. Consultado em 12 de maio de 2018 
  5. a b «Billie Eilish on Apple Music». itunes.apple.com. Consultado em 21 de outubro de 2017 
  6. «A Day In The Life Of Billie Eilish». Lnwy.co 
  7. «The Groundlings». The Groundlings Website. Consultado em 15 de janeiro de 2018. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2018 
  8. «Scrumptious Mom Maggie Baird - October 2013». Scrumptiousmoms.com. 1 de outubro de 2013. Consultado em 16 de maio de 2018 
  9. Power, Ed. «An Interview with Billie Eilish: Pop's Ferocious New Enigma | Hotpress». Hotpress. Consultado em 8 de novembro de 2018 
  10. «Get to Know: Billie Eilish | MTV UK». Consultado em 1 de abril de 2018 
  11. Savage, Mark (15 de julho de 2017). «Billie Eilish: Is she pop's best new hope?». BBC News. Consultado em 25 de julho de 2017 
  12. a b c d «Meet Billie Eilish, Pop's Next It Girl». Vogue. Consultado em 3 de fevereiro de 2018 
  13. Cirisano, Tatiana. «15-Year-Old Pop Prodigy Billie Eilish Announces Debut EP & First-Ever Tour». Billboard. Consultado em 25 de julho de 2017 
  14. «Gold & Platinum: Billie Eilish - 'Ocean Eyes'». RIAA. Consultado em 5 de junho de 2019 
  15. «Record World Magazine Introduces Billie Eilish - ARTICLES - Record World Magazine». Recordworldmagazine.com. Consultado em 27 de março de 2019 
  16. Billie Eilish's "Bellyache" Is Totally Psycho and Perfectly Pop. Noisey.
  17. Wright, Janine. «Billie Eilish - "Bored" - Noiseporn». Noiseprn.com. Consultado em 25 de julho de 2017 
  18. «Billie Eilish Releases New Single 'Watch' Today; Teases Debut EP». Broadway World. Consultado em 25 de julho de 2017 
  19. Rusell, Erica. «Billie Eilish Drops 'COPYCAT,' Announces Debut EP». PopCrush. Consultado em 25 de julho de 2017 
  20. Smither, Tanis (11 de agosto de 2017). «Billie Eilish releases lush debut EP "dont smile at me" - EARMILK». EARMILK. Consultado em 15 de agosto de 2017 
  21. Stubblebine, Allison. «Billie Eilish Is Apple's New UpNext Artist: Exclusive». Billboard. Consultado em 21 de fevereiro de 2018 
  22. Shackleford, Tom. «Billie Eilish announces 2018 Where's My Mind? headlining tour». AXS. Consultado em 23 de outubro de 2018 
  23. «Billie Eilish - Party Favor/Hot Line Bling [Pink Vinyl Single] | RECORD STORE DAY». Consultado em 10 de junho de 2019 
  24. «Billie Eilish Drops Dramatic Track 'You Should See Me in a Crown': Listen». Billboard. Consultado em 18 de julho de 2018 
  25. «Mo Pop Festival: 2018 lineup & tix (Bon Iver, The National, St. Vincent, more)». BrooklynVegan. Consultado em 5 de junho de 2019 
  26. Engelman, Nicole (17 de outubro de 2018). «Billie Eilish Releases Haunting New Song 'When The Party's Over': Listen». Billboard. Consultado em 18 de outubro de 2018 
  27. Patel, Shyam (24 de outubro de 2018). «Billie Eilish Just Got Signed to a Major Modeling Agency». PAPER (em inglês). Consultado em 27 de maio de 2019 
  28. Shaw, Syd. «Billie Eilish, Timothée Chalamet & 21 Savage Lead Forbes Eclectic "30 Under 30"». Refinery 29 (em inglês). Consultado em 5 de junho de 2019 
  29. Greenburg, Zack O'Malley. «Meet Billie Eilish, The 30 Under 30 Music Sensation Poised To Pop». Forbes (em inglês). Consultado em 5 de junho de 2019 
  30. Moore, Sam (21 de novembro de 2018). «Listen to Billie Eilish's heartfelt new single 'come out and play'». NME. Consultado em 5 de junho de 2019 
  31. «Billie Eilish Just Released A Teaser For New Music And We're So Ready For It | MTV UK». Mtv.co.uk. Consultado em 29 de janeiro de 2019 
  32. «Watch a trailer for new music from Billie Eilish». The Fader. Consultado em 29 de janeiro de 2019 
  33. Acevedo, Angelica. «Billie Eilish Unleashes New Song 'When I Was Older (Inspired By Roma)': Listen». Billboard. Consultado em 5 de junho de 2019 
  34. Kreps, Daniel (9 de janeiro de 2019). «Hear Billie Eilish's 'Roma'-Inspired Ballad 'When I Was Older'». Rolling Stone. Consultado em 5 de junho de 2019 
  35. «Billie Eilish Is Tired Of Heartache On New Single 'Wish You Were Gay': Listen». Billboard. Consultado em 5 de março de 2019 
  36. «Gold & Platinum». RIAA. Consultado em 8 de agosto de 2019 
  37. Exposito, Suzy (29 de março de 2019). «Review: Billie Eilish's 'When We All Sleep, Where Do We Go?' is Noir Pop With Bite». Rolling Stone. Consultado em 29 de março de 2019 
  38. «This 17-year-old is the first artist born in the 2000s to have a No. 1». CNN 
  39. «Official Albums Chart: Billie Eilish holds on to Number 1». Officialcharts.com 
  40. Zellner, Xander. «Billie Eilish Earns First Hot 100 Top 10, Breaks Record For Most Simultaneous Hits Among Women». Billboard. Consultado em 27 de maio de 2019 
  41. Williams, Aaron (19 de agosto de 2019). «Lil Nas X Congratulates Billie Eilish On 'Bad Guy' Hitting No. 1 On The Hot 100 Chart». UPROXX. Consultado em 19 de agosto de 2019 
  42. Bloom, Madison; Kim, Michelle. «Billie Eilish Scores First No. 1 Single, Ending "Old Town Road"'s 19-Week Run». Pitchfork (em inglês). Consultado em 19 de agosto de 2019 
  43. Breihan, Tom (19 de agosto de 2019). «Billie Eilish's "Bad Guy" Has Finally Dethroned Lil Nas X's "Old Town Road" At #1». Stereogum. Consultado em 19 de agosto de 2019 
  44. Roth, Madeline. «It's Here: Billie Eilish And Justin Bieber Are 'Bad Guys' On New Collab». MTV News (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  45. Murphy, Rhodes (12 de julho de 2019). «Bilie Eilish and Lil Nas X Are Trying to Remix Their Way to No. 1». Slate Magazine (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  46. Nesvig, Kara. «Billie Eilish Forgot Her Own Lyrics at Coachella But It Only Made Fans Love Her More». Teen Vogue (em inglês). Consultado em 8 de agosto de 2019 
  47. https://www.instagram.com/p/B26_H4UF-pX/
  48. https://www.spin.com/2019/11/billie-eilish-jack-white-live-album/
  49. «Billie Eilish - Everything I Wanted Genius Lyrics». 13 de novembro de 2019. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  50. Warner, Denise (20 de novembro de 2019). «2020 Grammy Nominees: The Complete List». Billboard. Consultado em 20 de novembro de 2019 
  51. Mamo, Heran (25 de novembro de 2019). «Billie Eilish Is Billboard's 2019 Woman of the Year». Billboard (em inglês). Consultado em 26 de novembro de 2019 
  52. Stone, Avery (18 de setembro de 2017). «Watch Billie Eilish Set Fire to a Bad Relationship in New Video for "watch"». Vice. Consultado em 29 de dezembro de 2018 
  53. «10 New Albums to Stream Now: Rolling Stone Editors' Pick». Rolling Stone. 28 de julho de 2017. Consultado em 29 de dezembro de 2018 
  54. St. Félix, Doreen (26 de abril de 2019). «Billie Eilish and the Changing Face of Pop». The New Yorker. Consultado em 26 de abril de 2019 
  55. a b c Yeung, Neil Z. «Billie Eilish». AllMusic. Consultado em 30 de março de 2018 
  56. Cerio, Michael (9 de agosto de 2019). «Billie Eilish, Alanis Morissette, and Sinead O'Connor Are the Only Women Who Have Done This». Radio.com. Consultado em 3 de novembro de 2019. In the long history of fierce females in Alternative rock, only three have topped the Alternative Songs chart from Billboard more than once as a solo artist. 
  57. Moser, Monica (22 de abril de 2019). «The Issue With Billie Eilish's Darkness». Medium. Consultado em 9 de novembro de 2019. 17-year-old dark pop singer Billie Eilish released her debut full length album this month When We All Fall Asleep, Where Do We Go? 
  58. a b Anderson, Stacey (29 de março de 2019). «Billie Eilish: When We All Fall Asleep, Where Do We Go? Album Review». Pitchfork. Consultado em 14 de outubro de 2019 
  59. Abrams, Margaret. «Who's the next Billie Eilish? The female musicians poised for pop superstardom this summer». Consultado em 9 de novembro de 2019 
  60. Lipshutz, Jason (23 de março de 2017). «Billie Eilish Is Pop's Most Impressive 15-Year-Old». Billboard. Consultado em 5 de fevereiro de 2019 
  61. a b c d Kretowicz, Steph (13 de julho de 2018). «Don't Wanna Be You: Billie Eilish Interviewed». Clash. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  62. a b c d e f Kaplan, Ilana (16 de março de 2018). «Pop Newcomer Billie Eilish Wants to Make Sure You Never Forget Her». Paper. Consultado em 10 de dezembro de 2018 
  63. «PREMIERE + Q&A: FINNEAS Debuts "I'm In Love Without You" & Polaroid Gallery by Billie Eilish». Ones To Watch. 8 de setembro de 2017. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  64. a b Almeida, Nicole (27 de abril de 2018). «Wholehearted Obsession: A Conversation with FINNEAS». Atwood Magazine. Consultado em 18 de fevereiro de 2019 
  65. «Billie Eilish Meeting Justin Bieber While Ariana Grande Performs Is Pure Art». Refinery29. 15 de abril de 2019. Consultado em 12 de maio de 2019 
  66. Haithcoat, Rebecca (21 de fevereiro de 2018). «Don't Ask Billie Eilish To Smile». SSENSE. Consultado em 27 de fevereiro de 2019 
  67. Martoccio, Angie (31 de julho de 2019). «The First Time: Billie Eilish». Rolling Stone. Consultado em 15 de agosto de 2019 
  68. Weiss, Haley (27 de fevereiro de 2017). «Discovery: Billie Eilish». Interview Magazine. Consultado em 15 de agosto de 2019 
  69. «15-Year-Old Music Prodigy Billie Eilish On Influences, Inspiration And What She's Listening To RN». Elle. 25 de outubro de 2017. Consultado em 17 de agosto de 2019 
  70. Cusumano, Katherine. «Billie Eilish, Pop's 15-Year-Old Prodigy, Relishes Being a Terrifying Teen». W Magazine (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2019 
  71. Bassil, Ryan (4 de abril de 2019). «Billie Eilish and the Rise of Moody Pop». Vice (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2019 
  72. Song, Sandra (10 de abril de 2019). «Billie Eilish Wants the Lana Del Rey Comparisons to Stop». PAPER (em inglês). Consultado em 15 de agosto de 2019 
  73. Garza, Frida (28 de junho de 2019). «Billie Eilish Says She Uses Fashion As a 'Defense Mechanism'». Jezebel. Consultado em 1 de julho de 2019 
  74. «Billie Eilish Chart History: Hot 100». Billboard. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  75. «Billie Eilish discography». australian-charts.com. Hung Medien. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  76. «Billie Eilish discography». austriancharts.at (em alemão). Hung Medien. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  77. «Billie Eilish discography». ultratop.be (em neerlandês). Hung Medien. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  78. «Billie Eilish discography». lescharts.com (em francês). Hung Medien. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  79. «Billie Eilish» (em alemão). GfK Entertainment. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  80. «Billie Eilish discography». dutchcharts.nl (em neerlandês). Hung Medien. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  81. «Billie Eilish discography». swedishcharts.com. Hung Medien. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  82. «Billie Eilish discography». swisscharts.com. Hung Medien. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 
  83. «Billie Eilish» (select "Singles" tab). Official Charts Company. Consultado em 28 de fevereiro de 2019 

Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons