Volare (canção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Itália Nel bu dipinto di blu
Eurovision Song Contest 1958 - Domenico Modugno.png
Domenico Modugno cantando ao vivo no Festival Eurovisão da Canção 1958
Festival Eurovisão da Canção 1958
Artista(s) Domenico Modugno
Compositor(s) Domenico Modugno
Letrista(s) Domenico Modugno
Franco Migliacci
Resultado da Final 3.º
Pontos da Final 13
Actuações Cronológicas
◄ Corde della mia chitarra (1957)   
Piove (Ciao, ciao bambina) (1959) ►

Nel blu dipinto di blu (em português: "No céu pintado de azul"), popularmente conhecida por Volare é uma canção que tornou-se a primeira vencedora do Grammy em 1958. Foi a primeira e até hoje a única canção em língua estrangeira a conseguir tal feito. Conseguiu permanecer durante cinco semanas (não consecutivas) no Hot 100 entre agosto e setembro de 1958. Foi o número 1 do Billboard de 1958.

A canção foi a representante da Itália no Festival Eurovisão da Canção 1958 que se realizou em Hilversum nos Países Baixos em 12 de março desse ano. Foi interpretada em italiano por Domenico Modugno. Foi a primeira canção a ser interpretada na noite do festival, antes da canção dos Países Baixos Heel de wereld", interpretada por Corry Brokken. Terminou em 3,º lugar, tendo recebido 13 pontos, apesar de tudo ficou muito mais conhecida do que a vencedora da noite de André Claveau . Foi popular em todo o mundo, ao passo que a vencedora caiu na obscuridade.

Composição[editar | editar código-fonte]

A canção tinha letra de Domenico Modugno e Franco Migliacci e foi composta por Domenico Modugno. A canção tinha vencido o Festival de Sanremo desse ano, tendo ganho assim o direito de representar a Itália no Festival Eurovisão da Canção 1958, onde terminou em terceiro lugar.

Letra[editar | editar código-fonte]

A canção é uma balada em estilo chanson, em que Modugno Letra em Diggiloo Thrush descreve o sentimento que lhe parece voar com a sua amante. A canção abre num prelúdio surreal. Devido a problemas de trasmissão, a canção não foi ouvida em todos os países e por isso foi interpretada no final outra vez, antes de se iniciar a votação.

Popularidade[editar | editar código-fonte]

A canção ficou conhecida internacionalmente como "Volare", retirada do seu refrão, atingindo os tops de vendas pelo mundo fora e surgiram várias traduções em várias línguas "Воларе (Volare)" em russo; "Dans le bleu du ciel bleu" in francês, "En el azul del cielo" na Espanha, "Jouw ogen" na Bélgica de língua neerlandesa, "Taivaan sinessä" na Finlândia e "Azul pintado de azul" no Brasil e América Latina.

A canção permanece popular e terminou em 2.º lugar no Congratulations: 50 Anos do Festival Eurovisão da Canção (apenas superada por Waterloo dos ABBA) que elegia a melhor canção do Festival Eurovisão da Canção até esse ano, concorreram mais de 1000 canções, tendo chegado à final 14.

Outras versões de Modugno[editar | editar código-fonte]

  • nova versão (1967) (Italiano) [2:29]
  • nova versão (1983) (Italiano) [3:42]
  • nova versão (1984) (Italiano) [1:59]
  • nova versão (Italian) [1:50]

Outros artistas que gravaram a canção[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]