Festival de Sanremo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Índice

O Festival de Sanremo (oficialmente Festival da canção italiana; Festival della canzone italiana) é considerado um dos mais importantes eventos de musicais do mundo e talvez o mais importante da Europa, principalmente por sua longevidade. É realizado sem interrupção desde 1951, antes mesmo da chegada da televisão na Itália em 1955.

Apesar da premiação propriamente dita ter começado em 1951, a história do festival se inicia cinco anos antes em 1946, um ano depois do fim da Segunda Guerra Mundial. Um floricultor de Sanremo, Amilcare Rambaldi, propõe a realização de um festival anual de canções, mas devido a inúmeras dificuldades a ideia não foi aceita de imediato. San Remo é uma pequena localidade ao norte da Itália que vivia à época graças à plantação de flores.

Em 1951 o diretor do casino de Sanremo, Pier Busseti, reativa a ideia do festival. Um grande colaborador para o início do festival foi o maestro da RAI, Giulio Razzi.

Vencedores[editar | editar código-fonte]

1951[editar | editar código-fonte]

Realizado de 29 a 31 de janeiro de 1951, transmitido pelo rádio.

  • Primeiro lugar: Grazie dei Fiori, com Nilla Pizzi
  • Segundo lugar: La Luna si Veste d'Argento, com Nilla Pizzi e

Achille Togliani

  • Terceiro lugar: Serenata a Nessuno, com Achille Togliani

Este primeiro festival não obteve um grande sucesso e até mostrou um certo desinteresse pela música por parte dos italianos, muitos acreditam que isso foi devido aos efeitos da guerra.

1952[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Vola Colomba, com Nilla Pizzi
  • Segundo lugar: Papaveri e Papere, com Nilla Pizzi
  • Terceiro lugar: Una Donna Prega, com Nilla Pizzi

Ao contrário do ano anterior, o público do segundo festival já se empolgava mais com os participantes, pedindo até que a vencedora Nilla Pizzi, cantasse a música vencedora do ano anterior.

1953[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Viale d'Autunno, com Carla Boni e Flo Sandon's
  • Segundo lugar: Campanaro, com Nilla Pizzi e Teddy Reno
  • Terceiro lugar: Lasciami Cantare una Canzone, com Teddy Reno e Achille Togliani
  • Quarto lugar: Vecchio Scarpone, com Gino Latila, Doppio Quintetto Vocale e Giorgio Consolini

1954[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Tutte le Mamme, com Consolini e Latilla
  • Segundo lugar: Canzone da Due Soldi, com Achille Togliani e Katina Ranieri
  • Terceiro lugar: E la Barca Tornò Sola, com Gino Latilla, Duo Fasano e Franco Ricci

1955[editar | editar código-fonte]

Ano do surgimento da televisão na Itália, com isso as câmeras da RAI passaram a transmitir direto do cassino o festival que nesse ano começou em 27 de janeiro. Neste ano surge o cantor Claudio Villa, cantor popular com voz de tenor.

  • Primeiro lugar: Buongiorno Tristezza, com Claudio Villa e Tullio Pane
  • Segundo lugar: Il Torrente, com Claudio Villa e Tullio Pane
  • Terceiro lugar: Canto Nella Valle, com Nuccia Bongivanni, Bruno Pallesi, Natalino Otto, Radio Boys e Trio Aurora

1956[editar | editar código-fonte]

Neste ano a RAI organiza um concurso para revelar novos talentos, outro fato importante é ausência de cantores famosos. Pela primeira vez o festival é realizado no mês de março.

  • Primeiro lugar: Aprite le Finestre, com Franca Raimondi
  • Segundo lugar: Amami se Vuoi, com Tomina Torrielli
  • Terceiro lugar: La Vita è un Paradiso di Bugie, com Luciana Gonzales

1957[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Corde Della Mia Chitarra, com Claudio Villa e Nunzio Gallo
  • Segundo lugar: Usignolo, com Claudio Villa e Giorgio Consolini
  • Terceiro lugar: Scusami, com Gino Latilla e Tonina Torrielli

1958[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Nel Blu Dipinto di Blu, com Domenico Modugno e Johnny Dorelli
  • Segundo lugar: L'Edera, com Nilla Pizzi e Tonina Torrielli
  • Terceiro lugar: Amare un'Altra, com Nilla Pizzi e Gino Latilla

A canção vencedora Nel Blu Dipinto di Blu ficou conhecida como Volare

1959[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Piove, com Domenico Modugno e Johnny Dorelli
  • Segundo lugar: Io Sono il Vento, com Gino Latilla e Arturo Testa
  • Terceiro lugar: Conoscerti, com Teddy Reno e Achille Togliani

A canção Tua com Jula de Palma escandaliza o público mais puritano, por acharem a música sexy demais.

1960[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Romântica, com Tony Dallara e Renato Rascel
  • Segundo lugar: Libero, com Domenico Modugno e Teddy Reno
  • Terceiro lugar: Quando Viene La Sera, com Wilma De Angelis e Joe Sentiere

1961[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Al Di Là, com Luciano Tajoli e Betty Curtis
  • Segundo lugar: 24.000 Baci, com Adriano Celentano e Little Tony
  • Terceiro lugar: Il Mare Nel Cassetto, com Milva e Gino Latilla

1962[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Addio Addio, com Claudio Villa e Domenico Modugno
  • Segundo lugar: Tango Italiano, com Milva e Sergio Bruni
  • Terceiro lugar: Gondoli Gondola, com Sergio Bruni e Ernesto Bonino

1963[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Uno Per Tutte, com Tony Renis e Emilio Pericoli
  • Segundo lugar: Amor Non Amour my Love, com Claudio Villa e Eugenia Foligatti
  • Terceiro lugar: Giovane Giovane, com Coky Mazzetti e Pino Donaggio

1964[editar | editar código-fonte]

Ano em que a cantora Gigliola Cinquetti, até então com dezesseis anos, conquista o público e vence o festival. Com esse grande sucesso, Gigliola vence também o Eurofestival di Copenhagem e, até o ano de 1966, está sempre em primeiro lugar.

  • Primeiro lugar: Non Ho l'Eta Per Amarti, com Gigliola Cinquetti e Patricia Carli
  • Segundo lugar: Che me ne importa a me, com Domenico Modugno e Frankie Laine
  • Terceiro lugar: Come potrei dimenticarti, com Tony Dallara e Ben E. King

1965[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Se Piange, se Ridi, com Bobby Sollo e New Christy Minstrels
  • Segundo lugar: Abbracciami forte, com Ornella Vanoni e Udo Jürgens
  • Terceiro lugar: Amici miei, com Nicola Di Bari e Gene Pitney

1966[editar | editar código-fonte]

Pela quarta vez Domenico Modugno vence o Festival e, pela segunda vez, Gigliola Cinquetti.

  • Primeiro lugar: Dio, come ti amo, com Gigliola Cinquetti e Domenico Modugno
  • Segundo lugar: Nessuno mi può giudicare, com Caterina Caselli e Gene Pitney
  • Terceiro lugar: In un fiore, com Wilma Goich e Les Surfs

1967[editar | editar código-fonte]

Neste ano a canção Ciao Amore Ciao de Luigi Tenco é apresentada pela cantora Dalida. A canção foi desclassificada e, na mesma noite, Luigi Tenco é encontrado morto em seu quarto de hotel. O caso é logo definido como suicídio, porém a morte é envolvida em mistério.

  • Primeiro lugar: Non Pensare a Me, com Claudio Villa e Iva Zanicchi
  • Segundo lugar: Quando Dico Che Ti Amo, com Annarita Spinaci e Les Surfs
  • Terceiro lugar: Proposta, com I Gigante e The Bachelors

1968[editar | editar código-fonte]

Neste ano venceu o cantor brasileiro Roberto Carlos, com a canção Canzone Per Te, de autoria de Sergio Endrigo. Esta canção deu o título de "Rei de Sanremo" em seu país ao cantor.

  • Primeiro lugar: Canzone Per Te, com Roberto Carlos e Sergio Endrigo
  • Segundo lugar: Casa Bianca, com Ornella Vanoni e Marisa Sannia
  • Terceiro lugar: Canzone, com Adriano Celentano e Milva

1969[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Zingara, com Bobby Solo e Iva Zanicchi
  • Segundo lugar: Lontano Dagli Occhi, com Sergio Endrigo e Mary Hopkin
  • Terceiro lugar: Un Sorriso, com Milva e Don Backy

1970[editar | editar código-fonte]

Neste ano o Festival di San Remo entra em uma fase de crise, devido a vendas de produtos discográficos.

  • Primeiro lugar: Chi Non Lavora non fa l'Amore, com Adriano Celentano e Claudia Mori
  • Segundo lugar: La Prima Cosa Bella, com Ricchi e Poveri e Nicola Di Bari
  • Terceiro lugar: L'Arca di No, com Sergio Endrigo e Iva Zanicchi

1971[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Il Cuore è uno Zingaro, com Nicola Di Bari e Nada
  • Segundo lugar: Che Sarà, com Ricchi e Poveri e Jose Feliciano
  • Terceiro lugar: 4 Marzo 1943, com Lucio Dalla e Equipe 84

1972[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: I Giorni dell'Arcobaleno, com Nicola Di Bari
  • Segundo lugar: Come le Viole, com Peppino Gagliardi
  • Terceiro lugar: Il Re Di Denari, com Nada

1973[editar | editar código-fonte]

Ano que será lembrado pela polêmica entre os organizadores e os discográficos. Em protesto, Adriano Celentano boicotou o festival, a sua justificativa foi um tanto quanto estranha, ele estava com gastrite.

  • Primeiro lugar: Un grande amore e niente più, com Peppino di Capri
  • Segundo lugar: Come un ragazzino, com Peppino Gagliardi
  • Terceiro lugar: Da troppo tempo, com Milva

1974[editar | editar código-fonte]

Neste ano ocorrem algumas mudanças no regulamento, como exemplo, só será premiado o primeiro colocado.

  • Primeiro lugar: Ciao, Cara, Come Stai?, com Iva Zanicchi
  • Segundo lugar: Questa è la mia vita, com Domenico Modugno
  • Terceiro lugar: Occhi rossi, com Orietta Berti

1975[editar | editar código-fonte]

Só cantores desconhecidos participam nesse ano.

  • Primeiro lugar: Ragazza Del Sud, com Gilda
  • Segundo lugar: Ipocrisia, com Angela Luce
  • Terceiro lugar: Và Speranza Và, com Rosanna Fratello

1976[editar | editar código-fonte]

Neste ano o festival começou a ter mais notoriedade.

  • Primeiro lugar: Non lo Faccio Più, com Peppino Di Capri
  • Segundo lugar: Come Stai, Con Chi Sei, com Wess e Dori Ghezzi
  • Terceiro lugar: Gli Occhi da tua Madre, com Sandro Giacobbe e Volo AZ 504, com Albatros

1977[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Bella da Morire, com Homo Sapiens
  • Segundo lugar: Tu mi Rubi L'Anima, com Collage
  • Terceiro lugar: Monica, com I Santo California

1978[editar | editar código-fonte]

Outro ano em que os participantes eram compostos quase que somente de desconhecidos do grande público.

  • Primeiro lugar: E Dirsi Ciao, com Matia Bazar e Piero Cassano
  • Segundo lugar: Un'Emozione da Poco, com Anna Oxa
  • Terceiro lugar: Gianna, com Rino Gaetano

1979[editar | editar código-fonte]

Nesta edição do festival ocorre uma grande ascensão, com muitas ideias novas.

  • Primeiro lugar: Amare, com Mino Vergnaghi
  • Segundo lugar: Barbara, com Enzo Carella
  • Terceiro lugar: Quell'Attimo in Più, com I Camaleonti

1980[editar | editar código-fonte]

Neste ano, um dos apresentadores foi Roberto Benigni, que apareceu ao grande público pela primeira vez.

  • Primeiro lugar: Solo Noi, com Toto Cutugno
  • Segundo lugar: Ti Voglio Bene, com Enzo Malepasso
  • Terceiro lugar: Su di Noi, com Enzo Ghinazzi (Pupo)

1981[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Per Elisa, com Alice e Carla Bissi
  • Segundo lugar: Maledetta Primavera, com Loretta Goggi
  • Terceiro lugar: Tu Cosa Fai Stasera?, com Dario Baldan Bembo

1982[editar | editar código-fonte]

Ano em que nasceu o prêmio da crítica, dado pelos jornalistas presentes no festival.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Storie di Tutti I Giorni, com Riccardo Fogli
  • Segundo lugar: Felicità, com Al Bano Carrisi e Romina Power
  • Terceiro lugar: Soli, com Drupi

Prêmio da Crítica[editar | editar código-fonte]

  • E non finisce mica il cielo, com Mia Martini

1983[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Sarà Quel Che Sarà, com Tiziana Rivale
  • Segundo lugar: Volevo Dirti, com Donatella Milani
  • Terceiro lugar: Margherita Non Lo Sà, com Dori Ghezzi

Prêmio da Crítica[editar | editar código-fonte]

  • Vacanze romane, com Matia Bazar

1984[editar | editar código-fonte]

Ano em que aparece uma nova estrela: Eros Ramazzotti que vence o festival com a canção Terra Promessa na categoria jovem.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Ci Sarà, com Al Bano e Romina Power
  • Segundo lugar: Serenata, com Toto Cutugno
  • Terceiro lugar: Cara, com Christian

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Terra Promessa, com Eros Ramazzotti
  • Segundo lugar: Solo con l'anima, com Marco Armani
  • Terceiro lugar: Aspettami ogni sera, com Flavia Fortunato

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Per una bambola, com Patty Pravo

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Sezione Giovani: La fenice, com Santandrea

1985[editar | editar código-fonte]

Ano do surgimento do cantor mexicano, aqui com quinze anos, Luis Miguel. Também nesse ano o cantor Eros Ramazzotti canta Una Storia Importante, grande sucesso pessoal.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Se m'Innamoro, com Ricchi e Poveri
  • Segundo lugar: Noi Ragazzi di Oggi, com Luis Miguel
  • Terceiro lugar: Chiamalo Amore, com Gigliola Cinquetti

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Niente di più, com Cinzia Corrado
  • Segundo lugar: Me ne andrò, com Miani
  • Terceiro lugar: Innamoratevi con me, com Lena Biolcati

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Souvenir, com Matia Bazar

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Bella più di me, com Cristiano De André
  • Il viaggio, com Mango

1986[editar | editar código-fonte]

Com apenas três participações Eros Ramazzotti vence o Festival na categoria principal.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Adesso Tu, com Eros Ramazzotti
  • Segundo lugar: Il Clarinetto, com Renzo Arbore
  • Terceiro lugar: Senza un Briciolo di Testa, com Marcella

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Grande grande amore, com Lena Biolcati
  • Segundo lugar: La nave va, com Aleandro Baldi
  • Terceiro lugar: E le rondini sfioravano il grano, com Giampiero Artegiani

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Rien ne va plus, com Enrico Ruggeri

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Primo tango, com Paola Turci

1987[editar | editar código-fonte]

Ano da morte de Claudio Villa, com 61 anos, no dia 7 de fevereiro, durante a parte final do festival, vítima de complicações cardíacas.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: La notte dei pensieri, com Michele Zarrillo
  • Segundo lugar: Straniero, com Miki
  • Terceiro lugar: Briciole di pane, com Future

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Quello che le donne non dicono, com Fiorella Mannoia

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Primo tango, com Paola Turci

1988[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Perdere l'Amore, com Massimo Ranieri
  • Segundo lugar: Emozioni, com Toto Cutugno
  • Terceiro lugar: L'Amore Rubato, com Luca Barbarossa

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Canta con noi, com Future
  • Segundo lugar: Una carezza d’aiuto, com Stefano Palatresi
  • Terceiro lugar: Per noi giovani, com Lijao

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Le notti di maggio, com Fiorella Mannoia

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Sarò bellissima, com Paola Turci

1989[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Ti Lascerò, com Anna Oxa e Fausto Leali
  • Segundo lugar: Le Mamme, com Toto Cutugno
  • Terceiro lugar: Cara Terra Mia, com Al Bano e Romina Power

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Canzoni, com Mietta
  • Segundo lugar: Io e il cielo, com Jo Chiarello
  • Terceiro lugar: E quel giorno non mi perderai più, com Franco Fasano

Prêmio Emergente[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Bambini, com Paola Turci
  • Segundo lugar: Sei tu, com Stefano Borgia
  • Terceiro lugar: E sia così, com Aleandro Baldi

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Almeno tu nell'universo, com Mia Martini

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Canzoni, com Mietta

Prêmio da Crítica (Emergente)[editar | editar código-fonte]

  • Bambini, com Paola Turci

1990[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Uomini Soli/Angel Of The Night, com Pooh e Dee Dee Bridgewater
  • Segundo lugar: Gli Amori/Good Love Gone Bad, com Toto Cutugno e Ray Charles
  • Terceiro lugar: Vattene Amore/All For The Love, com Amedeo Minghi, Mietta e Nikka Costa

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Disperato, com Marco Masini
  • Segundo lugar: Vieni a stare qui, com Franco Fasano
  • Terceiro lugar: Secondo te, com Gianluca Guidi

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • La nevicata del '56, com Mia Martini e Manuel Mijares

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Disperato, com Marco Masini

1991[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Se Stiamo Insieme/I'm Missing You, com Riccardo Cocciante e Sarah Jane Morris
  • Segundo lugar: Spalle al Muro(Vecchio)/Still Life, com Renato Zero e Grace Jones
  • Terceiro lugar: Perchè lo Fai/Just Tell Me Why, com Marco Masini e Dee Dee Bridgewater

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Le persone inutili, com Paolo Vallesi
  • Segundo lugar: La donna di Ibsen, com Irene Fargo
  • Terceiro lugar: É soltanto una canzone, com Rita Forte

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • La fotografia, com Enzo Jannacci e Ute Lemper

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • L'uomo che ride, com Timoria

1992[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Portami a Ballare, com Luca Barbarossa
  • Segundo lugar: Gli Uomini non Cambiano, com Mia Martini
  • Terceiro lugar: La Forza Della Vitta, com Paolo Vallesi

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Non amarmi, com Aleandro Baldi e Francesca Alotta
  • Segundo lugar: Come una Turandot, com Irene Fargo
  • Terceiro lugar: Con un amico vicino, com Alessandro Bono e Andrea Mingardi

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Pè dispietto, com Nuova Compagnia di Canto Popolare

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Zitti zitti il silenzio *e d'oro, com Aeroplanitaliani

1993[editar | editar código-fonte]

Neste ano surge Laura Pausini na música italiana com a canção La Solitudine e vence na categoria jovem. Nek fica em terceiro.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Mistero, com Enrico Ruggeri
  • Segundo lugar: Dietro la Porta, com Cristiano De André
  • Terceiro lugar: Gli Amori Diversi, com Grazia Di Michele e Rosana Casale'

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: La solitudine, com Laura Pausini
  • Segundo lugar: Non ho più la mia città, com Gerardina Trovato
  • Terceiro lugar: In te (Il figlio che non vuoi), com Nek

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Dietro la porta, com Cristiano De André

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • A piedi nudi, com Angela Baraldi

1994[editar | editar código-fonte]

Neste ano surgiu Andrea Bocelli, com a canção Il mare calmo della sera, vencendo na categoria jovem. Laura Pausini, que vencera no ano anterior fica em terceiro lugar.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Passerà, com Aleandro Baldi
  • Segundo lugar: Signor Tenente, com Giorgio Faletti
  • Terceiro lugar: Strani Amori, com Laura Pausini

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Il mare calmo della sera, com Andrea Bocelli
  • Segundo lugar: Ricordi del cuore (Anime sole), com Antonella Arancio
  • Terceiro lugar: Quelli come noi, com Danilo Amerio

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Signor tenente, com Giorgio Faletti

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • I giardini d'Alhambra, com Baraonna

1995[editar | editar código-fonte]

Neste ano Giorgia vence o festival na categoria principal com a canção Come Saprei. A cantora conquista o prêmio da Crítica por sua interpretação, se tornando o primeiro concorrente a conquistar as duas premiações.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Le ragazze, com Neri per Caso
  • Segundo lugar: Che sarà di me, com Massimo Di Cataldo
  • Terceiro lugar: Lo specchio dei pensieri, com Gigi Finizio

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Le voci di dentro, com Gloria

1996[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Vorrei incontrarti fra cent'anni, com Ron e Tosca
  • Segundo lugar: La terra dei cachi, com Elio e Le Storie Tese
  • Terceiro lugar: Strano il mio destino, com Giorgia Todrani

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Non ci sto, com Syria
  • Segundo lugar: Sarò bellissima, com Adriana Ruocco
  • Terceiro lugar: Al di là di questi anni, com Marina Rei

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • La terra dei cachi, com Elio e le Storie Tese'

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Al di là di questi anni, com Marina Rei

1997[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Fiumi di parole, com Jalisse e Alessandra Drusian
  • Segundo lugar: Storie, com Anna Oxa
  • Terceiro lugar: Sei tu, com Syria

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Amici come prima, com Paola e Chiara
  • Segundo lugar: Cambiare, com Alex Baroni
  • Terceiro lugar: Capelli, com Niccolò Fabi

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Capelli, com Niccolò Fabi

1998[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Senza te o con te, com Annalisa Minetti
  • Segundo lugar: Amore lontanissimo, com Antonella Ruggiero
  • Terceiro lugar: Sempre, com Lisa

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Senza te o con te, com Annalisa Minetti
  • Segundo lugar: Sempre, com Lisa
  • Terceiro lugar: Un po' di te, com Luca Sepe

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Dormi e sogna, com Piccola Orchestra Avion Travel

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Senza confini, com Eramo & Passavanti

1999[editar | editar código-fonte]

Mesmo com quase cinquenta anos de existência, o festival continua a ter uma evidência muito grande na Itália e fora dela.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Senza pietà, com Anna Oxa
  • Segundo lugar: Non ti dimentico, com Antonella Ruggiero
  • Terceiro lugar: Cosi è la vita, com Mariella Nava

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Oggi sono io, com Alex Britti
  • Segundo lugar: Un giorno in più, com Filippa Giordano
  • Terceiro lugar: Un fiume in piena, com Leda Battisti

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Aria, com Daniele Silvestri

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Rospo, com Quintorigo

2000[editar | editar código-fonte]

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Sentimento, com Piccola Orchestra Avion Travel
  • Segundo lugar: La tua ragazza sempre, com Irene Grandi, Vasco Rossi e Gaetano Curreri
  • Terceiro lugar: Innamorato, com Gianni Morandi

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Semplice sai, com Jenny B, Frank Minoia e Giovanna Bersola
  • Segundo lugar: Strade, com Tiromancino, Riccardo Sinigallia e Federico Zampaglione
  • Terceiro lugar: Cronaca, com Luna e Claudio Mattone

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Replay, com Samuele Bersani

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Noel, com Lythium
  • Semplice sai, com Jenny B

2001[editar | editar código-fonte]

Participação especial do cantor Ricky Martin.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Luce (tramonti a nord est), com Elisa Toffoli e Adelmo Fornaciari
  • Segundo lugar: Di Sole e d'azzurro, com Giorgia Trodani, Adelmo Fornaciari, Mino Vergnaghi e Matteo Saggese
  • Terceiro lugar: Questa nostra grande storia d'amore, com Matia Bazar, Giancarlo Golzi e Piero Cassano

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Stai con me (Forever), com Gazosa, Stefano Borzi, E. Caterini e Sandro Nasuti
  • Segundo lugar: Maggie, com Moses, M. Di Franco, Sergio Moschetto, A. Zuppini
  • Terceiro lugar: Turuturu, com Francesco Boccia e Giada Caliendo

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Luce (Tramonti a nord est), com Elisa

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Raccontami..., com Francesco Renga
  • Il signor domani, com Roberto Angelini

2002[editar | editar código-fonte]

Neste ano o festival foi realizado de 5 a 9 de março no tradicional Teatro Ariston na cidade de San Remo. Este festival contou com as participações especiais do cineasta Roberto Benigni, da cantora colombiana Shakira, da banda irlandesa The Corrs e da cantora estadunidense Britney Spears.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Messaggio d'Amore, com Matia Bazar, Giancarlo Golzi e Piero Cassano
  • Segundo lugar: Dimmi Come, com Alexia e Massimo Marcolini
  • Terceiro lugar: Un Altro Amore, com Gino Paoli

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Doppiamente Fragili, com Anna Tatangelo, Marco Del Freo e David Marchetti
  • Segundo lugar: Il Passo Silenzioso Della Neve, com Valentina Giovagnini, Vincenzo Incenzo e Davide Pinelli
  • Terceiro lugar: Se Poi Mi Chiami, com Simone Patrizi e Francesco Fiumara

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Salirò, com Daniele Silvestri

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • La marcia dei santi, com Archinuè

2003[editar | editar código-fonte]

Foi realizado de 3 a 8 de março, no famoso Teatro Ariston, em San Remo, região da Liguria.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Per Dire Di No, com Alexia Aquilani e Alberto Salerno
  • Segundo lugar: 7000 Milla Caffè, com Alex Britti
  • Terceiro lugar: Tutto Quello Che Un Uomo, com Sergio Cammariere e Roberto Kunstler

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Siamo Tutti Là Fuori, com Dolcenera (Emanuela Trane)
  • Segundo lugar: Um Piccolo Amore, com Alina, Antonello De Sanctis, A. Bettini, M. Telli e Alberto Cheli
  • Terceiro lugar: Lei Che, com Andrea Zurawski, Vince Tempera e M. Martellini

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Tutto quello che un uomo, com Sergio Cammariere

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

2004[editar | editar código-fonte]

O festival ocorreu entre os dias 2 e 6 de março de 2004.

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: L'Uomo Volante, com Marco Masini, Giuseppe Dati e Goffredo Orlandi
  • Segundo lugar: Sei La Vita Mia, com Mario Rosini, L. Patruno, L. Rana, G. Giorgilli, A. Leone e C. Noto
  • Terceiro lugar: Aria Sole Terra e Mare, com Linda Valori, L. Bruti, M. Di Paolo e D. De Santis

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Crudele, com Mario Venuti

2005[editar | editar código-fonte]

O festival aconteceu de 1 a 5 de março, no famoso Teatro Ariston.

Prêmio Principal Masculino[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Angelo, com Francesco Renga e Maurizio Zappatini
  • Segundo lugar: L'amore che non c'è, com Gigi D’Alessio e Vincenzo D'Agostino
  • Terceiro lugar: Nel mondo dei sogni, com Marco Masini, Giuseppe Datti e Goffredo Orlandi

Prêmio Principal Feminino[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Echi d’infinito, com Antonella Ruggiero, Mario Venuti e Kaballà
  • Segundo lugar: Da Grande, com Alexia Aquilani, Maurizio Fabrizio, Giuseppe Cominotti e Giuseppe Fulcheri
  • Terceiro lugar: Ragazza di periferia, com Anna Tatangelo, Vincenzo D'Agostino e Gigi D'Alessio

Prêmio Principal Clássicos[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Come noi nessuno al mondo, com "Toto" Salvatore Cutugno e Annalisa Minetti
  • Segundo lugar: La Panchina, com Peppino Di Capri, Depsa, Giuseppe Faiella e Piccinelli
  • Terceiro lugar: Uomo Bastardo, com Marcella Bella, Stefano Pieroni e Gianni Bella

Prêmio Principal Grupos[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Che Mistero è l'amore, com Nicky Nicolai & Stefano Di Battista Jazz Quartet, Giancarlo Lucariello, Pino Marino e Maurizio Fabrizio
  • Segundo lugar: Grido D'Amore, com Matia Bazar, Giancarlo Golzi e Piero Cassano
  • Terceiro lugar: Ovunque andrò, com Le Vibrazioni e Francesco Saracina

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Non credo nei miracoli, com Laura Bono e Mario Natale
  • Segundo lugar: Che farò, com La Differenza, Fabio Falcone, Giuseppe Martinelli e Raffaele Zaccagna
  • Terceiro lugar: L'immaginario, com Verônica Ventavoli, Diego Calvetti e Marco Ciappelli

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

  • Colpevole, com Nicola Arigliano

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

  • Non credo nei miracoli, com Laura Bono

2006[editar | editar código-fonte]

O festival ocorreu de 27 de fevereiro a 4 de março, no Teatro Ariston

Prêmio Principal Masculino[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Vorrei avere il becco (Giuseppe Povia), interpretado por Povia
  • Segundo lugar: L'alfabeto degli amanti (Vincenzo Incenzo e Michele Zarrillo), interpretado por Michele Zarrillo
  • Terceiro lugar: Solo con te (Alessandro Britti), interpretado por Alex Britti

Prêmio Principal Feminino[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Essere una donna (Mogol e Gigi D'Alessio), interpretado por Anna Tatangelo
  • Segundo lugar: Com'è straordinaria la vita (Emanuela Trane, Lorenzo Imerico e Roberto Pacco), interpretado por Dolcenera
  • Terceiro lugar: Lei ha la notte (Tiziana Blu, Nicky Nicolai, Marco Rinalduzzi e Marco D'Angelo),interpretado por Nicky Nicolai

Prêmio Principal Grupos[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Dove si va (Cristian Cattini, Danilo Sacco, Massimo Vecchi e Giuseppe Carletti), interpretado por Nomadi
  • Segundo lugar: Svegliarsi la mattina (Thomas De Gasperi, Matteo Maffucci, Danilo Pao e Enrico Sognato), interpretado por Zero Assoluto
  • Terceiro lugar: Musica e speranza (Luigi D'Alessio e Mogol), interpretado por Gigi Finizio e Ragazzi di Scampia

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Sole negli occhi (Riccardo Maffoni), interpretado por Riccardo Maffoni
  • Segundo lugar: Che bella gente (Simone Cristicchi e Simona Cipollone), intepretado por Simone Cristicchi

Prêmio da Critica[editar | editar código-fonte]

Un discorso in generale de Noa, Carlo Fava e Solis String Quartet

2007[editar | editar código-fonte]

O festival ocorreu de 27 de fevereiro a 3 de março, no Teatro Ariston

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Ti regalerò una rosa (Simone Cristicchi), interpretado por Simone Cristicchi
  • Segundo lugar: Nel perdono (Renato Zero, Vincenzo Incenzo, Alterisio Paoletti e Yari Carrisi). interpretado por Al Bano
  • Terceiro lugar: Schiavo d'amore (Maurizio Fabrizio e Guido Morra), interpretado por Piero Mazzocchetti

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Pensa (Fabrizio Mobrici), interpretado por Fabrizio Moro
  • Segundo lugar: Bivio (Stefano Centomo e Max Titi), interpretado por Stefano Centomo
  • Terceiro lugar: Malinconiche sere (Giuseppe Di Tella e Bruno Rubino), interpretado por Pquadro

Prêmio da Critica (Principal)[editar | editar código-fonte]

Ti regalerò una rosa de Simone Cristicchi

Prêmio da Critica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

Pensa de Fabrizio Moro

2008[editar | editar código-fonte]

O festival ocorreu de 25 de fevereiro a 1º de março, no Teatro Ariston

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Colpo di fulmine (Gianna Nannini), interpretado por Giò Di Tonno e Lola Ponce
  • Segundo lugar: Il mio amico (Gigi D'Alessio), interpretado por Anna Tatangelo
  • Terceiro lugar: Eppure mi hai cambiato la vita (Fabrizio Moro), intepretado por Fabrizio Moro

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: L'amore (Luca Fainello, Roberto Tini e Diego Fainello), interpretado por Sonohra
  • Segundo lugar: Il nostro tempo (Roberto Cardelli, Fabrizio Ferraguzzo, Mattia Del Forno, Francesco Caprara e Emiliano Mangia), interpretado por La Scelta
  • Terceiro lugar: Ho bisogno di sentirmi dire ti voglio bene (Stefano Cenci), interpretado por Jacopo Troiani

Prêmio da Critica (Principal)[editar | editar código-fonte]

Vita tranquilla de Tricarico

Prêmio da Critica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

Para parà ra rara de Frank Head

2009[editar | editar código-fonte]

O festival ocorreu de 17 de fevereiro a 21 de fevereiro, no Teatro Ariston

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: La forza mia (Paolo Carta), interpretado por Marco Carta
  • Segundo lugar: Luca era gay (Giuseppe Povia), interpretado por Povia
  • Terceiro lugar: Non riesco a farti innamorare (Vincenzo D'Agostino, Gigi D'Alessio e Sal Da Vinci). interpretado por Sal Da Vinci

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

Sincerità (Giuseppe Anastasi, Maurizio Filardo e Giuseppe Mangiaracina), interpretado por Arisa

Prêmio da Critica (Principal)[editar | editar código-fonte]

Il paese è reale de Afterhours

Prêmio da Critica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

Sincerità de Arisa

2010[editar | editar código-fonte]

O festival ocorreu de 16 de fevereiro a 20 de fevereiro, no Teatro Ariston

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Per tutte le volte che... (Pierdavide Carone), intepretado por Valerio Scanu
  • Segundo lugar: Italia amore mio(Pupo, Emanuele Filiberto), interpretado por Pupo, Emanuele Filiberto e Luca Canonici
  • Terceiro lugar: Credimi ancora (Marco Mengoni, Stella Fabiani, Massimo e Piero Calabrese), interpretado por Marco Mengoni

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Il linguaggio della resa de Tony Maiello
  • Segundo lugar: Dove non ci sono ore de Jessica Brando
  • Terceiro lugar: L'uomo che amava le donne de Nina Zilli

Prêmio da Critica (Principal)[editar | editar código-fonte]

Ricomincio da qui de Malika Ayane

Prêmio da Critica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

L'uomo che amava le donne de Nina Zilli

2011[editar | editar código-fonte]

O festival ocorreu de 15 de fevereiro a 29 de fevereiro, no Teatro Ariston

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Chiamami ancora amore (Roberto Vecchioni, Claudio Guidetti), interpretado por Roberto Vecchioni
  • Segundo lugar: Arriverà (Francesco Silvestre, Enrico Zapparoli, Enrico Palmosi), interpretado por Modà con Emma Marrone
  • Terceiro lugar: Amanda è libera (Fabrizio Berlincioni, Albano Carrisi, Alterisio Paoletti), interpretado por Al Bano

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Follia d'amore (Raphael Gualazzi), intepretado por Raphael Gualazzi
  • Segundo lugar: Fuoco e cenere (A. Santonocito, L. Nigro, F. Muggeo), interpretado por Micaela
  • Terceiro lugar: Come pioggia (Roberto Amadè), interpretado por Roberto Amadè

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

Chiamami ancora amore de Roberto Vecchioni

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

Follia d'amore de Raphael Gualazzi

2012[editar | editar código-fonte]

O festival ocorreu de 14 de fevereiro a 18 de fevereiro, no Teatro Ariston

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Non è l'inferno (Francesco Silvestre, Enrico Palmosi, Luca Sala), interpretado por Emma
  • Segundo lugar: La notte (Giuseppe Anastasi), interpretado por Arisa
  • Terceiro lugar: Sono solo parole (Frabrizio Moro), interpretado por Noemi

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: È vero (che ci sei) (Matteo Bassi, Emiliano Bassi), interpretado por Alessandro Casillo
  • Segundo lugar Nella vasca dal bagno del tempo (Erica Mou), interpretado por Erica Mou
  • Terceiro lugar Incredibile (Vittorio Nacci), interpretado por Iohosemprevoglia

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

Un pallone de Samuele Bersani

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

Nella vasca dal bagno del tempo de Erica Mou

2013[editar | editar código-fonte]

o festival ocorreu de 12 de fevereiro a 16 de fevereiro, no Teatro Ariston

Prêmio Principal[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: L'essenciale (Marco Mengoni, Roberto Cassalino, Francesco de Benedittis), interpretado por Marco Mengoni
  • Segundo lugar: La canzone monotona (Stefano Belissari, Sergio Conforti, Davide Luca Civaschi, Nicola Fasani), interpretado por Elio e Le Storie Tese
  • Terceiro lugar: Se si potesse non morire (F. Silvestre), interpretado por Modà

Prêmio Jovem[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro lugar: Mi servirebbe sapere (A. Maggio), interpretado por Antonio Maggio
  • Segundo lugar: In equilibrio (I. Porceddu, A. Fontana, C. Ferrari), intepretado por Ilaria Porceddu
  • Terceiro lugar Il postino (amami uomo) (R. Rubini, A. Rodini), intepretado por Renzo Rubini

Prêmio da Crítica (Principal)[editar | editar código-fonte]

La canzone monotona de Elio e Le Storie Tese

Prêmio da Crítica (Jovem)[editar | editar código-fonte]

Il postino (amami uomo) de Renzo Rubini

Os maiores vencedores[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]