Renato Dulbecco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Renato Dulbecco Medalha Nobel
Renato Dulbecco, em 1966
Nascimento 22 de fevereiro de 1914
Catanzaro
Morte 20 de fevereiro de 2012 (97 anos)
Nacionalidade Italiano
Prêmios Prêmio Albert Lasker de Pesquisa Médica Básica (1964), Prêmio Howard Taylor Ricketts (1965), Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter (1967), Prêmio Marjory Stephenson (1973), Prêmio Selman A. Waksman de Microbiologia (1974), Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1975)
Campo(s) Patologia

Renato Dulbecco (Catanzaro, 22 de fevereiro de 1914La Jolla, 20 de fevereiro de 2012) foi um médico patologista italiano.

Foi agraciado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1975, por descobertas relacionadas com as doenças cancerosas.[1]

Foi eleito membro estrangeiro da Royal Society em 1974.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Der Bauplan des Lebens. Die Schlüsselfragen der Biologie. Piper, Munique 1991, ISBN 3-492-03333-4.
  • com Riccardo Chiaberge: Konstrukteure des Lebens. Medizin und Ethik im Zeitalter der Gentechnologie. Piper, Munique 1991, ISBN 3-492-11415-6 (Piper 1415).
  • Encyclopedia of Human Biology. San Diego 1997.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Francis Rous
Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter
1967
com Wilhelm Bernhard
Sucedido por
Walter Thomas James Morgan e Otto Westphal
Precedido por
Albert Claude, Christian de Duve e George Emil Palade
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1975
com David Baltimore e Howard Martin Temin
Sucedido por
Baruch Blumberg e Daniel Carleton Gajdusek


Ícone de esboço Este artigo sobre um médico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.