Patrick S. Moore

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Patrick S. Moore
Nascimento 21 de outubro de 1956 (62 anos)
Seattle
Cidadania Estados Unidos
Cônjuge Yuan Chang
Alma mater Universidade Stanford, Universidade da Califórnia em Berkeley
Ocupação virólogo, professor universitário, epidemiologista
Prêmios Prêmio Marjory Stephenson, Prêmio Meyenburg, Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter, Prêmio Robert Koch, Prêmio Charles S. Mott
Empregador Universidade de Pittsburgh

Patrick S. Moore (Seattle, 21 de outubro de 1956) é um epidemiologista e virologista estadunidense, conhecido pela descoberta de dois vírus tumorais humanos.

vida[editar | editar código-fonte]

Patrick Moore estudou química e biologia de 1974 a 1977 no Westminster College em Salt Lake City até obter o bacharelado, e de 1977 a 1980 química na Universidade Stanford até obter um mestrado. Seguiu para a Universidade de Utah no College of Medicine estudando anatomia de 1980 a 1985 obtendo um M.D. e adicionalmente um Master of Philosophy (MPhil). Em 1989 seguiu para a Universidade da Califórnia em Berkeley, obtendo em 1990 um Master of Public Health (M.P.H.).

Recebeu juntamente com Yuan Chang o Prêmio Meyenburg de 1997, o Prêmio Robert Koch de 1998, o Prêmio Charles S. Mott de 2003 e o Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter de 2017[1] e o Prêmio Passano de 2017.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Emmanuelle Charpentier e Jennifer Doudna
Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter
2017
com Yuan Chang
Sucedido por
Anthony Cerami e David Wallach