Arnold Graffi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arnold Graffi
Nascimento 19 de junho de 1910
Bistrița
Morte 30 de janeiro de 2006 (95 anos)
Berlim
Residência Bistrița
Sepultamento Berlim
Cidadania Alemanha
Alma mater Charité
Ocupação oncologista, médico, biólogo
Prêmios Grã-Cruz da Ordem do Mérito da República Federal da Alemanha, Insígnia do Trabalho, Prêmio Nacional da Alemanha Oriental, Ordem Patriótica do Mérito em prata, Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter, Medalha Helmholtz, Medalha Cothenius

Arnold Graffi (Bistrița, Romênia, 19 de junho de 1910Berlim, 30 de janeiro de 2006) foi um médico alemão, pioneiro na área de pesquisa experimental do câncer.[1]

Graffi nasceu na cidade da Siebenbürger Sachsen de Bistrița, Transilvânia, na época pertencente ao Império Austro-Húngaro. Estudou medicina na Universidade de Marburgo, Universidade de Leipzig e Universidade de Tübingen, obtendo um doutorado na Charité, Berlim. Trabalhou no no Instituto Paul Ehrlich em Frankfurt am Main. Foi professor da Universidade Humboldt de Berlim da metade da década de 1940 até 1975, quando aposentou-se.

Após a aposentadoria continuou a envolver-se na pesquisa do câncer, porém mais voltado para a área da quimioterapia e problemas a ela relacionados.

Recebeu o Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter de 1979.

Referências


Precedido por
Ludwik Gross e Werner Schäfer
Prêmio Paul Ehrlich e Ludwig Darmstaedter
1979
com Otto Mühlbock e Wallace Prescott Rowe
Sucedido por
Akiba Tomoichirō e Hamao Umezawa