Axel Hugo Theodor Theorell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Axel Hugo Theodor Theorell
Foto oficial de Hugo Theorell para o Prêmio Nobel.
Nascimento 6 de julho de 1903
Linköping
Morte 15 de agosto de 1982 (79 anos)
Estocolmo
Nacionalidade sueco
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1955)
Campo(s) medicina

Axel Hugo Theodor Theorell (Linköping, 6 de julho de 1903Estocolmo, 15 de agosto de 1982) foi um médico sueco especialista em bioquímica. Foi agraciado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1955,[1][2][3][4][5] por estudos de processos de oxidação e respiração celular e realizou fundamentais pesquisas com enzimas.[6][7]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Ele nasceu em Linköping como filho de Thure Theorell e sua esposa Armida Bill. Theorell foi para a escola secundária em Kedralskolan em Linköping e foi aprovado no exame em 23 de maio de 1921. Em setembro, ele começou a estudar medicina no Instituto Karolinska e em 1924 se graduou como bacharel em medicina. Ele então passou três meses estudando bacteriologia no Instituto Pasteur em Paris com o professor Albert Calmette. Em 1930, ele obteve seu diploma de MD com uma teoria sobre os lipídios do plasma sanguíneo e foi nomeado professor de química fisiológica no Instituto Karolinska.

Theorell, que dedicou toda a sua carreira à pesquisa de enzimas, recebeu o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1955 pela descoberta das enzimas oxidorredutase e seus efeitos. Sua contribuição também consistiu na teoria dos efeitos tóxicos do fluoreto de sódio nos cofatores de enzimas humanas essenciais. Em 1936, ele foi nomeado chefe do recém-criado Departamento de Bioquímica do Instituto Nobel de Medicina,[8] o primeiro pesquisador relacionado ao Instituto a receber o Prêmio Nobel. Seu trabalho levou a um progresso pioneiro nas desidrogenases de álcool, enzimas que decompõem o álcool no fígado e em outros tecidos. Ele recebeu títulos honorários em universidades na França, Bélgica, Brasil e Estados Unidos.

Theorell morreu em Estocolmo e está enterrado em Norra begravningsplatsen (O Cemitério do Norte) ao lado de sua esposa, Elin Margit Elisabeth (nascida Alenius) Theorell, uma renomada pianista e cravista que morreu em 2002.

Referências

  1. Sulek, K. (1969). «Nobel prize for Hugo Axel Theorell in 1955 for the discovery of the explanation of the nature end action of oxidative enzymes». Wiadomosci Lekarskie (Warsaw, Poland : 1960). 22 (1). 85 páginas. PMID 4892414 
  2. Margoliash, E. (1956). «Prof. Hugo Theorell, Nobel prize winner in medicine and physiology, 1955». Harefuah. 50 (7). 160 páginas. PMID 13318571 
  3. Zotterman, Y. (1956). «Winner of the Nobel prize for physiology and medicine for 1955, Hugo Theorell». Munchener medizinische Wochenschrift (1950). 98 (4): 126–127. PMID 13309262 
  4. Paul, K. G. (1982). «Hugo Theorell - more than half a century among the leaders of research». Lakartidningen. 79 (39): 3435–3437. PMID 6757611 
  5. Slater, E. C. (1970). «Tribute to Professor Theorell». Vitamins and Hormones. 28: 147–150. ISBN 9780127098289. PMID 4946799. doi:10.1016/s0083-6729(08)60891-2 
  6. Miranda, Ulrika Junker; Anne Hallberg (2007). «Hugo Theorell». Bonniers uppslagsbok (em sueco). Estocolmo: Albert Bonniers Förlag. p. 1006. 1143 páginas. ISBN 91-0-011462-6 
  7. «Hugo Theorell - Biographical» (em inglês). Nobel Prize.org - The Official Web Site of the Nobel Prize. Consultado em 21 de junho de 2016 
  8. «The Nobel Prize in Physiology or Medicine 1955». NobelPrize.org (em inglês). Consultado em 5 de julho de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
John Enders, Thomas Weller e Frederick Robbins
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1955
Sucedido por
André Cournand, Werner Forßmann e Dickinson Richards


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) médico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.