Harry Styles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Harry Styles
Styles em 2022
Nome completo Harry Edward Styles
Nascimento 1 de fevereiro de 1994 (28 anos)
Redditch, Worcestershire
Nacionalidade britânico
Ocupação
Período de atividade 2010—presente
Prêmios Lista completa
Carreira musical
Gênero(s)
Instrumento(s)
Gravadora(s)
Afiliações
Assinatura
Firma png harry styles by ohsithisismyworld-d5022yj.png
Página oficial
hstyles.co.uk

Harry Edward Styles (Redditch, 1 de fevereiro de 1994) é um cantor, compositor e ator britânico. Sua carreira musical começou em 2010 como concorrente solo na série britânica de competição de música The X Factor. Após sua eliminação, ele foi trazido de volta para se juntar à boy band One Direction, que se tornou uma das boy bands mais vendidas de todos os tempos antes de entrar em um hiato indefinido em 2016.

Styles lançou seu álbum solo de estreia autointitulado pela Columbia Records em 2017. Ele estreou no número um no Reino Unido e nos EUA e foi um dos dez álbuns mais vendidos do mundo no ano, enquanto seu primeiro single, "Sign of the Times", liderou a UK Singles Chart. O segundo álbum de Styles, Fine Line (2019), estreou no topo da Billboard 200 dos EUA com a maior estreia de um artista masculino britânico, e foi o álbum mais recente a ser incluído nos "500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos" da Rolling Stone em 2020. Seu quarto single, "Watermelon Sugar", liderou a Billboard Hot 100 dos EUA. Apresentando o single do topo das paradas "As It Was", o terceiro álbum de Styles, Harry's House (2022), foi amplamente aclamado e quebrou vários recordes.

Ao longo de sua carreira, Styles recebeu vários prêmios, incluindo dois Brit Awards, um Grammy Award, um Ivor Novello Award e um American Music Award. Styles fez sua estreia como ator no filme de guerra de Christopher Nolan de 2017, Dunkirk. Além de música e atuação, ele é conhecido por sua moda extravagante. Ele é o primeiro homem a aparecer sozinho na capa da revista Vogue.

Biografia

Harry Edward Styles nasceu em 1 de fevereiro de 1994 em Redditch, Worcestershire, Inglaterra,[a][2] filho da proprietária Anne Twist (nascida Selley, anteriormente Cox) e do trabalhador financeiro Desmond "Des" Styles.[3][4][5][6] Quando criança, mudou-se com seus pais e irmã mais velha, Gemma, para a vila de Holmes Chapel em Cheshire.[3] Seus pais se divorciaram quando ele tinha sete anos de idade, e sua mãe mais tarde se casou novamente com o parceiro de negócios John Cox,[7] embora eles se divorciassem anos depois. Através de seu casamento subsequente em 2013 com Robin Twist,[8] que morreu de câncer em 2017,[9] Styles tem um meio-irmão mais velho chamado Mike e uma meia-irmã chamada Amy.[9]

Styles disse que teve uma "grande infância" e sempre foi apoiado por seus pais.[5] Quando criança, ele cantou covers em uma máquina de karaokê que ganhou de seu avô, e a primeira canção que gravou foi "The Girl of My Best Friend" de Elvis Presley.[10] Styles frequentou a Holmes Chapel Comprehensive School,[11] onde ele era o vocalista da banda White Eskimo, que ganhou uma competição local da Batalha das Bandas.[11][12] Aos 16 anos, ele trabalhou meio período na W. Mandeville Bakery em Holmes Chapel.[12]

Carreira

2010–2015: The X Factor e One Direction

Styles (esquerda) com One Direction na The X Factor Live Tour em 2011

Seguindo uma sugestão de sua mãe, em 11 de abril de 2010, Styles fez o teste como concorrente solo para a sétima temporada do concurso britânico de canto televisionado The X Factor, cantando uma versão de "Isn't She Lovely" de Stevie Wonder.[5] Ele avançou para o bootcamp, mas não conseguiu progredir ainda mais. Outros quatro em sua faixa etária que também foram eliminados foram reunidos para formar uma banda em julho de 2010 para competir na categoria "Grupos", orientado por Simon Cowell. O grupo composto por Styles, Niall Horan, Liam Payne, Louis Tomlinson e Zayn Malik praticou por duas semanas;[13][14] Styles sugeriu o nome One Direction para seus companheiros de banda, e eles concordaram em mantê-lo.[15] Eles começaram a ganhar popularidade considerável no Reino Unido,[16] e nas primeiras quatro semanas dos shows ao vivo, foram o último ato de Cowell na competição.[17] O grupo finalmente chegou à final do The X Factor e terminou em terceiro lugar.[18]

Styles durante a Where We Are Tour em 2014

Em janeiro de 2011, One Direction assinou um contrato de gravação com a gravadora de Cowell, Syco Records.[19][20] Seu single de estréia número um no Reino Unido, "What Makes You Beautiful", e seu primeiro álbum de estúdio, Up All Night, foram lançados no final daquele ano.[21][22] O álbum, que continha três canções co-escritas por Styles, fez do One Direction o primeiro grupo britânico a ter seu álbum de estreia alcançando o número um nos Estados Unidos.[23] Seus quatro álbuns de estúdio sucessivos—Take Me Home (2012), Midnight Memories (2013), Four (2014) e Made in the A.M. (2015)—todos estrearam em primeiro lugar no Reino Unido.[24] Midnight Memories foi o álbum mais vendido do mundo em 2013,[25][26] e sua turnê Where We Are Tour foi a turnê de maior bilheteria de 2014 e continua sendo a turnê de maior bilheteria de todos os tempos por um grupo vocal.[27] Após o lançamento de Four, One Direction se tornou o único grupo nos 58 anos de história da parada de álbuns Billboard 200 a ter seus primeiros quatro álbuns estreando no número um.[28] Os álbuns geraram uma série de singles de sucesso, incluindo "Live While We're Young", "Little Things", "Best Song Ever", "Story of My Life", "Drag Me Down" e "History".[29][30][31] Styles também co-escreveu a canção "Just a Little Bit of Your Heart" para o álbum de Ariana Grande, My Everything, de 2014.[32]

Não querendo "esgotar" a base de fãs, por sugestão de Styles, a banda entrou em um hiato indefinido em 2016, após completar as atividades promocionais relacionadas ao Made in the A.M.[5][33][34] Desde sua estreia, One Direction já vendeu 70 milhões de discos em todo o mundo, incluindo 7,6 milhões de álbuns e 26 milhões de singles nos EUA, tornando-se uma das boy bands mais vendidas de todos os tempos.[30][35][36] O grupo acumulou vários prêmios, incluindo sete Brit Awards,[37] sete American Music Awards,[38] seis Billboard Music Awards,[39] e quatro MTV Video Music Awards.[40]

2016–2018: Harry Styles e Dunkirk

Como artista solo, Styles se juntou à Full Stop Management de Jeffrey Azoff e à agência de talentos CAA, assinando um contrato de gravação com a Columbia Records no primeiro semestre de 2016.[41][42] Nessa época, ele também lançou sua própria gravadora, Erskine Records.[41] A gravação do álbum de estreia de Styles ocorreu ao longo de 2016 em Los Angeles, Londres e Port Antonio, Jamaica, onde Styles e seus colaboradores tiveram um retiro de composição de dois meses no outono.[5] Em março de 2017, ele anunciou que seu primeiro single solo, "Sign of the Times", seria lançado em 7 de abril.[43] A canção alcançou o primeiro lugar na UK Singles Chart e o quarto lugar na Billboard Hot 100 dos EUA.[44][45] Uma balada soft rock influenciada pelo glam rock,[46][47] atraiu comparações com o trabalho de David Bowie.[48] A Rolling Stone classificou "Sign of the Times" como a melhor canção de 2017.[49] Seu videoclipe apresentou Styles voando e andando sobre a água,[50][51] e ganhou o Brit Award de Vídeo Britânico do Ano.[52] Em abril, Styles foi um convidado musical no Saturday Night Live nos EUA e fez sua estreia solo na televisão do Reino Unido no The Graham Norton Show.[53][54]

Styles se apresentando em Denver, Colorado, em 2018

Seu álbum de estreia auto-intitulado foi lançado em maio de 2017,[55] após o qual estreou no número um em vários países, incluindo Austrália, Reino Unido e EUA.[56] O disco foi influenciado pelo soft rock dos anos 1970 e foi descrito pela Variety como um "coquetel clássico de psicodelia, britpop e balada".[57][58] Recebeu críticas geralmente favoráveis ​​dos críticos[59][60] e foi incluído nas listas de várias publicações dos melhores álbuns de 2017.[61][62][63] Harry Styles gerou mais dois singles, "Two Ghosts" e "Kiwi".[64][65] O filme Harry Styles: Behind the Album, que documentou o processo de composição e gravação do álbum, foi lançado em maio exclusivamente no Apple Music.[66] Styles embarcou em sua primeira turnê solo, Harry Styles: Live on Tour, de setembro de 2017 a julho de 2018, apresentando-se na América do Norte e do Sul, Europa, Ásia e Austrália.[67][68]

Styles fez sua estreia no cinema no filme de guerra de Christopher Nolan, Dunkirk, em julho de 2017, interpretando um soldado britânico chamado Alex na Operação Dínamo durante a Segunda Guerra Mundial.[69] Ele apareceu ao lado de um elenco que incluía Fionn Whitehead, Tom Glynn-Carney, Jack Lowden, Kenneth Branagh, Cillian Murphy, Mark Rylance e Tom Hardy.[70] Styles ganhou o papel sobre "milhares de jovens";[71] Nolan mais tarde admitiu que não tinha conhecimento da extensão da fama de Styles e que ele foi escalado "porque ele se encaixava no papel maravilhosamente e realmente ganhou um lugar na mesa".[72] O crítico de cinema do The Daily Telegraph, Robbie Collin, elogiou Styles por sua "performance brilhante, condenada e inesperadamente nada chocante".[73]

Em novembro de 2017, a BBC One transmitiu Harry Styles at the BBC, um especial de televisão de uma hora apresentado por Nick Grimshaw.[74] No ARIA Music Awards de 2017, Styles recebeu o prêmio de Melhor Artista Internacional.[75] Ele foi o anfitrião do The Late Late Show with James Corden em dezembro.[76] Juntamente com Jack Antonoff e Ilsey Juber, Styles co-escreveu "Alfie's Song (Not So Typical Love Song)", interpretada pela banda Bleachers, para a trilha sonora do filme Com Amor, Simon (2018).[77] Ele também atuou como produtor executivo no seriado da CBS, Happy Together, que estreou em outubro de 2018 e foi inspirado por seu tempo morando com o produtor de televisão Ben Winston.[78] Em 2018, Styles começou a modelar para a casa de moda italiana Gucci, aparecendo em várias campanhas para a marca.[79][80]

2019–2021: Fine Line

"Lights Up", o primeiro single do segundo álbum de Styles, Fine Line, foi lançado em outubro de 2019,[81] estreando no número três no Reino Unido.[82][83] A canção apresentava uma "reentrada de toque suave na corrente pop", de acordo com o crítico de música Jon Caramanica.[84] Styles serviu como apresentador e convidado musical no Saturday Night Live em novembro.[85] O segundo single que precede o Fine Line, "Adore You", foi lançado em dezembro, chegando ao número sete no Reino Unido e ao número seis nos EUA.[86][87][88] Naquele mês, Styles novamente apresentou o The Late Late Show with James Corden.[89]

Styles se apresentando na Love On Tour em setembro de 2021

Fine Line foi lançado em 13 de dezembro. O álbum foi gravado no estúdio Shangri-La em Malibu, Califórnia, com a mesma equipe de produção do álbum de estreia de Styles e apresentava um som semelhante ao de Harry Styles, ao mesmo tempo em que incorporava elementos de funk e soul.[90][91] Ele recebeu críticas geralmente positivas dos críticos.[92] O álbum alcançou o segundo lugar no Reino Unido,[93] e liderou as paradas americanas, quebrando o recorde de maior estreia de vendas de um artista masculino britânico nos EUA desde que a Nielsen SoundScan começou a rastrear os dados de vendas em 1991.[94] A cantora e compositora Stevie Nicks, que se referiu a Styles como "o filho que ela nunca teve",[95] comparou Fine Line ao álbum Rumours de Fleetwood Mac e comentou que isso a inspirou a escrever novas músicas.[96] A Rolling Stone classificou-o no número 491 nos "500 Maiores Álbuns de Todos os Tempos" em sua lista de 2020.[97] Cinco outros singles, "Falling",[98] "Watermelon Sugar",[99] "Golden",[100] "Treat People with Kindness"[101] e a faixa-título,[102] foram lançados do álbum. "Watermelon Sugar" se tornou o quarto single de Styles no top 10 no Reino Unido, chegando ao número quatro,[103] assim como seu primeiro single número um nos EUA.[104] Uma turnê de apoio ao Fine Line, intitulada Love On Tour, que estava originalmente programada para acontecer ao longo de 2020,[105] foi adiada para 2021 devido à pandemia de COVID-19.[106][107]

No Brit Awards de 2020, Styles foi indicado para Artista Solo Masculino Britânico e Álbum Britânico do Ano.[108] Em março de 2020, ele realizou um concerto na NPR Tiny Desk,[109] e em julho, narrou uma história de ninar intitulada Dream with Me para o aplicativo de relaxamento Calm.[110] Mais tarde naquele ano, Styles ganhou o prêmio de Álbum de Pop/Rock Favorito por Fine Line no 48º American Music Awards,[111] o prêmio de Melhor Artista Internacional no 34º ARIA Music Awards,[112] e o Prêmio Chart Achievement no Billboard Music Awards de 2020.[113] Ele também foi nomeado Hitmaker do Ano pela Variety.[114] No 63º Grammy Awards em março de 2021, ele recebeu três indicações para Melhor Álbum Vocal de Pop (Fine Line), Melhor Performance Pop Solo ("Watermelon Sugar") e Melhor Videoclipe ("Adore You"),[115] vencendo Melhor Performance Pop Solo.[116] "Watermelon Sugar" também rendeu a Styles seu segundo Brit Award de Single Britânico do Ano durante a cerimônia de 2021.[117] No Ivor Novello Awards de 2021, "Adore You" ganhou o prêmio de Trabalho Mais Realizado.[118] Styles fez uma aparição como Eros / Starfox, irmão de Thanos, na cena pós-créditos do filme de super-heróis do Universo Cinematográfico Marvel, Eternals, que foi lançado em novembro de 2021.[119] Ele lançou sua marca de cosméticos, Pleasing, naquele mês.[120]

2022: Harry's House e outros papéis de atuação

O primeiro single do terceiro álbum de estúdio de Styles, Harry's House, intitulado "As It Was", foi lançado em 1 de abril de 2022.[121] Ele estreou no topo das paradas do Reino Unido e dos EUA, tornando-se seu segundo single solo número um em ambos os países.[122][123] Styles foi headlined no Coachella Valley Music and Arts Festival no dia 15 daquele mês.[124] Harry's House foi lançado em 20 de maio.[125] O álbum estreou no topo das paradas do Reino Unido e dos EUA como o disco mais vendido de 2022 até o momento.[126][127] Durante sua semana de lançamento, Styles ocupou o primeiro lugar das paradas de álbuns e singles no Reino Unido e nos EUA com Harry's House e "As It Was", respectivamente.[128][129] Com quatro faixas do álbum simultaneamente no top 10 dos EUA, ele se tornou o primeiro artista solo britânico a alcançar esse feito.[130]

Styles está definido para estrelar como Jack no próximo filme de suspense psicológico Don't Worry Darling, dirigido por Olivia Wilde,[131] e vai estrelar como Tom em My Policeman, uma adaptação cinematográfica do romance de 2012 com o mesmo nome.[132] Styles fez o teste para o papel de Elvis Presley na cinebiografia musical de Baz Luhrmann, Elvis. Luhrmann afirmou que enquanto "Harry é um ator realmente talentoso... o verdadeiro problema com Harry é que ele é Harry Styles. Ele já é um ícone".[133] Em meados de outubro de 2022, a Gucci deve lançar uma coleção colaborativa entre Alessandro Michele e Styles intitulada "Gucci HA HA HA".[134]

Características musicais

Estilo musical e influência

A música de Styles foi descrita como soft rock, pop e rock, com elementos de folk e britpop.[135][136][137][138] O estilo musical em seu álbum solo de estreia foi chamado de "mistura de rock clássico e baladas de Los Angeles" pela NME,[135] invocando uma "vibração de soft rock intimamente emocional dos anos 70" pela Rolling Stone,[139] e "influências do último meio século de rock" pela revista Time.[140] Foi influenciado pelos artistas que cresceu ouvindo, como Pink Floyd, The Rolling Stones, The Beatles e Fleetwood Mac, além das composições de Harry Nilsson.[141][142] Styles elogiou as letras de Nilsson como sendo "honestas e tão boas, e acho que é porque ele nunca está tentando soar inteligente".[142] Seu segundo álbum solo, Fine Line, foi visto pela NME como tendo "esse som nostálgico [de seu primeiro disco] e combinado com sensibilidades pop crescentes".[143]

Styles também citou Freddie Mercury, Elvis Presley e Paul McCartney (incluindo seu projeto paralelo Wings) como influências, enquanto menciona Shania Twain como sua principal inspiração tanto musical quanto na moda.[144][145][146] Seu álbum favorito é Astral Weeks do músico norte-irlandês Van Morrison, que ele chamou de "completamente perfeito"; ele também considera o álbum de Etta James, At Last! "perfeito". Ao ouvir o álbum de 1973 do Pink Floyd, The Dark Side of the Moon, quando criança, ele disse que "não conseguia realmente entender, mas eu me lembro de estar tipo—isso é muito legal".[5] O álbum de 1971 de Joni Mitchell, Blue, inspirou Styles a entrar em contato com o instrumentista de dulcimer do álbum, com quem trabalhou em Fine Line.[145]

Performances ao vivo

Desde que deixou o One Direction, Styles escolheu fazer uma turnê como artista de rock com uma banda de apoio.[147] Além dos vocais, Styles toca violão em sua banda.[148] O guitarrista Mitch Rowland e sua parceira, a baterista e vocalista Sarah Jones, fizeram turnê com Styles durante Harry Styles: Live on Tour e Love On Tour.[149] Outros membros de sua banda incluem o baixista/vocalista Elin Sandberg, o pianista Niji Adeleye, o percussionista e diretor musical Pauli Lovejoy, o multi-instrumentista/vocalista Ny Oh, o baixista Adam Prendergast, o pianista Yaffra, o tecladista/vocalista Claire Uchima e a guitarrista/tecladista/vocalista Charlotte Clark.[150] Jade Yamazaki Stewart, do The Seattle Times, disse sobre a banda: "[Love on Tour] parecia mais um festival de rock dos anos 1970 do que um show de arena do século 21 de uma estrela pop internacional".[151]

Styles tem sido visto pelos críticos como um artista extraordinariamente enérgico desde pelo menos 2015.[152] Em uma resenha da Rolling Stone de 2015 do show do One Direction no MetLife Stadium, Rob Sheffield disse: "É como assistir a sequência de Secretarian correndo o Belmont Stakes em 1973—ele está a uma distância a frente dos outros cavalos, mas ele acelera loucamente para a última volta porque ele é tão apaixonado por ser rápido".[152] Styles não festeja ou ingere substâncias depois de seus shows porque ele tenta se apresentar como um atleta para dar aos fãs o melhor show possível.[153] Craig McLean descreveu sua fisicalidade no palco para The Face em 2022 como "exuberância batendo cabeça" que é "impossível resistir".[154] Sua presença de palco foi comparada a Freddie Mercury por fãs e críticos.[154][155]

Vida pessoal

Styles divide seu tempo entre duas casas no norte de Londres, tendo morado anteriormente na área de Sunset Strip, em West Hollywood, Califórnia.[156] Ele vendeu sua residência em Los Angeles, desiludido com a cidade.[157] Ele também é dono de um apartamento tipo loft em Manhattan.[158] Ele morou no sótão da casa do produtor Ben Winston em Hampstead Heath, Londres, por 20 meses no início de sua carreira enquanto procurava sua própria casa.[5]

Styles acredita em carma, e quando Chelsea Handler perguntou se ele acredita em Deus, ele afirmou que se considerava "mais espiritual do que religioso" e que é "ingênuo dizer que nada existe e não há nada acima de nós ou mais poderoso do que nós".[159] Em uma entrevista de 2020 com a Vogue, Styles compartilhou que pratica pilates, medita diariamente e que adere a uma dieta pescetariana há três anos.[160] Ele também faz terapia regularmente.[161]

De novembro de 2011 a janeiro de 2012, Styles, de 17 anos, namorou a apresentadora de televisão Caroline Flack; seu relacionamento gerou controvérsia, pois ela era quatorze anos mais velha.[162] Ele namorou brevemente a cantora e compositora norte-americana Taylor Swift no final de 2012,[163] levando a especulações de fãs e da mídia sobre eles escreverem músicas um sobre o outro após o término.[5] De 2017 a 2018, Styles teve um relacionamento com a modelo franco-americana Camille Rowe, que inspirou seu álbum de 2019, Fine Line.[164][165][166] Desde janeiro de 2021, Styles está em um relacionamento com a atriz e diretora Olivia Wilde.[167][168][169]

Styles foi repetidamente questionado sobre sua orientação sexual em entrevistas desde que ele tinha dezenove anos.[170][161][171][172][173] Quando perguntado em uma entrevista de 2013 à GQ britânica se ele era bissexual, ele respondeu: "Bissexual? Eu? Acho que não. Tenho certeza que não sou".[171] Em 2017, quando perguntado se ele rotulava sua sexualidade, ele disse: "Não, eu nunca senti a necessidade".[172] Quando o The Guardian em 2019 questionou a autenticidade de seu estilo de vestir extravagante e sua ambiguidade sexual percebida, ele declarou:

Se eu estou criando essa ambiguidade sexual para tentar ser mais interessante? Não... Com relação a como eu vou me vestir e como será a capa do álbum, eu tendo a tomar decisões relacionadas a colaboradores com quem eu quero trabalhar. Eu quero que as coisas pareçam de uma certo maneira. Não porque me faz parecer gay, hétero ou bissexual, mas porque eu acho que fica legal. E mais do que isso, sei lá, acho que a sexualidade é algo divertido. Honestamente? Não sei se pensei mais sobre o assunto do que isso.[170]

Em uma entrevista de 2022 com Better Homes and Gardens, Styles afirmou que a expectativa de que ele rotule publicamente sua orientação sexual está "desatualizada". Ele disse: "Eu tenho sido muito aberto com meus amigos, mas essa é minha experiência pessoal; é minha", e "o ponto principal para onde devemos nos dirigir é aceitar todos e sermos mais abertos, é que isso não importa, e é sobre não ter que rotular tudo, não ter que esclarecer quais caixas você está colocando".[161]

Em maio de 2019, Styles foi nomeado em segundo lugar na lista de músicos ricos do Sunday Times no Reino Unido com menos de 30 anos, com um patrimônio líquido estimado em £ 58 milhões, tendo anteriormente apresentado o terceiro lugar na lista do ano anterior com um patrimônio líquido estimado em £ 50 milhões.[174][175] Ele manteve sua segunda posição na lista em 2020 e 2021, com patrimônio líquido estimado em £ 63 milhões e £ 75 milhões, respectivamente.[176][177] Ele liderou a lista em 2022, tornando-se o músico mais rico com menos de 30 anos no Reino Unido, com seu patrimônio líquido estimado em £ 100 milhões.[178]

Filantropia e advocacia

Em 2013, Styles e o membro da One Direction, Liam Payne, tornaram-se embaixadores da instituição de caridade contra o câncer Trekstock, arrecadando mais de US$ 800.000 por meio da plataforma de arrecadação de fundos online Prizeo.[179][180] Em 2014, Styles endossou a campanha de igualdade de gênero HeForShe de Emma Watson.[181] Em 2015, ele patrocinou poços de água na Índia via Drop4Drop em apoio à campanha do Dia Mundial da Água da Life Water.[182] No ano seguinte, ele doou seu cabelo para a instituição de caridade britânica Little Princess Trust, que fornece e financia perucas feitas de cabelo real para crianças que têm queda de cabelo como resultado de doenças.[183]

Em maio de 2017, para comemorar o lançamento de seu álbum de estreia, ele fez shows intimistas no The Garage em Londres e no Troubadour em Los Angeles, com todos os lucros beneficiando instituições de caridade.[184] Em outubro daquele ano, ele se apresentou no concerto We Can Survive, da CBS Radio, no Hollywood Bowl, para conscientização sobre o câncer de mama.[185] A primeira turnê de Styles arrecadou US$ 1,2 milhão em doações de caridade com a venda de ingressos, contribuições da Live Nation e a campanha GLSEN's Pride para 62 instituições de caridade em todo o mundo, enquanto sua segunda turnê arrecadou US$ 1 milhão para seus parceiros de caridade Physicians for Reproductive Health, Black Voters Matter e Choose Love, bem como os esforços locais, incluindo ajuda para famílias em situação de insegurança alimentar necessitadas durante as férias. Ambos os passeios também promoveram a conservação da água através da reciclagem e redução do uso de garrafas plásticas de água.[186][187][188]

Em 2018, sua loja online vendeu camisetas com o slogan "Treat People With Kindness" em uma estampa de arco-íris para o Mês do Orgulho, com lucros beneficiando GLSEN.[189] Naquele ano, Styles também twittou em apoio à petição Marcha pelas Nossas Vidas,[190] e adicionou adesivos com "Black Lives Matter" e "End Gun Violence" em sua guitarra.[191] Styles se identifica como feminista.[192]

Sobre o impacto de eventos como o Brexit, o movimento Black Lives Matter e a presidência de Donald Trump em sua canção "Sign of the Times", ele disse que "Estamos em um momento difícil, e acho que já estivemos em muitos momentos difíceis antes. Mas acontece que estamos em uma época em que as coisas que acontecem ao redor do mundo são absolutamente impossíveis de ignorar. Acho que teria sido estranho não reconhecer o que estava acontecendo".[141] Styles se inclina para a esquerda política e visitou a Câmara dos Lordes em 2016 para participar de um debate sobre o Brexit a convite do colega trabalhista Lord Winston.[193][194] Em relação ao Brexit, ele afirmou que "qualquer coisa que una as pessoas é melhor do que coisas que separam as pessoas" e afirmou que simboliza "o oposto do mundo em que ele gostaria de estar".[5][195]

À luz do assassinato de George Floyd em maio de 2020, Styles mostrou apoio ao Black Lives Matter, pedindo aos fãs que compartilhassem e doassem em apoio, e prometeu doar para um fundo de fiança para ativistas do Black Lives Matter presos.[196][197] Ele participou de um protesto do Black Lives Matter em Los Angeles no mês seguinte.[198] Apesar de ser cidadão britânico, Styles apoiou Joe Biden nas eleições presidenciais de 2020 nos Estados Unidos.[199] Em 2 de junho de 2022, Styles anunciou que estava doando sua taxa de aparição da campanha de áudio espacial da Apple AirPods para o Comitê Internacional de Resgate, uma organização global de ajuda humanitária que está respondendo aos mais de seis milhões de refugiados forçados a fugir da Ucrânia.[200]

Treat People with Kindness

"Treat People with Kindness", abreviado para "TPWK", é um slogan usado por Styles para promover sua mensagem de amor, aceitação e bondade para os outros.[201] Styles começou a usar o slogan durante sua turnê de estreia em 2017 em um crachá em sua guitarra e mercadorias da turnê, incluindo camisetas do Pride vendidas para arrecadar fundos para GLSEN.[202][203] A iniciativa deu a Styles a ideia de escrever uma canção intitulada após o slogan, que serve como penúltima faixa de seu segundo álbum de estúdio, Fine Line.[204]

Em outubro de 2019, pôsteres de teaser incluindo a frase "Do you know who you are?" e o acrônimo "TPWK" foram vistos em Londres, Tóquio, Los Angeles, Nova Iorque e Austrália; os fãs puderam conectar os pôsteres a Styles e ao lançamento de seu novo álbum por causa da referência ao seu lema "Treat People with Kindness".[205][206][170] Ao mesmo tempo, para marcar o Dia Mundial da Saúde Mental, Styles lançou um bot de site chamado "Do You Know Who You Are?" que dá aos usuários mensagens aleatórias positivas usando palavras como 'brilhante', 'determinado', 'amoroso' e 'maravilhoso', e terminando com "TPWK. LOVE, H".[170][207]

Discografia

Ver artigo principal: Discografia de Harry Styles

Filmografia

Filme
Ano Título Papel Notas
2013 One Direction: This Is Us Ele mesmo Documentário / filme-concerto
2014 One Direction: Where We Are – The Concert Film Filme-concerto
2017 Harry Styles: Behind the Album Documentário
Dunkirk Alex
2021 Eternals Eros / Starfox Cameo / cena pós-créditos
2022 Don't Worry Darling Jack Pós-produção
My Policeman Tom Burgess
Televisão
Ano Título Papel Notas
2012 iCarly Ele mesmo Episódio: "iGo One Direction"
2012–2019 Saturday Night Live Apresentador / convidado musical 5 episódios (3 com One Direction)
2017 Harry Styles at the BBC Ele mesmo Especial de televisão
2017, 2019 The Late Late Show with James Corden Apresentador convidado 2 episódios
2018 Happy Together Nenhum Produtor executivo

Prêmios e indicações

Turnês

Notas e referências

Notas

  1. Seu pai esclareceu que ele não nasceu na cidade vizinha de Bromsgrove, onde seu nascimento foi registrado.[1]

Referências

  1. «Harry Styles' dad tweets about birthplace rumours». Bromsgrove Advertiser (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 9 de julho de 2021 
  2. Rogers, Jude (13 de maio de 2017). «Harry Styles: teen star turned serious player? | Observer profile». The Guardian (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 24 de dezembro de 2017 
  3. a b Jepson, Louisa (28 de fevereiro de 2013). Harry Styles - Every Piece of Me (em inglês). [S.l.]: Simon and Schuster. Cópia arquivada em 1 de novembro de 2020 
  4. «Mums of One Direction stars reveal how the boys have grown into music sensations». Daily Record (em inglês). 16 de abril de 2012. Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2013 
  5. a b c d e f g h i Crowe, Cameron (18 de abril de 2017). «Harry Styles' New Direction». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2022. Arquivado do original em 13 de julho de 2018 
  6. Bagwell, Matt (3 de junho de 2013). «Harry Styles Is All Smiles As Best Man At His Mum Anne Cox's Wedding». HuffPost UK (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2022. Arquivado do original em 24 de outubro de 2017 
  7. «Cheers to the future». Warrington Guardian (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 9 de julho de 2021 
  8. «One Direction star Harry Styles' dad on bond between him and his boy». Daily Record (em inglês). 24 de junho de 2012. Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 15 de setembro de 2013 
  9. a b «Harry Styles' stepfather Robin Twist dies aged 57 after 'long cancer battle'». BBC News (em inglês). 22 de junho de 2017. Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 14 de janeiro de 2018 
  10. «26 Essential Things to Know About Harry Styles». E! Online (em inglês). 1 de fevereiro de 2020. Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 23 de dezembro de 2019 
  11. a b Ryan, Belinda (28 de setembro de 2010). «Holmes Chapel X Factor star Harry Styles can win show say school bandmates». Crewe Chronicle (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2013 
  12. a b «Harry Styles has got the X Factor». BBC News (em inglês). 17 de novembro de 2010. Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 21 de setembro de 2013 
  13. «One Direction - Biography, Overview, Artist feature, Music, News, Tours». The Hot Hits Live from LA (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2022. Arquivado do original em 27 de março de 2012 
  14. «One Direction prepare for Cardiff sell-out shows». WalesOnline (em inglês). 3 de janeiro de 2012. Consultado em 20 de maio de 2022. Arquivado do original em 26 de janeiro de 2012 
  15. Bowman, Lisa (17 de outubro de 2017). «Harry Styles reveals he came up with the name for One Direction». NME (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2017 
  16. Greene, Andy (9 de abril de 2012). «Exclusive Q&A: Simon Cowell on One Direction's Rise to Stardom». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 12 de maio de 2022 
  17. Greene, Andy (9 de abril de 2012). «Simon Cowell on One Direction's rise to stardom». CNN (em inglês). Rolling Stone. Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 18 de outubro de 2017 
  18. Heritage, Stuart (12 de dezembro de 2010). «The X Factor 2010 final results show – live blog». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 20 de maio de 2022. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2013 
  19. Nicholson, Rebecca (17 de novembro de 2012). «Also-rans to world's biggest boy band: the rise of One Direction». The Guardian (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 17 de janeiro de 2017 
  20. Nissim, Mayer (28 de janeiro de 2011). «One Direction 'get £2m Syco investment'». Digital Spy (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 24 de dezembro de 2015 
  21. Jones, Alan (19 de setembro de 2011). «What Makes You Beautiful becomes fastest seller of the year». Music Week (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Arquivado do original em 16 de janeiro de 2012 
  22. Daniels, Colin (16 de outubro de 2011). «One Direction name debut album 'Up All Night', reveal cover». Digital Spy (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 12 de maio de 2022 
  23. Caulfield, Keith (21 de março de 2012). «One Direction Makes History With No. 1 Debut on Billboard 200». Billboard (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 26 de abril de 2022 
  24. Lane, Dan (18 de novembro de 2012). «One Direction score Number 1 single AND album!» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 9 de março de 2021 
    Lane, Dan (1 de dezembro de 2013). «One Direction score fastest selling album of their career with Midnight Memories» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 9 de março de 2021 
    Myers, Justin (23 de novembro de 2014). «Four scores One Direction a third Official Albums Chart Number 1» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 9 de março de 2021 
    Talbot, Martin (20 de dezembro de 2015). «One Direction vs Justin Bieber: How the album chart race was won» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 9 de março de 2021 
  25. «One Direction claim world's best-selling album of 2013». BBC News (em inglês). 21 de março de 2014. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 21 de maio de 2022 
  26. Renshaw, David (22 de março de 2014). «One Direction's 'Midnight Memories' named best-selling album of 2013». NME (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 21 de maio de 2022 
  27. McIntyre, Hugh (24 de março de 2015). «These Were The 10 Highest-Grossing Tours Of 2014». Forbes (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 14 de maio de 2022 
  28. Caulfield, Keith (26 de novembro de 2014). «One Direction's 'Four' Makes Historic No. 1 Debut on Billboard 200 Chart». Billboard (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Arquivado do original em 19 de maio de 2022 
  29. Myers, Justin (25 de agosto de 2015). «One Direction's Official Top 10 Biggest Selling Singles Revealed!» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 5 de maio de 2022 
  30. a b Trust, Gary (19 de junho de 2016). «Ask Billboard: One Direction's Career Sales». Billboard (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Arquivado do original em 19 de maio de 2022 
  31. Copsey, Rob (23 de julho de 2020). «10 chart facts you probably didn't know about One Direction» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 18 de maio de 2022 
  32. Grande, Ariana (2014). My Everything (CD). Republic Records (Universal Music Group) 
  33. Bromley, Melanie; Vulpo, Mike (23 de agosto de 2015). «One Direction Taking Extended Hiatus to Focus on Individual Projects—Are They Breaking Up for Good?». E! Online. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 17 de setembro de 2018 
  34. Savage, Mark (14 de abril de 2020). «One Direction are speaking about anniversary reunion, Liam Payne says». BBC News (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 9 de março de 2021 
  35. Lipshutz, Jason (25 de março de 2015). «23 Million Songs, 6 Million Albums & More: One Direction With Zayn Malik, By The Numbers». Billboard (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 20 de abril de 2022 
  36. «One Direction: Ten years of 1D, but is a reunion on the way? - CBBC Newsround». BBC (em inglês). 21 de julho de 2020. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 1 de outubro de 2021 
  37. Weatherby, Taylor (22 de fevereiro de 2017). «One Direction Beats Out Zayn Malik for Video of the Year at 2017 Brit Awards». Billboard (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 19 de maio de 2022 
  38. «Winners Database». American Music Awards (em inglês). Dick Clark Productions. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2022 
  39. «Winners Database». Billboard Music Awards (em inglês). Dick Clark Productions. Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2022 
  40. Vena, Jocelyn (25 de agosto de 2013). «One Direction: Eight Million Votes Prove The Boys Own 'Song Of The Summer'». MTV News (em inglês). Consultado em 21 de maio de 2022. Cópia arquivada em 7 de maio de 2022 
  41. a b Halperin, Shirley (24 de junho de 2016). «Harry Styles Signs Recording Contract With Columbia: Exclusive». Billboard (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Arquivado do original em 20 de maio de 2022 
  42. Ingham, Tim (9 de abril de 2017). «Harry Styles has launched his own independent label - Erskine Records». Music Business Worldwide (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 4 de abril de 2022 
  43. Tom, Lauren (31 de março de 2017). «Harry Styles Debuts Cover Art for First Solo Single, 'Sign of the Times'». Billboard (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 20 de maio de 2022 
  44. Elizabeth, De (16 de abril de 2017). «Harry Styles Just Topped Ed Sheeran For a MAJOR Milestone». Teen Vogue (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 31 de outubro de 2020 
  45. Trust, Gary (17 de abril de 2017). «Ed Sheeran Tops Hot 100 for 12th Week, as Harry Styles Starts at No. 4». Billboard (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 22 de abril de 2022 
  46. Smith, Da'Shan (7 de abril de 2017). «Here Are The Lyrics To Harry Style's 'Sign Of The Times'». Billboard (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 20 de abril de 2022 
  47. Wass, Mike (7 de abril de 2017). «Harry Styles Goes Solo With "Sign Of The Times"». idolator. Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 24 de maio de 2022 
  48. Relaxnews (7 de abril de 2017). «Harry Styles channels glam rock in post-One Direction debut». CTVNews (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2019 
  49. «50 Best Songs of 2017». Rolling Stone (em inglês). 29 de novembro de 2017. Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 21 de abril de 2022 
  50. Tiffany, Kaitlyn; Plaugic, Lizzie; Jennings, Rebecca (12 de maio de 2017). «Harry Styles is the new prince of pop and of memes». The Verge (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 20 de maio de 2022 
  51. McDermott, Maeve (8 de maio de 2017). «Harry Styles drops Jesus-like music video for 'Sign of the Times'». USA Today (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 23 de outubro de 2021 
  52. Beaumont-Thomas, Ben (22 de fevereiro de 2018). «Full list of winners at the 2018 Brit awards». The Guardian (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 13 de maio de 2022 
  53. Ungerman, Alex (1 de abril de 2017). «Harry Styles Officially Goes Solo, Shares Single Art and Release Date Ahead of 'SNL' Performance». Yahoo! (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 2 de abril de 2022 
  54. Harp, Justin (5 de abril de 2017). «Harry Styles is making solo UK debut on The Graham Norton Show». Digital Spy (em inglês). Consultado em 24 de maio de 2022. Cópia arquivada em 19 de março de 2022 
  55. Greenblatt, Leah (12 de maio de 2017). «Harry Styles Pays Tribute to His Musical Heroes on Solo Debut: EW Review». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 12 de maio de 2017 
  56. White, Jack (24 de maio de 2017). «How Harry Styles' album has performed in the charts across the world» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 17 de outubro de 2017 
  57. «Is Harry Styles' album worth the wait?». BBC News (em inglês). 11 de maio de 2017. Consultado em 9 de julho de 2022 
  58. Barlow, Eve (12 de maio de 2017). «Harry Styles' Solo Album: A Track-by-Track Breakdown». Variety (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 16 de outubro de 2017 
  59. «Reviews and Tracks for Harry Styles by Harry Styles». Metacritic. Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 24 de julho de 2017 
  60. Aswad, Jem (28 de novembro de 2017). «Grammy Nominations: 7 Biggest Snubs and Surprises». Variety (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 14 de janeiro de 2018 
  61. «50 Best Albums of 2017». Rolling Stone (em inglês). 27 de novembro de 2017. Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 24 de agosto de 2018 
  62. «Billboard's 50 Best Albums of 2017: Critics' Picks». Billboard (em inglês). 12 de dezembro de 2017. Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 13 de dezembro de 2017 
  63. «The Top 10 Albums of 2017». Time (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2017 
  64. «Top 40/M Future Releases». All Access (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022. Arquivado do original em 7 de agosto de 2017 
  65. dave (8 de novembro de 2017). «Harry Styles premieres 'Kiwi' music video». Sony Music UK (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  66. Ahern, Sarah (9 de maio de 2017). «Harry Styles 'Behind the Album' Documentary Gets Release Date on Apple Music». Variety (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  67. Blistein, Jon (8 de junho de 2017). «Harry Styles Plots Extensive 2018 Tour». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  68. Brooks, Dave (5 de maio de 2017). «Harry Styles Sells Out First World Tour in Seconds». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  69. Jones, Nate (20 de julho de 2017). «How Much Is Harry Styles in Dunkirk?». Vulture (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  70. McNary, Dave (11 de março de 2016). «Harry Styles, Fionn Whitehead to Star in Christopher Nolan WW2 Action-Thriller 'Dunkirk'». Variety (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  71. «Harry Styles beat thousands of actors for his role in Christopher Nolan's Dunkirk». Digital Spy (em inglês). 10 de abril de 2017. Consultado em 9 de julho de 2022 
  72. «Christopher Nolan didn't know how famous Harry Styles was». Associated Press (em inglês). 30 de abril de 2021. Consultado em 9 de julho de 2022 
  73. Collin, Robbie (17 de julho de 2017). «Dunkirk review: heart-hammering and heroically British, this is Christopher Nolan at the peak of his powers». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de julho de 2022 
  74. «Harry Styles At The BBC to hit BBC One this autumn». BBC Online (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  75. «Aria awards 2017: Gang of Youths win album of the year – as it happened». The Guardian (em inglês). 28 de novembro de 2017. Consultado em 9 de julho de 2022 
  76. «Today in Entertainment: America Ferrera is pregnant with first child; New Justin Timberlake album coming Feb. 2». Los Angeles Times (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  77. Hosken, Patrick. «Khalid Calls Normani 'Unmatchable' Ahead Of Their Love, Simon Collab». MTV News (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  78. «Yes, Harry Styles (that Harry Styles) will executive-produce a sitcom on CBS this fall». The Washington Post (em inglês). ISSN 0190-8286. Consultado em 9 de julho de 2022 
  79. Nast, Condé (21 de maio de 2019). «A Pig, A Swan, A Statue, A Headscarf — Harry Styles's New Gucci Campaign Is Even More Extra Than The Last». British Vogue (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  80. Nast, Condé (1 de agosto de 2019). «Alongside Harry Styles, Three Faces Of Gucci's New Campaign Discuss Its Hopeful Message». British Vogue (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  81. «5 Things To Know About The First Single From Harry Styles's Second Album, "Lights Up"». British Vogue (em inglês). 11 de outubro de 2019. Consultado em 9 de julho de 2022 
  82. Pace, Lilly (4 de novembro de 2019). «Harry Styles Just Announced His Sophomore Album 'Fine Line' and Nothing Else Matters». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  83. «Official Singles Chart Top 100» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 9 de julho de 2022 
  84. Pareles, Jon; Caramanica, Jon; Russonello, Giovanni (11 de outubro de 2019). «The Playlist: Harry Styles's Lite Rock Return, and 10 More New Songs». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 9 de julho de 2022 
  85. Spanos, Brittany (24 de outubro de 2019). «Harry Styles Pulling 'Double Duty' for 'SNL' as Host, Musical Guest». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  86. Shaffer, Shaffer; Legaspi, Legaspi (6 de dezembro de 2019). «Harry Styles Will Walk Through Fire for Love in New Song 'Adore You'». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  87. «Harry Styles | full Official Chart History». Official Charts Company. Consultado em 9 de julho de 2022 
  88. Trust, Gary (6 de abril de 2020). «The Weeknd's 'Blinding Lights' Shines at No. 1 on Billboard Hot 100 For Second Week». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  89. Kaufman, Gil (11 de dezembro de 2019). «Harry Styles Epically Guest-Hosts 'Late Late Show': Interviews Himself, Performs 'Adore You,' Hits 'Carpool' Lane: Watch». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  90. Haylock, Zoe (13 de dezembro de 2019). «Get Your Bell-Bottoms on, Harry Styles's New Album Is Out!». Vulture (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  91. Mylrea, Hannah (9 de dezembro de 2019). «Harry Styles – 'Fine Line' review: packed with personality and charm (and saucy lyrics)». NME (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  92. «Fine Line by Harry Styles Reviews and Tracks». Metacritic. Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 18 de dezembro de 2019 
  93. «Taylor Swift's Evermore reclaims Official Albums Chart top spot» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 9 de julho de 2022 
  94. Caulfield, Keith (22 de dezembro de 2019). «Harry Styles' 'Fine Line' Album Earns Huge No. 1 Debut on Billboard 200 Chart». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  95. Ivie, Devon (14 de dezembro de 2019). «A Timeline of Stevie Nicks and Her 'Love Child' Harry Styles's Friendship». Vulture (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  96. Shaffer, Claire (23 de março de 2020). «Stevie Nicks Calls Harry Styles' 'Fine Line' His 'Rumours' in COVID-19 PSA». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  97. «The 500 Greatest Albums of All Time». Rolling Stone (em inglês). 22 de setembro de 2020. Consultado em 9 de julho de 2022. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2020 
  98. «Watch Harry Styles' New "Falling" Video». Pitchfork (em inglês). 28 de fevereiro de 2020. Consultado em 9 de julho de 2022 
  99. Angermiller, Michele Amabile (18 de maio de 2020). «Harry Styles Unveils 'Watermelon Sugar' Visual; Cavities Abound (Watch)». Variety (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  100. Longmire, Becca (26 de outubro de 2020). «Harry Styles Sends Fans Wild With New Music Video For 'Golden' Single». ET Canada (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  101. Lavin, Will (1 de janeiro de 2021). «Harry Styles and Phoebe Waller-Bridge dance up a storm in 'Treat People With Kindness' video». NME (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  102. «HARRY STYLES "Fine Line" | (Radio Date: 19/11/2021)». radiodate.it (em italiano). Consultado em 9 de julho de 2022 
  103. «Joel Corry & MNEK keep Number 1 single, Billie Eilish scores highest new entry» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 9 de julho de 2022 
  104. Trust, Gary (10 de agosto de 2020). «Harry Styles' 'Watermelon Sugar' Surges to Top of Billboard Hot 100, Becoming His First No. 1». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  105. Melas, Chloe (13 de novembro de 2019). «Harry Styles announces 2020 tour». CNN (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  106. Editors, Vulture (24 de janeiro de 2021). «All the Live Events, Movie Releases, and Productions Affected by the Coronavirus». Vulture (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  107. Mamo, Heran (10 de junho de 2020). «Harry Styles Postpones North American Love On Tour Until Summer 2021». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  108. «Brit Awards 2020: Full list of nominees». BBC News (em inglês). 17 de fevereiro de 2020. Consultado em 9 de julho de 2022 
  109. McKenna, Lyndsey; Lorusso, Marissa (16 de março de 2020). «Harry Styles: Tiny Desk Concert». NPR (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  110. Haylock, Zoe (15 de julho de 2020). «The Joy of Sleeping With Harry Styles (on the Calm App)». Vulture (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  111. Warner, Denise (23 de novembro de 2020). «Here Are All the Winners From the 2020 AMAs». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  112. Gwee, Karen (25 de novembro de 2020). «Here are all the winners from the ARIA Awards 2020». NME (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  113. Atkinson, Katie (15 de outubro de 2020). «2020 Billboard Music Awards Winners: Complete List». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  114. Oganesyan, Natalie (10 de novembro de 2020). «Harry Styles Named Variety's Hitmaker of the Year». Variety (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  115. Freeman, Abigail. «2021 Grammy Award Nominations: The Full List». Forbes (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  116. Warner, Denise (14 de março de 2021). «Here Are All the Winners From the 2021 Grammy Awards». Billboard (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  117. Skinner, Tom (11 de maio de 2021). «Here are all the winners from the BRIT Awards 2021». NME (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  118. «Harry Styles, Lianne La Havas, Dave and Fraser T Smith win Ivor awards». The Guardian (em inglês). 21 de setembro de 2021. Consultado em 9 de julho de 2022 
  119. Paul, Larisha (19 de outubro de 2021). «Harry Styles Will Apparently Arouse Everyone as Eros in MCU's 'Eternals'». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 9 de julho de 2022 
  120. «Introducing Pleasing, Harry Styles' first brand». British GQ (em inglês). 15 de novembro de 2021. Consultado em 9 de julho de 2022 
  121. Dailey, Hannah (28 de março de 2022). «Harry Styles Announces First Single From 'Harry's House' — and It's Coming Soon». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  122. «Nothing is As It Was with Harry Styles' career-best new debut» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 10 de julho de 2022 
  123. Trust, Gary (11 de abril de 2022). «Harry Styles' 'As It Was' Launches at No. 1 on Billboard Hot 100». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  124. Aniftos, Rania (16 de abril de 2022). «Harry Styles Debuts 2 New Songs, Performs With Shania Twain & Dances the Night Away for Coachella Headlining Set». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  125. «Harry Styles Releases New Album Harry's House: Listen and Read the Full Credits». Pitchfork (em inglês). 20 de maio de 2022. Consultado em 10 de julho de 2022 
  126. «Harry Styles boasts fastest-selling album of the year to date with Harry's House» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 10 de julho de 2022 
  127. Caulfield, Keith (29 de maio de 2022). «Harry Styles' 'Harry's House' Debuts at No. 1 on Billboard 200 With Half-Million-Plus First Week in U.S.». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  128. «Harry Styles achieves rare UK Official Chart Double this week» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 10 de julho de 2022 
  129. Zellner, Xander (1 de junho de 2022). «Harry Styles Returns to No. 1 on Billboard Artist 100 Chart Thanks to 'Harry's House' Debut». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  130. Trust, Gary (31 de maio de 2022). «Harry Styles Returns to No. 1 on Billboard Hot 100 With 'As It Was,' Debuts 3 Songs in Top 10». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  131. Nick, Romano. «First look at Harry Styles and Florence Pugh's 'Don't Worry Darling' stops you dead in your tracks». Entertainment Weekly (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  132. «See Harry Styles in costume as he films LGBTQ+ drama My Policeman». Digital Spy (em inglês). 6 de maio de 2021. Consultado em 10 de julho de 2022 
  133. Daly, Rhian (12 de junho de 2022). «Baz Luhrmann says Harry Styles "embodies so much of Elvis"». NME (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  134. «"This Collection Is a True Act of Love"—Alessandro Michele on His Gucci Ha Ha Ha Collab With Harry Styles». Vogue (em inglês). 20 de junho de 2022. Consultado em 10 de julho de 2022 
  135. a b Cooper, Leonie (11 de maio de 2017). «Harry Styles - 'Harry Styles' Review». NME (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  136. Raguraman, Anjali (17 de maio de 2017). «Soft rock with an edge». The Straits Times (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  137. Appleford, Steve (20 de maio de 2017). «Harry Styles Emulates Folk-Rock Heroes at Intimate Los Angeles Gig». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  138. Powers, Ann (16 de maio de 2017). «Why Harry Styles Really Might Be Rock's Savior». NPR (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  139. Sheffield, Rob (12 de maio de 2017). «Review: Harry Styles Is a True Rock Star on Superb Solo Debut». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  140. «Harry Styles' New Album Rocks Hard». Time (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  141. a b Coscarelli, Joe (11 de maio de 2017). «Harry Styles Opens Up, Slightly, About Going Solo With a Rock Edge». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 10 de julho de 2022 
  142. a b McDermott, Maeve. «Harry Styles interview: Writing his new album was 'like therapy'». USA Today (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  143. Mylrea, Hannah (9 de dezembro de 2019). «Harry Styles – 'Fine Line' review: packed with personality and charm (and saucy lyrics)». NME (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  144. Nast, Condé (30 de novembro de 2017). «Harry Styles Moves Like Jagger, But His Heart Belongs to Shania Twain». Vogue (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  145. a b Sheffield, Rob; Sheffield, Rob (29 de agosto de 2019). «The Harry Styles Hit List: A Few of His Favorite Things». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  146. «Harry Styles on Walking Away From One Direction, Befriending Stevie Nicks, and Being Robbed at Knifepoint». Howard Stern (em inglês). 2 de março de 2020. Consultado em 10 de julho de 2022 
  147. Johnson, Kevin C. «Harry Styles lights up Enterprise Center with rock-star swagger, and it's worth the wait». STLtoday.com (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  148. «Harry Styles impresses the crowds at London's O2 Arena with funk and flair - review». The Independent (em inglês). 17 de abril de 2018. Consultado em 10 de julho de 2022 
  149. «Harry Styles' bandmates Sarah Jones & Mitch Rowland expecting a baby». Capital FM (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  150. «Meet Harry Styles' new band members as Love On Tour begins». Capital FM (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  151. «Review: Harry Styles brings fans to emotional highs and lows at Tacoma Dome stop of Love on Tour». The Seattle Times (em inglês). 8 de novembro de 2021. Consultado em 10 de julho de 2022 
  152. a b Sheffield, Rob (6 de agosto de 2015). «16 Reasons One Direction Are on Top of Stadium Rock». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  153. Kaufman, Gil (18 de maio de 2022). «Harry Styles Talks Showing His 'Bum Bum' on Film, Denies 'Daylight' Is About Taylor Swift on Howard Stern». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  154. a b «The five best things that happened at Harry Styles' London show». The Face (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  155. «'Freddie Mercury would be proud': Fans praise Harry Styles' Coachella looks». The Independent (em inglês). 24 de abril de 2022. Consultado em 10 de julho de 2022 
  156. David, Mark (19 de julho de 2019). «Harry Styles Takes Huge Hit on Sale of Sunset Strip Home». DIRT (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  157. Halperin, Shirley (2 de dezembro de 2020). «This Charming Man: Why We're Wild About Harry Styles». Variety (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  158. Ivey, Prudence (17 de julho de 2019). «Harry Styles buys £8.8m semi near first north London property». Evening Standard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  159. «Harry Styles on LA Life, His Love Life and the After-Life». AnotherMan (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  160. «Playtime With Harry Styles: "You Can Never Be Overdressed"». Vogue (em inglês). 13 de novembro de 2020. Consultado em 10 de julho de 2022 
  161. a b c Stoppard, Lou. «Exclusive: Harry Styles Reveals the Meaning Behind His New Album, 'Harry's House'». Better Homes & Gardens (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  162. «Caroline Flack on Harry Styles romance: 'It was a laugh, until I started being called paedophile in the street'». Irish Independent (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  163. Reporters, Telegraph (18 de abril de 2017). «Harry Styles finally opens up about Taylor Swift: 'Relationships are hard - but her songs are bloody good'». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 10 de julho de 2022 
  164. Haylock, Zoe (13 de dezembro de 2019). «Everything We Know About Harry Styles's Ex-Girlfriend, Based on Fine Line». Vulture (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  165. «Harry Styles' New Song Features a Voicemail From Ex Camille Rowe». Paper (em inglês). 13 de dezembro de 2019. Consultado em 10 de julho de 2022 
  166. «Harry Styles' Fine Line is a dextrous, audacious album a little too in thrall to music's greats». The Independent (em inglês). 17 de fevereiro de 2020. Consultado em 10 de julho de 2022 
  167. «Olivia Wilde on Making Sustainability Sexy, Freeing the Nipple, and the Importance of a Social Media Cleanse». Vogue (em inglês). 12 de outubro de 2021. Consultado em 10 de julho de 2022 
  168. «Olivia Wilde Promoted Harry Styles' New Album on Instagram». Harper's Bazaar (em inglês). 19 de maio de 2022. Consultado em 10 de julho de 2022 
  169. «Harry Styles & Olivia Wilde's Style Is Still Perfectly In Sync». British Vogue (em inglês). 10 de agosto de 2021. Consultado em 10 de julho de 2022 
  170. a b c d «Harry Styles: 'I'm not just sprinkling in sexual ambiguity to be interesting'». The Guardian (em inglês). 14 de dezembro de 2019. Consultado em 10 de julho de 2022  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome ":13" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  171. a b «This One Direction interview got us death threats». British GQ (em inglês). 24 de agosto de 2015. Consultado em 10 de julho de 2022 
  172. a b «Harry Styles Says He's Never Labeled His Sexuality». Teen Vogue (em inglês). 15 de maio de 2017. Consultado em 10 de julho de 2022 
  173. «Harry Styles: the boy is back». The Face (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  174. «How Did Harry Styles Become So Much Richer Than The Rest Of One Direction?». British Vogue (em inglês). 11 de maio de 2019. Consultado em 10 de julho de 2022 
  175. Dodgson, Lindsay. «The 11 richest young musicians in Britain». Business Insider (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  176. «Ed Sheeran tops young musicians rich list for second year running». ITV News (em inglês). 13 de maio de 2020. Consultado em 10 de julho de 2022 
  177. «UK's richest musicians revealed in Sunday Times Rich List 2021» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 10 de julho de 2022 
  178. Dean, Jonathan. «The 40 richest musicians in the UK and Ireland». The Sunday Times (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 10 de julho de 2022 
  179. «Patrons & Ambassadors». Trekstock. Consultado em 10 de julho de 2022. Arquivado do original em 30 de outubro de 2014 
  180. Lee, Ashley (26 de dezembro de 2013). «Taylor Swift, One Direction Top List of Most Charitable Stars». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  181. Bacon, Lucy (26 de setembro de 2014). «Harry Styles Shows His Support For Emma Watson's #HeForShe Campaign». MTV UK (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022. Arquivado do original em 8 de agosto de 2018 
  182. «Harry Styles Archives». Drop4Drop (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022. Cópia arquivada em 11 de agosto de 2018 
  183. «Harry Styles Donates His Hair To Charity & That's The Best Reason Of All For Cutting His Locks». Bustle (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  184. Horowitz, Steven J. (20 de maio de 2017). «Watch Harry Styles Duet With Stevie Nicks During Secret Show at L.A.'s Troubadour». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  185. Willman, Chris (22 de outubro de 2017). «Pink, Lorde, Sam Smith, and Two One Directioners Stand Up to Cancer at Hollywood Bowl». Variety (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  186. Aswad, Jem (19 de julho de 2018). «Harry Styles Tour Tally: Nearly 1 Million Tickets Sold, $1.2 Million in Charity Donations (EXCLUSIVE)». Variety (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  187. «Treat People With Kindness». Harry Styles | Official Website. Consultado em 10 de julho de 2022. Arquivado do original em 2 de agosto de 2018 
  188. Halperin, Shirley (9 de dezembro de 2021). «Harry Styles 'Love on Tour' Grosses $95 Million, Collects $1 Million for Charity Partners After 42 Sold-Out Shows». Variety (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  189. Singh, Olivia. «9 times Harry Styles was a champion for the LGBTQ community». Insider (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  190. Maher, Natalie (2 de março de 2018). «Harry Styles Signed March For Our Lives Petition & Says 'You Should Too'». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  191. Tornow, Sam (27 de junho de 2018). «Harry Styles Adds a 'Black Lives Matter' Sticker to His Guitar at Detroit Show». Billboard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  192. Sheffield, Rob (26 de agosto de 2019). «The Eternal Sunshine of Harry Styles». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022. Arquivado do original em 26 de agosto de 2019 
  193. Rainbird, Ashleigh (22 de fevereiro de 2013). «"I lean to the left": Harry Styles reveals his political direction is Labour». Daily Mirror (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  194. Ruby, Jennifer (6 de julho de 2016). «Harry Styles visits House of Lords to attend Brexit debate». Evening Standard (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  195. Murison, Krissi. «Exclusive interview: Harry Styles on his new album and life after One Direction». The Times (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 10 de julho de 2022 
  196. Bailey, Alyssa (15 de junho de 2020). «Harry Styles Has Committed to a Mustache and Beard in Quarantine». Elle (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  197. «Harry Styles donates to arrested Black Lives Matter activists». The Independent (em inglês). 1 de junho de 2020. Consultado em 10 de julho de 2022 
  198. Bailey, Alyssa (3 de junho de 2020). «Harry Styles Joined a Los Angeles Black Lives Matter Protest». Elle (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  199. Kurtz, Judy (27 de outubro de 2020). «Harry Styles backs Biden: 'If I could vote in America, I'd vote with kindness'». The Hill (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  200. Garcia, Thania (2 de junho de 2022). «Harry Styles Donates His Apple Commercial Paycheck to Refugee-Aid Organization». Variety (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  201. «What does Harry Styles's 'TPWK' stand for as his second album approaches?». Capital FM (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  202. «Review: Harry Styles preaches kindness at D.C. show». The Daily Tar Heel. Consultado em 10 de julho de 2022 
  203. Davies-Day, Rachel (6 de junho de 2018). «Harry Styles' New T-Shirts In Celebration Of Pride Are All We Wanna Wear This Summer». MTV UK (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022. Arquivado do original em 29 de março de 2020 
  204. «'Small changes make a big difference': Harry Styles tells the story of Treat People With Kindness». Music Week (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  205. «Harry Styles is covering the world in teaser posters for new music 'Do You Know Who You Are'». Capital FM (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  206. «Buzz For Harry Styles' New Album Begins: See The Mysterious Poster». iHeart (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 
  207. «'I'll wait for you': Harry Styles encouraging words for fans». SBS (em inglês). Consultado em 10 de julho de 2022 

Ligações externas

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre Harry Styles:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons
Wikidata Base de dados no Wikidata