Elton John

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Fevereiro de 2008). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sir Elton John
GBE
Elton John no palco em julho de 2008.
Informação geral
Nome completo Reginald Kenneth Dwight
Também conhecido(a) como Rockaday Johnnie, "Rocket Man" e Sir Elton John
Nascimento 25 de março de 1947 (69 anos)
Origem Londres, Inglaterra  Reino Unido
Gênero(s) Rock, Rhythm and Blues, Pop, Pop Rock, Soft Rock, Glam Rock, Rock Progressivo, Hard Rock, Art Rock, Rock Psicodélico, Blues Rock, Rock sinfônico
Ocupação(ões) Cantor, compositor e produtor
Cônjuge David Furnish
Instrumento(s) Vocal, piano, teclado
Período em atividade 1964 - atualmente
Gravadora(s) DJM
Geffen
Island
Interscope
Rocket Records
Capitol
Virgin EMI
Universal
Afiliação(ões) Billy Joel
Queen
John Lennon
Kiki Dee
Guns N' Roses
Eminem
Eric Clapton
Lady Gaga
Shania Twain
Ed Sheeran
Influência(s) Elvis Presley, Bill Haley
Página oficial www.eltonjohn.com

Sir Elton Hercules John, Kt, GBE (nascido Reginald Kenneth Dwight; Londres, 25 de março de 1947),[1] é um pianista, cantor, compositor e produtor. Ele trabalha com o letrista Bernie Taupin como seu parceiro de composição desde 1967; eles colaboraram em mais de 30 álbuns até à data. Em sua carreira de cinco décadas, Elton John já vendeu mais de 300 milhões de discos, tornando-o um dos mais vendidos artistas musicais no mundo.[2][3] Ele tem mais de cinquenta sucessos no Top 40, incluindo sete consecutivos álbuns No. 1 nos Estados Unidos, 58 singles na Billboard Top 40, 27 Top 10, quatro No. 2 e nove No. 1. Durante 31 anos consecutivos (1970-2000), ele tinha ao menos uma canção na Billboard Hot 100. Seu único tributo, uma reescrita em dedicação a falecida princesa Diana, Candle in the Wind 1997, vendeu mais de 33 milhões de cópias em todo o mundo e é o single mais vendido na história do Reino Unido e dos EUA nas paradas de singles.[4][5] Ele também compôs as músicas, produziu álbuns, e ocasionalmente, atuou em filmes. John foi dono do Watford Football Club de 1976-1987 e 1997 a 2002. Ele é um presidente honorário vitalício do clube, e em 2014 teve uma posição com o seu nome no estádio do clube.

Elton John nasceu como Reginald Dwight, em 1947, e cresceu na área de Pinner, Londres. Ele aprendeu a tocar piano cedo, e em 1962 havia formado o Bluesology. John conheceu seu parceiro de composição, Bernie Taupin, em 1967, depois de ambos responderem a um anúncio para compositores. Por dois anos, eles escreveram canções para outros artistas, incluindo Roger Cook e Lulu, e John também trabalhou como músico de estúdio para artistas como The Hollies e the Scaffold. Em 1969, seu álbum de estréia, Empty Sky, foi lançado. Em 1970, um single, Your Song, de seu segundo álbum, Elton John, alcançou o top dez no Reino Unido e dos EUA, seu primeiro single de sucesso.

Ele recebeu cinco prêmios Grammy, cinco Brit Awards - vencendo dois prêmios de contribuição para a música e o primeiro Brits Ícone em 2013 por seu "impacto duradouro sobre a cultura britânica", um Oscar, um Globo de Ouro, um prêmio Tony, um Disney Legends, e o Kennedy Center Honors, em 2004. No mesmo ano, a Rolling Stone classificou-o o número 49 em sua lista dos 100 músicos influentes da era do rock and roll.[6] Em 2013, a Billboard o colocou como o artista solo masculino mais bem sucedido na Billboard Hot 100 de todos os tempos (terceiro no geral atrás dos Beatles e Madonna).[7] Ele foi introduzido no Rock and Roll Hall of Fame em 1994, induzido no Songwriters Hall of Fame, e é membro da Academia Britânica de letristas, compositores e autores. Tendo sido nomeado a uma Ordem do Império Britânico em 1996, John foi feito um Cavaleiro Celibatário pela Elizabeth II por "serviços prestados à música e serviços de caridade" em 1998.[8] John já se apresentou em uma série de eventos reais, como o funeral da princesa Diana na Abadia de Westminster, em 1997, a festa no Palácio em 2002 e o Concerto Jubileu de Diamante da Rainha no lado de fora do Palácio de Buckingham em 2012.

Ele tem sido fortemente envolvido na luta contra a AIDS desde o final dos anos 1980.[9] Em 1992, ele criou a Elton John AIDS Foundation e um ano depois começou a hospedar a festa anual do Oscar, que desde então se tornou uma das partes do Oscar de maior destaque na indústria cinematográfica de Hollywood. Desde a sua criação, a fundação arrecadou mais de US $ 200 milhões.[10] John, que anunciou que ele era bissexual em 1976 e tem sido abertamente gay desde 1988, entrou em uma união civil com David Furnish, em 21 de dezembro de 2005, e após o casamento entre pessoas do mesmo sexo tornou-se legal na Inglaterra e País de Gales em 2014, eles se casaram em 21 de dezembro de 2014. Ele continua a ser visto como um herói para os movimentos sociais LGBT em todo o mundo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Infância e juventude: interesse pela música[editar | editar código-fonte]

Reginald Kenneth Dwight cresceu em Pinner em uma council house que pertencia aos seus avós maternos. Filho de Sheila Eileen (Harris) e Stanley Dwight, começou a tocar piano com três anos de idade e foi educado na Pinner Wood Junior School, Reddiford School e mais tarde na Pinner County Grammar School, onde mais tarde iria conseguir uma bolsa de estudos para a Royal Academy of Music. Sua mãe, embora fosse rigorosa, era também mais carinhosa e dedicada do que o pai. Stanley Dwight é descrito atualmente por Elton como um pai desnaturado e grosseiro, que o agredia verbalmente várias vezes.

A família colecionava muitos álbuns musicais, o que o fez se interessar pelo estilo de Elvis Presley e Bill Haley & His Comets durante a década de 1950. Seu pai, antigo tenente da RAF, tocava trompete em uma banda amadora chamada Bob Millar Band, que animava festas militares. Quando percebeu que o filho começava a se interessar pela carreira musical, tentou convencê-lo a seguir uma carreira mais convencional. O garoto não aceitou os conselhos do pai e sua rotina passou a ser bastante agitada, tocando em festas e reuniões de família. Iniciou seus estudos de música aos sete anos, tornando-se um aluno de destaque nas escolas onde estudou, sendo comparado a Jerry Lee Lewis por seus colegas de classe. Aos onze anos, conseguiu uma bolsa de estudos para a Royal Academy of Music, uma das instituições musicais mais respeitadas do Reino Unido. Aos quinze anos, seus pais se divorciaram e sua mãe foi viver com um pintor, chamado Fred Farebrother. Fred se tornou um padrasto carinhoso, assumindo o lugar da figura paterna, que seu pai biológico nunca assumiu.

Vida adulta[editar | editar código-fonte]

Na década de 70, já consagrado com o nome artístico de Elton John, foi considerado pela crítica como um dos maiores cantores de rock na década, com canções de sucesso como Your Song e Goodbye Yellow Brick Road. Entretanto, a fama trouxe também o envolvimento com as drogas. Em 1974, usou cocaína pela primeira vez, quando estava gravando o álbum Caribou, no estúdio Caribou Ranch (en), no Colorado. Ao entrar em uma sala atrás do estúdio, viu seu empresário e mais algumas pessoas utilizando a droga. Segundo declarou em uma entrevista concedida ao periódico britânico The Telegraph em outubro de 2010, ele perguntou “What on earth is that?” (expressão que significa "Que diabos é isso?"). Eles responderam e Elton pediu para experimentar também. A partir de então, o uso de drogas o fez passar por inúmeras tribulações, como relacionamentos interrompidos e tentativas de suicídio. Houve momentos em que se convenceu que estava prestes a morrer, com graves convulsões, mas sua paixão pela música o fazia superar tudo, segundo relatou também na entrevista ao Telegraph.[11]

Elton sempre teve o sonho de ser dono do clube de futebol pelo qual torcia, o Watford FC, tendo realizado esse projeto em 1976, quando o clube figurava na série B da Liga Inglesa. Injetou recursos para contratações, levando o clube até a primeira divisão. Vendeu-o em 1987, mesmo ano em que sofreria uma intervenção cirúrgica nas cordas vocais, que o afastaria dos palcos por vários meses. Também ajuda um clube de futebol da Austrália e é dono de um restaurante em Hollywood.[carece de fontes?]

Apesar de ter declarado sua bissexualidade em 1976, em entrevista à revista Rolling Stone, casou-se com a engenheira de som Renate Blauel em 1984, tendo a união se dissolvido em 1988.

Elton John no World AIDS Day - dezembro de 2011 em Sydney

John é filantropo e participou do Live Aid de 1985, ao lado de artistas como David Bowie, Sting, Phil Collins, entre outros. Mantém também a Fundação Elton John para a AIDS (en), tida como uma das maiores do mundo no gênero, criada em 1992.

Em 2005, Elton uniu-se em contrato civil com David Furnish, com quem já convivia desde meados da década de 90. Em dezembro de 2014 oficializaram a união, convertida para casamento, em uma cerimônia realizada em sua propriedade na cidade de Windsor, tendo como convidados celebridades como o casal David e Victoria Beckham, o ator David Walliams e o músico Ed Sheeran. Também estavam presentes os dois filhos do casal, Zachary e Elijah, nascidos através de gestação em "barriga de aluguel", Zachary em 2010 e Elijah em 2013.[12]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Ainda na adolescência, no início dos anos 60, integrou o grupo de blues Bluesology (en). Em 1967, já não participando mais da banda, estabeleceu parceria com o letrista Bernie Taupin, com quem lançou grande parte de sua obra musical, mantendo-se a parceria até os dias de hoje. Adotou nessa época o nome artístico de Elton John, inspirado nos nomes de dois integrantes da Bluesology, Elton Dean (saxofonista) e Long John Baldry (líder).[13]

Apesar de ter lançado o disco Empty Sky em 1969, que não trazia em seu repertório algum imediato sucesso, a guinada de sua carreira ocorreu com o lançamento do disco Elton John, de 1970, que o lançou como cantor de sucesso nos Estados Unidos e trouxe ao público um de seus maiores sucessos, a canção Your Song.

Bernie Taupin e Elton John em 1971.

Em 1972, Elton John lança sua canção Crocodile Rock, composta em parceria com Bernie Taupin, no estúdio francês Château d'Hérouville (en). Neste mesmo ano, lançaria o álbum Honky Château, com a canção Rocket Man, também composta em parceria com Taupin.

Depois de Crocodile Rock e Rocket Man, vieram outras canções também de grande sucesso, destacando-se os álbuns Goodbye Yellow Brick Road (1973) e Captain Fantastic and The Brown Dirt Cowboy (1975). São também os seus discos mais bem colocados no ranking de melhores discos do século XX elaborado pela revista Rolling Stone.

Sua carreira atravessa quase cinco décadas de ininterrupto sucesso. Nos anos setenta, época que muitos consideram como sendo o auge da sua carreira (foi considerado o segundo artista mais importante dessa década, superado apenas por Paul McCartney), já podia ser considerado como um dos maiores cantores de rock do planeta.

Além de Bernie Taupin, outros letristas trabalharam com Elton, entre os quais Gary Osborne e Tim Rice. Enquanto a parceria com o primeiro está presente nos discos A Single Man, 21 at 33, The Fox, Jump Up! e Leather Jackets, o trabalho com o segundo, iniciado com a música Legal Boys, de 1982, resultou anos depois na trilha sonora dos filmes O Rei Leão (1994), com a qual Elton ganhou o Oscar de melhor canção original por Can You Feel the Love Tonight, e O Caminho para El Dorado (2001).

Elton John manteve-se em evidência na década de 1980, época em que lançou um álbum inédito por ano, levando ao público hits como I Guess That's Why They Call It the Blues (en), I'm Still Standing, Sacrifice, Nikita e diversos outros.

Em janeiro de 1987, submeteu-se a uma intervenção cirúrgica na garganta, depois de ter sido diagnosticado com pequenos pólipos nas suas cordas vocais, que lhe causavam dores, levando ao cancelamento da tournê Tour De Force (en) na Austrália no final de 1986.[14] Segundo a revista Rolling Stone, o problema na sua garganta foi causado pelo uso descontrolado de cocaína e álcool.[15] Depois dessa cirurgia, sua voz teria sofrido uma diminuição na altura (pitch).[16]

Embora tenha diminuído o ritmo de lançamento de novos discos, Elton John permaneceu em evidência na década de 1990, lançando canções de sucesso como Can You Feel the Love Tonight, Something About The Way You Look Tonight (en), Blessed (canção de Elton John) (it) e o álbum The One. Nos últimos anos compôs o musical Aida um enorme sucesso da Broadway, lhe rendendo um Tony Award de Melhor Trilha Sonora Original. Também compôs para Billy Eliot, outro sucesso da Broadway e Lestat, que ficou em cartaz em 2006.

Em 1992, Elton cantou com a banda Queen, a música The Show Must Go On no Freddie Mercury Tribute Concert. Ele cantou neste mesmo concerto, em homenagem a Freddie Mercury, a música Bohemian Rhapsody, junto com Axl Rose e os integrantes restantes do Queen.

É o único artista que até hoje conseguiu obter seis lançamentos consecutivos no primeiro lugar da Billboard, sendo detentor, ademais, do recorde de single de maior vendagem da história, com a adaptação feita em 1997 da canção Candle in the Wind em homenagem à Princesa Diana, com quem tinha uma grande amizade. O single totalizou quarenta milhões de cópias vendidas.

Em 2007, Elton John comemorou o seu aniversário de sessenta anos, realizando o seu sexagésimo show no Madison Square Garden, em Nova York. O discurso de abertura do espetáculo foi feito pelo ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton.

Em 2008, foi escolhido pela Billboard como o cantor solo de maior sucesso da história.

Duetos[editar | editar código-fonte]

Elton John é um dos artistas que mais fizeram duetos na história da música. Entre seus duetos estão:

  • Elton John & Christina Aguilera Bennie and The Jets (Ao vivo no Fashion Rocks)
  • Elton John & Tina Turner - The Bitch Is Back (somente ao vivo, em 1995 e 1999)
  • Elton John & John Lennon - Whatever Gets You Thru The Night e I Saw Her Standing There (esta última somente ao vivo no Madison Square Garden - 1974)
  • Elton John & Ray Charles - Sorry Seems To Be The Hardest Word
  • Elton John & Joss Stone - Calling It Christmas (Elton John's Christmas Party - 2005)
  • Elton John, Axl Rose & Queen - Bohemian Rhapsody (somente ao vivo no tributo a Freddie Mercury)
  • Elton John & Queen - The Show Must Go On (somente ao vivo no tributo a Freddie Mercury)
  • Elton John, Stevie Wonder, Dionne Warwick & Gladys Knight - That's What Friends Are For
  • Elton John & France Gall - Les Aveux e Donner Pour Donner
  • Elton John & Spice Girls - Don't Go Breaking My Heart (somente ao vivo)
  • Elton John & Cliff Richard - Slow Rivers (Leather Jackets - 1986)
  • Elton John & Eric Clapton - Runaway Train (The One - 1992)
  • Elton John, George Harrison, Eric Clapton, Ringo Starr & Phil Collins - While My Guitar Glenty Weeps (somente ao vivo)
  • Elton John, Paul McCartney, Eric Clapton & Sting - Hey Jude (somente ao vivo)
  • Elton John & Eminem - Stan (somente ao vivo)
  • Elton John & Pet Shop Boys - Believe/Song For Guy (somente ao vivo)
  • Elton John & Rihanna - The Bicth Is Back (Ao Vivo no Fashion Rocks em 2006)
  • Elton John, Eric Clapton & Mark Knopfler - Sunshine Of Your Love e Sacrifice (somente ao vivo)
  • Elton John & Guns N' Roses - November Rain (somente ao vivo no VMA de 1992)
  • Elton John & Ronan Keating - Your Song (somente ao vivo)
  • Elton John & Billy Joel - Goodbye Yellow Brick Road (somente ao vivo) (One Night Only - 2000)
  • Elton John & Anastacia - Saturday Night's Alright For Fighting (somente ao vivo) (One Night Only - 2000)
  • Elton John & Mary J. Blige - I Guess That's Why They Call It The Blues (somente ao vivo) (One Night Only - 2000)
  • Elton John & Bryan Adams - Saturday Night's Alright For Fighting (somente ao vivo) e Sad Songs Say So Much (somente ao vivo) (One Night Only - 2000)
  • Elton John & Ronan Keating - Your Song (somente ao vivo) (One Night Only - 2000)
  • Elton John & Patti LaBelle - Your Song
  • Elton John & Alessandro Safina - Your Song 2002
  • Elton John & LeAnn Rimes - Written In The Stars (Elton John & Tim Rice's Aida - 1999)
  • Elton John & Janet Jackson - I Know The Truth (Elton John & Tim Rice's Aida - 1999)
  • Elton John, Heather Headley & Sherie Scott - A Step Too Far (Elton John & Tim Rice's Aida - 1999)
  • Elton John & Lulu - The Messenger (Elton John & Tim Rice's Aida - 1999)
  • Elton John & Blue - Sorry Seems To Be The Hardest Word
  • Elton John & Shania Twain - You're Still The One e Something About The Way You Look Tonight
  • Elton John & Dolly Parton - Turn The Lights Out When You Leave e Imagine (somente ao vivo)
  • Elton John & Luciano Pavarotti - Live Like Horses
  • Elton John & Backstreet Boys - The One, I Want It That Way e Friends Will Be Friends (somente ao vivo)
  • Elton John & Cher - Bennie And The Jets (ao vivo no Cher Show)
  • Elton John & Eminem - Stan (ao vivo no 43º Grammy)
  • Elton John & Lady Gaga - Speechless/Your Song (ao vivo no 52º Grammy)
  • Elton John & Bee Gees - Up the Revolution (The Bunbury Tails - 1992)
  • Elton John & Kiki Dee - Don't Go Breaking My Heart, Loving You Is Sweeter Than Ever e True Love (esta última no Duets - 1993)
  • Elton John & k. d. lang - Teardrops (Duets - 1993)
  • Elton John & P.M. Dawn - When I Think About Love (Duets - 1993)
  • Elton John & Little Richard - The Power (Duets - 1993)
  • Elton John & Don Henley - Shakey Ground (Duets - 1993)
  • Elton John & Chris Rea - If You Were Me (Duets - 1993)
  • Elton John & Tammy Wynette - A Woman's needs (Duets - 1993)
  • Elton John & Nik Kershaw - Old Friend (Duets - 1993)
  • Elton John & Gladys Knight - Go On and On (Duets - 1993)
  • Elton John & RuPaul - Don't Go Breaking My Heart (Duets - 1993)
  • Elton John & Marcella Detroit - Ain't Nothing Like The Real Thing (Duets - 1993)
  • Elton John & Paul Young - I'm Your Puppet (tendo feito sucesso no Brasil ao se tornar o hit da trilha sonora internacional da novela "A Viagem")
  • Elton John & Bonnie Raitt - Love Letters (Duets - 1993)
  • Elton John & Leonard Cohen - Born to Lose (Duets - 1993)
  • Elton John & George Michael - Don't Let The Sun Go Down On Me (somente ao vivo) (Duets - 1993)
  • Elton John & Olivia Newton-John - "Candle in the Wind" (Hollywood Nights - 1980)
  • Elton John & Tupac Shakur - Ghetto Gospel (Lançada no álbum postumo Loyal to the Game - 2004 de Tupac Shakur)
  • Elton John & Lady Gaga - Speechless-Your Song (Ao vivo no Grammy de 2010)
  • Elton John & Aretha Franklin - Through The Storm
  • Elton John & Aretha Franklin - Border Song (somente ao vivo) (1993)
  • Elton John & Christina Aguilera - Fashion Rocks (ao vivo ) (2006)
  • Elton John & Patrick Stump - Save Rock and Roll (Última faixa do álbum de mesmo nome) (2013)
  • Elton John & Gary Barlow - Face To Face

Apresentações nos países lusófonos[editar | editar código-fonte]

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Elton John esteve pela primeira vez em Portugal em 1971 no Festival de Vilar de Mouros. Em setembro de 2000, teve um concerto marcado no Casino Estoril que foi cancelado, depois que Elton abandonou o local sem dar explicação. Posteriormente queixou-se do fumo no salão preto e prata do casino.[17]

Atuou novamente a 28 de junho de 2009 no Pavilhão Atlântico.[18]

Atuou novamente a 22 de Maio de 2010 no Parque Bela Vista em Lisboa no "Rock in Rio".[19]

Atuou dia 14 de Julho[necessário esclarecer] no Festival Marés Vivas, que acontece entre 14 e 16 de julho de 2016.[20]

Vai atuar dia 11 de Dezembro de 2016 no Pavilhão Atlântico.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

A primeira vez que Elton esteve no Brasil foi no ano de 1978, para passar o carnaval, junto com os amigos Rod Stewart e Peter Frampton. Não houve espetáculos durante a sua estadia.

A segunda vez foi durante a turnê do álbum Made in England, em 1995, quando se apresentou tanto em São Paulo (23 de novembro, no Estádio do Ibirapuera), quanto no Rio de Janeiro (25 de novembro, no Estádio do Flamengo). Sua vinda em 1992, com a turnê do álbum The One, foi cancelada após a abertura das vendas dos ingressos.

Em fevereiro de 2007, chegou a ter um show grátis confirmado, que aconteceria na Praia de Copacabana, e seria nos mesmos moldes do show dos Rolling Stones de 2006. Porém, depois de diversas informações desencontradas e o adiamento, por fim o show acabou cancelado.

Em janeiro de 2009 ele retornou ao Brasil, com o show baseado em sua turnê Rocket Man, de 2007, que passou pelas cidades de São Paulo (Arena Skol Anhembi), no dia 17 de janeiro, exibido ao vivo pela Rede Globo e pelo canal por assinatura Multishow, e Rio de Janeiro (Praça da Apoteose), no dia 19 de janeiro. Quem fez a abertura dos shows foi o também cantor pop britânico James Blunt. No dia 15 de janeiro houve um show particular para o patrocinador, o Banco Cruzeiro do Sul, e seus convidados na Sala São Paulo, na capital paulista, com lotação limitada a mil pessoas.

Tocou o dia 23 de setembro de 2011 na cidade do Rio de Janeiro na abertura do Rock in Rio.

Veio profissionalmente ao Brasil pela quarta vez em fevereiro e março de 2013, para shows em São Paulo, transmitido pelo canal de assinatura Multishow, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte e Recife.

Em fevereiro de 2014, apresentou-se em Goiânia, Fortaleza, Rio de Janeiro e Salvador.

Resumo de Shows:

Rio de Janeiro - Praça da Apoteose (Cancelado)

São Paulo - Estádio do Pacaembu (Cancelado)

São Paulo - Estádio do Ibirapuera

Rio de Janeiro - Estádio da Gávea

Rio de Janeiro - Praia de Copacabana (Cancelado)

São Paulo - Sala São Paulo

São Paulo - Anhembi

Rio de Janeiro - Praça da Apoteose

Rio de Janeiro - Rock in Rio

São Paulo - Jockey Club de São Paulo

Porto Alegre - Estádio do Zequinha

Brasilia - Centro de Convenções Internacional

Belo Horizonte - Estádio do Mineirão

Recife - Chevrolet Hall

  • Fevereiro de 2014:

Rio de Janeiro - HSBC Arena.

Goiânia - Estádio Serra Dourada.

Salvador - Arena Fonte Nova.

Fortaleza - Arena Castelão.

  • Setembro de 2015:

Rio de Janeiro - Rock in Rio.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Discografia de Elton John
Álbuns de estúdio 30
Álbuns ao vivo 4
Álbuns de compilação 17
Singles 128
Álbuns de tributo 1

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

Compilações[editar | editar código-fonte]

Trilhas Sonoras[editar | editar código-fonte]

Teatro Musical[editar | editar código-fonte]

Tributos[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. JOHN, Sir EltonWho's Who2015 (online Oxford University Press ed.). A & C Black, an imprint of Bloomsbury Publishing plc.
  2. Gundersen, Edna (23 September 2013). "Elton still standing for gay rights, home, Tammy Faye"USA Today.
  3. Gundersen, Edna (3 October 2013). "Russian Imam against Elton John Concert"The Hollywood Reporter.
  4. "RIAA News Room – The American Recording Industry Announces its Artists of the Century".Recording Industry Association of America website.RIAA. 10 November 1999. Archived from the originalon 6 October 2014. 
  5. "Elton John: Biography – Rolling Stone Music".Rolling Stone
  6. "The Immortals: The First Fifty"Rolling Stone.
  7. "Hot 100 55th Anniversary by the Numbers: Top 100 Artists, Most No. 1s, Biggest No. 2s & More".Billboard.
  8. "About: All About Elton: Bio". Elton John. 
  9. "Elton John AIDS Foundation". Ejaf.org.
  10. "Elton John on his idol, Leon Russell"Reuters
  11. Mick Brown (25 de outubro de 2010). «Elton John interview» (em inglês). The Telegraph. 
  12. «Sir Elton John and David Furnish marry» (em inglês). BBC News. 21 de dezembro de 2014. 
  13. «Elton John». Antena 1. 
  14. «Elton John Listed as Satisfactory After Throat Surgery» (em inglês). The New York Times. 7 de janeiro de 1987. 
  15. «Flashback: Watch Elton John Play Australia With a Symphony in 1986» (em inglês). Rolling Stone. 11 de fevereiro de 2014. 
  16. «How do you solve a problem like damaged vocal cords?» (em inglês). The Independent. 10 de agosto de 2011. 
  17. «Elton John actua a 27 de Junho no Estádio do Restelo». 19/3/2009. 
  18. «Elton John canta domingo no Pavilhão Atlântico». 25 de junho de 2009. 
  19. Elton John atrai menos público que Shakira no Rock in Rio Lisboa 24/5/2010
  20. Elton John em Julho no MEO Marés Vivas 20/11/2015

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Elton John
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Elton John