Damien Chazelle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Damien Chazelle
Chazelle em 11 de setembro de 2014.
Nascimento 19 de janeiro de 1985 (32 anos)
Providence,  Rhode Island
 Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Ocupação Cineasta e roteirista
Atividade 2009-presente
Cônjuge Jasmine McGlade (2010-2014)
Assinatura Damien Chazelle Signature.svg
Oscares da Academia
Melhor Diretor
2017 – La La Land
Globos de Ouro
Melhor Diretor
2017 – La La Land
Melhor Roteiro
2017 – La La Land
Prémios BAFTA
Melhor Diretor
2017 – La La Land

Damien Sayre Chazelle (Providence, 19 de janeiro de 1985) é um cineasta e roteirista norte-americano. Estreou sua carreira em 2009, com Guy and Madeline on a Park Bench, e teve seu primeiro destaque internacional em Whiplash, filme esse que teve cinco indicações ao Oscar 2015.[1][2] Em 2016, estreou o seu novo projeto La La Land, escrito e realizado por ele mesmo. O filme foi bem repercutido e venceu sete prêmios no Globo de Ouro 2017, incluindo "melhor roteiro" e "melhor diretor" para Chazelle. Venceu o Oscar 2017, na categoria de melhor diretor, sendo o vencedor mais novo da história. O próprio diretor tentou ser músico de jazz antes de se dedicar ao cinema. Ele estudou bateria na Princeton High School. Um dos seus professores inspirou o personagem carrasco de “Whiplash”. Não é difícil entender, então, porque ele acabou desistindo do jazz para se dedicar ao cinema. Damien se formou em Artes Visuais em Harvard em 2007, aos 22 anos. Antes de ganhar seus próprios filmes de grande orçamento, trabalhou como “roteirista de aluguel”, assinando alguns roteiros.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

O primeiro longa, independente, com roteiro e direção de Damien, é “Guy and Madeline on a park bench”. Foi como um ensaio para “La la land”: é um musical que conta a história do trompetista de jazz Guy que se apaixona pela tímida Madeline. Em 2013, lançou o curta-metragem “Whiplash”, de 18 minutos, uma versão embrionária do futuro longa. Ele ganhou o prêmio de júri de melhor curta em Sundance, o que ajudou na produção da versão estendida. Muita gente achou que ele já merecia a indicação a melhor diretor por “Whiplash: Em busca da perfeição”. Mas ele acabou sendo indicado apenas pelo roteiro adaptado (a partir do seu próprio curta). Não levou, mas ajudou o filme a ganhar três Oscars –edição, mixagem de som e ator coadjuvante, para J.K. Simmons.

Ano Título Diretor Produtor Roteirista
2009 Guy and Madeline on a Park Bench Sim Sim Sim
2013 The Last Exorcism Part II Não Não Sim
Grand Piano Não Sim Não
2014 Whiplash Sim Não Sim
2016 10 Cloverfield Lane Não Não Sim
La La Land Sim Não Sim

Referências

  1. Sweeney, Sarah (14 de maio de 2015). «A movie as a mirror». Harvard Gazette 
  2. Rottenberg, Josh (13 de fevereiro de 2015). «Damien Chazelle's wild, crazy ride to the Oscars with 'Whiplash'». The Los Angeles Times. Consultado em 8 de julho de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]