Sofia Coppola

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sofia Coppola
Sofia Coppola no Festival de Cannes, em 2013
Nome completo Sofia Carmina Coppola
Nascimento 14 de maio de 1971 (45 anos)
Nova York,  Nova Iorque
 Estados Unidos
Ocupação Atriz
Diretora
Roteirista
Produtora
Oscares da Academia
Melhor Roteiro Original
2004 - Lost in Translation
Globos de Ouro
Melhor Filme Comédia ou Musical
2004 - Lost in Translation
Melhor Roteiro
2004 - Lost in Translation
César
Melhor Filme Estrangeiro
2004 - Lost in Translation
Prémios BAFTA
Melhor Roteiro Original
2004 - Lost in Translation
Festival de Veneza
Leão de Ouro
2010 - Somewhere
IMDb: (inglês)

Sofia Carmina Coppola (Nova Iorque, 14 de maio de 1971) é uma cineasta, roteirista, produtora e atriz estadunidense[1]. Em 2003, recebeu o Oscar de Melhor Roteiro Original pelo filme Lost in Translation, e se tornou a terceira mulher a ser indicada para um Oscar de Melhor Diretor. Em 2010, com o drama Somewhere, ela se tornou a quarta cineasta dos Estados Unidos (dentre eles a primeira mulher) a ganhar o Leão de Ouro, o maior prêmio no Festival de Cinema de Veneza. É filha do também cineasta, produtor e roteirista Francis Ford Coppola[2].

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sofia Coppola nasceu na Cidade de Nova Iorque, Nova Iorque, a filha mais nova (e única menina) da cenografista/artista Eleanor Coppola (nome de solteira Neil) e do cineasta Francis Ford Coppola. Descende de italianos por parte de seu pai[3]. Aos quinze anos, estagiou na Chanel[4]. Sofia se graduou em 1989 no St. Helena High School, e então ingressou no Mills College e no California Institute of the Arts[5]. Depois de deixar a faculdade, Coppola iniciou uma linha de vestuário chamada MilkFed, que hoje é comercializada exclusivamente no Japão[6].

Atuação como cineasta[editar | editar código-fonte]

Coppola em 2003

O primeiro Curta-metragem de Sofia Coppola foi Lick the Star (1998). O curta foi veiculado diversas vezes no Independent Film Channel. Ela estreou seu primeiro Longa-metragem com As Virgens Suicidas (1999). O filme recebeu aclamação da crítica em sua premiere na América do Norte, no Sundance Film Festival de 2000 e foi lançado nos cinemas mais tarde no mesmo ano.

Seu segundo longa-metragem foi Lost in Translation (2003). Coppola ganhou o Oscar por seu roteiro original e três Globos de Ouro, incluindo Melhor Filme Musical ou Comédia. Após Lina Wertmüller e Jane Campion, Coppola se tornou a terceira diretora mulher a ser indicada a um Oscar de Melhor Diretor. Foi a segunda mulher a ganhar o prêmio de Melhor Roteiro Original, precedida por Campion em 1994 (Wertmüller também foi indicada ao prêmio). Em 2004, Coppola foi convidada para ingressar a Academy of Motion Picture Arts and Sciences.[7]

Seu terceiro filme longa-metragem foi a cinebiografia Marie Antoinette, adaptado da biografia pela historiadora britânica Antonia Fraser. Kirsten Dunst interpretou a protagonista que dá nome ao filme, que se casa com o Rei Luís XVI, interpretado por Jason Schwartzman, primo de Coppola. O filme estreou no Festival de Cannes de 2006 [8] onde, apesar de algumas vaias na audiência, o filme recebeu uma ovação de pé.[9] A recepção da crítica foi dividida.

Seu quarto filme foi Somewhere (2010). Foi filmado no Chateau Marmont. A trama envolve um ator "bad boy" retratado por Stephen Dorff, que é forçado a reavaliar sua vida quando sua filha, interpretada por Elle Fanning, o visita inesperadamente.[10] Em novembro de 2010, Coppola foi entrevistada por Joel Coen, que professou sua admiração pelo trabalho dela, na apresentação do filme Somewhere na Director's Guild of America em Nova Iorque.[11]

O filme seguinte de Coppola, The Bling Ring (2013), se baseou em eventos reais sobre um grupo de adolescentes da California que invadiram as casas de diversas celebridades entre 2008 e 2009, furtando em torno de três milhões de dólares em dinheiro e bens.[12] Emma Watson,[13] Taissa Farmiga,[14] Leslie Mann, Israel Broussard,[15] Katie Chang, e Claire Julien estrelaram no filme. O filme abriu a seção Un Certain Regard do Festival de Cannes 2013.[16]

Coppola in 2013

Em meados de dezembro de 2013, o estúdio de cinema American Zoetrope informou que obteve os direitos de adaptação do livro Fairyland: A Memoir of My Father e que Coppola realizará o filme com Andrew Durham. Coppola também produzirá o filme, com seu irmão Roman.[17]

Em março de 2014, foi noticiado que Coppola estava em negociações para dirigir uma adaptação com atores reais de A Pequena Sereia, de um roteiro de Caroline Thompson.[18] Entretanto, em junho de 2015, foi anunciado que Coppola deixou o filme devido a diferenças criativas.[19]

Em outubro de 2014, Bill Murray anunciou no The Ellen DeGeneres Show que ele e Coppola estariam trabalhando num especial de Natal.[20] Ele declarou que estavam em estágios iniciais de planejamento e nenhuma rede de contatos estava ainda envolvida naquele momento. Em maio de 2015, o primeiro trailer para A Very Murray Christmas foi lançado junto com a notícia de que o especial seria veiculado em dezembro daquele ano pelo Netflix.[21]

Coppola está designada para dirigir um remake do filme de velho-oeste de 1971, The Beguiled, estrelando Nicole Kidman, Elle Fanning e Kirsten Dunst, a ser lançado em 2017.[22]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Tem duas filhas, Romy nascida no dia 28 de novembro de 2006, e Cosima, nascida em Junho de 2010, fruto de seu relacionamento com o músico Thomas Mars da banda Phoenix. Eles se conheceram quando ele concedeu uma de suas músicas para o filme Encontros e Desencontros (Lost in Translation). O casal continua junto.

Em 2009, o cantor estadunidense Sufjan Stevens compôs e produziu uma música à atriz/diretora chamada "Song for Sofia", ou "Sofia's Song".

Sofia já teve um relacionamento com Anthony Kiedis, vocalista dos Red Hot Chili Peppers.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Como diretora[editar | editar código-fonte]

O filme Marie Antoinette, sobre a vida da última rainha da França, Maria Antonieta, com Kirsten Dunst e Jason Schwartzman nos principais papéis, foi lançado em 24 de Março de 2006 no Festival de Cannes. Tem como influências artísticas o cinema de Federico Fellini e de Michelangelo Antonioni; no filme Lost in Translation, presta homenagem ao primeiro, quando os protagonistas assistem ao filme La Dolce Vita.

Como atriz[editar | editar código-fonte]

As suas performances como atriz não obtiveram destaque, e Sofia Coppola eventualmente abandonou a atuação para se dedicar exclusivamente à realização.

Premiações[editar | editar código-fonte]

Oscar
  • Indicação na categoria de Melhor Filme, por Lost in Translation (2003).
  • Indicação na categoria de Melhor Diretor, por Lost in Translation (2003).
  • Venceu na categoria de Melhor Roteiro Original, por Lost in Translation (2003).
Globo de Ouro
  • Indicação na categoria de Melhor Diretor, por Lost in Translation (2003).
  • Venceu na categoria de Melhor Roteiro, por Lost in Translation (2003).
Leão de Ouro do Festival de Veneza
  • Venceu na categoria Melhor Filme com Somewhere (2010)
BAFTA
  • Indicação na categoria de Melhor Filme, por Lost in Translation (2003).
  • Indicação na categoria de Melhor Diretor, por Lost in Translation (2003).
  • Indicação na categoria de Melhor Roteiro Original, por Lost in Translation (2003).
Festival de Cannes
  • Indicação a Palma de Ouro de Melhor Filme com "Maria Antonieta" (2005)
  • Indicação a Melhor Filme na Seção paralela "Un Certain Regard" com "Bling Ring: A Gangue de Holywood" (2013)
Independent Spirit Award
  • Venceu na categoria de Melhor Filme, por Lost in Translation (2003).
  • Venceu na categoria de Melhor Diretor, por Lost in Translation (2003).
  • Venceu na categoria de Melhor Roteiro, por Lost in Translation (2003).
MTV Movie Awards
  • Venceu na categoria de Melhor Diretor Estreante, por As Virgens Suicidas (1999).
Framboesa de Ouro
  • Venceu na categoria de Pior Atriz Coadjuvante, por O Poderoso Chefão III (1990).
  • Venceu na categoria de Pior Revelação, por O Poderoso Chefão III (1990).
  • Indicação na categoria de Pior Revelação da Década, por sua atuação em O Poderoso Chefão III" (1990).
  • Indicação ao Framboesa de Ouro de Pior Atriz Coadjuvante da Década, por Star Wars: Episódio I - A Ameaça-Fantasma (1999).
Mostra São Paulo de Cinema
  • Recebeu o Prêmio da Crítica por Lost in Translation (2003).

Referências

  1. «Sofia Coppola». AdoroCinema.com. Consultado em 11 de julho de 2013 
  2. «Sofia Coppola, filha de Francis»  BOL
  3. «Sofia Coppola | The Talks». The Talks (em inglês) 
  4. «Sofia Coppola: I'm more interested in looking than being looked at» (em inglês) 
  5. Menkes, Suzy (14 de outubro de 2008). «Sofia Coppola: Discreet, chic and grown-up». The New York Times. ISSN 0362-4331 
  6. «Did you know Sofia Coppola has a fashion line called MilkFed?». www.sassybella.com (em inglês). Consultado em 20 de março de 2017 
  7. «Academy Invites 127 to Membership»  Arquivado em 11 de junho de 2007 no Wayback Machine.
  8. «Festival de Cannes: Marie Antoinette». Cannes. Consultado em 13 de dezembro de 2009 
  9. «Marie Antoinette - a Quotational Reference Guide». Big Screen Little Screen. Consultado em 27 de agosto de 2012 
  10. Siegel, Tatiana (16 de abril de 2009). «Sofia Coppola books Marmont film». Variety 
  11. Rome, Emily. «Sophia Coppola and a Cohen Brother talk Somewhere at DGA Screening». Entertainment Weekly. Consultado em 27 de agosto de 2012 
  12. «Sofia Coppola Reportedly Planning Movie On The Hollywood Hills Burglar Bunch; Tess Taylor Apparently Stars & The Playlist». Indiewire. Consultado em 27 de agosto de 2012 
  13. «Emma Watson To Star In Sofia Coppola's Next Film 'The Bling Ring' & The Playlist». Indiewire. 29 de fevereiro de 2012. Consultado em 27 de agosto de 2012 
  14. «AMERICAN HORROR STORY Star Taissa Farmiga Joins Sofia Coppola's THE BLING RING and JAMESY BOY». Collider.com. 1 de março de 2012. Consultado em 27 de agosto de 2012 
  15. Kit, Borys (6 de março de 2012). «Leslie Mann, Israel Broussard Cast in Sofia Coppola's 'Bling Ring' (Exclusive)». The Hollywood Reporter 
  16. «Bling Ring 2013 Un Certain Regard Opening Film». Deadline.com. 18 de abril de 2013. Consultado em 18 de abril de 2013 
  17. «Sofia Coppola To Co-Write 'Fairyland' For American Zoetrope». Deadline.com. 16 de dezembro de 2013. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  18. «Sofia Coppola to Direct Universal and Working Title's "Little Mermaid"». Variety. 18 de março de 2014 
  19. «Sofia Coppola Drops Out Of 'The Little Mermaid'». Deadline.com. 1 de junho de 2015 
  20. Hughes, Jason (21 de outubro de 2014). «Bill Murray Talks Christmas Special With Sofia Coppola: I Guess I'll Do It' (Video)». TheWrap. Consultado em 7 de novembro de 2014 
  21. Jagernauth, Kevin. «Watch: First Teaser For Sofia Coppola's 'A Very Murray Christmas' With Bill Murray». Indiewire. Consultado em 22 de maio de 2015 
  22. Colin Farrell In Talks to Star in Sofia Coppola’s ‘Beguiled’ Remake (EXCLUSIVE)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um cineasta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.