Mel Brooks

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mel Brooks
Nome completo Melvin Kaminsky
Nascimento 28 de junho de 1926 (90 anos)
Nova Iorque, EUA
Ocupação Ator e cineasta
Atividade 1949 -presente
IMDb: (inglês)

Mel Brooks, nome artístico de Melvin Kaminsky, (Nova Iorque, 28 de junho de 1926) é um ator e cineasta norte-americano de origem judaica.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Depois de servir na Segunda Guerra Mundial em um esquadrão anti-minas, Mel Kaminsky entrou para a vida artística, se renomeando Mel Brooks para evitar ser confundido com o saxofonista Max Kaminsky. Inicialmente um músico, entrou para a Comédia stand-up ao substituir um comediante que ficara doente. Brooks tornou roteirista de televisão, e tornou-se conhecido por criar junto de Buck Henry a série Get Smart, exibida no período de 1965-1970. Antes, escreveu a peça All-American em 1962 e foi narrador e roteirista de The Critic, um curta-metragem animado dirigido por Ernest Pintoff em 1963, que acabou vencendo o Óscar.

Sua estreia no cinema foi The Producers, uma comédia de 1968 que escreveu e dirigiu. Apesar de críticas divisivas e baixo faturamento, Brooks acabou vencendo o Oscar de Roteiro Original, e anos depois criaria uma versão musical do filme para a Broadway (gerando uma refilmagem em 2005). A partir daí se tornou especializado em paródias, seguindo o caminho aberto ao parodiar o Filme de espionagem com Agente 86: a partir da década de 70 Brooks faria o mesmo com os gêneros western (Banzé no Oeste), terror (Young Frankenstein e Dracula: Dead and Loving It), aventura (A louca louca história de Robin Hood), Suspense (Alta Ansiedade), épico-histórico (História do Mundo - parte 1), ficção científica (S.O.S. - Tem um louco solto no espaço) e cinema mudo (A última loucura de Mel Brooks).

Sua produtora Brooksfilms também foi responsável por aclamadas produções não-cômicas, como os dramas biográficos O Homem Elefante (estreia americana do realizador britânico David Lynch) e Frances, e o remake de ficção científica A Mosca.

Gosta de dirigir um grupo seleto de comediantes, que se repetem em seus filmes, sejam como protagonistas, sejam em participações especiais: (Gene Wilder, Dom DeLuise — que apareceu em 12 filmes de Brooks — Madeline Kahn), além de sua esposa Anne Bancroft que trabalhou com ele em Sou ou Não Sou? e A Última Loucura de Mel Brooks.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Tiítulo Direção Produção Roteiro Papel
1954 New Faces Não Não Sim
1968 The Producers Sim Não Sim Cantor (voz, não creditado)
1970 The Twelve Chairs Sim Não Sim Tikon
1974 Blazing Saddles Sim Não Sim Governador Lepetomane / Chefe Indígena
1974 Young Frankenstein Sim Não Sim
1976 Silent Movie Sim Não Sim Mel Funn
1977 High Anxiety Sim Sim Sim Richard H. Thorndyke
1979 The Muppet Movie Não Não Não Professor Max Krassman
1981 History of the World, Part I Sim Sim Sim Moisés / Comicus / Torquemada / Luís XVI
1983 To Be or Not to Be Não Sim Não Dr. Frederick Bronski
1987 Spaceballs Sim Sim Sim Presidente Skroob / Yogurt
1990 Look Who's Talking Too Não Não Não Mr. Toilet Man (voz)
1991 Life Stinks Sim Sim Sim Goddard Bolt
1992 Mickey's Audition Não Não Não Movie Director
1993 Robin Hood: Men in Tights Sim Sim Sim Rabino Tuckman
1994 The Little Rascals Não Não Não Mr. Welling
1995 Dracula: Dead and Loving It Sim Sim Sim Dr. Abraham Van Helsing
1999 Screw Loose Não Não Não Jake Gordon
2000 Sex, Lies and Video Violence Não Não Não Stressed old man
2005 Robots Não Não Não Bigweld (voice)
2005 The Producers Não Sim Sim Hilda the Pigeon, Tom the Cat (voz) / Ele mesmo
2010 Ruby's Studio: The Feelings Show Não Não Não Sally Simon Simmons Narrator (voz)
2014 Mr. Peabody & Sherman Não Não Não Albert Einstein (voz)
2015 Underdogs Não Não Não The Preacher (voz)
2015 Hotel Transylvania 2 Não Não Não Vlad (voz)
2016 Sausage Party Não Não Não Wallace (voz)
2017 Blazing Samurai Não Não Não Shogun

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • Ganhou o Óscar de Melhor Argumento Original, por seu trabalho em "The Producers" (1968).
  • Recebeu uma nomeação ao Óscar, na categoria de Melhor Argumento Adaptado, por seu trabalho em "Young Frankenstein" (1974).
  • Recebeu uma nomeação ao Óscar, na categoria de Melhor Canção Original, pela canção "Blazing Saddles", de "Blazing saddles" (1974).
  • Recebeu duas nomeações ao Globo de Ouro, na categoria de Melhor Actor - Comédia/Musical, pelo desempenho em "Silent movie" (1976) e "High anxiety" (1977).
  • Recebeu uma nomeação ao Globo de Ouro, na categoria de Melhor Argumento, por "The Producers" (1968).
  • Recebeu uma nomeação ao BAFTA, na categoria de Melhor Argumento, por "Blazing saddles" (1974).
  • Mel Brooks é uma das poucas pessoas a receberem um Óscar(prêmio de cinema),um Grammy(prêmio de música),um Emmy(prêmio de TV) e um Tony(prêmio de teatro).Todos esses prêmios,os maiores em sua categoria:Cinema, Música, TV e Teatro.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote