Earl Robinson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Earl Hawley Robinson (Seattle, 2 de julho de 1910 – Seattle, 20 de julho de 1991) foi um compositor e letrista americano e pai do também compositor Perry Robinson. Entre suas canções mais memoráveis figuram Ballad for Americans, The House I Live In e Joe Hill.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Robison aprendeu a tocar violino, viola e piano durante sua infância. Estudou harmonização na Universidade de Washington, graduando-se em 1933, aos 23 anos de idade. Um ano depois mudou-se para Nova Iorque, aonde teve lições com Hanns Eisler e Aaron Copland.

Do início a meados dos anos 40, Robinson dedicou-se bastante a compor trilhas sonoras para filmes de Hollywood, porém, após ter sido incluído na lista negra, durante a era de perseguição imposta aos comunistas nos EUA pelo senador McCarthy, ele viu-se impossibilatado de seguir trabalhando em Hollywood. Retornou então a Nova Iorque, aonde passou a comandar um programa musical na Elisabeth Irwin High School, como diretor de orquestra e coro.

Apesar de perseguido por sua posição política, o trabalho de Robison não foi apagado da história americana, e entre seus trabalhos mais lembrados estão a melodia de Ballad for Americans, The House I Live In (um [Hit single|hit]] de 1945 gravado por Frank Sinatra), Joe Hill e Black and White, entre tantas outras.

Earl Robison morreu aos 81 anos de idade, vítima de acidente de carro, na sua cidade natal de Seattle.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.