Mervyn LeRoy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mervyn LeRoy
Marvin LeRoy (direita) com o príncipe do Japão Akihito em 1953
Nascimento 15 de outubro de 1900
São Francisco
Morte 13 de setembro de 1987 (86 anos)
Beverly Hills
Residência São Francisco
Sepultamento Forest Lawn Memorial Park
Cidadania Estados Unidos
Cônjuge Edna Murphy
Filho(s) Warner LeRoy
Ocupação ator, produtor cinematográfico, diretor de cinema, roteirista, ator de cinema
Prêmios Globo de Ouro de Melhor Filme Promovendo Entendimento Internacional, Oscar Honorário, Prémio Cecil B. DeMille, Globo de Ouro de Melhor Filme Promovendo Entendimento Internacional, Prêmio Memorial Irving G. Thalberg
Causa da morte mal de Alzheimer

Mervyn LeRoy (São Francisco, Califórnia em 15 de Outubro de 1900 - Los Angeles, Estados Unidos em 13 de Setembro de 1987), foi um director de cinema americano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mervyn começou no Teatro de Vaudeville, onde estreou ainda criança ao lado da mãe. Em 1924, por intermédio de um primo, o produtor Jesse Lasky, empregou-se no Famous Players onde trabalhou no laboratório, como assistente de câmara e escritor de gags, até 1927.

Seu sonho era dirigir um filme e ele conseguiu a proeza em 1927 ao realizar No Place to Go (Idílio mal parado). A partir daí, reconhecido pela crítica como uma grande revelação, ele dirigiu 30 filmes de 1930 a 1939.

Dirigiu todos os tipos de filmes mas se destacou por aqueles que abordavam problemas sociais como Little Caesar (Alma no Lodo), Two Seconds (Dois segundos) e I am a fugitive from a chain gang (O Fugitivo).

Suas maiores bilheterias foram com filmes históricos como "A Ponte de Waterloo" de 1940 e "Quo Vadis?" de 1951.

Filmografia[editar | editar código-fonte]