Joseph Breen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita referências, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2019). Ajude a inserir fontes confiáveis e independentes. Material controverso que esteja sem fontes deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Joseph Breen
Nascimento 14 de outubro de 1890
Filadélfia
Morte 5 de dezembro de 1965 (75 anos)
Los Angeles
Sepultamento Holy Cross Cemetery
Cidadania Estados Unidos
Ocupação jornalista, roteirista

Joseph Ignatius Breen (Filadélfia, 14 de outubro de 1888 - Los Angeles, 5 de dezembro de 1965) foi um jornalista estadunidense. De 1934 a 1954 ele atuou como chefe da Administração do Código de Produção de Hollywood (Production Code Administration, PCA).[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Breen era jornalista, e trabalhou para Will H. Hays que o nomeou para liderar a Administração de Código de Produção (PCA), um departamento recém-criado do Motion Picture Association of America, criado para administrar o Código de Produção de Filmes.[2] Ao contrário de tentativas anteriores de autocensura, as decisões do PCA se tornaram obrigatórias - nenhum filme poderia ser exibido em um cinema estadunidense sem o selo de aprovação do PCA. Qualquer produtor que tentasse fazê-lo pagaria uma multa de US$ 25.000.

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

No filme The Aviator de 2004, Joseph Breen é interpretado por Edward Herrmann.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bob Pondillo. «Joseph Breen» (em inglês). Middle Tennessee State University. Consultado em 18 de junho de 2019 
  2. Mundo Estranho (4 de julho de 2018). «É verdade que existia censura em Hollywood?/». Super Interessante. Consultado em 18 de junho de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]