Andrzej Wajda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Andrzej Wajda
Andrzej Wajda, Varsóvia, maio de 2006
Nascimento 6 de março de 1926
Suwałki, Polônia
Morte 9 de outubro de 2016 (90 anos)
Varsóvia, Polônia
Ocupação Cineasta
Oscares da Academia
Oscar Honorário
2000 - Pelas realizações no cinema
César
César Honorário
1982

César de melhor realizador
1983

Festival de Cannes
Palma de Ouro
1981
Festival de Berlim
Urso de Ouro Honorário
2006
Festival de Veneza
Prémio de Honra - Leão de Ouro
1998
Outros prêmios
Prémio Dourado do Festival Internacional de Cinema de Moscovo
1975

Melhor filme do Festival Internacional de Cinema de San Sebastián
1980

Página oficial
IMDb: (inglês)

Andrzej Wajda (Suwałki, 6 de março de 1926Varsóvia, 9 de outubro de 2016) foi um diretor de cinema polaco.[1]

Começou a estudar cinema logo após a Segunda Guerra Mundial, na qual participou lutando com a Resistência Francesa, em 1942.

A história e política da Polônia é dominante em sua obra. Foi senador pelo país.

Em abril de 2000, Andrzej Wajda doou a estatueta do Óscar honorário que havia ganho naquele mesmo ano ao Museu da Universidade Jaguelônica, em Cracóvia.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

  • 1954 – Geração (Pokolenie)
  • 1957 – Kanal
  • 1958 – Cinzas e diamantes (Popiół i diament)
  • 1959 – Lotna
  • 1962 – Um Amor aos Vinte Anos (L'Amour à Vingt Ans)
  • 1969 – Tudo a Venda (Wszystko na sprzedaz)
  • 1970 – Paisagem após a Batalha (Krajobraz po bitwie)
  • 1970 – O Bosque de Bétulas (Brzezina)
  • 1973 – Bodas (Wesele)
  • 1975 – Terra Prometida (Ziemia obiecana)
  • 1976 – O Homem de Mármore (Człowiek z marmuru)
  • 1978 – Sem anestesia (Bez znieczulenia)
  • 1979 – As Senhoritas de Wilko (Panny z Wilka)
  • 1980 – O Maestro (Dyrygent)
  • 1981 – O homem de ferro (Człowiek z żelaza)
  • 1983 – Danton
  • 1983 – Um Amor na Alemanha (Eine Liebe in Deutschland)
  • 1988 – Os Possessos (Les possédés)
  • 1990 – As 200 Crianças do Dr.Korczak (Korczak)
  • 1995 – Semana Santa (Wielki tydzien)
  • 1997 – Senhorita Ninguém (Panna Nikt)
  • 1999 – O Senhor Tadeu (Pan Tadeusz)
  • 2002 – A Vingança (Zemsta)
  • 2007 – Katyn
  • 2009 – Doce Perfume (Tatarak)
  • 2013 – Wałęsa

Principais prêmios e homenagens[editar | editar código-fonte]

Oscar
Festival de Berlim
  • 2006 – Recebeu um Leão de Ouro honorário.
  • 1996 – Recebeu um Leão de Prata por sua contribuição para a arte do cinema.
BAFTA
  • 1984 – Recebeu o prêmio BAFTA por Danton.
Festival de Cannes
  • 1981 – Recebeu a Palma de Ouro e o Prêmio do Júri Ecumênico por O homem de ferro.
  • 1979 – Recebeu o Prêmio do Júri Ecumênico por Sem anestesia.
  • 1978 – Recebeu o Prêmio FIPRESCI por O homem de mármore.
  • 1957 – Recebeu o Prêmio Especial do Júri por Kanal.
Prêmio César
  • 1983 – Recebeu o prêmio na categoria de Melhor Diretor por Danton.
Prêmio David di Donatello
  • 1978 – Recebeu o Prêmio Luchino Visconti.
Festival de Moscou
  • 1975 – Recebeu o Prêmio de Ouro por Ziemia obiecana (Terra prometida).
  • 1971 – Recebeu o Prêmio de Ouro por Brzezina

Referências

  1. «Morre o cineasta polonês Andrzej Wajda». G1. Consultado em 9 de outubro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Andrzej Wajda