Festival Internacional de Cinema de San Sebastián

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

O Festival Internacional de Cinema de San Sebastián (em espanhol: Festival Internacional de Cine de San Sebastián; em basco: Donostiako Nazioarteko Zinemaldia) é um dos mais prestigiados e famosos festivais de cinema do mundo. Ele acontece todos os anos no mês de setembro, na cidade espanhola de San Sebastián. Sua primeira edição foi em 1953 e o grande premiado foi o filme "La guerra de Dios" de Rafael Gil.

Premiações para melhor filme - Concha de Ouro[editar | editar código-fonte]

  • 1953 "La Guerra de Dios", de Rafael Gil (Espanha)
  • 1956 "O Ferroviário"(Il Ferroviere), de Pietro Germi (Itália)
  • 1957 "La Nonna Sabella", de Dino Risi (Itália)
  • 1959 "Uma Cruz à Beira do Abismo" (The nuns story), de Fred Zinnemann (EUA)
  • 1960 "Romeo, Juliet a Tma", de Jiri Weiss (Tchecoslováquia)
  • 1964 "Terra de um Sonho Distante" (America, America), de Elia Kazan (EUA)
  • 1970 "Ondata di Calore", de Nelo Risi (Itália)
  • 1971 "O Joelho de Claire" (Le Genou de Claire), de Eric Rohmer (França)
  • 1972 "O Sistema" (The Glass House), de Tom Gries (EUA)
  • 1973 "O Espírito da Colméia" (El Espíritu de la Colmena), de Victor Erice (Espanha)
  • 1977 "Peça Inacabada para Piano Mecânico"(Mekhanicheskogo pianino), de Nikita Mijalkov (URSS)
  • 1980 "O Maestro"(Dyrygent), de Andrzej Wajda (Polonia)- Prêmio extraoficial
  • 1981 "Crônica de um Amor Louco" (Storie di Ordinaria Follia), de Marco Ferreri (Italia)- Prêmio Extraoficial
  • 1983 "Coup de Foudre", de Diane Kurys (França) - Prêmio Extraoficial
  • 1987 "Núpcias Na Galiléia" (Noce en Galilée), de Michel Khleifi (Palestina/França/Bélgica)
  • 1995 "Margaret's Museum", de Mort Ransen (Canadá/Inglaterra)
  • 1997 "Negócios à Parte"(Rien ne va plus), de Claude Chabrol (França)
  • 1998 "El Viento se Llevo lo Que" de Alejandro Agresti (Argentina/Holanda/Espanha/França)
  • 2000 "La Perdición de los Hombres", de Arturo Ripstein (México/Espanha)
  • 2007 "Mil Anos de Orações"(A Thousand Years of a Good Prayer), de Wayne Wang (EUA)
  • 2008 "A Caixa de Pandora" (Pandoranin Kutusu), de Yesim Ustaoglu (Turquia/França/Alemanha/Belgica)
  • 2009 "City of Life and Death" (Nanjing!Nanjing!), de Lu Chuan (China)
  • 2010 "Neds", de Peter Mulan ( Inglaterra/França/Itália)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Festival Internacional de Cinema de San Sebastián


Ícone de esboço Este artigo sobre cinema é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.