Of Monsters and Men

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Of Monsters and Men
A banda tocando em Nova Iorque.
Informação geral
Origem Garður, Garðabær
País  Islândia
Gênero(s) Indie pop
Indie folk
Indie rock
Folk rock
Rock alternativo
Pop rock
Período em atividade 2010 - atualmente
Gravadora(s) Record Records
Universal Music
Republic Records
Influência(s) Björk
Arcade Fire
Mumford & Sons
Edward Sharpe and the Magnetic Zeros
Integrantes Nanna Bryndís Hilmarsdóttir
Ragnar Þórhallsson
Brynjar Leifsson
Kristján Páll Kristjánsson
Arnar Rósenkranz Hilmarsson
Ex-integrantes Árni Guðjónsson
Página oficial Site Oficial

Of Monsters and Men (ocasionalmente abreviado por OMAM) é uma banda formada na Islândia de indie folk em 2010.[1] Ela é composta pelos islandeses Nanna Bryndís Hilmarsdóttir (vocal e violão), Ragnar "Raggi" Þórhallsson (vocal e violão), Brynjar Leifsson (guitarra), Arnar Rósenkranz Hilmarsson (bateria) e Kristján Páll Kristjánsson (baixo). Em 2012, o ex-integrante Árni Guðjónsson anunciou sua saída da banda para terminar os estudos. A banda foi formada após um projeto solo da vocalista, chamado Songbird, que depois recrutou os outros integrantes da banda.[2][3]

A banda ganhou sucesso internacional depois de vencer a batalha anual de bandas na Islândia, Músíktilraunir, em 2010. Em 2011, Of Monsters and Men lançaram um EP intitulado Into the Woods. O álbum de estréia de 2011 da banda, My Head Is an Animal, atingiu a posição #1 na Austrália, Islândia, Irlanda e nas categorias Rock e Alternative Songs dos Estados Unidos, enquanto alcançou a posição #6 na Billboard 200 como melhor álbum, #3 do Reino Unido, e o Top 20 da maioria das tabelas européias e canadenses. Seu principal single, "Little Talks" foi um sucesso internacional, alcançando o Top 10 na maioria das paradas musicais na Europa, incluindo o #1 na Irlanda e na Islândia e #1 em Alternative Songs dos Estados Unidos.

Of Monsters and Men ganharam o European Border Breakers Awards de 2013.

História[editar | editar código-fonte]

O Of Monsters and Men foi formado na Islândia em 2010, originário do Songbird, um projeto solo da vocalista Nanna Bryndís Hilmarsdóttir. Nanna recrutou Ragnar "Raggi" Þórhallsson (voz e violão), Brynjar Leifsson (guitarra) e Arnar Rósenkranz Hilmarsson (bateria) para a banda, e escolheram o nome Of Monsters and Men, por sugestão de Raggi. Logo depois, Kristján Páll Kristjánsson (baixo) e Árni Guðjónsson (teclado) foram adicionados à formação e a banda então começou a compor músicas e gravar suas primeiras demos. O grupo começou a ganhar reconhecimento após vencer a competição anual de bandas Músíktilraunir, que ocorre em Reykjavík, Islândia.

Em fevereiro de 2011, assinaram um contrato de gravação com a Record Records e começaram a gravação de seu primeiro álbum. O álbum de estreia do Of Monsters and Men, My Head Is an Animal, foi lançado em setembro de 2011 na Islândia. O single "Little Talks" foi um sucesso nacional, e abriu as portas para uma carreira internacional. Assim, o grupo assinou com a Universal Records e então My Head Is an Animal foi lançado mundialmente em abril de 2012.

O álbum foi suporte para uma longa turnê mundial que durou 18 meses. No meio da turnê, em outubro de 2012, o pianista Árni resolveu deixar a banda, para voltar à faculdade. Durante a turnê, o Of Monsters and Men tocou em vários países, incluindo o Brasil, como parte do Lollapalooza Brasil 2013 além de performances em outros dos maiores festivais do mundo. A turnê foi finalizada em setembro de 2013, e foi seguida por uma pequena pausa nas atividades da banda.[4]

Em novembro de 2013, a banda lançou a canção "Silhouettes", como parte da trilha sonora de Hunger Games: Catching Fire. Em dezembro do mesmo ano, a lançaram o seu primeiro álbum ao vivo, o EP Live from Vatnagarðar, gravado em um estúdio da Islândia exclusivamente para o iTunes.[5]

Em fevereiro de 2014 o pequeno hiato da banda chegou ao fim e o Of Monsters and Men começou a compor seu novo disco. Em novembro a banda iniciou a gravação do disco no Eldorado Studios em Burbank. No dia 16 de março de 2015, foi anunciado que o segundo álbum da banda, Beneath the Skin, que foi lançado no dia 09 de junho de 2015, juntamente com o primeiro single do disco, "Crystals".

Em maio de 2017, a banda anunciou, através de sua conta oficial do Instagram, que está em estúdio gravando seu terceiro disco[6][7].

Discografia[editar | editar código-fonte]

Formação[editar | editar código-fonte]

Membros atuais[editar | editar código-fonte]

  • Nanna Bryndís Hilmarsdóttir - vocal e violão (2010-presente)
  • Ragnar "Raggi" Þórhallsson - vocal e violão (2010-presente)
  • Brynjar Leifsson - guitarra (2010-presente)
  • Arnar Rósenkranz Hilmarsson - bateria (2010-presente)
  • Kristján Páll Kristjánsson baixo (2010-presente)

Membros de apoio[editar | editar código-fonte]

  • Ragnhildur Gunnarsdóttir - trompete e teclados (2012-presente)
  • Steingrimur Karl Teague - piano e acordeão (2012-presente)
  • Bjarni Þór Jensson - guitarra (2015-presente)
  • Sigrún Kristbjörg Jónsdóttir - trombone (2015-presente)

Ex-membros[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «PBS Arts: Of Monsters and Men – 'Little Talks'». PBS Arts. 2011. Consultado em 1 de abril de 2013 
  2. «Of Monsters and Men Facebook Page». Consultado em 10 de março de 2012 
  3. «Of Monsters and Men in exultant Philadelphia debut». Philadelphia Inquirer. Consultado em 30 de julho de 2012 
  4. http://www.ruv.is/frett/nanna-bryndis-valdi-norraenan-popplagalista
  5. «Cópia arquivada». Consultado em 26 de fevereiro de 2014. Arquivado do original em 2 de março de 2014 
  6. «Of Monsters and Men on Instagram: "Album 3. Let's do this!!!"». Instagram (em inglês). Consultado em 4 de fevereiro de 2019 
  7. Hora, Stephanie (22 de maio de 2017). «Of Monsters and Men já está gravando novo álbum de estúdio». Nação da Música. Consultado em 4 de fevereiro de 2019 

ligações externas[editar | editar código-fonte]